Marcius Gomes Brandão (UECE)Mariela Inês Cortés (UECE)Ênyo J. T. Gonçalves (UFC)
Agenda Introdução NOVL Estudo de caso Considerações finais
Introdução        Tempo é dinheiro    O mercado é competitivoNecessidade de ferramentas de alta          produtividade   M...
Naked Objects Pattern      Arquitetura padrão em 4-camadas Arquitetura com Naked ObjectsO problema : quando os requisitos ...
Princípios do Naked Objects PatternToda a lógica de negócio deve ser encapsulada nos objetos         de domínio  A interfa...
Vantagens do Naked Objects                   Grande                  agilidade                O usuário é um    Rápido    ...
Frameworks que implementam NOPNaked Object–MVC                  Sanssouci.NET,web, proprietário            Java, desktop,d...
CriticismoAdequado para aplicativos soberanos[1], mas não para transientes[1][2]                                      vs  ...
Customização de UI                     •Pouca ou nenhuma possibilidade de                     customização das UI         ...
NOVLÉ uma linguagem de descrição delayout para o padrão Naked Objects.Seu objetivo é de personalizar asinterfaces de usuár...
A base da NOVL : Layout GridUm esquema em grade é uma dasmais poderosas ferramentasdisponíveis para o projetistavisual, po...
Definição EBNF da NOVL                  A Extended Backus–Naur Form (ISO/IEC                  14977) é uma meta-linguagem ...
Diagrama de sintaxes                       Diagrama de Sintaxe é uma alternativa                       gráfica para EBNF. ...
ExemplosView e Component:   Member:                    nome                    *dataDeModificacao                    ender...
O caso de uso Produto
Usando NOVL
Making of
Contribuições do trabalho Eliminação dos principais  Por diferenciar-se de outras  limitadores da utilização      lingua...
Trabalhos futuros                     Implementação de                      referência                      (Swing, JSF, ...
Referências BibliográficasAruna Raja and Devika Lakshmanan, "Naked Objects               Richard Pawsons ThesisFramework,"...
Perguntas?             “A simplicidade é o último                  grau de sofisticação”                    Leonardo da Vi...
NOVL - Naked Objects View Language - Apresentação InfoBrasil 2012
NOVL - Naked Objects View Language - Apresentação InfoBrasil 2012
NOVL - Naked Objects View Language - Apresentação InfoBrasil 2012
NOVL - Naked Objects View Language - Apresentação InfoBrasil 2012
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

NOVL - Naked Objects View Language - Apresentação InfoBrasil 2012

1.997 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.997
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
166
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Arquitetura padrão em 4-camadasO problema é que os requisitos do sistema são alvos em movimento: quando os requisitos mudam, geralmente temos que fazer mudanças nos objetos de domínio ou adicionar novas capacidades de serviço. Temos, então, que propagar essas alterações manualmente para as outras três camadas (LÄUFER,2008).Arquitetura Naked ObjectsAlterações nos objetos de domínio se propagam automaticamente para a interface do usuário e para a camada de persistência.
  • É ai que entra a NOVL...
  • NOVL - Naked Objects View Language - Apresentação InfoBrasil 2012

    1. 1. Marcius Gomes Brandão (UECE)Mariela Inês Cortés (UECE)Ênyo J. T. Gonçalves (UFC)
    2. 2. Agenda Introdução NOVL Estudo de caso Considerações finais
    3. 3. Introdução Tempo é dinheiro O mercado é competitivoNecessidade de ferramentas de alta produtividade Mais e mais sistemas sendo desenvolvidos com abordagem orientada a objetos (TIOBE.COM,2012)
    4. 4. Naked Objects Pattern Arquitetura padrão em 4-camadas Arquitetura com Naked ObjectsO problema : quando os requisitos Alterações no domínio se propagam mudam, geralmente temos que automaticamente para a interface do propagar essas alterações usuário e as camadas de persistênciamanualmente para as outras três (PAWSON,2008). camadas (LÄUFER,2008).
    5. 5. Princípios do Naked Objects PatternToda a lógica de negócio deve ser encapsulada nos objetos de domínio A interface de usuário deve refletir completamente os objetos de domínio a criação da interface de Muitos dos serviços exigidosusuário deve ser inteiramente pelas aplicações de negócios automatizada a partir dos podem ser implementadas objetos de domínio genericamentePAWSON,2002
    6. 6. Vantagens do Naked Objects Grande agilidade O usuário é um Rápido solucionador Interface de ciclo de de problemas e usuários desenvolvi não um mais mento seguidor de poderosa processos Fácil análise de requisitos ARUANA,2010
    7. 7. Frameworks que implementam NOPNaked Object–MVC Sanssouci.NET,web, proprietário Java, desktop,documentação?,ativo?www.nakedobjects.org freshmeat.net/projects/sanssouciJMatter TrailsJava, desktop, proprietário Java, web, documentação?,ativo?www.jmatter.org www.trailsframework.orgApachi ISIS TrueViewJava, Open Source,em construção .NET, proprietário,doc?,ativo?incubator.apache.org/isis www.evolving-software.co.ukEntities Domain Object ExplorerJava, web, free Java, free, desktop, ativo?entitiesframework.blogspot.com java.net/projects/doe/pages/Home
    8. 8. CriticismoAdequado para aplicativos soberanos[1], mas não para transientes[1][2] vs [1]Aruana,2010 [1]Cooper,2007
    9. 9. Customização de UI •Pouca ou nenhuma possibilidade de customização das UI •Codificação em Swing, CSS, XML, HTML •Ferramentas de terceiros A maioria fere o princípio NOP a criação da interface de usuário deve ser inteiramente automatizada a partir dos objetos de domínio
    10. 10. NOVLÉ uma linguagem de descrição delayout para o padrão Naked Objects.Seu objetivo é de personalizar asinterfaces de usuário de formasimples e rápida utilizando textosimples no lugar de estruturas maissofisticadas comoSWING, CSS, XML, HTML, etc.
    11. 11. A base da NOVL : Layout GridUm esquema em grade é uma dasmais poderosas ferramentasdisponíveis para o projetistavisual, pois fornece uma estruturauniforme e consistente para a criaçãode uma interface com vários níveis decomplexidade visual ou funcional.Uma grade bem projetada melhora oapelo estético, a legibilidade eusabilidade da tela, cria uma sensaçãode ordem e deixa o usuário confortávele predisposto a interagir com oproduto.COOPER,2007
    12. 12. Definição EBNF da NOVL A Extended Backus–Naur Form (ISO/IEC 14977) é uma meta-linguagem utilizada para expressar e definir de maneira formal e matematicamente a sintaxe de uma linguagem não apenas de programação de computador, mas para definições formais. A maioria dos padrões de linguagem de programação usa alguma variante da EBNF para definir a gramática da língua, possibilitando a construção de compiladores porque o analisador para o compilador pode ser gerado automaticamente com um compilador de compilador comoYACC (Levine,1992).
    13. 13. Diagrama de sintaxes Diagrama de Sintaxe é uma alternativa gráfica para EBNF. Diagramas de sintaxe são mais facilmente compreendidos pela maioria das pessoas, uma vez que permitem a exposição concisa e lúcida de uma sintaxe de forma rigorosa, porém amigável (Watt,1990).
    14. 14. ExemplosView e Component: Member: nome *dataDeModificacao endereco.cidade.estado.sigla endereco.buscarCEP() aprovar() dependentes<nome,parentesco> Ctrl.Persistence.save()
    15. 15. O caso de uso Produto
    16. 16. Usando NOVL
    17. 17. Making of
    18. 18. Contribuições do trabalho Eliminação dos principais  Por diferenciar-se de outras limitadores da utilização linguagens de interface no do padrão Naked Objects: sentido em que ela • Interfaces de usuário especifica a forma da personalizadas interface e não o caminho • Múltiplas visões por objeto para chegar a ela: do domínio • Independência de tecnologia • Uso SEM editores visuais de UI • Foco apenas no domínio • Ciclo de aprendizado reduzido • Não invalida o padrão • Manutenção facilitada • Despreocupação da implementação da UI
    19. 19. Trabalhos futuros  Implementação de referência (Swing, JSF, HTML, ...)  Utilização da linguagem em algum framework NOP  Avaliação e extensão da linguagem para abordar outros aspectos das GUI
    20. 20. Referências BibliográficasAruna Raja and Devika Lakshmanan, "Naked Objects Richard Pawsons ThesisFramework," International Journal of ComputerApplications, vol. I, no. 20, 2010. incubator.apache.org/isis/Pawson-Naked-Objects-thesis.pdfRichard Pawson and Robert Matthews, Naked Objects.New York: Wiley, 2002 Naked Objects Richard Pawson andRichard Pawson, Naked Objects, Phd thesis. Dublin: Trinity Robert Matthews,College, 2004. Wiley 2002Alan Cooper, Robert Reimann, and David Cronin, AboutFace 3 : The Essentials of Interaction Design. Indianapolis: Versão free on-line:Wiley Publishing, Inc., 2007. www.nakedobjects.org/bookInternet Domain Driven Design using Naked Objects Dan Haywood, Pragmatic Bookshelf 2009
    21. 21. Perguntas? “A simplicidade é o último grau de sofisticação” Leonardo da Vinci.

    ×