Pontuações
A pontuação marca, na escrita, a coesão entre palavras e partes do texto (ligá-las
de forma que faça sentido), ...
O ponto (final) aparece no final de frases declarativas
O ponto de interrogação aparece no final de frases interrogativas
...
Conjunções
Orações se relacionam umas com as outras por meio de uma palavra ou expressão
que as liga. Essa palavra ou expr...
Conjunções Subordinativas:
São 9:
Conformativas
Casuais Consecutivas
Comparativas Finais
Concessivas Proporcionais
Condici...
Circunstâncias expressas Principais conjunções
Casuais causa, razão, motivo porque, como, já que, visto que
Comparativas c...
Castelo de Otranto
Capítulo I
1) Síntese dos acontecimentos.
- O casamento de Isabela não ocorre devido a morte de Conrado...
3) Elemento sobrenatural: O espectro no quadro e o monstro na galeria
4) Temas e Símbolos medievais: Castelo, elmo, cripta...
4) Valores medievais: Proteção da mulher, pois na época era com um objeto
Capítulo III
1)Síntese dos acontecimentos. Ações...
-Espada gigante se posiciona ao lado do elmo.
3) Segredos do passado revelados: Frederico não está morto
-A profecia será ...
2) Elementos sobrenaturais
Elmo e espada gigantesca: A espada gigantesca que estava com Frederico, se
posiciona ao lado do...
Capítulo V By Carol B. com algumas mudanças
1)a) Relações entre os personagens.
Manfredo Hipólita
Conrado Matilda
Isabela
...
c) Justificativa por algum desses destinos serem inesperados.
Se Matilda não tivesse sido morta, Teodoro não assumiria o t...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Resumo pra p.u de l.p terceiro trimestre

909 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
909
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Resumo pra p.u de l.p terceiro trimestre

  1. 1. Pontuações A pontuação marca, na escrita, a coesão entre palavras e partes do texto (ligá-las de forma que faça sentido), torna mais preciso e aponta as diferenças de entonação (tom que se toma falando ou lendo). Os sinais de pontuação são os 11 a seguir: • vírgula , • ponto (final) . • ponto de interrogação ? • ponto de exclamação ! • dois-pontos : • ponto e vírgula ; • reticências ... • aspas “” • parênteses () • colchetes [] • travessão - Onde aparecem: O travessão aparece no discurso direto para indicar a mudança de interlocutor As reticências podem indicar interrupções na fala ou sugerir alegria, ironia, silêncio, dúvida, ameaça, surpresa, etc.
  2. 2. O ponto (final) aparece no final de frases declarativas O ponto de interrogação aparece no final de frases interrogativas O ponto de exclamação aparece no final de frases exclamativas, mostrando estados emocionais como espanto, surpresa, dor e alegria. O dois-pontos introduz uma explicação, citação ou a fala de uma personagem. A vírgula é usada para: • Separar termos que exercem mesma função sintática: núcleos do sujeito com- posto, complementos adjuntos (quando não vem unidos por alguma conjunção). • Para isolar o aposto • Para isolar o vocativo • Para isolar o adjunto adverbial, quando ele é grande ou quando se quer destacá-lo • Para isolar expressões explicativas: isto é, porque, pois, por exemplo, ou seja, etc. • Para isolar o nome de um lugar que aparece antes da vírgula Você pode ter um exemplo para cada função na página 184/185 Pra quem é do grupinho da Ana Z., e que só fala de bulling, ai vai uma dica: pense que a vírgula faz bulling com as palavras, porque ela as isola. Assim vocês podem decorar a função da vírgula: Isolar todas as palavras acima que estão em negrito.
  3. 3. Conjunções Orações se relacionam umas com as outras por meio de uma palavra ou expressão que as liga. Essa palavra ou expressão é chamada de conjunção. Conjunção é a palavra ou expressão que relaciona duas orações ou dois termos de valor sintático. Duas ou mais palavras que, juntas, exercem a função de conjunção são chamadas de locução conjuntiva. Conjunções coordenativas: ligam palavras ou orações de mesmo valor sintático. Também liga duas (ou mais) orações independentes, ou seja que fazem sentido sozinha e tem sujeito, verbo (e objeto). Conjunções subordinativas: inserem uma oração na outra, estabelecendo entre elas uma dependência sintática. Ou seja, elas ligam frases que sozinhas não fazem sentido. Conjunções coordenativas: São 5: Dica: Lembre-se das iniciais Alternativas Aditivas Conclusivas AAACE Adversativas Explicativas
  4. 4. Conjunções Subordinativas: São 9: Conformativas Casuais Consecutivas Comparativas Finais Concessivas Proporcionais Condicionais Temporais CCCCCCFPT Relações que estabelecem Principais conjunções Aditivas Adição, soma e, nem Adversativas Oposição, contraste mas, porém, contudo, todavia Alternativas Separação, exclusão ou , ou.. ou , ora... ora , já...já , etc. Conclusivas Conclusão logo, pois, portanto, por isso Explicativas Explicação, justificativa que, porque, pois, etc.
  5. 5. Circunstâncias expressas Principais conjunções Casuais causa, razão, motivo porque, como, já que, visto que Comparativas comparação como, que, quanto Concessivas concessão, oposição embora, ainda que, mesmo, etc. Condicionais condição se, caso, contanto que, desde que, a menos que Conformativas conformidade, concordância conforme, segundo, como Consecutivas consequência tal/tanto/tal que, de modo que Finais finalidade que, para que, afim de que Proporcionais proporção à medida que, à proporção que Temporais tempo, o momento quando, antes que, depois que, logo que, assim que, etc.
  6. 6. Castelo de Otranto Capítulo I 1) Síntese dos acontecimentos. - O casamento de Isabela não ocorre devido a morte de Conrado. - Conrado é esmagado por um elmo gigante de uma estátua da igreja. - O camponês é preso ao formular uma hipótese para esse acontecimento. - Manfredo diz a Isabela que vai se separar de Hipólita e se casar com ela. - O elmo se meche e o espectro sai do quadro. - Isabela encontra o camponês na cripta e ele a ajuda a fugir. - Manfredo encontra o camponês e seus criados , que falam tudo que viram - O camponês oferece ajuda a Manfredo 1) Ações específicas para cada cenário: Pátio do castelo: Cerimônia de casamento entre Conrado e Isabela, que é encerrada com a morte de Conrado Cripta: Isabela, enquanto foge, conhece o camponês que a ajuda a escapar e ouve falar sobre o monstro Quarto de Manfredo: Manfredo tenta obrigar Isabela e se casar com ele, o que provoca sua fuga
  7. 7. 3) Elemento sobrenatural: O espectro no quadro e o monstro na galeria 4) Temas e Símbolos medievais: Castelo, elmo, cripta, príncipe e passagem secreta. Capítulo II 1) Síntese dos acontecimentos. Ações específicas para cada cenário: Quarto de Matilda: Bianca chega ao quarto de Matilda e diz que Isabela havia desaparecido e que o camponês havia sido preso. - Conversa entre Matilda e Teodoro. Ela se chateia com a curiosidade que camponês tinha em relação a Isabela Quarto de Hipólita: o padre Jerônimo vai ao castelo, defender a honra de Isabela. -Manfredo se enfurece e insinua que talvez o camponês estava relaciona à fuga de Isabela. -O nome verdadeiro do padre é Conde de Falconara -Manfredo manda Teodoro à forca 2) Elemento(s) sobrenatural(is): O elmo (cabeça invisível) (Afonso, o bom) 3) Uma Revelação: O paradeiro da princesa (convento)e o nome do camponês (Teodoro.) - Conde de Falconara é o pai de Teodoro
  8. 8. 4) Valores medievais: Proteção da mulher, pois na época era com um objeto Capítulo III 1)Síntese dos acontecimentos. Ações específicas para cada cenário: Portão dos fundos do castelo e pátio do castelo: Manfredo soltará Teodoro -Chega o arauto (mensageiro) anunciando que Frederico quer Isabela e o Principado de Otranto de volta -Manfredo desiste de soltar Teodoro e exige Isabela no castelo -Manfredo convida Frederico para vir ao castelo -Frederico aceita o convite e vem com seus cavaleiros Hospedaria: Manfredo quer passar uma boa imagem para Frederico e ganhar tempo para que Isabela apareça. Cela de Teodoro: Matilda liberta Teodoro, equipa-o, o convence a ir para a floresta. Ambos se apaixonam. Floresta: Teodoro encontra Isabela - “Alguém” (Frederico) está à procura de Isabela - Teodoro fere Frederico sem querer -Isabela descobre que seu pai não está morto 2) Elementos sobrenaturais: Frederico é o verdadeiro herdeiro
  9. 9. -Espada gigante se posiciona ao lado do elmo. 3) Segredos do passado revelados: Frederico não está morto -A profecia será cumprida: o verdadeiro herdeiro assumirá o principado de Otranto. 4) Explicação: qual é a profecia relacionada a Otranto e porque ela só se manifestou nesse momento? Porque Frederico encontrou sua filha Isabela Capítulo IV 1)Síntese dos acontecimentos. Ações específicas para cada cenário: Aposento em que Frederico foi medicado: Manfredo  oferece a Frederico Matilda em casamento Hipólita  pensa em aceitar o divórcio Matilda  cuida dele e chora Isabela  chora, cuida e reza por ele Gruta de Joppa (lembranças de Frederico): Frederico conta sobre o eremita (tipo um monge) - Encontra a espada gigante que é o símbolo da proteção
  10. 10. 2) Elementos sobrenaturais Elmo e espada gigantesca: A espada gigantesca que estava com Frederico, se posiciona ao lado do elmo “sobrenaturalmente” Gota de sangue que pende da estátua: O sangue de Afonso não se misturará com o de Manfredo. 3) Segredos do passado revelados: Encontro com o eremita: pede para ser enterrado em um determinado lugar. -O local determinado protege a espada. 4) Relações Teodoro S2 Matilda Matilda S2 Teodoro Isabela S2 Teodoro Frederico S2 Matilda
  11. 11. Capítulo V By Carol B. com algumas mudanças 1)a) Relações entre os personagens. Manfredo Hipólita Conrado Matilda Isabela Frederico Teodoro Jerônimo b) Destino de cada um: Manfredo  renuncia o principado e passa a viver no convento Hipólita  não se separa de Manfredo e passa a viver no convento Isabela  se casa com Teodoro, e fica infeliz com a morte da amiga Matilda  É assassinada por Manfredo quando ele estava bêbado Teodoro  Assumi o principado de Otranto e se casa com Isabela Casados Filhos Gostam dele parentesco parentesco apaixonados
  12. 12. c) Justificativa por algum desses destinos serem inesperados. Se Matilda não tivesse sido morta, Teodoro não assumiria o trono e não se casaria com Isabela. E Manfredo não pagaria por suas maldades.

×