Marcos José Rodrigues dos Santos
AVALIAÇÃODOPROCEL – PROGRAMA NACIONAL DE
CONSERVAÇÃODE ENERGIA ELÉTRICA – A PARTIRDO
RELA...
Avaliação do Procel
Qual o ponto de partida da avaliação (visão preliminar do
“cenário”)?
 Sentimento de pessimismo em re...
Avaliação do Procel
3
Sumário
 Definição e objetivo
 Papel articulador
 Arquitetura de atuação
 Atuação e inserção
 P...
Avaliação do Procel
Definição
 Programa do Governo Federal, criado em 1985 pelos Ministério
das Minas e Energia e da Indú...
Avaliação do Procel
5
Papel articulador
(Fo nte da im ag e m : Eng o . Marco A. Mo ura - Ele tro bras )
Avaliação do Procel
6
Arquitetura de atuação
(Fonte da imagem: Engo. Marco A. Moura - Eletrobras)(Fo nte da im ag e m : En...
Avaliação do Procel
7
Inserção e atuação
Avaliação do Procel
8
Atuação e inserção
Procel não atua em:
 Equipamentos movidos a gás natural e
derivados do petróleo
...
Avaliação do Procel
9
Procel também não atua em:
 Equipamentos do segmento de TIC -
Tecnologia da Informação e Comunicaçã...
Avaliação do Procel
10
Principais resultados
Trata-se de resultados contabilizados nos subprogramas: Indústria,
Reluz e Se...
Avaliação do Procel
11
Destacam-se (continuação):
 Custo do MWh economizado (nosso cálculo):
R$ 95,56 milhões / 6.696 mil...
Avaliação do Procel
12
Principais resultados
(Fonte da imagem: relatório Procel 2012 – ano base 2011)
Dados históricos
Avaliação do Procel
13
Principais resultados
Evolução do Custo da Energia Economizada
14,27
12,38
15,56
10,58
13,43
0,00
2...
Avaliação do Procel
14
Destacam-se (continuação):
 Economia evitou que 196 toneladas de CO2 equivalentes
fossem lançados ...
Avaliação do Procel
15
Citando um resultado de cada subprograma para melhor
caracterizá-los:
 Procel educação investiu R$...
Avaliação do Procel
16
Citando... (continuação):
 O Procel Info recebeu, no período de janeiro a dezembro de
2011, um tot...
Avaliação do Procel
17
Citando... (continuação):
 Até o final de 2011, os convênios do Procel indústria com as
diversas f...
Avaliação do Procel
18
Citando... (continuação):
 Procel Sanear realizou vários convênios para ampliação da
Rede de Labor...
Avaliação do Procel
19
 Foi estabelecida a meta de economia de energia de 5% para o ano de
2012 (base 2011) ; mas, em ger...
Avaliação do Procel
20
 O incremento do desempenho energético está muito focado no
desempenho do componente (ex: motor). ...
Avaliação do Procel
21
 É importante manter contínua campanha de esclarecimentos a
consumidores e fabricantes, bem como, ...
Avaliação do Procel
22
Conclusão
 A importância do Procel é inquestionável !
(aspecto social e de EE)
 O Procel, bem com...
FIM
Obrigado!!!
marcos.major@gmail.c
om
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

AVALIAÇÃO DO PROCEL – PROGRAMA NACIONAL DECONSERVAÇÃODE ENERGIA ELÉTRICA – A PARTIRDORELATÓRIO2012 (BASE 2011)_Apresentação

476 visualizações

Publicada em

Em meio a um sentimento informal de que o resultado geral em eficiência energética brasileiro ainda é tímido, este trabalho procura analisar brevemente os resultados do Procel, basicamente por meio do seu relatório de atividades de 2012, que foi elaborado com base nas atividades realizadas ao longo de 2011.

Elaborado em 13/12/2012.
Pode ser baixado mediante solicitação via blog: marcosmajor.blogspot.com

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
476
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
18
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

AVALIAÇÃO DO PROCEL – PROGRAMA NACIONAL DECONSERVAÇÃODE ENERGIA ELÉTRICA – A PARTIRDORELATÓRIO2012 (BASE 2011)_Apresentação

  1. 1. Marcos José Rodrigues dos Santos AVALIAÇÃODOPROCEL – PROGRAMA NACIONAL DE CONSERVAÇÃODE ENERGIA ELÉTRICA – A PARTIRDO RELATÓRIO2012 (BASE 2011) Trabalho final realizado no âmbito da disciplina de pós-graduação Tópicos emEficiência Energética e Uso Racional de Energia – PEA - POLI - USP Coordenador: Prof. Dr. Marco Saidel dezembro/2012
  2. 2. Avaliação do Procel Qual o ponto de partida da avaliação (visão preliminar do “cenário”)?  Sentimento de pessimismo em relação aos resultados dos esforços em EE no Brasil ... de um modo geral... 2 Introdução Qual o enfoque para a avaliação ? (... é o que dá “personalidade” ao trabalho)  Avaliar se o Procel contribui positivamente ou negativamente para a imagem dos programas e outras iniciativas para eficiência energética no Brasil. ? Analogia:
  3. 3. Avaliação do Procel 3 Sumário  Definição e objetivo  Papel articulador  Arquitetura de atuação  Atuação e inserção  Principais resultados  Críticas e considerações  Conclusão (Fo nte da im ag e m : Ele tro bras )
  4. 4. Avaliação do Procel Definição  Programa do Governo Federal, criado em 1985 pelos Ministério das Minas e Energia e da Indústria e Comércio. É executado pela Eletrobrás Objetivo  Promover a racionalização da produção e do consumo de energia elétrica, para que se eliminem os desperdícios e se reduzam os custos e os investimentos setoriais 4 Definição e Objetivo
  5. 5. Avaliação do Procel 5 Papel articulador (Fo nte da im ag e m : Eng o . Marco A. Mo ura - Ele tro bras )
  6. 6. Avaliação do Procel 6 Arquitetura de atuação (Fonte da imagem: Engo. Marco A. Moura - Eletrobras)(Fo nte da im ag e m : Eng o . Marco A. Mo ura - Ele tro bras)
  7. 7. Avaliação do Procel 7 Inserção e atuação
  8. 8. Avaliação do Procel 8 Atuação e inserção Procel não atua em:  Equipamentos movidos a gás natural e derivados do petróleo A atribuição cabe ao:  Conpet - Programa Nacional da Racionalização do uso dos Derivados de Petróleo e do Gás Natural – promovido pelo Governo Federal vinculado ao Ministério das Minas e Energia e executado pela Petrobras  PBEV - Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV) – executado pela parceria Petrobras / Inmetro.
  9. 9. Avaliação do Procel 9 Procel também não atua em:  Equipamentos do segmento de TIC - Tecnologia da Informação e Comunicação A atribuição cabe à Anatel - Agência Nacional de Telecomunicações , que foca a comprovação do funcionamento, assistência técnica e padrões de segurança, dos equipamentos disponíveis no mercado e ao mesmo tempo, desestimulando a comercialização de produtos clandestinos Atuação e inserção
  10. 10. Avaliação do Procel 10 Principais resultados Trata-se de resultados contabilizados nos subprogramas: Indústria, Reluz e Selo Eletrobras. Refletem, principalmente a eficiência de equipamentos com selo e o aumento da venda destes equipamentos Os demais subprogramas ainda estão com suas metodologias de contabilização em desenvolvimento. Destacam-se:  Redução de 2,0606 GW do horário de pico  Recursos totais aplicados: R$ 95,56 milhões  Economia de energia: 6.696 milhões de kWh (+8,63% em relação ao ano anterior) = 1,56% do consumo total = 3,6 milhões de residências = usina de 1.606MW
  11. 11. Avaliação do Procel 11 Destacam-se (continuação):  Custo do MWh economizado (nosso cálculo): R$ 95,56 milhões / 6.696 milhões kWh = Só: R$ 0,01427/kWh Surpreendente: R$14,271 / MWh !! ? ( contra R$347,00/MWh do PEE-Anel2 ) 1 - CME - Custo Marginal de Expansão adotado pelo Relatório Procel 2012 = R$ 113,00/MWh 2 – Jannuzzi: Artigo “O Barato Sai Caro” - Revista Sustentabilidade Principais resultados
  12. 12. Avaliação do Procel 12 Principais resultados (Fonte da imagem: relatório Procel 2012 – ano base 2011) Dados históricos
  13. 13. Avaliação do Procel 13 Principais resultados Evolução do Custo da Energia Economizada 14,27 12,38 15,56 10,58 13,43 0,00 2,00 4,00 6,00 8,00 10,00 12,00 14,00 16,00 18,00 2007 2008 2009 2010 2011 Ano Custo(R$)
  14. 14. Avaliação do Procel 14 Destacam-se (continuação):  Economia evitou que 196 toneladas de CO2 equivalentes fossem lançados = emissões de 67 mil veículos  3784 modelos de produtos diferentes obtiveram o selo Procel  Há 32 categorias de equipamentos candidatas ao selo Procel  20 edifícios obtiveram a etiqueta nacional de conservação de energia pelo Procel Edifica, que ganhou o Prê m io Gre e n Building Brasil20 1 1 Principais resultados
  15. 15. Avaliação do Procel 15 Citando um resultado de cada subprograma para melhor caracterizá-los:  Procel educação investiu R$ 4,6 milhões nas linhas de ação:  Educação para Eficiência Energética na Educação Básica: o Procel nas Escolas;  Educação para Eficiência Energética na Formação Profissional: níveis técnico, superior e pós-graduação;  Rede de Laboratórios e Centros de Pesquisa em Eficiência Energética. Principais resultados
  16. 16. Avaliação do Procel 16 Citando... (continuação):  O Procel Info recebeu, no período de janeiro a dezembro de 2011, um total de 4.401 usuários cadastrados interessados em notícias do Procel, representando uma média de aproximadamente 367 cadastros por mês.  O Procel Prédios públicos desenvolveu diversos manuais, ex: Orientações Gerais para Conservação de Energia em Prédios Públicos  O Procel Gestão Energética Municipal atendeu, diretamente, a 106 prefeituras de cinco estados brasileiros, no sentido de ajudá-las a economizar energia Principais resultados
  17. 17. Avaliação do Procel 17 Citando... (continuação):  Até o final de 2011, os convênios do Procel indústria com as diversas federações estaduais viabilizaram a capacitação de 206 multiplicadores locais e 2.907 agentes (técnicos e engenheiros das indústrias participantes) de um total de 690 indústrias.  Pelo Procel Reluz foram substituído mais de 223 mil pontos de iluminação pública em 65 municípios, resultado de investimento de aproximadamente R$ 91milhões Principais resultados
  18. 18. Avaliação do Procel 18 Citando... (continuação):  Procel Sanear realizou vários convênios para ampliação da Rede de Laboratórios de Eficiência Energética e Hidráulica em Saneamento – LENHS  Em 2012, está prevista parceria com Fundação Roberto Marinho denominada “Energia que transforma”, que foca energia e sustentabilidade, nos moldes do “Novo Telecurso” Principais resultados
  19. 19. Avaliação do Procel 19  Foi estabelecida a meta de economia de energia de 5% para o ano de 2012 (base 2011) ; mas, em geral, o Procel carece de mais metas para os subprogramas e de Mecanismos de Medição e Verificação.  É interessante que haja independência entre a coordenação do Procel e as empresas energéticas devido ao conflito entre o principal objetivo destas empresas (lucro) e a economia de energia.  Concessionária tem visão como supridor (não do consumidor)  Criar uma agência seria solução? (questão de recursos, poder, influência, competência técnica...) Criticas e Considerações
  20. 20. Avaliação do Procel 20  O incremento do desempenho energético está muito focado no desempenho do componente (ex: motor). Valeria a pena uma maior preocupação com:  Dimensionamento do equipamento (ex: motor)  Eficiência do sistema que contém o equipamento  Eficiência da operação do respectivo processo Criticas e Considerações
  21. 21. Avaliação do Procel 21  É importante manter contínua campanha de esclarecimentos a consumidores e fabricantes, bem como, permanente fiscalização.  É importante que a EE “pegue carona” em temos modernos (sustentabilidade, automação, design, etc.) garantindo-se assim a sua perenidade  É importante a consolidação de mecanismos eficientes de financiamento que, inclusive, desconcentram a renda da população e o risco do financiador Criticas e Considerações
  22. 22. Avaliação do Procel 22 Conclusão  A importância do Procel é inquestionável ! (aspecto social e de EE)  O Procel, bem como, os demais programas de eficiência energética brasileiros poderiam ser bem mais eficientes com a:  Análise do paradoxo “Concessionárias promovem EE” (Empresa de serviços energéticos, benefício fiscal ... ?)  Efetiva quebra dos paradigmas comportamentais existentes  Consolidação de um plano nacional de eficiência energética que seja capaz de integrar agentes, sincronizar ações e de manter uma consistência de esforços e de recursos guiados por metas e ações bem discutidas e bem elaboradas.
  23. 23. FIM Obrigado!!! marcos.major@gmail.c om

×