F5 - Design de Interação

4.512 visualizações

Publicada em

Apresentação sobre Design de Interação feita durante o F5, evento mensal da AGADI

Publicada em: Design, Tecnologia

F5 - Design de Interação

  1. 1. Design de Interação marcos nähr F5 - Design de Interação | 14 de julho de 2009
  2. 2. Design de Interação • Desmistificar o design de interação • Entender os paradigmas do computador • Analisar o processo do design de interação • Definir os elementos por trás deste processo
  3. 3. mistificar Jesse James Garret
  4. 4. mistificar Dan Saffer
  5. 5. mistificar Challis Hodge
  6. 6. mistificar Challis Hodge
  7. 7. mistificar Nathan Shedroff
  8. 8. Desmistificar por Bill Verplank
  9. 9. Desmistificar fazer Design de Interação é contar uma história • Foque em pessoas... • Que estão fazendo alguma coisa... • Em um lugar específico... • Por razões específicas... • Para atingir um objetivo específico. A interface é menos importante que as tarefas, o contexto e os objetivos!
  10. 10. Entender os Paradigmas do Computador
  11. 11. Analisar o Processo do Design de Interação motivação significado modo mapeamento
  12. 12. Definir os Elementos por trás deste Processo barreiras avaliação síntese prototipagem estrutura visualização ideação seleção tangibilização incertezas
  13. 13. Definir os Elementos por trás deste Processo Barreiras •Necessidades e desejos •Percepções •Modelos mentais e expectativas •Conhecimento da marca •Barreiras funcionais •Tecnologia •Ambiente •Barreiras financeiras...
  14. 14. Definir os Elementos por trás deste Processo Síntese •Absorção de todos elementos chave •Idéias e características de design •Normalmente é subconsciente •E aparece melhor em ambientes calmos
  15. 15. Definir os Elementos por trás deste Processo Estrutura •Articula a síntese •Faz as idéias acontecerem •É também uma forma de síntese •Momento de ordem após o caos das barreiras
  16. 16. Definir os Elementos por trás deste Processo Ideação •Serve para “coar” as idéias •Uma boa estrutura = melhores idéias •Brainstorming ajuda no processo •Idéias aparecem a todo momento •Uma boa idéia pode reiniciar todo o processo!!
  17. 17. Definir os Elementos por trás deste Processo Tangibilização •Descrever as idéias •Sair das nuvens e por os pés no chão
  18. 18. Definir os Elementos por trás deste Processo Incertezas •Tendem a aparecer após a tangibilização •Fator precursor da seleção •Trabalha questões sem resposta até agora •“é simples o suficiente para ser entendido?”
  19. 19. Definir os Elementos por trás deste Processo Seleção •Hora de escolher •Lista “gerenciável” de alternativas •Idéias boas ficarão para trás
  20. 20. Definir os Elementos por trás deste Processo Visualização •Primo da tangibilização e da prototipagem •Leva a tangibilização mais adiante •Representação mais completa •Realista, mas ainda não funcional
  21. 21. Definir os Elementos por trás deste Processo Prototipagem •Testar como o design deve funcionar •Protótipos complexos x simples •Protótipo inicial: rápido e bruto •Protótipo final: interações realistas
  22. 22. Definir os Elementos por trás deste Processo Avaliação •Deve aparecer + vezes durante o processo •Pelos designers ou usuários/clientes •Resultados devem alimentar as barreiras Dica: comece a avaliar cedo, com frequência e o mais tarde possível.
  23. 23. Design de Interação Marcos Nähr marcos@nahr.com.br www.marcosnahr.com @marcosnahr

×