Avaliação em ed. física

470 visualizações

Publicada em

trabalho so bre avaliação em educação física apresentado por meu colega DAVID COSTA. curso de educação física licenciatura, instituto federal do paraná - câmpus Palmas

Publicada em: Educação
2 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
470
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
2
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Com características militaristas que priorizavam o condicionamento físico e a disciplina.

    Esse foco no condicionamento físico que possibilitava a observação nos comportamentos possiveis de mensuração aonde eram feitas as avaliações.
  • Eram realizados na rede pública testes de verificação de força – abdominal, membros inferiores – superiores – coordenação geral.
  • Usavam como forma de disciplina, se o aluno não obdecese, tinha que fazer o teste como forma de castigo

    Usado para classificar com uma nota

    E usado para selecionar alunos para provas e competições

    Os alunos não sabiam para que serviam os testes

    As aulas que aconteciam durante o ano não tinha nada haver com os testes, os testes era somente uma forma de dar uma nota, tinha alunos que nem participavam da aula e faziam o teste para ter nota e como tinha alunos que participava e tinha um bom desempenho mas não fazia o teste por motivos internos ou externos (doença, brigas etc) tiravam zero ou uma nota abaixo do que se esperava.

    Importava somente o resultado final e nada mais
  • Começou a ser criticada porque este tipo de avaliação apenas rotulava os alunos, classificava com um numero, ou com um bom, ruim, otimo e excelente.

    Essa tendencia se preocupava com os aspectos do aluno, tanto afetivo, psicologico, social, cognitivo e critico, uma avaliação que se preocupava com a qualidade, com o processo, com o desenvolvimento do aluno.

    Toda vez que o professor observa se os alunos estão fazendo a atividade correta, estão se divertindo, interagindo com responsabilidade, o professora já estara realizando um processo de avaliação.

    Passa a levar em consideração a auto –avaliação, pois considera que quem pode realmente se conhecer se não for o próprio individuo.
  • Além de mostrar ao professor a aprendizagem do aluno, permite ao professor tomar conhecimento do que deve mudar em suas aulas, melhorar, ou continuar da mesma forma, traçar novas metas, conteudos, ver o que precisa ser trabalhado em grupo ou individualmente.

    O aluno consegue se ver atraves da avaliação, consegue ver se esta indo bem ou mal nas aulas, o que precisa melhorar, se é a nota, o comportamento ou se apresenta algum tipo de dificuldade. O prof tem que se adaptar ou ate mudar as suas aulas dependendo das capacidades ou dificuldades dos alunos.

    Trabalhar de forma diagnostica prevenindo ou reencaminhando alunos com problemas motores, dificuldades e doenças

    A escola pode identificar alunos com dificuldades, problemas sociais, familiares e coisas assim
  • A medida é instrumento que da um resultado exato

    Não leva em consideração se o aluno esta com fome, brigou com a mãe o pai, a namorada, se esta doente, se esta com problemas com os colega da escola

    O que importa mesmo é o resultado

    Pode ser feito sempre, Bimestre, mês, semana, para avaliar se o alunos esta melhorando ou piorando o seu rendimento ou performance

    Pode também ser feito no final do bimestre, como muitos prof fazem, a aula não tem nada haver com os teste, o teste acontece em um momento bem distinto so para dar uma nota ao aluno, as vezes o alunos nem participa da aula.

    Ruim porque ai pode acontecer a exclusão dos alunos, o mais gordinho, o que não sabe tem menos habilidade, desanima, baixa o autostima por que é sempre o pior ou um dos ultimos, porque na escola temos todos os tipos de alunos.

    Pode ser feito com documentos (provas) e testes fisicos, provas praticas, modalidades esportivas.
  • Avaliação feita apartir da observação das qualidades dos alunos. De como eles se comportam, se participam em grupo, estão felizes, autostima la em cima, sabem obdecer regras, sabem criticar, tem um bom convivio social com amigos, familiares e sociedade

    Não é possível medir, dar uma nota

    Não existe nada que possa te dizer que aquele nivel de alegria esta bom para a aula, se aquele comportamento esta bom para as aulas, ai vai da avaliação do professor.

    É possivel fazer a auto avalição apartir de questionamentos do prof, e não de forma direta, como voce avalia seu estado de cooperação nesta atividade? E sim com questionamento de modo informal, uma relação entre aluno e prof, que é muito importante para a autoavaliação ( o que você poderia ter feito para melhorar o jogo? Porque você passou a bola para o colega na hora do jogo?)

    Aqui é mais dificil, não tem outra formar se não for observar.
  • É a avaliação teórica, aonde é avaliação a aprendizagem cognitiva do aluno. O saber fazer.

    A prova escrita não é a melhor maneira de avaliar porque o aluno muitas vezes não aprende o conteudo e simplesmente decora para tirar uma nota na prova, depois de algum tempo ele simplesmente esquece.

    Utilizar de outras formas para avaliar a aprendizagem cognitiva é bom, pois exige do aluno o conhecimento que ele adquiriu ate o momento, o dialogo entre professor e aluno tambem é muito importante, pois é possivel ver o que aluno aprendeu.
  • Vai avaliar o aluno como pessoa, como o cidadão que interagem com a sociedade, amigos, familia, se ele tem boas atitudes, procura ajudar o proximo, se não procura prejudir os outros, se ele será um bom cidadão.

    Aqui exige um pouco mais do professor, tem que obsersar, então ficar parado com o celular na mão não da certo, e isso não é somente em uma aula, e sim em todas.

    Proporcionar atividades aonde o aluno se expresse de forma que seja ele mesmo, atividades de regras para observar se ele será uma pessoa diante de uma sociedade que exige isso, atividades de grupos, para observar se ele terá uma boa interação entre grupos de colegas, amigos, e atividades com resoluções de problemas, para saber como será as suas atitudes diante de um problema em sua futura vida adulta.
  • O objetivo desta avaliação é avaliar o progresso motor do aluno durante um periodo, se houve a aprendizagem e ele sabe como executar as tarefas motoras, não se pode avaliar levando em consideração parametros que já existem e sim com os proprios resultados do aluno. Então em um teste de resistência aeróbica de 10 min dois alunos deram 10 voltas na quadra, mas um aluno não conseguia dar 10 voltas e o outro dava 12, o aluno que teve mais progresso foi o primeiro, levar em consideração somente o progresso proprio do aluno.

    É importante fazer uma avaliação antes de iniciar as atividades para o prof saber qual a capacidade daquele aluno e o que ele traz consigo de experiências anteriores e tambem porque todos os alunos são diferentes, assim facilita o conteudo a ser trabalhado com aquela turma e estabelece um parametro para ter como avaliar o progresso do aluno nas proximas avaliações.
  • É de grande discussão entre os professores porque se o aluno teve um progresso tanto no aspecto motor, cognitivo e social, atitudes, não seria mais facil apenas passa-lo do que dar uma nota, ou um aluno que não atingiu os objetivos que foi proposto não seria mais fácil reprova-lo, por isso essa grande discussão, mas as notas são necessárias na politica da escola e também serve como aprendizado para o aluno, talvez no futuro ele ira fazer um vestibular, concurso passar por momentos que precisa atingir um certo nível de conhecimento, pontos e coisas assim.

  • Avaliação em ed. física

    1. 1. Avaliação Tradicional ou Esportivista • Na década de 30 surgem no Brasil as primeiras instituições formadoras de professores de educação física • Avaliação que seguia uma tendência fundamentada em medidas • Uma avaliação quantitativa
    2. 2. • Enfatizava a medição das capacidades físicas, habilidades motoras e medidas antropométricas • Elementos usados com o objetivo de atribuir uma nota • Existia um padrão, parâmetros pré- existentes aonde já se esperava um desempenho esperado, modelo ideal • Teste de suficiência física (início do ano) e eficiência física (final do ano) • Conforme o número de repetições os alunos eram classificados em: fraco, regular, bom e excelente
    3. 3. • Avaliação servia para punir, classificar ou selecionar alunos • Os alunos não tinham o conhecimento dos objetivos destes testes • E não existia uma vinculação entre os testes e o programa que era desenvolvido com as aulas ao longo do ano • Independente de como foi o seu processo, os testes não levavam em consideração fatores externos e internos • Visava somente o produto, resultado final
    4. 4. • Na década de 70 o modelo tradicionalista passa a ser criticado • Surge uma tendência mais humanista • Preocupando-se com os aspectos internos dos alunos e formação do ser humano integral • Psicológico, afetivo, social, desenvolvimento cognitivo e crítico • Uma avaliação QUALITATIVA Avaliação Reformista - Humanista
    5. 5. Por que avaliar? • Oferece ao professor elementos para uma reflexão contínua sobre a sua prática, objetivos, conteúdos e estratégias • Para o aluno serve espelho, mostrando as suas conquistas, dificuldades e possibilidades • Detectar alunos com habilidades e capacidades acima da média, como forma de diagnóstico • Para a escola, ela permite reconhecer prioridades e localizar ações educacionais que demandam maior apoio • Participação de professores, alunos e equipe pedagógica
    6. 6. Processo avaliativo quantitativo • Utiliza-se da medida, importante instrumento de coleta de dados para avaliação • Não leva em consideração externos e internos • O que vale é o resultado final • Pode ser feita com um trabalho continuo ou pode ser aplicado em um momento distinto • Importante para selecionar atletas, detectar e diagnosticar futuros problemas de saúde • Ruim porque pode acontecer a exclusão, descrimina o aluno • Melhor de atribui uma nota também
    7. 7. Processo avaliativo qualitativo • É a variação de qualidades desenvolvidas pelos alunos a partir das atividades propostas • Avaliação do comportamento humano, da evolução das qualidades dos alunos • Emoções, afetos, psicológico, social, criticidade • Não mensuráveis, não é possível medir a alegria • Não existe parâmetros para fazer esta avaliação • Possível de realizar a auto –avaliação • Importante a interação entre aluno e professor • Feita a partir da observação
    8. 8. Qual é melhor O melhor é junção dos dois métodos
    9. 9. O que avaliar? • Avaliar as dimensões Cognitivas – Conceitual • Avaliar as dimensões de Valores – Atitudinal • Avaliar as dimensões Motoras - Procedimental
    10. 10. Avaliação na dimensão Conceitual • É avaliar a aprendizagem de conceitos: regras de jogos, modalidades esportivas, história do esporte, formas de realizar exercícios • Forma mais utilizada é a prova escrita • Porém muitas vezes o aluno decora para realizar a prova • Ideal utilizar provas escritas, trabalhos em grupo, debates, exposições e diálogos entre os alunos e entre professor
    11. 11. Avaliação na dimensão Atitudinal • Avaliar atitudes, valores, afetos e conhecimento de si mesmo • Melhor maneira é a observação • Proporcionar desafios com as atividades para observar as ações, atitudes desses alunos
    12. 12. Avaliação na dimensão Procedimental • Avaliar o desenvolvimento motor: lançar, saltar, correr • Avaliar o aluno pelo seu progresso e não por parâmetros existentes • Complexo pelo fato de avaliar o progresso de alunos com capacidades diferentes • Importante realizar uma avaliação no inicio do período das aulas ou do conteúdo
    13. 13. Nota para avaliar na educação física • É necessário dar uma nota ao aluno ? • Grande discussões entre os professores de educação física • A partir das avaliações não seria mais fácil Aprovar ou Reprovar • Melhor justificativa para a nota seria de informar sobre os caminhos percorridos no processo ensino - aprendizagem
    14. 14. VÍDEO Título do vídeo: D-19: Didática da Educação Física: Avaliação Canal youtube: univesptv
    15. 15. DARIDO, Suraya Cristina. RANGEL, Irene Conceição Andrade. Educação Física na Escola: implicações para a prática pedagógica. 2.ed. – Rio de Janeiro. Guanabara Koogan, 2011. RODRIGUES, Cae. Avaliação na Educação Física Escolar. http://www.efdeportes.com/ Revista Digital - Buenos Aires - Año 13 - Nº 127 - Diciembre de 2008 VARGAS, Gabriel Rocha. Avaliação em Educação Física Escolar Segundo as Concepções Construtivista e Crítico-Superadora: Aproximações e Diferenças. Data de aprovação: 25 abr. 2010. Título do vídeo: D-19: Didática da Educação Física: Avaliação. Canal youtube: univesptv. Publicado em 20/03/2012.

    ×