Planilha ágil

7.137 visualizações

Publicada em

0 comentários
11 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.137
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
281
Comentários
0
Gostaram
11
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Planilha ágil

  1. 1. PLANILHA ÁGIL<br />Estimar, planejar e acompanhar<br />
  2. 2. Considerações gerais<br />
  3. 3. Considerações gerais<br />Sempre que houver uma célula cinza na planilha, significa que é um valor calculado e não deve ser alterado (a menos que você saiba o que está fazendo).<br />Sempre que houver uma célula amarela, significa que a planilha está esperando que você entre com informações válidas.<br />Este documento se refere a Planilha Ágil publicada aqui:<br />http://www.slideshare.net/marciosete/planilha-9133244<br />Feedbacks são bem vindos e esperados:<br />marcio.sete@gmail.com<br />@marciosete<br />
  4. 4. Exclusão de Garantia<br />Essa planilha está sendo distribuída sem custo, na esperança que será útil, portanto SEM QUALQUER GARANTIA. Use por sua conta e risco.<br />O autor não garante a integridade ou exatidão das informações fornecidas na planilha.<br />Ele é fornecida "COMO ESTÁ“ SEM GARANTIA DE QUALQUER TIPO, EXPRESSA OU IMPLÍCITA, INCLUINDO, MAS NÃO SE LIMITANDO ÀS GARANTIAS DE COMERCIALIZAÇÃO E ADEQUAÇÃO PARA UMA DETERMINADA FINALIDADE.<br />É SEU O RISCO TOTAL COM A QUALIDADE DA PLANILHA. SE A PLANILHA APRESENTAR DEFEITOS, VOCÊ ASSUME O CUSTO DE TODOS OS SERVIÇOS, REPAROS E CORREÇÕES. EM HIPÓTESE ALGUMA A NÃO SER EXIGIDA POR LEI OU ACORDO ESCRITO O AUTOR, SERÁ RESPONSÁVEL POR DANOS, INCLUINDO QUAISQUER DANOS GERAIS, ESPECIAIS, FORTUITOS OU DECORRENTES DO USO OU IMPOSSIBILIDADE DE USO DA PLANILHA (INCLUINDO, MAS NÃO LIMITANDO A, PERDA DE DADOS OU DADOS INCORRETOS OU PERDAS SOFRIDAS POR VOCÊ OU TERCEIROS OU UMA FALHA NAS FÓRMULAS DA PLANILHA), MESMO QUE O AUTOR TENHA SIDO AVISADO DA POSSIBILIDADE DE TAIS DANOS.<br />
  5. 5. Configuração da sprint<br />
  6. 6. Período da sprint<br />Informe a data de início e término da Sprint<br />Você deve informar apenas o período de GAME, ou seja, aquele onde o Time estará trabalhando para transformar os itens do Sprint Backlog em valor (Software Pronto).<br />Informe os feriados que vão ocorrer no período da Sprint ou qualquer outra interrupção planejada. Essa interrupção afetará o tamanho da Sprint e consequentemente sua capacidade.<br />
  7. 7. Formação do time<br />O processo propõem a formação de times de no máximo 9 integrantes<br />Escreva o nome da pessoa<br />Escreva a sua disponibilidade<br />Para não considerar uma pessoa no time, deixe sua disponibilidade com 0%<br />
  8. 8. capacidade<br />A capacidade do time é definida pela quantidade de horas máxima que o time pode produzir.<br />Isso envolve a duração da Sprint, a quantidade de pessoas que compõem o time e a quantidade de horas que cada um deles poderá dedicar por dia as atividades do projeto.<br />
  9. 9. Fator de foco<br />O Fator de Foco se propõe a medir o quanto de interferência externa o time sofre durante a execução da Sprint.<br />As interferências podem vir de estórias não planejadas, tarefas que emergiram durante a execução da Sprint, correção de bugs importantes (hot fixes) de Sprints passadas, ou qualquer outro trabalho não planejado realizado da Sprint.<br />Qualquer trabalho realizado dentro do Timebox de uma Sprint deve ser evidenciado, ou seja, ou o trabalho deve ter sido previsto na reunião de planejamento, ou então deve ser registrado como item não planejado.<br />A fórmula para encontrar o fator de foco realizado em uma Sprint é:<br />Total de horas planejadas para a Sprint / Total de horas realizadas na Sprint<br />
  10. 10. Fator de foco<br />Mantemos na planilha o histórico do “Fator de Foco “ das 3 últimas Sprints para nos ajudar a definir o fator de foco para a próxima Sprint.<br />Se você não conhece o Fator de Foco do seu time no projeto atual em que estão trabalhando, comece com 75% e então comece a medir.<br />Ter um fator de foco de 75% significa que: 75% da capacidade do time vai ser destinada para itens planejados na reunião de planejamento da Sprint e 25% da capacidade será destinada a itens não planejados.<br />
  11. 11. Comprometimento<br />O comprometimento do time significa o quanto o time se comprometeu durante a reunião de planejamento em relação a sua capacidade máxima.<br />O time não deve se comprometer com 100% da sua capacidade.<br />O melhor é se comprometer próximo ao seu Fator de Foco.<br />
  12. 12. velocidade<br />A velocidade é definida pela quantidade de pontos entregues na reunião de revisão.<br />Apenas são considerados os itens prontos, ou seja, itens que atingiram a Definição de Pronto do Time e os critérios de aceitação definidos na estória pelo Product Owner.<br />Mantemos na planilha o histórico da Velocidade do Time nas últimas 5 Sprints para nos dar nos ajudar estimar a velocidade do Time na próxima Sprint.<br />Tiramos então uma média aritmética dessas amostragens e então definimos a velocidade prevista do Time para a próxima execução.<br />
  13. 13. Estimando a velocidade do seu time<br />Caso seja a primeira Sprint do Time no Projeto, temos algumas opções:<br /><ul><li>Usar dados históricos
  14. 14. Veja a velocidade de outros times semelhantes, em projetos semelhantes.
  15. 15. Essa opção só é valida quanto você tem projetos com domínios semelhantes, times com capacidade e experiência semelhante e tecnologia semelhante.
  16. 16. Se algum desses fatores mudar, os dados deixam de ter relevância.
  17. 17. Rode uma Sprint baseado em Comprometimento
  18. 18. Durante a primeira reunião de planejamento, deixe o time se comprometer com a quantidade de trabalho que eles sentem que são capazes de realizar durante aquele Timebox, então meça a velocidade entregue por eles ao final da Sprint.</li></li></ul><li>Cone da incerteza<br />Em 1981 Barry Boehm desenhou a primeira versão do que mais tarde Steve McConnell chamou de “Cone da Incerteza”.<br />O Cone da Incerteza mostra uma variação do nível de certeza em relação ao tempo, sendo que temos um alto grau de incerteza no começo e com o passar do tempo, a incerteza vai dando lugar a certeza.<br />Dentro do contexto da agilidade, o Cone da Incerteza é utilizado em diversos momentos e de diversas formas.<br />Neste momento vamos utilizar o Cone da Incerteza para definir um intervalo de valores possíveis da velocidade, dada uma estimativa.<br />
  19. 19. Cone da incerteza<br />A escala da variação da velocidade no tempo, dada uma estimativa é a seguinte:<br /><ul><li>Para times rodando a primeira Sprint em um novo Projeto:
  20. 20. Entre 60% e 160%
  21. 21. Para times rodando a segunda Sprint no mesmo Projeto:
  22. 22. Entre 80% e 125%
  23. 23. Para times rodando a terceira Sprint no mesmo Projeto:
  24. 24. Entre 85% e 115%
  25. 25. Para times rodando a partir da quarta Sprint no mesmo Projeto:
  26. 26. Entre 90% e 110%
  27. 27. Um time com a velocidade estimada </li></ul>em 14 pontos teria as seguintes <br />probabilidades de velocidade:<br />
  28. 28. 90% de certeza<br />Mike Cohn desenvolveu uma teoria onde dada uma amostragem mínima de 5 velocidades, é possível se afirmar com 90% de certeza o intervalo de velocidade previsto para aquele time.<br />Baseado no histórico de velocidades apresentado anteriormente e na teoria do Mike Cohn, podemos afirmar com 90% de certeza, de que a velocidade do Time na próxima execução estará entre 12 e 17 pontos.<br />
  29. 29. Premissas<br /><ul><li>Percentual da capacidade do time dedicada ao Backlog Grooming
  30. 30. É definido uma quantidade de tempo onde o Time, em conjunto com o Product Owner irão adicionar detalhes, estimativas e prioridades aos itens no Product Backlog. É o momento onde os itens são analisados e revistos.
  31. 31. O Scrum Guide propõem um valor de até 10% da capacidade total da Sprint para esta finalidade.
  32. 32. Quantidade de horas dedicadas por dia/pessoa nas atividades do projeto
  33. 33. Pessoas não trabalham 100% do seu tempo nas atividades do projeto. A quantidade de tempo varia de pessoa pra pessoa e de empresa pra empresa.
  34. 34. Pesquisas demonstram que pessoas investem entre 55% e 70% do seu tempo nas atividades do projeto.
  35. 35. Uma pessoa alocada em tempo integral, conseguirá dedicar ao projeto de 4 a 6 horas por dia.</li></li></ul><li>Custo do processo em horas<br />O processo do Scrum reserva um momento diário para que o Time se sincronize, faça inspeção e adaptação e mantenha o foco na entrega do software.<br />Outro momento de sincronismo é o Backlog Grooming, onde o Product Owner tem a oportunidade de se alinhar junto ao Time a respeito dos próximos itens do Product Backlog.<br />Esses momentos são fundamentais para o sucesso da Sprint e consequentemente do projeto, entretanto eles tem um custo que precisam ao menos ser compreendidos<br /><ul><li>Daily meeting
  36. 36. Fórmula para saber a quantidade de horas que serão investidas nas reuniões diárias durante a Sprint:
  37. 37. (Quantidade de Pessoas no Time * Quantidade de dias da Sprint * 15) / 60
  38. 38. Backlog Grooming
  39. 39. Fórmula para saber quantas horas devem ser dedicadas pelo time ao Backlog Grooming:
  40. 40. (Capacidade em horas do time * % de tempo dedicado ao Grooming) / Quantidade de Pessoas no Time</li></li></ul><li>Meta de negócio<br />A meta de negócio da Sprint dá ao Time alguma flexibilidade em relação as funcionalidades implementadas dentro da Sprint, já que, a princípio, o time não se compromete com a quantidade de trabalho incluído no Sprint Backlog e sim a atingir a meta de negócio definida pelo Product Owner, que deve ser uma meta plausível<br />O Time deve trabalhar sempre com a meta de negócio na cabeça.<br />A meta de negócio da Sprint pode ser por exemplo um marco num propósito maior do roadmap do Projeto.<br />
  41. 41. Sprint backlog<br />
  42. 42. Product backlog item X tarefas<br /><ul><li>Product Backlog Itens (PBIs) são estimados utilizando Story Points.
  43. 43. OS PBIs são descompostos em tarefas técnicas e estas tarefas estimadas em horas.
  44. 44. O time trabalha na real nas tarefas técnicas. Uma vez que todas as tarefas técnicas de um PBI tenham atingido a definição de pronto do Time, a Estória é dada como concluída.
  45. 45. É comum Times não conseguirem identificar 100% das tarefas de todos os PBIs.
  46. 46. Normalmente novas tarefas emergem durante a execução da Sprint.
  47. 47. A definição do Fator de Foco vai permitir ao Time trabalhar nessas tarefas emergentes sem que a Sprint seja comprometida.</li></li></ul><li>Business value<br /><ul><li>É a definição do quanto de valor de negócio um ítemagrega ao seu projeto em relação ao tempo.
  48. 48. É bastante difícil ter uma visão completamente abstrata para se definir o quanto de valor um ítem possui.
  49. 49. O melhor talvez seja comparar um ítem em relação a outro ítem. Mas quando dizemos que vamos comparar, precisamos definir quais serão os critérios dessa comparação. Na planilha definimos os seguintes:
  50. 50. Fatores que contribuem para aumentar o valor agregado do ítem
  51. 51. Relevância
  52. 52. Urgência
  53. 53. Oportunidade
  54. 54. Fatores que contribuem para diminuir o valor agregado do ítem
  55. 55. Complexidade
  56. 56. Tempo
  57. 57. Custo
  58. 58. Risco
  59. 59. Incerteza</li></li></ul><li>Status, aprovação e Velocidade atingida<br />Os itens do Sprint Backlog recebem Status que variam entre Pendente, Fazendo, Pronto e Impedido.<br />Os itens podem ser aprovados ou não durante a reunião de revisão. Cada item aprovado, tem o valor da sua estimativa somado na velocidade atingida pelo Time naquela Sprint.<br />
  60. 60. tabela<br />
  61. 61. Data<br />As datas e dias são preenchidos automaticamente de acordo com o período de data informado na sessão de configuração da Sprint.<br />A planilha preenche automaticamente apenas os dias úteis de trabalho. Ela desconsidera os finais de semana e os feriados informados no período.<br />
  62. 62. Itens planejados<br />Nesta sessão, o time deve informar as tarefas técnicas concluídas pelo time diariamente.<br />Sempre que um membro do time finalizar uma tarefa ou pelo menos uma vez por dia, durante o daily meeting, o time atualiza a planilha com todas as tarefas concluídas.<br />O time deve informar:<br /><ul><li>Horas
  63. 63. Quantidade total de horas concluídas pelo time em tarefas planejadas naquele dia.
  64. 64. Task ID
  65. 65. ID da tarefa. Se você estive utilizando o Sprint Backlog da própria planilha, informe o número dos campos ID das tarefas que o time concluiu. Se tiver utilizando outro repositório, informe o ID informado pelo repositório. O Objetivo é manter rastreabilidade do que o time está concluindo.
  66. 66. Separe os vários itens com vírgula.
  67. 67. BV
  68. 68. O Objetivo aqui é informar o Business Value potencial atingido. Lembrando que tarefa técnica não tem Business Value, somente estórias. Então sempre que todas as tarefas técnicas de uma estória tiver sido concluídas, o time pode lançar o Business Value referente à estória concluída.
  69. 69. Se você estiver usando o Sprint Backlog da planilha, informe o Business Value da estória concluída. Se estiver usando outra forma para calcular o business value, informe o valor identificado para aquela estória.</li></li></ul><li>Itens não planejados<br />Nesta sessão, o time deve informar as tarefas técnicas não planejadas concluídas pelo time diariamente.<br />Sempre que um membro do time finalizar uma tarefa não planejada ou pelo menos uma vez por dia, durante o daily meeting, o time atualiza a planilha com todas as tarefas não planejadas concluídas.<br />O time deve informar:<br /><ul><li>Horas
  70. 70. Quantidade total de horas concluídas pelo time em tarefas não planejadas naquele dia.
  71. 71. Task ID
  72. 72. ID da tarefa. Se você estive utilizando o Sprint Backlog da própria planilha, informe o número dos campos ID das tarefas que o time concluiu. Se tiver utilizando outro repositório, informe o ID informado pelo repositório. O Objetivo é manter rastreabilidade do que o time está concluindo.
  73. 73. Separe os vários itens com vírgula.
  74. 74. BV
  75. 75. O Objetivo aqui é informar o Business Value potencial atingido. Lembrando que tarefa técnica não tem Business Value, somente estórias. Então sempre que todas as tarefas técnicas de uma estória tiver sido concluídas, o time pode lançar o Business Value referente à estória concluída.
  76. 76. Se você estiver usando o Sprint Backlog da planilha, informe o Business Value da estória concluída. Se estiver usando outra forma para calcular o business value, informe o valor identificado para aquela estória.</li></li></ul><li>Ítens removidos<br />Nesta sessão, o time deve informar as tarefas técnicas referente às estórias planejadas que foram removidas pelo Product Owner.<br />O Produtct Owner pode remover estórias por exemplo quando não fizer mais sentido realizar determinada estória ou em uma possível renegociação de escopo da sprint, seja para diminuir o escopo ou mesmo para substituir por uma estória não planejada que ganhou relevância e urgência.<br />O time deve informar:<br /><ul><li>Horas
  77. 77. Quantidade total de horas removidaspelo Product Owner naquele dia.
  78. 78. Task ID
  79. 79. ID da tarefa. Se você estive utilizando o Sprint Backlog da própria planilha, informe o número dos campos ID das tarefas que o time concluiu. Se tiver utilizando outro repositório, informe o ID informado pelo repositório. O Objetivo é manter rastreabilidade do que o time está concluindo.
  80. 80. Separe os vários itens com vírgula.</li></li></ul><li>Indicadores<br /><ul><li>Total
  81. 81. Quantidade total de horas realizadas (queimadas) por dia.
  82. 82. Planejado
  83. 83. Projeção no tempo de como o total de horas planejadas deveriam ser queimadas em relação a quantidade de dias de trabalho da Sprint.
  84. 84. IP + INP
  85. 85. Projeção no tempo de como o total de horas planejadas + horas não planejadas deveriam ser queimadas em relação a quantidade de dias de trabalho da Sprint.
  86. 86. Pendente
  87. 87. Quantidade de horas pendentes na Sprint.
  88. 88. Tendência
  89. 89. Projeção da quantidade de horas restantes por dia, de acordo com a velocidade realizada pelo time diariamente.
  90. 90. INP Acumulado
  91. 91. Quantidade de horas não planejadas acumuladas ao longo do tempo.
  92. 92. Business Value Acumulado
  93. 93. Quantidade de Business Value Potencial acumulado ao longo do tempo.</li></li></ul><li>indicadores<br />
  94. 94. progresso<br /><ul><li>Data atual
  95. 95. Informa qual é a data atual.
  96. 96. Dia atual da Sprint
  97. 97. Informa qual é o dia atual da Sprint. Por exemplo, estamos no 4 dia de uma Sprint de 10 dias.
  98. 98. Quantidade de dias da Sprint
  99. 99. Quantidade de dias total da Sprint.
  100. 100. % de andamento da Sprint
  101. 101. Indica quantos % da Sprint já se passou
  102. 102. % de valor entregue
  103. 103. Indica quantos % do Business Value já foi entregue
  104. 104. Total de horas pendentes na Sprint para conclusão
  105. 105. Quantidade de horas planejadas pendente de serem concluídas.</li></li></ul><li>progresso<br /><ul><li>Total de horas realizadas na Sprint
  106. 106. Quantidade de horas realizadas (queimadas) pelo time, incluindo tarefas das estórias planejadas e não planejadas.
  107. 107. Total de horas que deveria ter sido realizadas na Sprint até o momento
  108. 108. Quantidade de horas que o time deveria ter queimado até o momento, considerando o dia atual da Sprint.
  109. 109. Total de horas que deveria ter sido realizadas na Sprint até o momento considerando INP
  110. 110. Quantidade de horas que o time deveria ter queimado até o momento, considerando a reserva de tempo que foi feita (fator de foco) para itens não planejados.
  111. 111. % de aproveitamento do time em relação ao planejamento
  112. 112. Quantos % de aproveitamento que o Time está tendo em relação aos itens planejados.
  113. 113. % de aproveitamento do time em relação a sua capacidade máxima
  114. 114. Quantos % de aproveitamento que o Time está tendo em relação a capacidade máxima do Time.</li></li></ul><li>Execução da sprint<br /><ul><li>Quantidade de horas não planejadas
  115. 115. Quantidade de horas que o time trabalhou em tarefas que não foram planejadas.
  116. 116. Quantidade total de horas da Sprint (planejados + não planejadas)
  117. 117. Quantidade de horas total da Sprint, incluindo as tarefas das estórias planejadas durante a reunião de planejamento e as das não planejadas.
  118. 118. Quantidade de horas planejadas removidas da Sprint
  119. 119. Quantidade de horas planejadas removidas da Sprint.
  120. 120. Total de horas não medidas ou não evidenciadas
  121. 121. Diferença entre a capacidade máxima do Time e o que o Time realizou até aquele momento.
  122. 122. Horas não medidas ou não evidenciadas por dia
  123. 123. Total de horas não medidas ou não evidenciadas por dia, dividido pela quantidade de dias executados da Sprint.</li></li></ul><li>capacidade<br /><ul><li>Quantidade diária máxima de horas
  124. 124. Quantidade diária máxima que o time consegue entregar de acordo com a sua capacidade.
  125. 125. Quantidade de horas que o time deveria matar por dia
  126. 126. Quantidade de horas que o time deveria queimar por dia, considerando a quantidade de horas das tarefas referente as estórias planejadas e não planejadas.</li></li></ul><li>velocidade<br /><ul><li>Média de horas realizadas por dia
  127. 127. Quantidade média de horas realizadas pelo time
  128. 128. Média de horas que deveria ter sido realizada por dia
  129. 129. Quantidade média de horas que o time deveria estar queimando por dia, considerando itens planejados e não planejados.
  130. 130. Média de horas que deveria ter sido realizada por dia considerando INP.
  131. 131. Média de horas que o time deveria estar queimando por dia, considerando as horas reservadas para itens não planejados.</li></li></ul><li>Fator de foco<br /><ul><li>Fator de foco planejado
  132. 132. Quantidade total de horas do Sprint Backlog divido pela capacidade máxima do Time.
  133. 133. Fator de foco real
  134. 134. Quantidade total de horas planejadas divido pela quantidade total de horas da Sprint (planejadas + não planejadas).
  135. 135. % da Sprint consumida com itens planejados
  136. 136. Quanto da Sprint foi consumido com itens planejados.
  137. 137. % da Sprint consumida com itens não planejados
  138. 138. Quanto da Sprint foi consumido com itens não planejados.
  139. 139. % consumido da reserva para itens não planejados
  140. 140. Quanto já foi consumido da reserva feita para itens não planejados.</li></li></ul><li>estimativa<br /><ul><li>Quantidade de horas não planejadas suportadas por esta Sprint
  141. 141. Quantas horas não planejadas ainda são suportadas pela Sprint. Essa quantidade vai aumentando e diminuindo dinamicamente de acordo com o aproveitamento do time.
  142. 142. Capacidade máxima da Sprint considerando o cenário atual
  143. 143. Quantidade de horas máxima suportadas por essa Sprint de acordo com o cenário atual.</li></li></ul><li>Sprint burndown<br />
  144. 144. Linhas base<br /><ul><li>Total
  145. 145. Exibe por dia a quantidade total de horas queimadas pelo time.
  146. 146. Planejado
  147. 147. Linha ideal desenhada no gráfico exibindo a quantidade total de horas do Sprint Burndown, sendo queimada ao longo dos dias da Sprint.
  148. 148. Pendente
  149. 149. Quantidade de horas pendentes na Sprint. Essa é a linha que demonstra a quantidade de horas sendo queimadas pelo Time diariamente.
  150. 150. INP Acumulado
  151. 151. Exibe a evolução dos itens não planejados ao longo do tempo.
  152. 152. IP + INP
  153. 153. Linha ideal desenhada no gráfico exibindo a quantidade total de horas da Sprint, incluindo itens planejados e itens não planejados sendo queimada ao longo dos dias da Sprint. Essa é a linha real de esforço da Sprint.
  154. 154. Tendência
  155. 155. Exibe a tendência de término da Sprint de acordo com a velocidade empreendida pelo time até o momento.
  156. 156. Business Value
  157. 157. Exibe um BurnUP de valor potencial entregue pelo time ao longo do tempo. </li></li></ul><li>impedimentos<br />
  158. 158. Impedimentos<br />Essa sessão tem por objetivo manter um histórico dos impedimentos ocorridos na Sprint.<br /><ul><li>Ocorrência
  159. 159. Descreva o impedimento.
  160. 160. Causa
  161. 161. Descreva o que causou o impedimento.
  162. 162. Efeito
  163. 163. Qual efeito que o impedimento teve na Sprint.
  164. 164. Ação tomada
  165. 165. Qual ação tomada para que o impedimento fosse eliminado.</li></li></ul><li>retrospectiva<br />
  166. 166. retrospecitiva<br />O objetivo dessa sessão é manter um histórico da retrospectiva da Sprint para funcionar como uma base de conhecimento para o Time.<br /><ul><li>O que contribuiu para o sucesso da Sprint que o Scrum Team deveria continuar fazendo?
  167. 167. O que contribuiu para o insucesso da Sprint que o Scrum Team deveria parar de fazer?
  168. 168. O que o Scrum Team percebeu que poderia começar a fazer para que as próximas sprints tenham sucesso? </li></li></ul><li>tamanho<br />
  169. 169. tamanho<br />Essa sessão serve como guia de referência para medidas de tamanho ágeis.<br />
  170. 170. Configuração de valor<br />
  171. 171. Fatores que contribuem para aumentar o valor agregado do ítem<br /><ul><li>Relevância
  172. 172. Define o quão relevante é o ítem para o projeto
  173. 173. Urgência
  174. 174. Qual a urgência que o projeto tem para que o item esteja pronto.
  175. 175. Oportunidade
  176. 176. A implementação desta funcionalidade irá gerar grandes oportunidades ou vantagens competitivas para o projeto ?
  177. 177. Dinheiro
  178. 178. A implementação desta funcionalidade irá gerar valores financeiros direto para o projeto ?</li></li></ul><li>Fatores que contribuem para diminuir o valor agregado do ítem<br /><ul><li>Complexidade
  179. 179. Grau de complexidade do item
  180. 180. Tempo
  181. 181. Quantidade de tempo necessário para fazer o item
  182. 182. Custo
  183. 183. Quanto de custo está envolvido na construção do item.
  184. 184. Risco
  185. 185. Quanto de risco está envolvido na construção do item.
  186. 186. Incerteza
  187. 187. Quanto de incerteza está contido na especificação do item.</li></li></ul><li>Sobre o autor<br />
  188. 188. Márcio Sete<br />@marciosete<br />www.marciosete.com.br<br />marcio.sete@challengeit.com.br<br />Visual Studio ALM<br />Consultor em ALM e processos ágeis de <br />desenvolvimento de software<br />Colaboração e Revisão:<br />Thiago Bernabé<br />thiago.bernabe@gmail.com<br />

×