O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Jb news informativo nr. 0351

14 visualizações

Publicada em

.

Publicada em: Arte e fotografia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Jb news informativo nr. 0351

  1. 1. JB NEWS Informativo Nr. 351 Editoria: Ir Jerônimo Borges Loja Templários da Nova Era nr. 91 Quintas-feiras – 20h00 – Templo “Obreiros da Paz” Praia de Canasvieiras – Florianópolis SC Florianópolis(SC), 14 de agosto de 2011 Índice deste domingo: 1. Almanaque 2. “K Entre Nós”: O Verdadeiro Espírito Maçônico (Ir. Marco Antonio Nunes) 3. Equilíbrio Vocacional – Harmonia (Ir. Juarez de Oliveira Castro) 4. Ordem DeMolay – Verbete do Vade-Mécum Maçônico do Meio-Dia à Meia-Noite (Ir. João Ivo Girardi) 5. Destaques JB 1.
  2. 2. Avenida dos Búzios 470, Loja 03, Jurerê, Florianópolis, SC 55 48 3266 4913 advocaciaimobiliaria@gmail.com http://advocaciaimobiliaria.googlepages.com
  3. 3.  1385 - Batalha de Aljubarrota entre tropas portuguesas comandadas por João I de Portugal e castelhanas lideradas por João I de Castela. A vitória portuguesa garante a independência e coloca um fim à Crise de 1383-1385.  1844 - Fundação da cidade brasileira de Parnaíba, segunda maior do Piauí.  1920 - Fundação da Associação Portuguesa de Desportos.  1934 - Fundação da FUDOSI, uma federação autônoma de ordens e sociedade esotéricas.  1936 - Massacre de Badajoz, durante a Guerra Civil Espanhola, realizada pelo exército sublevado contra civis e militares defensores da Segunda República, após a tomada da cidade de Badajoz.  1945 - Segunda Guerra Mundial: Rendição incondicional do Japão às forças aliadas.  1971 - Independência de Bahrein.  1982 - O Canal da Mancha é atravessado por Bill Neal em uma banheira.  1991 - O Papa João Paulo II eleva a Prelazia de Alto Solimões à dignidade de diocese.  2005 - Helios Airways Voo 522 despenhou-se a Norte de Atenas, morrem todos (121) os passageiros a bordo.  2006 - Os jornalistas da Fox News, Steve Centanni e Olg Wiig, são sequestrados na Faixa de Gaza.  Dia do Cardiologista  Dia do Combate a Poluição (Brasil)  Dia do Frevo em Recife (Brasil)  Dia do Protesto (Brasil)  Dia da Lealdade (Marrocos)  Dia da Independência do Paquistão
  4. 4.  Aniversário de Barra do Mendes - Barra do Mendes - BA.  Aniversário da Parnaíba - Parnaíba - PI.  Aniversário de Caculé - Caculé - BA.  Aniversário de Barbacena - Barbacena - MG. (fonte: “O Livro dos Dias” e arquivo pessoal) 1738: Iniciação do príncipe herdeiro da Prússia, depois rei Frederico II, o Grande, o maior dos monarcas alemães. 1877: O Grande Oriente de França elimina as menções ao G.A.D.U. de seus rituais, afastando-se da Maçonaria dita regular. A essa altura, muitas Grandes Lojas já haviam rompido relações com o Grande Oriente de França. 1935: Nos Estados Unidos, o presidente Ir Roosevelt assinou a Lei da Segurança Social. 1985: Fundação da ARLS Justiça e Liberdade nr. 38, de Joinville (GOSC) 1992: O Ir Frederico Guilherme Costa ministra o curso Introdução à História da Maçonaria na Universidade do Rio de Janeiro.
  5. 5. O autor, Ir – Florianópolis – SC é MM da ARBLS “Fraternidade Catarinense” nº 9 Grande Oriente de Santa Catarina – GOSC Escreve aos domingos o “K ENTRE NÓS”. Contato: martoni.nunes@gmail.com Quem de nós não gostaria de elevar-se às alturas da perfeição? Pelo menos é o que procuramos intensamente e para tanto seguimos os mais diferentes caminhos, alguns mais longos e tortuosos, outros menos sinuosos e mais curtos, para chegarmos a encruzilhadas que nos indicarão outras opções para seguirmos em frente. Quando estamos certos de termos alcançado um ponto de referência, outras referências surgem para nos colocar a caminho de novas jornadas,
  6. 6. e assim seguimos nós em nossa incansável e imorredoura busca de algo que nos diga que chegamos, que não precisamos mais procurar. E que palavra será essa que nos deixa nas trevas da eterna ignorância? Somos feitos de paixões e apaixonados buscamos o amor, sem sabermos que ele já faz parte da nossa alma e saímos à cata de novas paixões. Encontramos a Fé e em nome dela chegamos a adorar muitos "Deuses", pelos poderes que eles representavam, como o trovão e o fogo, que com sua ira queimava nossos campos, nossas plantações e, muitas vezes, os nossos lares. Buscamos deuses menos irascíveis, como o Sol, a Lua e as estrelas; erguemos estátuas, templos e altares e neles adotamos o sacrifício, imolando inocentes vítimas em troca da boa colheita, de uma boa chuva para afastar a seca ou simplesmente para agradecer a esses deuses pelos bons tempos, pela fartura, por sermos senhores de muitos escravos e para sermos mais fortes que os nossos inimigos. Na realidade, sacrificamos o que temos de mais precioso: o tempo... e não encontramos a verdade que procurávamos, pois a fé que remove montanhas um dia se apaga e nos coloca novamente no caminho da busca. Não sendo o Amor e a Fé, qual seria então o alvo da nossa eterna procura? A Caridade? Sim, Carentes como somos, sendo caridosos poderíamos ter finalmente encontrado a palavra que perdemos e que tanto procuramos. Quem sabe não estaria aqui o fim da nossa jornada e até agora infrutífera procura? Não creio! Se o Amor e a Fé, que são as palavras que simbolizam os sentimentos mais nobres do homem, não foram suficientes para colocar
  7. 7. um ponto final nessa infindável busca; a caridade um dia se esvai, tornando-nos os mesmos carentes e errantes peregrinos da palavra perdida. As chamas do Amor, da Fé e da Caridade podem se apagar. Mas existirá uma chama que estará sempre acesa em nossos corações... A Esperança... Para ter o verdadeiro espírito Maçónico, o Maçom deve sempre, na medida do possível, manter acesas as chamas do Amor, da Fé e da Caridade. Mas, se o sopro dos ventos adversos as apagarem, jamais deverá deixar apagar a chama da Esperança, pois com ela as demais chamas podem ser reacesas. O Verdadeiro Espírito Maçónico, para mim, está representado naquele que veio como Aprendiz, foi Mestre dos Mestres e como Aprendiz nos deixou, e, por querer nos mostrar a verdade, foi crucificado no alto do Monte Gólgota, deixando a fagulha da chama da Esperança no coração de cada um de nós, para que um dia, marcado lá no calendário do infinito, possamos almejar a tão sonhada PERFEIÇÃO
  8. 8. Ir MI da ARLS.·. Alferes Tiradentes nr. 20 Or.·. de Florianópolis - Santa Catarina. Depois de participar de uma gestão e ficar quietinho em um canto da Loja é que se começa a aprender muita coisa em Loja. Claro que o ex- Venerável, por força de Regulamento e normas da Grande Loja de Santa Catarina, passa a sentar-se à direita do novo Venerável Mestre com intuito de orientar, corrigir e auxiliar nos trabalhos de Loja, além de passar a chamar-se de Venerável de Honra. Pois bem, durante quase toda a transmissão dos cargos observei e fiquei maravilhado com o desenvolvimento de toda a Sessão, principalmente com a desenvoltura do Irmão empossado diante do trabalho, dando a impressão que ali estava um Venerável Instalado de muitos anos, pela firmeza e serenidade da condução. E comecei a notar a importância dos cargos em Loja. Cada qual com o seu poder de realização dentro de Loja. Por exemplo, os Irmãos Vigilantes, “não obstante o elevado cargo” que ocupam, eles não devem esquecer que, “em todas as coisas concernentes à Maçonaria”, todos os demais Irmãos estão no mesmo nível deles. Os Irmãos Vigilantes têm o poder, mas eles estão no mesmo nível dos demais.Além do mais, os malhetes que lhe são entregues são para “fortalecer e embelezar os trabalhos do Venerável Mestre” e ajudá-lo com zelo no governo da Loja.
  9. 9. E assim seguem os detalhamentos dos demais cargos em Loja, mostrando-lhes as suas respectivas responsabilidades, deveres e contribuição à Loja e aos Irmãos. Mas quero ressaltar um cargo, embora todos os cargos de uma Loja, são importantes por natureza, pois são comparados a uma orquestra, em que todos trabalham cada qual com a sua função, mas sem poder desafinar, sob pena de ter um resultado desastroso.Estou falando do cargo de Mestre de Harmonia. Esse cargo, cuja joia é uma LIRA, tem a responsabilidade pelo “equilíbrio vibracional da Loja, propiciando o momento fértil para as manifestações do Grande Arquiteto do Universo”. Isso me chamou atenção. E se refletirmos bem, veremos a profundeza dessa afirmação. Ele é que, com as músicas devidas, dará o verdadeiro equilíbrio em que irá vibrar os nossos sentimentos em direção ao espiritual. A importância desse equilíbrio é que vai facilitar a egrégora que se formará dentro de Loja. É colocando no devido tempo as músicas, em seu equilíbrio de tom, suavidade e momentos especiais em que se faz necessário a música. E sabemos que a música realmente vibra dentro do nosso ser enlevando para um patamar especial de encontro com o superior. Ser Mestre de Harmonia é ser uma pessoa de uma sensibilidade musical com capacidade de sentir, de emocionar e se comover. E, lógico, tem que gostar de música. Ser um apaixonado. Quero deixar bem claro que não existe regulamento ou normas sobre a função de Mestre de Harmonia. A não ser aqueles momento em que o Ritual solicita “absoluto silêncio”, e por questão de bom senso, não se deve colocar música quando um Irmão esteja falando, ou quando esteja aplicando Instruções do grau. O Regulamento do Mestre de Harmonia é a sensibilidade de quem está no cargo que vai valer na execução das músicas. Alguns dizem que não se deve colocar músicas sacras, outros
  10. 10. que não se deve colocar músicas profanas e, assim vai enchendo o encarregado de dúvidas e, no final, às vezes, as coisas não saem a contento. Quero afirmar aqui, pela experiência que adquiri durante a minha vida maçônica, que qualquer música pode ser tocada, desde que vibre o ser humano para uma elevação. Agora há de se respeitar as sensibilidades alheias, e ter bom senso, como por exemplo, não colocar uma música sacra com a presença de vários Irmãos de religião que não seja, por exemplo, a católica. Mas para tudo exige sensibilidade e equilíbrio. No fundo, o que o Mestre de Harmonia deve fazer é colocar de preferência músicas de autores maçons, que temos em abundância, em que cito alguns como Claude Debussy, Felix Mandelssohn, Franz Liszt, George Gershwin, Giacomo Meyer Beer, Johan Hummel, Johann Bach, Joseph Haydn, Charles Francis Gounod, Carlos Gomes, Julis Massenet, Ludwig van Beethoven, Luigi Cherubini e tantos outros. Mas toda essa gama não significa que todas são tocáveis para uma Sessão maçônica. Algumas podem até não encaixar. Mas, repetindo, vale a sensibilidade do Mestre de Harmonia na escolha e preparação das músicas para uma Sessão maçônica. Além dessas, existem várias outras músicas, ditas profanas, que podem e devem ser colocadas em uma Sessão. Poderia citar vários, entre estes, como de Ennio Morricone, compositor, arranjador e maestro italiano. Foi responsável e fez arranjo de mais de 500 filmes e programas de televisão. Interpreta várias músicas famosas de películas como “Apocalipsis Now”, “Fateless”, “Gabriel’s Oboe”, “Ballad of Saco and Vanzetti”, e tantos outros. De Ernerto Cortazar, compositor mexicano, também com várias produções cinematográficas e músicas, como “Beethoven’s Silence”, “Concerto de Aranjuez”, “L’Adieu”, “Remembrance”, “When the Waves Dance” e tantos outros.
  11. 11. Não podemos nos esquecer de Gheorge Zamfir, flautista romeno, conhecido mundialmente pela “flauta de pã” com músicas como “Meditation” de Julis Massenet, muito colocado para abertura do Livro da Lei. Assim, podemos ver, existe uma variedade muito grande de músicas para serem colocadas em uma Sessão maçônica, e vai depender, única e exclusivamente do Mestre de Harmonia de saber escolher e atingir o objetivo de sua função: fazer o “equilíbrio vibracional da Loja, propiciando o momento fértil para as manifestações do Grande Arquiteto do Universo”.
  12. 12. O Ir da Loja Obreiros de Salomão nr. 39 (Blumenau) dominicalmente enfoca um dos mais de 3.000 verbetes de sua obra de 700 páginas. “Vade-Mécum Maçônico – Do Meio-Dia à Meia-Noite”. Contato: joaogira@terra.com.br VERBETE DESTE DOMINGO: ORDEM DEMOLAY
  13. 13. 1. 1919. O mundo ainda se recuperava da Primeira Guerra Mundial. Contudo, muitos sofriam em silêncio, pois eram pequenos demais para que alguém pudesse ouvi- los. Eram os jovens órfãos, cujos pais morreram ao derramar o seu sangue em favor da pátria nos campos de batalha. Na sede do Rito Escocês, em Kansas City, Missouri, EUA, trabalhava o formidável maçom, nosso estimado Irmão, Frank Shermann Land que se destacava por arrebanhar multidões com seu jeito fácil e comovente de se chamar, e principalmente pelo conteúdo de suas palavras, que nos remetiam aos tempos de glória da Cavalaria medieval europeia. Certo dia, um amigo de Land pediu que ele empregasse um jovem órfão de pai falecido na guerra. Seu nome era Louis Gordon Lower. Tornaram-se grandes amigos, e o jovem Lower tornou-se como um filho para Land, dividindo com ele suas angústias e aspirações. Não tardou para que Land notasse que o sentimento de vazio que tantas vezes Lower se referia era constante em quase todos os jovens.
  14. 14. Numa época das vidas aonde as coisas acontecem tão rápido lhes faltava algo que pudesse complementar sua existência. Foi então que Land reuniu Lower e outros oito amigos. Expôs-lhe a ideia de formar um clube, aonde os jovens poderiam conversar, discutir, debater, divertir-se sadiamente. O primeiro ponto foi que organização precisa Ter um nome que lhes distinguia. Dentre os vários que surgiram, um tornou-se consenso ao conhecerem a história da vida deste valoroso mártir: Jacques de Molay. As lições que Molay passava ao permanecer íntegro mesmo enquanto seu corpo era dilacerado comoveu e tocou profundamente os jovens que iniciavam naquele instante a história dessa que passou a ser a maior organização fraternal juvenil do mundo, a Ordem de Molay. Em menos cinco anos, 800 Capítulos (unidades da Ordem) tinham sido fundados nos EUA, patrocinados e apoiados por todas as Grandes Lojas daquele país. Logo as fronteiras norte-americanas se tornaram pequenas para a Ordem, que então foi chegando a outros países: Canadá, México, Filipinas, Austrália, Japão, Alemanha... Com o passar do tempo, os países aonde houve maior desenvolvimento teve autorização para formar seu próprio Supremo Conselho. Durante a década de 1970, o valoroso maçom, Irmão Alberto Mansur tomou conhecimento desta organização. Percebendo o valor que isso tinha, não mediu esforços para tentar aportá-la ao território brasileiro.
  15. 15. Assim, em 1980, o Capítulo Rio de Janeiro era fundado, ainda sob a égide do Supremo Conselho Internacional. Em cinco anos a Ordem DeMolay no Brasil chegou a trinta Capítulos diferentes. Desta forma, em 1985, foi autorizado a funcionar, pelo Supremo Conselho Internacional, o Supremo Conselho da Ordem DeMolay para o Brasil. Atualmente são mais de 430 Capítulos sob sua jurisdição, além de 45 Conventos e 30 Cortes de Chevaliers (outras formas de unidade da Ordem), organizados sob o mesmo Ritual, apesar das imensas diversidades culturais. E essa é uma das principais características da Ordem DeMolay: seus ensinamentos são virtudes em qualquer cultura, em qualquer país, em qualquer credo. Elas são chamadas de As Sete Virtudes Cardeais de um DeMolay, e são: Amor Filial, Reverência pelas Coisas Sagradas, Cortesia, Companheirismo, Fidelidade, Pureza e Patriotismo. Todos os jovens DeMolay devem cumprir estas virtudes em sua vida, de forma que viva a Ordem em sua plenitude. Estes ensinamentos, como na Maçonaria estão simbolicamente encerrados em Rituais, escritos em 1919 e inalterados desde então, pelo maçom Frank Marshall. Também como na Maçonaria, de acordo com seu aprimoramento, desenvolvimento e desempenho são convidados a outros graus e ordens, que são: 1) Grau Iniciático: que ensina os valores das Virtudes Cardeais.
  16. 16. 2) Grau DeMolay: que ensina as lições de lealdade e tolerância; 3) Ordem da Cavalaria: que ensina as virtudes honradas de um Cavaleiro; 4) Ordem do Ébano: que ensina a dualidade da vida. Os dois últimos graus são desempenhados nos Conventos de Cavaleiros, que reúnem apenas os DeMolays mais velhos, a partir de 17 anos de idade. Ainda, há os chamados Graus Honoríficos que são, principalmente, o Grau de Chevalier e a Legião de Honra. São graus restritos apenas aos DeMolay que, por suas atitudes, tornaram-se exemplos a todos os demais. A estatística refere que apenas 1 em cada 100 DeMolays se torna um Chevalier. Muitos DeMolays tornaram-se através do desempenho das Virtudes, pessoas extremamente bem sucedidas, conhecidas em todo o mundo. E isto em apenas 80 anos: Walt Disney, Bob Mathias, Walter Cronkite, John Wayne, Mel Blanc e tantos outros. É óbvio que não podemos esquecer que os dois últimos mandatos na Casa Branca foram desempenhados por um DeMolay: Bill Clinton. Além desses, milhares de governadores, prefeitos, empresários, atletas, médicos, advogados etc. Os exemplos são infindáveis. Fica óbvio que a Ordem DeMolay vem cumprindo seu objetivo primordial, que é a formação de líderes e de cidadãos respeitados e honrados. O interessante é que, mesmo com quase 100 anos de idade, há Seniores DeMolay (os que ultrapassam os 21 anos de idade) que continuam colaborando com a Ordem, através das Associações Alumni, dos Conselhos Consultivos e tantas outras formas. O Conselho Consultivo é o órgão formado por maçons e seniores DeMolay encarregados de prestar assistência aos Capítulos. Cada Capítulo deve ter um Conselho. É importante que se saiba que as atividades são programadas e realizadas pelos DeMolay, enquanto o Conselho apenas verifica se os regulamentos e leis não estão sendo infringidos ou se a atividade traria prejuízo de alguma forma. É para tudo isso que o Conselho consultivo existe: aconselhar e ser um órgão de consulta pelos DeMolays e para estes. Dentre as diversas atividades que os Capítulos costumam programar estão: campanhas de arrecadação de alimentos e agasalhos, visitas a hospitais infantis,
  17. 17. asilos e albergues de idosos, gincanas, festas, competições esportivas e clubes literários. Na verdade, os Capítulos podem fazer o que desejarem, desde que não infrinjam as leis e regulamentos, e os Conselhos aprovem. Portanto, é fundamental que os membros do Conselho sejam conhecedores das ambições da juventude e ao mesmo tempo extremamente responsáveis. Algo que muito ocorre é a Iniciação de DeMolays em Lojas Maçônicas quando alcançam a idade mínima requerida. Isto se dá porque os maçons conhecem muito bem os jovens DeMolay e veem neles, com muita frequência, o futuro da Maçonaria. É uma maneira muito eficiente de ter nas Lojas o resplendor da juventude, que mantém acesa as chamas do progresso. E com jovens que cumpriram sua adolescência baseados nas Virtudes Cardeais. A Ordem DeMolay é independente de qualquer Obediência Maçônica, contudo todo Capítulo tem que ter um patrocínio e apoio maçônico, para que seus trabalhos sejam regulares. Tal patrocínio também deve ser originário de uma Obediência regular.
  18. 18. 2. Ensaio: A Maçonaria não deveria existir: Dia desses fui acompanhar a sindicância de um menino de 14 anos, pretendente a ser iniciado na Ordem DeMolay no Capítulo do qual faço parte. Estávamos em um grupo de 4 pessoas para esta sindicância. Além de mim, iam meu filho e mais dois DeMolays. Chegamos na casa do menino e a sindicância começou como começam todas as sindicâncias, os DeMolays explicando ao candidato o que é a Ordem, como ela se iniciou, seus preceitos, as virtudes que são cultuadas, etc, etc... Na minha posição de Tio eu só escutava as explicações, acompanhava as perguntas curiosas e as respostas bem fundamentadas. Porém, eu percebia que o candidato ficava incomodado com as respostas e acabava questionando com mais ênfase determinados pontos até que ele perguntou: - Ok, vocês me explicaram que a Ordem DeMolay prega o respeito a Pai e Mãe, quer que sejamos cidadãos patriotas, tolera e respeita todas as religiões e etc,
  19. 19. mas eu não preciso ser DeMolay para fazer isso, pois isso é que meus pais têm me ensinado desde pequeno. Então, por que eu precisaria ser iniciado na Ordem para continuar fazendo o que eu já faço? Se não fosse a seriedade do momento teria sido engraçado, pois tanto meu filho quanto os outros dois DeMolays ficaram com aquela cara de putz, é verdade, eu não tinha pensado nisso. E agora, o que eu respondo?. Aí todo mundo olhou para mim, esperando uma ajuda na resposta e eu fui obrigado a dizer algo. Mas eu acho que eles não esperavam a resposta que eu dei. Disse assim: - Sabe, eu já me fiz essa pergunta algumas vezes e só pude concluir uma coisa: A Maçonaria não deveria existir, assim como a Ordem DeMolay também não deveria existir. Nossa!!! a cara de pânico dos meninos era hilária. No mínimo eles pensaram. “Este cara ficou doido. A gente vem tentar trazer mais um membro para nossa Ordem e ele diz que ela deveria acabar? Ele deve ter ficado maluco”. Aí eu tive de continuar a explicar minha “teoria”: - Na verdade as pessoas não deveriam precisar ser lembradas a todo momento que elas devem ter respeito pelo seu país, sua família ou ao próximo. Aliás, deveria ser a coisa mais normal do mundo nós nos reunirmos para arrecadar fundos para ajudar um orfanato. Aliás, mas, aliás, mesmo, se o mundo fosse diferente, nem deveriam existir orfanatos, pois não deveriam existir crianças abandonadas pelos pais. Nós deveríamos sair à rua e não deveria ser normal querermos brigar com o motorista de outro carro por causa de uma vaga para estacionar. Ninguém deveria desconfiar da honestidade de outra pessoa, porque a desonestidade não deveria existir. Eu não deveria colocar portões na minha casa e me fechar dentro de uma gaiola para evitar ser assaltado, porque a violência não deveria existir. Ninguém deveria temer sair de casa com a camisa do seu time de futebol preferido, com medo de ser espancado até a morte por uma meia dúzia de imbecis que usam uma camisa de outro time. Mas, infelizmente, este mundo que acabei de comentar não existe e somos expostos diariamente a tantas influências negativas que temos de procurar uma forma de nos unirmos a pessoas que ainda cultuam algum tipo de preceitos e valores morais e que pensem como nós. E para isso que existe a Maçonaria e a Ordem DeMolay, por exemplo. Lá somos lembrados a continuar usando tudo de bom
  20. 20. que aprendemos com nossos pais e nos são relembrados alguns outros valores que acabamos esquecendo com a correria da vida. No dia que o ser humano aprender a respeitar ao próximo eu proponho o fim da Maçonaria e de todas as Ordens semelhantes. Enquanto isso seria um prazer ter você conosco. Hoje este candidato não é mais candidato, pois foi iniciado DeMolay logo depois. Mas o que mais me deixou feliz foi escutar esta minha teoria repetida por um dos meninos que estavam participando daquela sindicância para outro candidato à Ordem DeMolay, dias depois. Ou seja, até que esta teoria não é tão maluca assim, pois mais alguém concorda com ela. (Autor Desconhecido).
  21. 21. (esta mensagem veio do Ir. Anderson Prudêncio do Grupo Maçonaria Pesqueirense.) PARABÉNS PAI. Pai... Domingo é dia dos Pais, um dia especial, festivo, que faz parte da estação do ano mais fria, o inverno. Este dia por ser especial, aquece cada coração, e faz parecer que estamos no verão. Você que é Pai, você que é Pãe, uma mistura de Pai com Mãe ao mesmo tempo, rsrs,
  22. 22. merece toda homenagem do mundo, por ser um ser iluminado, um ser capaz de tudo para defender o seu filho, um ser especial. Pai: exemplo de valor e retidão. Ensinamento, espelho, esperança. Semente boa plantada em nós lá na infância. Que germina pela vida afora, estruturando o ser e o não ser. Parabéns pelo seu dia Papai...você merece!!!
  23. 23. O vídeo abaixo é um documentário impressionante. Uma abordagem bem diferente da que se vê na mídia "oficialóide". Não deixe de ver. Você vai constatar que o processo de "fragmentação" da sociedade contemporânea está muito acelerado. Com tradução para o Portugues.... http://dotsub.com/view/8446e7d0-e5b4-496a-a6d2- 38767e3b520a
  24. 24. Edson Arantes do Nascimento - Pelé
  25. 25. Loja Maçônica Austeridade e Justiça No. 1782, GOB - Sete Lagoas-MG com as colunas for a do Templo
  26. 26. A sala de aulas, de tamanho reduzido, permite a proximidade necessária, com os alunos de música. O professor observa, entre a classe, uma aluna diferente. Bonita, como a chegada da primavera, e cheirosa como o aroma da maçã. Com gestos delicados, dedilha sobre o traste, as notas ensinadas. Mãos delicadas, dedos longos e disciplinados, abraçada ao violão, parece nem prestar atenção,no olhar do seu mestre. Seus cabelos, negros e longos, quase se enrolam às cordas do instrumento. Está selada, a partir deste momento, a chegada, embora unilateral, de um bonito sentimento. A cada nota alcançada, seu mestre lhe abraçava e emocionado ficava, com um simples olhar e um discreto sorriso, daquela linda mulher !
  27. 27. Compôs sonetos com o seu nome, fez serenata de cordas, presenteou-lhe flores. Quase enlouqueceu, de tanta paixão ! Porém, nunca teve de retorno, sequer, um aperto de mão. No último dia de aula, antecedendo às férias de verão, sobre sua mesa de trabalho, um envelope fechado, transmitia-lhe um nobre pedido: Executar, em violino, ao entrar na igreja com o seu grande amor, a Ave Maria de Gounold ... Veja mais poemas do autor: Clicando no seu BLOG: http://poesiasinval.blogspot.com/ * Sinval Santos da Silveira Obreiro da ARLS.·. Alferes Tiradentes Registrado sob o nº 20 da M.·. R.·. Grande Loja de Santa Catarina Extraído do site da Loja Alferes Tiradentes: http://www.alferes20.org Criado e mantido pelo Ir. Juarez de Oliveira Castro

×