SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
ESTUDO DOS RECEPTORES
ELÉTRICOS
Professor Marco Antonio
EstudodosReceptores
RECEPTOR ELÉTRICO: é todo aparelho que transforma energia
elétrica em outra forma de energia, não exclusivamente térmica.
EstudodosReceptores Exemplos:
As pilhas e baterias recarregáveis durante
o processo de recarga transformam
energia elétrica em energia química.
Os motores transformam energia elétrica em energia mecânica.
BASEL101658/SHUTTERSTOCK
YURYKOSOUROV/SHUTTERSTOCK
SERGGOD/SHUTTERSTOCK
EstudodosReceptores
Perceba que todo receptor é caracterizado por duas grandezas físicas:
sua força contraeletromotriz (fcem) E’, medida em volt (V), que
indica a quantidade de energia elétrica que será convertida em
energia não elétrica.
sua resistência elétrica interna r’, medida em ohm (Ω).
Equação do Receptor
U = E′
+ r′i
A equação característica do Receptor é:
EstudodosReceptores Símbolo do Receptor
Em um circuito elétrico, os receptores serão representados pelo símbolo
abaixo.
Obs: Perceba que no receptor, a corrente elétrica circula em sentido
oposto ao sentido que ela circularia em um gerador.
EstudodosReceptores Curva característica do Receptor
O gráfico U x i é uma reta inclinada crescente em relação aos eixos
U e i. Observe que quando i = 0, resulta U = E.
Pelo princípio da conservação da energia, a Energia total é igual à
soma da Energia Dissipada com a Energia utilizada, ou seja:
Balanço energético no Receptor:
Pt = Pu + Pd
onde:
Potência Total:
Pt = U. i
Potência Útil:
Pu = E′. i
Potência Dissipada:
Pd = r′. i2
EstudodosReceptores
Rendimento:
𝜂 =
𝐸′
𝑈
CIRCUITO GERADOR-RECEPTOR - LEI DE OHM GENERALIZADA
É usada para determinar a corrente fornecida i por um gerador.
EstudodosReceptores
CIRCUITO GERADOR-RECEPTOR - LEI DE OHM GENERALIZADA
É usada para determinar a corrente fornecida i por um gerador.
ADILSONSECCO
ε’
ε
EstudodosReceptores
𝑖 =
𝐸 − 𝐸 ′
𝑅 𝑒𝑞 + 𝑟 + 𝑟′
APLICAÇÕES
EstudodosReceptores
ER12. Temos um motor elétrico, de fcem 20 V e resistência interna 2
Ω, atravessado por corrente elétrica de 10 A. Nessas condições,
calcule:
a) a ddp em seus terminais;
b) o rendimento do motor.
ER13. A figura mostra a curva característica de um receptor
elétrico.
Determine:
a) sua fcem;
b) sua resistência interna;
c) seu rendimento quando
percorrido por uma corrente de
intensidade 8 A.
APLICAÇÕES
EstudodosReceptores
ER14. Uma bateria, quando recebe do circuito externo a
potência de 120 W, é atravessada pela corrente i = 8 A.
Invertendo-se seus terminais, a bateria passa a entregar ao
circuito externo a potência de 40 W e a corrente passa a ser i' =
4 A. Determine a fem (ou fcem) e a resistência interna da
bateria.
EP14. Temos um motor elétrico de fcem 80 V e resistência
interna 5 Ω que é atravessado por uma corrente elétrica de 8
A. Nessas condições, calcule:
a) a ddp em seus terminais;
b) o rendimento do motor.
APLICAÇÕES
EstudodosReceptores
EP15. A figura mostra a curva característica de um receptor
elétrico. Determine:
a) sua fcem;
b) sua resistência interna;
c) seu rendimento quando percorrido por uma corrente de
intensidade 12 A.
APLICAÇÕES
EstudodosReceptores
ER3. No esquema apresentado, temos duas baterias ligadas
em paralelo:
a) Qual a intensidade da corrente do circuito?
b) Qual a diferença de potencial entre os polos A e B e qual o
polo de maior potencial?
c) Qual das duas baterias está funcionando como receptor?
APLICAÇÕES
EstudodosReceptores
EP3. O circuito representado na figura é constituído por uma
pilha, um motor e uma lâmpada. Considerando os dados
indicados, determine:
a) a intensidade da corrente do circuito.
b) a diferença de potencial nos terminais da lâmpada.
c) a diferença de potencial nos terminais da pilha.
d) a diferença de potencial nos terminais do motor.
APLICAÇÕES
1. A um receptor de resistência interna 1 Ω aplica-se uma tensão de
12 V e a corrente elétrica que o atravessa tem intensidade de 3 A.
Determine a força contra eletromotriz do receptor.
EstudodosReceptores
2. Um motor elétrico tem força contra eletromotriz de 120 V. Quando
ligado a uma tomada 127 V é percorrido por uma corrente elétrica de
intensidade 3,5 A. Qual é a resistência interna do motor?
3. É dada a curva característica de um receptor elétrico. Determine a
força contra eletromotriz e a resistência interna do receptor.
APLICAÇÕES
EstudodosReceptores
4. Determinar o sentido e as intensidades da corrente elétrica nos
circuitos das figuras:
APLICAÇÕES
EstudodosReceptores
5- Uma bateria, quando recebe do circuito externo a potência de 120
W, é atravessada pela corrente uma corrente de intensidade 8 A.
Invertendo-se seus terminais, a bateria passa a entregar ao circuito
externo a potência de 40 W e a corrente passa a ser i' = 4 A.
Determine a fem (ou fcem) e a resistência interna da bateria.
6- Temos um motor elétrico de fcem 80 V e resistência interna 5 Ω,
que é atravessado por uma corrente elétrica de 8 A. Nessas
condições, calcule:
a) a ddp em seus terminais;
b) o rendimento do motor.
APLICAÇÕES
EstudodosReceptores
7- É dado o circuito abaixo, onde um gerador é ligado a um receptor.
a) Identifique cada elemento.
b)Determine o sentido e a inten-
sidade da corrente elétrica.
c) Determine a d.d.p. entre os
pontos A e B.
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Energia Cinética e Potencial
Energia Cinética e PotencialEnergia Cinética e Potencial
Energia Cinética e Potencial
 
Aula 11 associação de resistores
Aula 11   associação de resistoresAula 11   associação de resistores
Aula 11 associação de resistores
 
07 potencia elétrica
07  potencia elétrica07  potencia elétrica
07 potencia elétrica
 
Eletromagnetismo
EletromagnetismoEletromagnetismo
Eletromagnetismo
 
Slides eletrostatica
Slides eletrostaticaSlides eletrostatica
Slides eletrostatica
 
Circuitos elétricos
Circuitos elétricosCircuitos elétricos
Circuitos elétricos
 
De Olho no Enem - Física - Prof. Luiz Odizo
De Olho no Enem - Física - Prof. Luiz OdizoDe Olho no Enem - Física - Prof. Luiz Odizo
De Olho no Enem - Física - Prof. Luiz Odizo
 
Geradores
GeradoresGeradores
Geradores
 
Campo elétrico
Campo elétricoCampo elétrico
Campo elétrico
 
Corrente elétrica
Corrente elétricaCorrente elétrica
Corrente elétrica
 
Energia mecânica
Energia mecânicaEnergia mecânica
Energia mecânica
 
Física optica
Física opticaFísica optica
Física optica
 
Ondas
OndasOndas
Ondas
 
Eletricidade 9º ano
Eletricidade 9º anoEletricidade 9º ano
Eletricidade 9º ano
 
Associação de resistores
Associação de resistoresAssociação de resistores
Associação de resistores
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
Ondulatoria
OndulatoriaOndulatoria
Ondulatoria
 
Eletrização
EletrizaçãoEletrização
Eletrização
 
Aula 4 vetores
Aula 4  vetoresAula 4  vetores
Aula 4 vetores
 
Trabalho e Energia
Trabalho e Energia Trabalho e Energia
Trabalho e Energia
 

Destaque

O passo a passo da criação de um app de sucesso
O passo a passo da criação de um app de sucessoO passo a passo da criação de um app de sucesso
O passo a passo da criação de um app de sucessoAline Tinoco
 
Impulso e Quantidade de Movimento - Exercícios
Impulso e Quantidade de Movimento - ExercíciosImpulso e Quantidade de Movimento - Exercícios
Impulso e Quantidade de Movimento - ExercíciosMarco Antonio Sanches
 
Engenharia de software 7° edição roger s.pressman capítulo 1
Engenharia de software 7° edição roger s.pressman capítulo 1Engenharia de software 7° edição roger s.pressman capítulo 1
Engenharia de software 7° edição roger s.pressman capítulo 1Lindomar ...
 
Curso de Android - aula 3
Curso de Android - aula 3Curso de Android - aula 3
Curso de Android - aula 3Jose Berardo
 
Criptografia simetrica e assimétrica
Criptografia simetrica e assimétricaCriptografia simetrica e assimétrica
Criptografia simetrica e assimétricaAnchises Moraes
 
Criptografia
CriptografiaCriptografia
CriptografiaPaula P.
 
Guia de planejamento e orientações didáticas 3º ano - professores - vol 1
Guia de planejamento e orientações didáticas  3º ano - professores - vol 1Guia de planejamento e orientações didáticas  3º ano - professores - vol 1
Guia de planejamento e orientações didáticas 3º ano - professores - vol 1Marly Freitas
 
Capítulo 03 - Formulários, menus e navegação entre telas
Capítulo 03 - Formulários, menus e navegação entre telasCapítulo 03 - Formulários, menus e navegação entre telas
Capítulo 03 - Formulários, menus e navegação entre telasMarcio Palheta
 
Unidades de medida... e notação científica
Unidades de medida... e notação científicaUnidades de medida... e notação científica
Unidades de medida... e notação científicaMarco Antonio Sanches
 
Fisica tópico 2 – associação de resistores e medidas elétricas
Fisica tópico 2 – associação de resistores e medidas elétricasFisica tópico 2 – associação de resistores e medidas elétricas
Fisica tópico 2 – associação de resistores e medidas elétricascomentada
 

Destaque (20)

Ficha Resumo - Campo elétrico
Ficha Resumo - Campo elétricoFicha Resumo - Campo elétrico
Ficha Resumo - Campo elétrico
 
O passo a passo da criação de um app de sucesso
O passo a passo da criação de um app de sucessoO passo a passo da criação de um app de sucesso
O passo a passo da criação de um app de sucesso
 
Impulso e Quantidade de Movimento - Exercícios
Impulso e Quantidade de Movimento - ExercíciosImpulso e Quantidade de Movimento - Exercícios
Impulso e Quantidade de Movimento - Exercícios
 
Engenharia de software 7° edição roger s.pressman capítulo 1
Engenharia de software 7° edição roger s.pressman capítulo 1Engenharia de software 7° edição roger s.pressman capítulo 1
Engenharia de software 7° edição roger s.pressman capítulo 1
 
Curso de Android - aula 3
Curso de Android - aula 3Curso de Android - aula 3
Curso de Android - aula 3
 
Criptografia simetrica e assimétrica
Criptografia simetrica e assimétricaCriptografia simetrica e assimétrica
Criptografia simetrica e assimétrica
 
Criptografia
CriptografiaCriptografia
Criptografia
 
Criptografia
CriptografiaCriptografia
Criptografia
 
Mudança de fase
Mudança de faseMudança de fase
Mudança de fase
 
Oficina App Inventor
Oficina App InventorOficina App Inventor
Oficina App Inventor
 
Eletromagnetismo
EletromagnetismoEletromagnetismo
Eletromagnetismo
 
Força e movimento
Força e movimentoForça e movimento
Força e movimento
 
Android - Conceito e Arquitetura
Android - Conceito e ArquiteturaAndroid - Conceito e Arquitetura
Android - Conceito e Arquitetura
 
Guia de planejamento e orientações didáticas 3º ano - professores - vol 1
Guia de planejamento e orientações didáticas  3º ano - professores - vol 1Guia de planejamento e orientações didáticas  3º ano - professores - vol 1
Guia de planejamento e orientações didáticas 3º ano - professores - vol 1
 
Introdução ao Android Studio
Introdução ao Android StudioIntrodução ao Android Studio
Introdução ao Android Studio
 
Capítulo 03 - Formulários, menus e navegação entre telas
Capítulo 03 - Formulários, menus e navegação entre telasCapítulo 03 - Formulários, menus e navegação entre telas
Capítulo 03 - Formulários, menus e navegação entre telas
 
Termodinâmica
TermodinâmicaTermodinâmica
Termodinâmica
 
Unidades de medida... e notação científica
Unidades de medida... e notação científicaUnidades de medida... e notação científica
Unidades de medida... e notação científica
 
Fisica tópico 2 – associação de resistores e medidas elétricas
Fisica tópico 2 – associação de resistores e medidas elétricasFisica tópico 2 – associação de resistores e medidas elétricas
Fisica tópico 2 – associação de resistores e medidas elétricas
 
Sistema Operacional Android
Sistema Operacional AndroidSistema Operacional Android
Sistema Operacional Android
 

Semelhante a Estudo dos receptores

CIRCUITOS ELÉTRICOS.pptx
CIRCUITOS ELÉTRICOS.pptxCIRCUITOS ELÉTRICOS.pptx
CIRCUITOS ELÉTRICOS.pptxCamillyMarcato1
 
Lista 20 eletrodinamica 3
Lista 20 eletrodinamica 3Lista 20 eletrodinamica 3
Lista 20 eletrodinamica 3rodrigoateneu
 
Física – eletricidade geradores e receptores 01 – 2013
Física – eletricidade geradores e receptores 01 – 2013Física – eletricidade geradores e receptores 01 – 2013
Física – eletricidade geradores e receptores 01 – 2013Jakson Raphael Pereira Barbosa
 
Atividade avaliativa de física e química 9º ano prof waldir montenegro
Atividade avaliativa de física e química 9º ano prof waldir montenegroAtividade avaliativa de física e química 9º ano prof waldir montenegro
Atividade avaliativa de física e química 9º ano prof waldir montenegroWaldir Montenegro
 
Lista 7 geradores e receptores
Lista 7   geradores e receptoresLista 7   geradores e receptores
Lista 7 geradores e receptoresGustavo Mendonça
 
03_Circuitos Elétricos em CC.pdf
03_Circuitos Elétricos em CC.pdf03_Circuitos Elétricos em CC.pdf
03_Circuitos Elétricos em CC.pdfEmerson Assis
 
03_Circuitos Elétricos em CC.pdf
03_Circuitos Elétricos em CC.pdf03_Circuitos Elétricos em CC.pdf
03_Circuitos Elétricos em CC.pdfEmerson Assis
 
Aula 02 -_noções_de_eletrônica_-_resistores_e_capacitores
Aula 02 -_noções_de_eletrônica_-_resistores_e_capacitoresAula 02 -_noções_de_eletrônica_-_resistores_e_capacitores
Aula 02 -_noções_de_eletrônica_-_resistores_e_capacitoresviktorthedwarf
 
Aula eletrodinâmica (estágio supervisionado ii)
Aula   eletrodinâmica (estágio supervisionado ii)Aula   eletrodinâmica (estágio supervisionado ii)
Aula eletrodinâmica (estágio supervisionado ii)Junilsonjunilsonmadu
 
Aula 1 - Grandezas elétricas e geração de energia elétrica.pdf
Aula 1 - Grandezas elétricas e geração de energia elétrica.pdfAula 1 - Grandezas elétricas e geração de energia elétrica.pdf
Aula 1 - Grandezas elétricas e geração de energia elétrica.pdfBrunoCarvalhoFerreir4
 
Lista 19 eletrodinamica 2
Lista 19 eletrodinamica 2Lista 19 eletrodinamica 2
Lista 19 eletrodinamica 2rodrigoateneu
 

Semelhante a Estudo dos receptores (20)

Estudo dos receptores (2017)
Estudo dos receptores (2017)Estudo dos receptores (2017)
Estudo dos receptores (2017)
 
CIRCUITOS ELÉTRICOS.pptx
CIRCUITOS ELÉTRICOS.pptxCIRCUITOS ELÉTRICOS.pptx
CIRCUITOS ELÉTRICOS.pptx
 
Estudo dos geradores
Estudo dos geradoresEstudo dos geradores
Estudo dos geradores
 
Lista 20 eletrodinamica 3
Lista 20 eletrodinamica 3Lista 20 eletrodinamica 3
Lista 20 eletrodinamica 3
 
Física – eletricidade geradores e receptores 01 – 2013
Física – eletricidade geradores e receptores 01 – 2013Física – eletricidade geradores e receptores 01 – 2013
Física – eletricidade geradores e receptores 01 – 2013
 
Atividade avaliativa de física e química 9º ano prof waldir montenegro
Atividade avaliativa de física e química 9º ano prof waldir montenegroAtividade avaliativa de física e química 9º ano prof waldir montenegro
Atividade avaliativa de física e química 9º ano prof waldir montenegro
 
Estudo dos Geradores (2017)
Estudo dos Geradores (2017)Estudo dos Geradores (2017)
Estudo dos Geradores (2017)
 
Elementos do circuito electrico
Elementos do circuito electricoElementos do circuito electrico
Elementos do circuito electrico
 
Tensao alternada (1)
Tensao alternada (1)Tensao alternada (1)
Tensao alternada (1)
 
Lista 7 geradores e receptores
Lista 7   geradores e receptoresLista 7   geradores e receptores
Lista 7 geradores e receptores
 
Lei de Ohm
	 Lei de Ohm	 Lei de Ohm
Lei de Ohm
 
03_Circuitos Elétricos em CC.pdf
03_Circuitos Elétricos em CC.pdf03_Circuitos Elétricos em CC.pdf
03_Circuitos Elétricos em CC.pdf
 
03_Circuitos Elétricos em CC.pdf
03_Circuitos Elétricos em CC.pdf03_Circuitos Elétricos em CC.pdf
03_Circuitos Elétricos em CC.pdf
 
Aula 02 -_noções_de_eletrônica_-_resistores_e_capacitores
Aula 02 -_noções_de_eletrônica_-_resistores_e_capacitoresAula 02 -_noções_de_eletrônica_-_resistores_e_capacitores
Aula 02 -_noções_de_eletrônica_-_resistores_e_capacitores
 
Aula eletrodinâmica (estágio supervisionado ii)
Aula   eletrodinâmica (estágio supervisionado ii)Aula   eletrodinâmica (estágio supervisionado ii)
Aula eletrodinâmica (estágio supervisionado ii)
 
Geradores eletricos
Geradores eletricosGeradores eletricos
Geradores eletricos
 
Aula 1 - Grandezas elétricas e geração de energia elétrica.pdf
Aula 1 - Grandezas elétricas e geração de energia elétrica.pdfAula 1 - Grandezas elétricas e geração de energia elétrica.pdf
Aula 1 - Grandezas elétricas e geração de energia elétrica.pdf
 
Lista 19 eletrodinamica 2
Lista 19 eletrodinamica 2Lista 19 eletrodinamica 2
Lista 19 eletrodinamica 2
 
Estudo dos resistores
Estudo dos resistoresEstudo dos resistores
Estudo dos resistores
 
_eletrodinmica.ppt
_eletrodinmica.ppt_eletrodinmica.ppt
_eletrodinmica.ppt
 

Mais de Marco Antonio Sanches (20)

Hidrostática (versão 2018)
Hidrostática (versão 2018)Hidrostática (versão 2018)
Hidrostática (versão 2018)
 
Refração da luz e espelhos planos (versão 2018)
Refração da luz e espelhos planos (versão 2018)Refração da luz e espelhos planos (versão 2018)
Refração da luz e espelhos planos (versão 2018)
 
Mecânica - Série ENEM
Mecânica - Série ENEMMecânica - Série ENEM
Mecânica - Série ENEM
 
Óptica geométrica (2017)
Óptica geométrica (2017)Óptica geométrica (2017)
Óptica geométrica (2017)
 
Termodinâmica (2017)
Termodinâmica (2017)Termodinâmica (2017)
Termodinâmica (2017)
 
Primeira Lei da Termodinâmica
Primeira Lei da TermodinâmicaPrimeira Lei da Termodinâmica
Primeira Lei da Termodinâmica
 
Associação de resistores
Associação de resistoresAssociação de resistores
Associação de resistores
 
Diagrama de fases
Diagrama de fasesDiagrama de fases
Diagrama de fases
 
Ondulatória
OndulatóriaOndulatória
Ondulatória
 
Mudança de fase (2017)
Mudança de fase (2017)Mudança de fase (2017)
Mudança de fase (2017)
 
Calorimetria (2017)
Calorimetria (2017)Calorimetria (2017)
Calorimetria (2017)
 
Óptica geométrica - Revisão 3º EM (2017)
Óptica geométrica - Revisão 3º EM (2017)Óptica geométrica - Revisão 3º EM (2017)
Óptica geométrica - Revisão 3º EM (2017)
 
Hidrostática - revisão 2º EM (2017)
Hidrostática - revisão 2º EM (2017)Hidrostática - revisão 2º EM (2017)
Hidrostática - revisão 2º EM (2017)
 
Estudo dos gases
Estudo dos gasesEstudo dos gases
Estudo dos gases
 
Apostila eletrostática
Apostila eletrostáticaApostila eletrostática
Apostila eletrostática
 
Óptica da visão - apostila
Óptica da visão - apostilaÓptica da visão - apostila
Óptica da visão - apostila
 
Calorimetria I
Calorimetria ICalorimetria I
Calorimetria I
 
Hidrostática reforço
Hidrostática   reforçoHidrostática   reforço
Hidrostática reforço
 
Termologia - I-Termometria
Termologia - I-TermometriaTermologia - I-Termometria
Termologia - I-Termometria
 
Hidrostática
HidrostáticaHidrostática
Hidrostática
 

Último

atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...WelitaDiaz1
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Centro Jacques Delors
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialDouglasVasconcelosMa
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaREGIANELAURALOUREIRO1
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Pauloririg29454
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)Centro Jacques Delors
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoVitor Vieira Vasconcelos
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfMESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfprofesfrancleite
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfMESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 

Estudo dos receptores

  • 2. EstudodosReceptores RECEPTOR ELÉTRICO: é todo aparelho que transforma energia elétrica em outra forma de energia, não exclusivamente térmica.
  • 3. EstudodosReceptores Exemplos: As pilhas e baterias recarregáveis durante o processo de recarga transformam energia elétrica em energia química. Os motores transformam energia elétrica em energia mecânica. BASEL101658/SHUTTERSTOCK YURYKOSOUROV/SHUTTERSTOCK SERGGOD/SHUTTERSTOCK
  • 4. EstudodosReceptores Perceba que todo receptor é caracterizado por duas grandezas físicas: sua força contraeletromotriz (fcem) E’, medida em volt (V), que indica a quantidade de energia elétrica que será convertida em energia não elétrica. sua resistência elétrica interna r’, medida em ohm (Ω). Equação do Receptor U = E′ + r′i A equação característica do Receptor é:
  • 5. EstudodosReceptores Símbolo do Receptor Em um circuito elétrico, os receptores serão representados pelo símbolo abaixo. Obs: Perceba que no receptor, a corrente elétrica circula em sentido oposto ao sentido que ela circularia em um gerador.
  • 6. EstudodosReceptores Curva característica do Receptor O gráfico U x i é uma reta inclinada crescente em relação aos eixos U e i. Observe que quando i = 0, resulta U = E.
  • 7. Pelo princípio da conservação da energia, a Energia total é igual à soma da Energia Dissipada com a Energia utilizada, ou seja: Balanço energético no Receptor: Pt = Pu + Pd onde: Potência Total: Pt = U. i Potência Útil: Pu = E′. i Potência Dissipada: Pd = r′. i2 EstudodosReceptores Rendimento: 𝜂 = 𝐸′ 𝑈
  • 8. CIRCUITO GERADOR-RECEPTOR - LEI DE OHM GENERALIZADA É usada para determinar a corrente fornecida i por um gerador. EstudodosReceptores
  • 9. CIRCUITO GERADOR-RECEPTOR - LEI DE OHM GENERALIZADA É usada para determinar a corrente fornecida i por um gerador. ADILSONSECCO ε’ ε EstudodosReceptores 𝑖 = 𝐸 − 𝐸 ′ 𝑅 𝑒𝑞 + 𝑟 + 𝑟′
  • 10. APLICAÇÕES EstudodosReceptores ER12. Temos um motor elétrico, de fcem 20 V e resistência interna 2 Ω, atravessado por corrente elétrica de 10 A. Nessas condições, calcule: a) a ddp em seus terminais; b) o rendimento do motor. ER13. A figura mostra a curva característica de um receptor elétrico. Determine: a) sua fcem; b) sua resistência interna; c) seu rendimento quando percorrido por uma corrente de intensidade 8 A.
  • 11. APLICAÇÕES EstudodosReceptores ER14. Uma bateria, quando recebe do circuito externo a potência de 120 W, é atravessada pela corrente i = 8 A. Invertendo-se seus terminais, a bateria passa a entregar ao circuito externo a potência de 40 W e a corrente passa a ser i' = 4 A. Determine a fem (ou fcem) e a resistência interna da bateria. EP14. Temos um motor elétrico de fcem 80 V e resistência interna 5 Ω que é atravessado por uma corrente elétrica de 8 A. Nessas condições, calcule: a) a ddp em seus terminais; b) o rendimento do motor.
  • 12. APLICAÇÕES EstudodosReceptores EP15. A figura mostra a curva característica de um receptor elétrico. Determine: a) sua fcem; b) sua resistência interna; c) seu rendimento quando percorrido por uma corrente de intensidade 12 A.
  • 13. APLICAÇÕES EstudodosReceptores ER3. No esquema apresentado, temos duas baterias ligadas em paralelo: a) Qual a intensidade da corrente do circuito? b) Qual a diferença de potencial entre os polos A e B e qual o polo de maior potencial? c) Qual das duas baterias está funcionando como receptor?
  • 14. APLICAÇÕES EstudodosReceptores EP3. O circuito representado na figura é constituído por uma pilha, um motor e uma lâmpada. Considerando os dados indicados, determine: a) a intensidade da corrente do circuito. b) a diferença de potencial nos terminais da lâmpada. c) a diferença de potencial nos terminais da pilha. d) a diferença de potencial nos terminais do motor.
  • 15. APLICAÇÕES 1. A um receptor de resistência interna 1 Ω aplica-se uma tensão de 12 V e a corrente elétrica que o atravessa tem intensidade de 3 A. Determine a força contra eletromotriz do receptor. EstudodosReceptores 2. Um motor elétrico tem força contra eletromotriz de 120 V. Quando ligado a uma tomada 127 V é percorrido por uma corrente elétrica de intensidade 3,5 A. Qual é a resistência interna do motor? 3. É dada a curva característica de um receptor elétrico. Determine a força contra eletromotriz e a resistência interna do receptor.
  • 16. APLICAÇÕES EstudodosReceptores 4. Determinar o sentido e as intensidades da corrente elétrica nos circuitos das figuras:
  • 17. APLICAÇÕES EstudodosReceptores 5- Uma bateria, quando recebe do circuito externo a potência de 120 W, é atravessada pela corrente uma corrente de intensidade 8 A. Invertendo-se seus terminais, a bateria passa a entregar ao circuito externo a potência de 40 W e a corrente passa a ser i' = 4 A. Determine a fem (ou fcem) e a resistência interna da bateria. 6- Temos um motor elétrico de fcem 80 V e resistência interna 5 Ω, que é atravessado por uma corrente elétrica de 8 A. Nessas condições, calcule: a) a ddp em seus terminais; b) o rendimento do motor.
  • 18. APLICAÇÕES EstudodosReceptores 7- É dado o circuito abaixo, onde um gerador é ligado a um receptor. a) Identifique cada elemento. b)Determine o sentido e a inten- sidade da corrente elétrica. c) Determine a d.d.p. entre os pontos A e B.
  • 19. FIM

Notas do Editor

  1. Este modelo pode ser usado como arquivo de partida para apresentar materiais de treinamento em um cenário em grupo. Seções Clique com o botão direito em um slide para adicionar seções. Seções podem ajudar a organizar slides ou a facilitar a colaboração entre vários autores. Anotações Use a seção Anotações para anotações da apresentação ou para fornecer detalhes adicionais ao público. Exiba essas anotações no Modo de Exibição de Apresentação durante a sua apresentação. Considere o tamanho da fonte (importante para acessibilidade, visibilidade, gravação em vídeo e produção online) Cores coordenadas Preste atenção especial aos gráficos, tabelas e caixas de texto. Leve em consideração que os participantes irão imprimir em preto-e-branco ou escala de cinza. Execute uma impressão de teste para ter certeza de que as suas cores irão funcionar quando forem impressas em preto-e-branco puros e escala de cinza. Elementos gráficos, tabelas e gráficos Mantenha a simplicidade: se possível, use estilos e cores consistentes e não confusos. Rotule todos os gráficos e tabelas.
  2. Forneça uma breve visão geral da apresentação. Descreva o foco principal da apresentação e por que ela é importante. Introduza cada um dos principais tópicos. Para fornecer um roteiro para o público, você pode repita este slide de Visão Geral por toda a apresentação, realçando o tópico específico que você discutirá em seguida.
  3. Forneça uma breve visão geral da apresentação. Descreva o foco principal da apresentação e por que ela é importante. Introduza cada um dos principais tópicos. Para fornecer um roteiro para o público, você pode repita este slide de Visão Geral por toda a apresentação, realçando o tópico específico que você discutirá em seguida.
  4. Forneça uma breve visão geral da apresentação. Descreva o foco principal da apresentação e por que ela é importante. Introduza cada um dos principais tópicos. Para fornecer um roteiro para o público, você pode repita este slide de Visão Geral por toda a apresentação, realçando o tópico específico que você discutirá em seguida.
  5. Forneça uma breve visão geral da apresentação. Descreva o foco principal da apresentação e por que ela é importante. Introduza cada um dos principais tópicos. Para fornecer um roteiro para o público, você pode repita este slide de Visão Geral por toda a apresentação, realçando o tópico específico que você discutirá em seguida.
  6. Forneça uma breve visão geral da apresentação. Descreva o foco principal da apresentação e por que ela é importante. Introduza cada um dos principais tópicos. Para fornecer um roteiro para o público, você pode repita este slide de Visão Geral por toda a apresentação, realçando o tópico específico que você discutirá em seguida.
  7. Forneça uma breve visão geral da apresentação. Descreva o foco principal da apresentação e por que ela é importante. Introduza cada um dos principais tópicos. Para fornecer um roteiro para o público, você pode repita este slide de Visão Geral por toda a apresentação, realçando o tópico específico que você discutirá em seguida.
  8. Forneça uma breve visão geral da apresentação. Descreva o foco principal da apresentação e por que ela é importante. Introduza cada um dos principais tópicos. Para fornecer um roteiro para o público, você pode repita este slide de Visão Geral por toda a apresentação, realçando o tópico específico que você discutirá em seguida.
  9. Forneça uma breve visão geral da apresentação. Descreva o foco principal da apresentação e por que ela é importante. Introduza cada um dos principais tópicos. Para fornecer um roteiro para o público, você pode repita este slide de Visão Geral por toda a apresentação, realçando o tópico específico que você discutirá em seguida.
  10. Forneça uma breve visão geral da apresentação. Descreva o foco principal da apresentação e por que ela é importante. Introduza cada um dos principais tópicos. Para fornecer um roteiro para o público, você pode repita este slide de Visão Geral por toda a apresentação, realçando o tópico específico que você discutirá em seguida.
  11. Forneça uma breve visão geral da apresentação. Descreva o foco principal da apresentação e por que ela é importante. Introduza cada um dos principais tópicos. Para fornecer um roteiro para o público, você pode repita este slide de Visão Geral por toda a apresentação, realçando o tópico específico que você discutirá em seguida.
  12. Forneça uma breve visão geral da apresentação. Descreva o foco principal da apresentação e por que ela é importante. Introduza cada um dos principais tópicos. Para fornecer um roteiro para o público, você pode repita este slide de Visão Geral por toda a apresentação, realçando o tópico específico que você discutirá em seguida.
  13. Forneça uma breve visão geral da apresentação. Descreva o foco principal da apresentação e por que ela é importante. Introduza cada um dos principais tópicos. Para fornecer um roteiro para o público, você pode repita este slide de Visão Geral por toda a apresentação, realçando o tópico específico que você discutirá em seguida.
  14. Forneça uma breve visão geral da apresentação. Descreva o foco principal da apresentação e por que ela é importante. Introduza cada um dos principais tópicos. Para fornecer um roteiro para o público, você pode repita este slide de Visão Geral por toda a apresentação, realçando o tópico específico que você discutirá em seguida.
  15. Forneça uma breve visão geral da apresentação. Descreva o foco principal da apresentação e por que ela é importante. Introduza cada um dos principais tópicos. Para fornecer um roteiro para o público, você pode repita este slide de Visão Geral por toda a apresentação, realçando o tópico específico que você discutirá em seguida.
  16. Forneça uma breve visão geral da apresentação. Descreva o foco principal da apresentação e por que ela é importante. Introduza cada um dos principais tópicos. Para fornecer um roteiro para o público, você pode repita este slide de Visão Geral por toda a apresentação, realçando o tópico específico que você discutirá em seguida.
  17. Forneça uma breve visão geral da apresentação. Descreva o foco principal da apresentação e por que ela é importante. Introduza cada um dos principais tópicos. Para fornecer um roteiro para o público, você pode repita este slide de Visão Geral por toda a apresentação, realçando o tópico específico que você discutirá em seguida.
  18. Forneça uma breve visão geral da apresentação. Descreva o foco principal da apresentação e por que ela é importante. Introduza cada um dos principais tópicos. Para fornecer um roteiro para o público, você pode repita este slide de Visão Geral por toda a apresentação, realçando o tópico específico que você discutirá em seguida.
  19. http://www.fisicaatual.com.br/wp-content/uploads/2011/02/Gerador-El%C3%A9trico-e-Receptor-El%C3%A9trico.pdf http://osfundamentosdafisica.blogspot.com.br/2013/09/cursos-do-blog-eletricidade_18.html