A importância e impacto das redes sociais para o mercado

1.209 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.209
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A importância e impacto das redes sociais para o mercado

  1. 1. #Redes SociaisTwitterFaceboookFourSquareReclame Aqui!
  2. 2. #A importância eimpacto sobre a e-opiniãoCompreender os consumidores no ambientedigital e a maneira como participam dasredes é outra forma de mensurar a intera-ção e o impacto de tudo aquilo que é ditona web
  3. 3. #CasesCases PositivosCases Negativos
  4. 4. #Qual deve sernossa Postura?10 tópicos para refletir...
  5. 5. #Qual deve ser nossa Postura?1. Primeira Iniciativa Bemol 2011: valorizar o tempo dos clientes simplificandoo atendimento. Como fazer isso? Qual a importância da Internet nisso?2. Ampliar o uso da Internet/Canais eletrônicos na organização. Como você podecontribuir para seu crescimento e, por conseguinte, no encantamento ao seu cliente?3. Fortalecer a relação de confiança entre a Bemol, nossos colaboradores, clien-tes e fornecedores. Como usar o poder das redes sociais para cumprir este objetivo?4. Primeiro de tudo: evitar que o problema chegue nas Redes Sociais5. Chegando nas Redes Sociais: resolução do problema e retorno ao cliente
  6. 6. #Qual deve ser nossa Postura?6. A Bemol Online sempre entrará em contato para entender o problema (casoseja na sua loja)7. Eficácia das reclamações na Internet pode ser maior que no PROCON (Exemplo:Brastemp)8. A imagem que está sendo atingida é a da BEMOL, não da @BemolOnline - nãoexiste diferença - é a mesma coisa9. Tempo de resolução para evitar buzz: importantíssimo10. Timing da Internet é diferente: se cliente está gerando buzz no Twitter, porexemplo, o prazo de resolução do problema deve ser ontem...risos
  7. 7. #ReferênciasBAIRON, Sérgio. Multimídia. São Paulo: Global, 1995.BAKER, Stephen. “What´s a friend woth?”. Business Week, 1º de Junho de 2009.CASSANO, Roberto. Revista Webdesigner. Rio de Janeiro: Artecom, Agosto 2010.FUSCO, Camila. O poder das redes sociais. Revista Exame. São Paulo: Editora Abril, 2009.GROSMAN, Roberto. HSM Online: O Facebook vai dominar a Web. São Paulo, 2010. Disponível em <http://br.hsmglobal.com/>. Acesso em 20 jul. 2010JOHNSON, Steven. “How Twitter will change the way we live”. Revista Time, 15 de Junho de 2009.KOTLER, Philip. Marketing 3.0: as Forças que Estão Definindo o Novo Marketing Centrado no Ser Humano. Tradução:Ana Beatriz Rodrigues. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.LIMA, Carolina. Como acabar com sua #empresa em apenas 140 caracteres. Florianópolis, UFSC, 2010.MARTELETO, Regina Maria. Análise de redes sociais - aplicação nos estudos de transferência da informação. Ci.Inf., Brasília, v.30, n.1, abr. 2001. Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100--19652001000100009&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em 20 ago. 2010RECUERO, Raquel . Redes Sociais na Internet. Porto Alegre: Sulina, 2009SCHMITT, Bernd. A estética do Marketing (traduzido). São Paulo: Nobel, 2000.TANABE, Silvio. HSM Online: Twitter corporativo: sou um “vendedor” chato ou atento ao meu público? São Paulo,2010. Disponível em <http://br.hsmglobal.com>. Acesso em 20 jul. 2010

×