Yara Brandão da Fontoura
Psicóloga
O despertar de uma nova
consciência no Professor
EDUCAÇÃO:
o desafio da construção do c...
Nós vamos ser a mudança que
queremos ver.
Gandhy
INTRODUÇÃOINTRODUÇÃO
"Educar não significa apenas
acumular conhecimento.
Educar é, antes de tudo,
estimular a uma percepção
mais elevada."
"Edu...
INTRODUÇÃOINTRODUÇÃO
• Quanto mais aguçada for a percepção, maior e
mais acelerada será a sua inteligência.
• Educar, port...
INTRODUÇÃOINTRODUÇÃO
• Stanford atribui à falta de autoconhecimento
uma das principais razões de desconhecimento
dos aspec...
INTRODUÇÃOINTRODUÇÃO
• A humanidade está sofrendo uma crise aguda
porque não foi ensinada a descobrir.
(Chris Griscom)
• N...
INTRODUÇÃOINTRODUÇÃO
• Enquanto não soubermos quem somos, não
conseguiremos ativar o nosso verdadeiro
potencial, nem senti...
BREVE HISTÓRICOBREVE HISTÓRICO
BREVE HISTÓRICOBREVE HISTÓRICO
• Determinados acontecimentos alteraram
profundamente a consciência de algumas
gerações e r...
BREVE HISTÓRICOBREVE HISTÓRICO
BREVE HISTÓRICOBREVE HISTÓRICO
• A Grande Mãe era a personificação do poder
criativo em toda a sua plenitude.
• Com a inva...
BREVE HISTÓRICOBREVE HISTÓRICO
• Campbell nos afirma que o estudo comparativo
das mitologias do mundo nos compele a ver a
...
BREVE HISTÓRICOBREVE HISTÓRICO
• Fritjoj Capra refere em seu livro O Ponto de
Mutação, duas espécies de conhecimento, ou d...
MOMENTO ATUALMOMENTO ATUAL
• Favorece o racional em detrimento do intuitivo.
• A Ciência prevalece sobre a sabedoria e a
r...
CONCEITOSCONCEITOS
INCONSCIENTE COLETIVOINCONSCIENTE COLETIVO
• Dr. C.G.Jung refere que: o inconsciente coletivo
corresponderia a uma das ‘ca...
MITOMITO
• Os mitos são antiqüíssimos, eles surgiram com
o desenvolvimento das civilizações.
• “os mitos são chaves para a...
ARQUÉTIPOSARQUÉTIPOS
– Pode-se afirmar, que os arquétipos seriam matrizes,
resultantes do acúmulo de impressões deixadas p...
ARQUÉTIPO DO SELFARQUÉTIPO DO SELF
• O self seria este ponto central da psique. Um
centro organizador, com o qual tudo est...
O PROCESSO DE INDIVIDUAÇÃOO PROCESSO DE INDIVIDUAÇÃO
• O crescimento rumo à totalidade é um processo
natural que traz à lu...
MANDALAMANDALA
• É um desenho circular, significa centro, e, ao
mesmo tempo, circunferência. Jung associava a
mandala com ...
ETAPAS DO PROCESSOETAPAS DO PROCESSO
EVOLUTIVOEVOLUTIVO
PROCESSO DE CRESCIMENTOPROCESSO DE CRESCIMENTO
• A individuação é um dos processos que
acontece por ciclos, ou melhor, por...
EXCELÊNCIA HUMANAEXCELÊNCIA HUMANA
• A excelência humana individual é alcançada
através do desenvolvimento do indivíduo na...
EXCELÊNCIA HUMANAEXCELÊNCIA HUMANA
• As pessoas sentem necessidade de se
organizarem em grupos para desenvolver suas
ações...
Integradora
NÍVEIS DE EXCELÊNCIA HUMANANÍVEIS DE EXCELÊNCIA HUMANA
Visionária
Expressiva
Afetiva
Mental
Emocional
Física
O mundo é dos visionáriosO mundo é dos visionários
Psicóloga americana diz que, no século XXI, o uso da
intuição é fundame...
CONCLUSÃOCONCLUSÃO
CONCLUSÃOCONCLUSÃO
• Chegamos a um fim de ciclo evolutivo de
crescimento e agora estamos prontos para abrir
uma brecha no ...
CONCLUSÃOCONCLUSÃO
• Para Campbell, as novas descobertas da
Ciência "nos reunem aos antigos, pro nos
tornarem capazes de r...
A delícia da vida é o seu mistério, queA delícia da vida é o seu mistério, que
aponta uma surpresa à lógica todosaponta um...
Yara Brandão - Educacão novo
Yara Brandão - Educacão novo
Yara Brandão - Educacão novo
Yara Brandão - Educacão novo
Yara Brandão - Educacão novo
Yara Brandão - Educacão novo
Yara Brandão - Educacão novo
Yara Brandão - Educacão novo
Yara Brandão - Educacão novo
Yara Brandão - Educacão novo
Yara Brandão - Educacão novo
Yara Brandão - Educacão novo
Yara Brandão - Educacão novo
Yara Brandão - Educacão novo
Yara Brandão - Educacão novo
Yara Brandão - Educacão novo
Yara Brandão - Educacão novo
Yara Brandão - Educacão novo
Yara Brandão - Educacão novo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Yara Brandão - Educacão novo

327 visualizações

Publicada em

Apresentação de Yara Brandão da Fontoura

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
327
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Yara Brandão - Educacão novo

  1. 1. Yara Brandão da Fontoura Psicóloga O despertar de uma nova consciência no Professor EDUCAÇÃO: o desafio da construção do coletivo
  2. 2. Nós vamos ser a mudança que queremos ver. Gandhy
  3. 3. INTRODUÇÃOINTRODUÇÃO
  4. 4. "Educar não significa apenas acumular conhecimento. Educar é, antes de tudo, estimular a uma percepção mais elevada." "Educar não significa apenas acumular conhecimento. Educar é, antes de tudo, estimular a uma percepção mais elevada."
  5. 5. INTRODUÇÃOINTRODUÇÃO • Quanto mais aguçada for a percepção, maior e mais acelerada será a sua inteligência. • Educar, portanto, visa a integrar o ser humano primeiro consigo mesmo - através do desenvolvimento de todas as suas potencialidades, energias físicas e metafísicas - para que ele atue no mundo externo não só com mais eficiência, mas, principalmente, com mais amor. (Chris Griscom, 1992)
  6. 6. INTRODUÇÃOINTRODUÇÃO • Stanford atribui à falta de autoconhecimento uma das principais razões de desconhecimento dos aspectos inerentes ao ser humano. • Muitas vezes, só em circunstâncias de grande sofrimento, as pessoas procuram conhecer a si mesmas. Do contrário, a busca pelo auto- conhecimento parece estar longe da maioria das pessoas.
  7. 7. INTRODUÇÃOINTRODUÇÃO • A humanidade está sofrendo uma crise aguda porque não foi ensinada a descobrir. (Chris Griscom) • Num frenesi de consumo tecnológico separamos a mente do corpo e (o que é pior) iniciamos uma corrida sem o espírito, que á a única parte de nós que sabe pra onde vamos. • Por várias razões, o momento atual exige novas adaptações às constantes solicitações e desafios da vida moderna.
  8. 8. INTRODUÇÃOINTRODUÇÃO • Enquanto não soubermos quem somos, não conseguiremos ativar o nosso verdadeiro potencial, nem sentir que fazemos parte do mundo, nem encontrar um significado pleno em qualquer coisa que estudemos.
  9. 9. BREVE HISTÓRICOBREVE HISTÓRICO
  10. 10. BREVE HISTÓRICOBREVE HISTÓRICO • Determinados acontecimentos alteraram profundamente a consciência de algumas gerações e repercutiram em todas as áreas de nossas vidas. • Dentre estes, podemos citar o que os historiadores apontam como uma profunda transformação na humanidade. Referindo-se à época em que a Grande Deusa (ou mãe) era adorada. Nesta ocasião, os seres humanos viviam em maior harmonia consigo mesmos e com a própria força vital.
  11. 11. BREVE HISTÓRICOBREVE HISTÓRICO
  12. 12. BREVE HISTÓRICOBREVE HISTÓRICO • A Grande Mãe era a personificação do poder criativo em toda a sua plenitude. • Com a invasão dos povos bárbaros, a ascensão do Cristianismo e do patriarcado, os cultos à Grande Mãe foram suprimidos. • Com esta perda, acabou a sensação de profunda confiança e de a ela pertencer que havia outrora existido.
  13. 13. BREVE HISTÓRICOBREVE HISTÓRICO • Campbell nos afirma que o estudo comparativo das mitologias do mundo nos compele a ver a história cultural da humanidade com uma unidade, pois muitos temas estão presentes no mundo todo, aparecem em toda a parte sob novas combinações e se repetem como os elementos de um caleidoscópio.
  14. 14. BREVE HISTÓRICOBREVE HISTÓRICO • Fritjoj Capra refere em seu livro O Ponto de Mutação, duas espécies de conhecimento, ou dois tipos de consciência, os quais foram reconhecidos ao longo dos tempos, como propriedades características da mente humana. São denominados: método racional e método intuitivo. – Racional: linear, concentrado, lógico e analítico – intelectectivo – este conhecimento tende a ser fragmentado. – Intuitivo: experiência direta, não intelectual, estado ampliado de percepção consciente.
  15. 15. MOMENTO ATUALMOMENTO ATUAL • Favorece o racional em detrimento do intuitivo. • A Ciência prevalece sobre a sabedoria e a religião, a competição sobre a cooperação, a exploração dos recursos naturais em detrimento da conservação e assim por diante.
  16. 16. CONCEITOSCONCEITOS
  17. 17. INCONSCIENTE COLETIVOINCONSCIENTE COLETIVO • Dr. C.G.Jung refere que: o inconsciente coletivo corresponderia a uma das ‘camadas’ mais profundas de nossa psique. Aí se encontram conteúdos que foram herdados e que são comuns a toda a humanidade.
  18. 18. MITOMITO • Os mitos são antiqüíssimos, eles surgiram com o desenvolvimento das civilizações. • “os mitos são chaves para a nossa mais profunda força espiritual, a força capaz de nos levar ao maravilhamento, à iluminação e até ao êxtase.” (Campbell, 1988)
  19. 19. ARQUÉTIPOSARQUÉTIPOS – Pode-se afirmar, que os arquétipos seriam matrizes, resultantes do acúmulo de impressões deixadas por certas vivências fundamentais. Estas são comuns a todos os seres humanos e também repetidas incontavelmente através dos milênios.
  20. 20. ARQUÉTIPO DO SELFARQUÉTIPO DO SELF • O self seria este ponto central da psique. Um centro organizador, com o qual tudo está relacionado e pelo qual tudo é organizado e que é em si mesmo uma fonte de energia. • A energia deste ponto central manifesta-se na quase irresistível compulsão e ímpeto de tornar- se aquilo que se é, assim como todo o organismo é levado a assumir a forma característica da sua natureza, não importando as circunstâncias.
  21. 21. O PROCESSO DE INDIVIDUAÇÃOO PROCESSO DE INDIVIDUAÇÃO • O crescimento rumo à totalidade é um processo natural que traz à luz a singularidade e a individualidade de uma pessoa. Por essa razão, Jung o chamava de individuação. • É a realização do self (si-mesmo).
  22. 22. MANDALAMANDALA • É um desenho circular, significa centro, e, ao mesmo tempo, circunferência. Jung associava a mandala com o Self, o centro organizador da (consciência) personalidade.
  23. 23. ETAPAS DO PROCESSOETAPAS DO PROCESSO EVOLUTIVOEVOLUTIVO
  24. 24. PROCESSO DE CRESCIMENTOPROCESSO DE CRESCIMENTO • A individuação é um dos processos que acontece por ciclos, ou melhor, por padrões. Ela nos leva da simplicidade da totalidade (na infância) a uma diferenciação cada vez mais complexa. Durante a fase adulta nos esforçamos por atingir a plenitude, o equilíbrio e a harmonia, num padrão complexo que somos nós mesmos.
  25. 25. EXCELÊNCIA HUMANAEXCELÊNCIA HUMANA • A excelência humana individual é alcançada através do desenvolvimento do indivíduo na plenitude dos seus diversos níveis de consciência. • O ser humano é dotado de capacidade evolutiva e existem diversos níveis de consciência que ele pode ou não alcançar durante o seu desenvolvimento. • (Schuler, 2003)
  26. 26. EXCELÊNCIA HUMANAEXCELÊNCIA HUMANA • As pessoas sentem necessidade de se organizarem em grupos para desenvolver suas ações e concretizar suas idéias, afirmando sua presença no mundo. • (Schuler, 2003)
  27. 27. Integradora NÍVEIS DE EXCELÊNCIA HUMANANÍVEIS DE EXCELÊNCIA HUMANA Visionária Expressiva Afetiva Mental Emocional Física
  28. 28. O mundo é dos visionáriosO mundo é dos visionários Psicóloga americana diz que, no século XXI, o uso da intuição é fundamental para se dar bem no trabalho e no amor. "A intuição lhe diz o que fazer, sem que você precise usar a razão. É a parte ilógica da existência" (Sharon Franquemont)
  29. 29. CONCLUSÃOCONCLUSÃO
  30. 30. CONCLUSÃOCONCLUSÃO • Chegamos a um fim de ciclo evolutivo de crescimento e agora estamos prontos para abrir uma brecha no vazio de nosso modo de vida atual e aterrissar num novo território evolutivo. • Chegou a hora de nos livrarmos de velhos padrões (hábitos e crenças). • A medida que nos empenhamos em aprender a praticar novos comportamentos e crenças, passamos a colaborar de uma forma harmoniosa para a nova ordem do mundo. (Louise Hay)
  31. 31. CONCLUSÃOCONCLUSÃO • Para Campbell, as novas descobertas da Ciência "nos reunem aos antigos, pro nos tornarem capazes de reconhecer, no todo do universo, um reflexo ampliado de nossa própria e mais íntima natureza". • Segundo Campbell, estamos participando, neste momento, de um dos grandes saltos do espírito humano para o conhecimento, não só da natureza exterior, mas também de nosso próprio e profundo mistério interior.
  32. 32. A delícia da vida é o seu mistério, queA delícia da vida é o seu mistério, que aponta uma surpresa à lógica todosaponta uma surpresa à lógica todos os dias, que destrói as previsões dosos dias, que destrói as previsões dos analistas mais competentes, que fazanalistas mais competentes, que faz com que aquele aluno desprezado secom que aquele aluno desprezado se torne um Einstein.torne um Einstein. Os donos do futuroOs donos do futuro

×