SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
Baixar para ler offline
EREM Dr. Jaime Monteiro 
Gameleira,____ de ______________________ de 2014. 
Aluno(a):____________________________________________ Ano : 9ºB 
Professora: Márcia Oliveira 
Simulado de Língua Portuguesa – IV BIMESTRE 
Leia o texto abaixo: 
Um adolescente chega da escola com os tênis cheios 
de barro. Sem tirar os tênis, vai direto para a 
sala. Lá encontra sua mãe, que havia acabado de limpar o 
chão. Ela lhe diz: 
– Luís, eu acabei de limpar o chão da sala! 
02. Sobre tal situação, é possível afirmar que 
A) A mãe de Luís apenas quis avisá-lo de que acabara de 
limpar a casa. 
B) O objetivo da mãe foi pedir, implicitamente, que Luís a 
ajudasse em outras tarefas. 
C) A mãe não se importou se Luís usava ou não seus 
tênis. 
D) A mãe quis dizer, implicitamente, que Luís deveria ter 
tirado seu tênis antes de entrar. 
E) A mãe queria que Luís deixasse o ambiente da sala 
para que ela terminasse de limpá-lo. 
Leia atentamente o trecho a seguir, ele servirá como 
suporte para a questão 03: 
“(...) Desci aos alojamentos – não sem um forte 
pressentimento de desastre. De fato, todas as aparências 
me levavam a suspeitar da aproximação do simum. Dei 
parte dos meus temores ao comandante, mas este não 
prestou a menor atenção às minhas palavras e deixou-me 
sem ao menos se dignar de responder. Todavia, a 
inquietação não me deixou dormir e, perto da meia-noite, 
subi ao convés. Ao colocar o pé no último degrau da 
escada, fui surpreendido por um forte ruído sussurrante 
como produzido por rápida rotação de moinho e, antes 
que pudesse averiguar o seu significado, apercebi-me de 
que o navio estremecia na direção do seu centro. No 
instante imediato, um cachão de espuma fez-nos adornar 
subitamente e, passando sobre nós, varreu todo o convés 
de popa a proa. (...)” 
(Trecho retirado do conto “Manuscrito Encontrado numa Garrafa” 
de Edgar Allan Poe, 1861. Disponível 
em:<http://contosdocovil.wordpress.com>) 
Simum: vento quente que sopra do centro da África em 
direção ao Norte. 
Cachão: borbulhão; jorro forte. 
03. Podemos notar que o parágrafo lido acima é um 
fragmento de uma narrativa de suspense porque: 
A) apresenta um narrador-personagem, fazendo com que 
a história se aproxime da realidade. 
B) é composta por personagens estranhos, com o intuito 
de assustar e amedrontar o leitor. 
C) não é possível identificar o tempo cronológico em que a 
história é contada, o que causa mistério. 
D) os personagens não possuem nomes e o espaço em 
que a narrativa se desenvolve não pode ser identificado. 
E) o enredo apresentado contém mistério e os 
acontecimentos narrados intimidam os personagens. 
Analise a charge abaixo. 
04. Qual a critica apresentada na charge acima? 
A) as pessoas acham a água cara e mesmo assim desperdiçam 
B) 50% da água é desperdiçada em vazamentos. 
C) usar a água para lavar calçadas causa prejuízos. 
D) a água não é um bem inesgotável, apenas custa caro. 
E) as empresas responsáveis pelo tratamento e distribuição da 
água cobram muito caro ao consumidor. 
01. No primeiro quadrinho, 
o emprego da vírgula serve 
para: 
A) Separar elementos de 
uma enumeração 
B) Indicar apostos 
C) Separar o vocativo 
D) Indica a omissão do 
verbo 
E) Separar todas as 
palavras repetidas.
Observe o texto abaixo. 
Procura-se desesperadamente um cachorro que atende pelo nome de Pirulito. Ele é um simpático vira-lata de cor bege, porte médio, que desapareceu no último dia 3 de agosto, na Avenida Cachorros Felizes, em São Paulo. 
Paga-se recompensa de R$ 500,00. Minha filha está sentindo muito a falta dele. Qualquer informação favor ligar para: 2222- 5555 e falar com Pedro. 
05. O texto acima tem por finalidade: 
A) discutir a importância ou não desse tipo de anúncio. 
B) pedir informações sobre um cachorro desaparecido. 
C) contar histórias sobre o convívio com o animal. 
D) demonstrar como deve ser feito um anúncio. 
06. Quanto à tipologia, pode-se classificar o texto acima como: 
A) Literário 
B) Instrucional 
C) Publicitário 
D) Jornalístico 
07. Nos trechos “Procura-se desesperadamente um cachorro que atende pelo nome de Pirulito.” e “Paga-se recompensa de R$ 500,00.” , o sujeito nas duas orações é o mesmo, portanto é classificado como: 
A) composto 
B) eliptico 
C) simples 
D) indeterminado 
08. No trecho “Ele é um simpático vira-lata de cor bege, porte médio,(...)”, as palavras empregadas para descrever o cachorrinho é classificada morfologicamente de 
A) substantivo 
B) advérbio 
C) adjetivo 
D) verbo 
Leia o texto abaixo. 
Quanta pressa! 
Como vc é apressada! Não lembra que eu disse antes de vc viajar que eu ia pra fazenda do meu avô? Quem mandou não dar notícias antes d’eu ir pra lá?!?!?!:-O 
Vc sabia. Eu avisei. Vc não presta atenção no que eu falo? 
Quando ficar mais calma eu tc mais, tá legal? 
:-* 
Mônica 
PINA, Sandra. Entre e-mails e acontecimentos. São Paulo: Salesiana, 2006.) 
09. No trecho “Quem mandou não dar notícias antes d’eu ir pra lá?!?!?!”, a pontuação empregada sugere 
A) aceitação. 
B) compreensão. 
C) indignação. 
D) entusiasmo. 
10. As reduções (vc, tc) e os emoticons (:-*), usados com frequência em e-mails, imprimem ao texto 
A) agilidade. 
B) clareza. 
C) correção. 
D) formalidade. 
11. Nesse texto, predomina a linguagem característica do meio 
A) escolar. 
B) esportivo. 
C) jurídico. 
D) virtual. 
Leia o texto a seguir. 
O homem que espalhou o deserto 
E o homem do machado descobriu que podia ganhar a vida com seu instrumento. Onde quer que precisassem derrubar árvores, ele era chamado. Não parava. Contratou uma secretária para organizar uma agenda. Depois, auxiliares. Montou uma companhia, construiu edifícios para guardar seus machados, abrigar seus operários devastadores. Importou tratores e máquinas especializados do estrangeiro. Mandou assistentes fazerem cursos nos Estados Unidos e Europa. Eles voltaram peritos de primeira linha. E trabalhavam e derrubavam. Foram do sul ao norte, não deixando nada em pé. Onde quer que houvesse uma folha verde, lá 
estava uma tesoura, machado, um aparelho eletrônico para arrasar. Enquanto ele ficava milionário, o país se transformava num deserto, terra calcinada*. E, então, o 
governo, para remediar, mandou buscar em Israel técnicos especializados em tornar férteis as terras do deserto. E os homens mandavam plantar árvores. E enquanto as árvores eram plantadas, o homem do machado ensinava ao filho a sua profissão. 
* Queimada por completo; incinerada, carbonizada. 
BRANDÃO, Ignácio de Loyola. Contos. São Paulo: Ground, 1989. 
(Fragmento) 
12. O trecho “Enquanto ele ficava milionário, o país se transformava num deserto, terra calcinada.” indica uma: 
A) opinião. 
B) causa. 
C) consequência. 
D) exclusão.
13. Analise a função sintática dos termos destacados, baseando-se no seguinte código: ( 1 ) complemento nominal ( 2 ) objeto indireto ( 3 ) adjunto adverbial ( 4 ) adjunto adnominal ( 5 ) objeto direto a) Todos aguardavam com incerteza ( ) a publicação( ) do livro. ( ) b) Os jornais noticiaram a prisão ( ) do criminoso. ( ) c) A confiança em ti ( ) abriu novas perspectivas. ( ) d) Os cidadãos pagam imposto ( ) e) A dona da casa ( ) recebia os convidados ( ) alegremente. ( ) g) Enviamos estes livros aos alunos. ( ) h) Convidamos os alunos ( ) para a festa. 
14. Em "Mônica regressou, às pressas, ao Rio de Janeiro", o termo destacado é: 
A) complemento nominal B) objeto indireto C) adjunto adverbial D) aposto Leia o texto abaixo. 
Desabafo de um bom marido 
Minha esposa e eu sempre andamos de mãos dadas. Se eu soltar, ela vai às compras. Ela tem um liquidificador elétrico, uma torradeira elétrica, e uma máquina de fazer pão elétrica. Então ela disse : “Nós temos muitos aparelhos, mas não temos lugar pra sentar”. Daí, comprei pra ela uma cadeira elétrica. 
Eu me casei com a “Sra. Certa”. Só não sabia que o primeiro nome dela era “Sempre”. Já faz 18 meses que não falo com minha esposa. É que não gosto de interrompê-la. Mas tenho que admitir, a nossa última briga foi culpa minha. Ela perguntou: “O que tem na TV?” E eu disse “Poeira”. No começo Deus criou o mundo e descansou. Então, Ele criou o homem e descansou. Depois, criou a mulher. Desde então, nem Deus, nem o homem, nem o Mundo tiveram mais descanso. 
Quando o nosso cortador de grama quebrou, minha mulher ficava sempre me dando a entender que eu deveria consertá-lo. Mas eu sempre acabava tendo outra coisa para cuidar antes, o caminhão, o carro, a pesca, sempre alguma coisa mais importante para mim. Finalmente ela pensou num jeito esperto de me convencer. Certo dia, ao chegar em casa, encontrei-a sentada na grama alta, ocupada em podá-la com uma tesourinha de costura. Eu olhei em silêncio por um tempo, me emocionei bastante e depois entrei em casa. Em alguns minutos eu voltei com uma escova de dentes e lhe entreguei. 
“- Quando você terminar de cortar a grama”, eu disse, “você pode também varrer a calçada.” 
Depois disso não me lembro de mais nada. Os médicos dizem que eu voltarei a andar, mas mancarei pelo resto da vida. 
O casamento é uma relação entre duas pessoas na qual uma está sempre certa e a outra é o marido... 
Luís Fernando Veríssimo 
15. No texto “Desabafo de um bom marido”, o narrador satiriza a relação marido e mulher, utilizando alguns recursos expressivos para criar o efeito humorístico que cativa o leitor. Dentre esses recursos destacamos a quebra de expectativa, em que uma afirmação quebra a expectativa criada por uma afirmação anterior. Esse recurso é observado no trecho : 
A) “Os médicos dizem que eu voltarei a andar, mas mancarei pelo resto da vida”. 
B) Quando o nosso cortador de grama quebrou, minha mulher ficava sempre me dando a entender que eu deveria consertá-lo. 
C) Mas tenho que admitir, a nossa última briga foi culpa minha. 
D) No começo Deus criou o mundo e descansou. Então, Ele criou o homem e descansou. 
E) Minha esposa e eu sempre andamos de mãos dadas. Se eu soltar, ela vai às compras. 
16. Observando o foco narrativo podemos afirmar que o narrador é do tipo 
(A) narrador-observador intruso 
(B) narrador- observador parcial 
(C) narrador- personagem testemunha 
(D) narrador- personagem protagonista 
(E) eu-lírico 
17. A palavra desabafo, no título do texto, anuncia que o marido 
(A) analisará o comportamento de um bom marido. 
(B) atestará a experiência feliz que é seu casamento. 
(C) exaltará o relacionamento entre marido e mulher. 
(D) falará dos problemas que enfrenta no casamento 
(E) dará conselhos sobre como ser um bom marido. 
18. O texto enfatiza a ideia de que um bom marido é aquele que 
(A) não faz gozação com a esposa. 
(B) é prestativo nas atividades domésticas. 
(C) admite que a esposa sempre tem razão quer. 
(D) faz tudo que a esposa. 
(E) não provoca brigas.
Simulado língua portuguesa 9º ano - SAEPE

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sequência didática - resenha e sinopse
Sequência didática  - resenha e sinopse Sequência didática  - resenha e sinopse
Sequência didática - resenha e sinopse Roberta Vuaden
 
Exercícios revisão intertextualidade
Exercícios revisão intertextualidade Exercícios revisão intertextualidade
Exercícios revisão intertextualidade Olivier Fausti Olivier
 
Simulado 7 (port. 5º ano)
Simulado 7 (port. 5º ano)Simulado 7 (port. 5º ano)
Simulado 7 (port. 5º ano)Cidinha Paulo
 
D8 (por descritores port 5º ano)
D8  (por descritores port  5º ano)D8  (por descritores port  5º ano)
D8 (por descritores port 5º ano)Cidinha Paulo
 
Produção textual: Poemas
Produção textual: Poemas Produção textual: Poemas
Produção textual: Poemas Mary Alvarenga
 
Atividades de português sobre variação linguística
Atividades de português sobre variação linguísticaAtividades de português sobre variação linguística
Atividades de português sobre variação linguísticaNivea Neves
 
Prova com descritores do SPAECE 5º ano
Prova com descritores do SPAECE 5º anoProva com descritores do SPAECE 5º ano
Prova com descritores do SPAECE 5º anoProfessora Ivonilde
 
Prova elementos-da-comunicacao-2011
Prova elementos-da-comunicacao-2011Prova elementos-da-comunicacao-2011
Prova elementos-da-comunicacao-2011Vera Oliveira
 
Projeto 5º Ano Viajando no Mundo das Crônicas
Projeto 5º Ano Viajando no Mundo das CrônicasProjeto 5º Ano Viajando no Mundo das Crônicas
Projeto 5º Ano Viajando no Mundo das CrônicasNecy
 
Adjetivos colégio anglo lista de exercícios nº 16
Adjetivos colégio anglo lista de exercícios nº 16Adjetivos colégio anglo lista de exercícios nº 16
Adjetivos colégio anglo lista de exercícios nº 16jopinperslide
 
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?Tânia Regina
 
Atividades período simple e composto
Atividades período simple e compostoAtividades período simple e composto
Atividades período simple e compostoDeusa Mara
 

Mais procurados (20)

Atividade substantivo e adjetivo 6 ano
Atividade substantivo e adjetivo 6 anoAtividade substantivo e adjetivo 6 ano
Atividade substantivo e adjetivo 6 ano
 
Atividade adjetivo - 6 ano
Atividade   adjetivo - 6 anoAtividade   adjetivo - 6 ano
Atividade adjetivo - 6 ano
 
Sequência didática - resenha e sinopse
Sequência didática  - resenha e sinopse Sequência didática  - resenha e sinopse
Sequência didática - resenha e sinopse
 
INTERPRETAÇÃO TEXTUAL: 5º ano
INTERPRETAÇÃO TEXTUAL:    5º anoINTERPRETAÇÃO TEXTUAL:    5º ano
INTERPRETAÇÃO TEXTUAL: 5º ano
 
Cruzadinha substantivos.docx
Cruzadinha substantivos.docxCruzadinha substantivos.docx
Cruzadinha substantivos.docx
 
Exercícios revisão intertextualidade
Exercícios revisão intertextualidade Exercícios revisão intertextualidade
Exercícios revisão intertextualidade
 
Simulado 7 (port. 5º ano)
Simulado 7 (port. 5º ano)Simulado 7 (port. 5º ano)
Simulado 7 (port. 5º ano)
 
Caca palavras nova ortografia
Caca palavras nova ortografiaCaca palavras nova ortografia
Caca palavras nova ortografia
 
D8 (por descritores port 5º ano)
D8  (por descritores port  5º ano)D8  (por descritores port  5º ano)
D8 (por descritores port 5º ano)
 
Produção textual: Poemas
Produção textual: Poemas Produção textual: Poemas
Produção textual: Poemas
 
Notícias 5º ano
Notícias 5º anoNotícias 5º ano
Notícias 5º ano
 
Atividades de português sobre variação linguística
Atividades de português sobre variação linguísticaAtividades de português sobre variação linguística
Atividades de português sobre variação linguística
 
Prova com descritores do SPAECE 5º ano
Prova com descritores do SPAECE 5º anoProva com descritores do SPAECE 5º ano
Prova com descritores do SPAECE 5º ano
 
Interpretações variadas charges atuais
Interpretações variadas charges atuaisInterpretações variadas charges atuais
Interpretações variadas charges atuais
 
Prova elementos-da-comunicacao-2011
Prova elementos-da-comunicacao-2011Prova elementos-da-comunicacao-2011
Prova elementos-da-comunicacao-2011
 
Crônicas para o 5º ano
Crônicas para o 5º anoCrônicas para o 5º ano
Crônicas para o 5º ano
 
Projeto 5º Ano Viajando no Mundo das Crônicas
Projeto 5º Ano Viajando no Mundo das CrônicasProjeto 5º Ano Viajando no Mundo das Crônicas
Projeto 5º Ano Viajando no Mundo das Crônicas
 
Adjetivos colégio anglo lista de exercícios nº 16
Adjetivos colégio anglo lista de exercícios nº 16Adjetivos colégio anglo lista de exercícios nº 16
Adjetivos colégio anglo lista de exercícios nº 16
 
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?
 
Atividades período simple e composto
Atividades período simple e compostoAtividades período simple e composto
Atividades período simple e composto
 

Destaque

Simulado de Língua Portuguesa 3º ano
Simulado de Língua Portuguesa  3º anoSimulado de Língua Portuguesa  3º ano
Simulado de Língua Portuguesa 3º anoMarcia Oliveira
 
Aulão de língua portuguesa ensino médio
Aulão de língua portuguesa ensino médio Aulão de língua portuguesa ensino médio
Aulão de língua portuguesa ensino médio Marcia Oliveira
 
Simulado língua portuguesa 3º
Simulado língua portuguesa 3ºSimulado língua portuguesa 3º
Simulado língua portuguesa 3ºMarcia Oliveira
 
Simulado de Língua Portuguesa Ensino Médio
Simulado de Língua Portuguesa Ensino MédioSimulado de Língua Portuguesa Ensino Médio
Simulado de Língua Portuguesa Ensino MédioMarcia Oliveira
 
Análise de Textos - Ensino Fundamental e Ensino Médio
Análise de Textos - Ensino Fundamental e Ensino MédioAnálise de Textos - Ensino Fundamental e Ensino Médio
Análise de Textos - Ensino Fundamental e Ensino MédioMarcia Oliveira
 
Estrutura de texto dissertativo
Estrutura de texto dissertativoEstrutura de texto dissertativo
Estrutura de texto dissertativoMarcia Oliveira
 
Simulado língua portuguesa 9º ano (análise sintática e morfológica)
Simulado língua portuguesa 9º ano (análise sintática e morfológica)Simulado língua portuguesa 9º ano (análise sintática e morfológica)
Simulado língua portuguesa 9º ano (análise sintática e morfológica)Marcia Oliveira
 
Confissões de adolescente
Confissões de adolescenteConfissões de adolescente
Confissões de adolescenteMarcia Oliveira
 
Língua portuguesa revisão geral E.M.
Língua portuguesa revisão geral E.M.Língua portuguesa revisão geral E.M.
Língua portuguesa revisão geral E.M.Marcia Oliveira
 
Dicas de pronúncia em inglês
Dicas de pronúncia em inglêsDicas de pronúncia em inglês
Dicas de pronúncia em inglêsMarcia Oliveira
 
Os mecanismos de coesão e coerência textuais
Os mecanismos de coesão e coerência textuais Os mecanismos de coesão e coerência textuais
Os mecanismos de coesão e coerência textuais Marcia Oliveira
 
Atividade sobre o filme a culpa é das estrelas tatiana
Atividade sobre o filme a culpa é das estrelas   tatianaAtividade sobre o filme a culpa é das estrelas   tatiana
Atividade sobre o filme a culpa é das estrelas tatianaMarcia Oliveira
 
Experiência exitosa com Literatura EREM Dr. Jaime Monteiro
Experiência exitosa com Literatura EREM Dr. Jaime MonteiroExperiência exitosa com Literatura EREM Dr. Jaime Monteiro
Experiência exitosa com Literatura EREM Dr. Jaime MonteiroMarcia Oliveira
 
Tipologia e gêneros textuais
Tipologia e gêneros textuaisTipologia e gêneros textuais
Tipologia e gêneros textuaisMarcia Oliveira
 

Destaque (20)

Saepe 3º ano
Saepe 3º anoSaepe 3º ano
Saepe 3º ano
 
Simulado de Língua Portuguesa 3º ano
Simulado de Língua Portuguesa  3º anoSimulado de Língua Portuguesa  3º ano
Simulado de Língua Portuguesa 3º ano
 
Aulão de língua portuguesa ensino médio
Aulão de língua portuguesa ensino médio Aulão de língua portuguesa ensino médio
Aulão de língua portuguesa ensino médio
 
Simulado língua portuguesa 3º
Simulado língua portuguesa 3ºSimulado língua portuguesa 3º
Simulado língua portuguesa 3º
 
Simulado de Língua Portuguesa Ensino Médio
Simulado de Língua Portuguesa Ensino MédioSimulado de Língua Portuguesa Ensino Médio
Simulado de Língua Portuguesa Ensino Médio
 
Análise de Textos - Ensino Fundamental e Ensino Médio
Análise de Textos - Ensino Fundamental e Ensino MédioAnálise de Textos - Ensino Fundamental e Ensino Médio
Análise de Textos - Ensino Fundamental e Ensino Médio
 
Estrutura de texto dissertativo
Estrutura de texto dissertativoEstrutura de texto dissertativo
Estrutura de texto dissertativo
 
Saepe 9º ano
Saepe 9º anoSaepe 9º ano
Saepe 9º ano
 
Simulado língua portuguesa 9º ano (análise sintática e morfológica)
Simulado língua portuguesa 9º ano (análise sintática e morfológica)Simulado língua portuguesa 9º ano (análise sintática e morfológica)
Simulado língua portuguesa 9º ano (análise sintática e morfológica)
 
Confissões de adolescente
Confissões de adolescenteConfissões de adolescente
Confissões de adolescente
 
Língua portuguesa revisão geral E.M.
Língua portuguesa revisão geral E.M.Língua portuguesa revisão geral E.M.
Língua portuguesa revisão geral E.M.
 
Text Ayrton Senna
Text Ayrton Senna Text Ayrton Senna
Text Ayrton Senna
 
Misjudging
MisjudgingMisjudging
Misjudging
 
Dicas de pronúncia em inglês
Dicas de pronúncia em inglêsDicas de pronúncia em inglês
Dicas de pronúncia em inglês
 
Os mecanismos de coesão e coerência textuais
Os mecanismos de coesão e coerência textuais Os mecanismos de coesão e coerência textuais
Os mecanismos de coesão e coerência textuais
 
Emprego do hífen
Emprego do hífenEmprego do hífen
Emprego do hífen
 
Relação semântica
Relação semânticaRelação semântica
Relação semântica
 
Atividade sobre o filme a culpa é das estrelas tatiana
Atividade sobre o filme a culpa é das estrelas   tatianaAtividade sobre o filme a culpa é das estrelas   tatiana
Atividade sobre o filme a culpa é das estrelas tatiana
 
Experiência exitosa com Literatura EREM Dr. Jaime Monteiro
Experiência exitosa com Literatura EREM Dr. Jaime MonteiroExperiência exitosa com Literatura EREM Dr. Jaime Monteiro
Experiência exitosa com Literatura EREM Dr. Jaime Monteiro
 
Tipologia e gêneros textuais
Tipologia e gêneros textuaisTipologia e gêneros textuais
Tipologia e gêneros textuais
 

Semelhante a Simulado língua portuguesa 9º ano - SAEPE

Simulado interpretação de textos - 9 ano b - 2014
Simulado   interpretação de textos - 9 ano b - 2014Simulado   interpretação de textos - 9 ano b - 2014
Simulado interpretação de textos - 9 ano b - 2014Silvio Reinod Costa
 
Avaliação diagnóstica 6 ano com gabarito
Avaliação diagnóstica 6 ano com gabaritoAvaliação diagnóstica 6 ano com gabarito
Avaliação diagnóstica 6 ano com gabaritoVânia Porto
 
SPAECEFLIX.pptx-COMPREENSAO SPAECE E SAEB
SPAECEFLIX.pptx-COMPREENSAO SPAECE E SAEBSPAECEFLIX.pptx-COMPREENSAO SPAECE E SAEB
SPAECEFLIX.pptx-COMPREENSAO SPAECE E SAEBRosaMisticaCoelho2
 
Simulado português e matematica 8 anos ok
Simulado português e matematica 8 anos okSimulado português e matematica 8 anos ok
Simulado português e matematica 8 anos okEderson Jacob Zanardo
 
Simulado português e matematica 8 anos ok
Simulado português e matematica 8 anos okSimulado português e matematica 8 anos ok
Simulado português e matematica 8 anos okEderson Jacob Zanardo
 
Caderno de avaliação 3º ano língua portuguesa aluno
Caderno de avaliação 3º ano língua portuguesa  alunoCaderno de avaliação 3º ano língua portuguesa  aluno
Caderno de avaliação 3º ano língua portuguesa alunoSilvânia Silveira
 
Caderno de avaliação 3º ano língua portuguesa aluno
Caderno de avaliação 3º ano língua portuguesa  alunoCaderno de avaliação 3º ano língua portuguesa  aluno
Caderno de avaliação 3º ano língua portuguesa alunoSilvânia Silveira
 
Pontuação Gráfica
Pontuação GráficaPontuação Gráfica
Pontuação Gráficalinguonautas
 
Apostila pronta 3º noturno
Apostila pronta 3º noturnoApostila pronta 3º noturno
Apostila pronta 3º noturnoVera Oliveira
 
Escola Municipal de Ensino Fundamental.docx
Escola Municipal de Ensino Fundamental.docxEscola Municipal de Ensino Fundamental.docx
Escola Municipal de Ensino Fundamental.docxEricaCostaViquetiGam1
 
5 ano slide.pptx
5 ano slide.pptx5 ano slide.pptx
5 ano slide.pptxFidelMatos1
 
Avaliação de língua portuguesa
Avaliação de língua portuguesaAvaliação de língua portuguesa
Avaliação de língua portuguesaMaury Lima
 

Semelhante a Simulado língua portuguesa 9º ano - SAEPE (20)

Simulado interpretação de textos - 9 ano b - 2014
Simulado   interpretação de textos - 9 ano b - 2014Simulado   interpretação de textos - 9 ano b - 2014
Simulado interpretação de textos - 9 ano b - 2014
 
Quiz prova brasil bloco i e ii
Quiz prova brasil bloco i e iiQuiz prova brasil bloco i e ii
Quiz prova brasil bloco i e ii
 
Interpretação de textos
Interpretação de textosInterpretação de textos
Interpretação de textos
 
SIMULADO 11_merged.pdf
SIMULADO 11_merged.pdfSIMULADO 11_merged.pdf
SIMULADO 11_merged.pdf
 
AVALIAÇÃO 3º ANO - ALFABETIZAÇÃO
AVALIAÇÃO 3º ANO - ALFABETIZAÇÃOAVALIAÇÃO 3º ANO - ALFABETIZAÇÃO
AVALIAÇÃO 3º ANO - ALFABETIZAÇÃO
 
Avaliação diagnóstica 6 ano com gabarito
Avaliação diagnóstica 6 ano com gabaritoAvaliação diagnóstica 6 ano com gabarito
Avaliação diagnóstica 6 ano com gabarito
 
AVAL DIAG...pdf
AVAL DIAG...pdfAVAL DIAG...pdf
AVAL DIAG...pdf
 
SPAECEFLIX.pptx-COMPREENSAO SPAECE E SAEB
SPAECEFLIX.pptx-COMPREENSAO SPAECE E SAEBSPAECEFLIX.pptx-COMPREENSAO SPAECE E SAEB
SPAECEFLIX.pptx-COMPREENSAO SPAECE E SAEB
 
Simulado português e matematica 8 anos ok
Simulado português e matematica 8 anos okSimulado português e matematica 8 anos ok
Simulado português e matematica 8 anos ok
 
Simulado português e matematica 8 anos ok
Simulado português e matematica 8 anos okSimulado português e matematica 8 anos ok
Simulado português e matematica 8 anos ok
 
Gincana final- descritores do 5 ano
Gincana final- descritores do 5 ano Gincana final- descritores do 5 ano
Gincana final- descritores do 5 ano
 
Caderno de avaliação 3º ano língua portuguesa aluno
Caderno de avaliação 3º ano língua portuguesa  alunoCaderno de avaliação 3º ano língua portuguesa  aluno
Caderno de avaliação 3º ano língua portuguesa aluno
 
Caderno de avaliação 3º ano língua portuguesa aluno
Caderno de avaliação 3º ano língua portuguesa  alunoCaderno de avaliação 3º ano língua portuguesa  aluno
Caderno de avaliação 3º ano língua portuguesa aluno
 
Pontuação Gráfica
Pontuação GráficaPontuação Gráfica
Pontuação Gráfica
 
Apostila pronta 3º noturno
Apostila pronta 3º noturnoApostila pronta 3º noturno
Apostila pronta 3º noturno
 
Escola Municipal de Ensino Fundamental.docx
Escola Municipal de Ensino Fundamental.docxEscola Municipal de Ensino Fundamental.docx
Escola Municipal de Ensino Fundamental.docx
 
5 ano slide.pptx
5 ano slide.pptx5 ano slide.pptx
5 ano slide.pptx
 
7º ano portugues
7º ano portugues7º ano portugues
7º ano portugues
 
Leitura e Interpretação de textos
Leitura e Interpretação de textosLeitura e Interpretação de textos
Leitura e Interpretação de textos
 
Avaliação de língua portuguesa
Avaliação de língua portuguesaAvaliação de língua portuguesa
Avaliação de língua portuguesa
 

Mais de Marcia Oliveira

TCF sobre "Entendendo o cancer de mama"
TCF sobre "Entendendo o cancer de mama"TCF sobre "Entendendo o cancer de mama"
TCF sobre "Entendendo o cancer de mama"Marcia Oliveira
 
TCF sobre Hpv hora de prevenir
TCF sobre Hpv hora de prevenirTCF sobre Hpv hora de prevenir
TCF sobre Hpv hora de prevenirMarcia Oliveira
 
TCF sobre Doenças causadas pelo aedes aegpyti
TCF sobre Doenças causadas pelo aedes aegpytiTCF sobre Doenças causadas pelo aedes aegpyti
TCF sobre Doenças causadas pelo aedes aegpytiMarcia Oliveira
 
TCF sobre Gravidez na adolescência
TCF sobre Gravidez na adolescência TCF sobre Gravidez na adolescência
TCF sobre Gravidez na adolescência Marcia Oliveira
 
TCF sobre Obesidade: causas e consequências
TCF sobre Obesidade: causas e consequênciasTCF sobre Obesidade: causas e consequências
TCF sobre Obesidade: causas e consequênciasMarcia Oliveira
 
TCF sobre Violência contra a mulher
TCF sobre Violência contra a mulherTCF sobre Violência contra a mulher
TCF sobre Violência contra a mulherMarcia Oliveira
 
TCF sobre Violência contra a mulher
TCF sobre Violência contra a mulher TCF sobre Violência contra a mulher
TCF sobre Violência contra a mulher Marcia Oliveira
 
TCF sobre O lixo e os impactos no ambiente e na saúde da população de gamelei...
TCF sobre O lixo e os impactos no ambiente e na saúde da população de gamelei...TCF sobre O lixo e os impactos no ambiente e na saúde da população de gamelei...
TCF sobre O lixo e os impactos no ambiente e na saúde da população de gamelei...Marcia Oliveira
 
TCF sobre Esquistossomose: uma doença negligenciada
TCF sobre Esquistossomose: uma doença negligenciadaTCF sobre Esquistossomose: uma doença negligenciada
TCF sobre Esquistossomose: uma doença negligenciadaMarcia Oliveira
 
TCF sobre Alcoolismo no ambiente familiar
TCF sobre Alcoolismo no ambiente familiarTCF sobre Alcoolismo no ambiente familiar
TCF sobre Alcoolismo no ambiente familiarMarcia Oliveira
 
TCF sobre Doação de órgãos - 9º ano
TCF sobre Doação de órgãos - 9º anoTCF sobre Doação de órgãos - 9º ano
TCF sobre Doação de órgãos - 9º anoMarcia Oliveira
 
Simulado de Língua Portuguesa 9º ano
Simulado de Língua Portuguesa 9º anoSimulado de Língua Portuguesa 9º ano
Simulado de Língua Portuguesa 9º anoMarcia Oliveira
 
Avaliação de Língua Portuguesa Ensino Médio
Avaliação de Língua Portuguesa Ensino MédioAvaliação de Língua Portuguesa Ensino Médio
Avaliação de Língua Portuguesa Ensino MédioMarcia Oliveira
 
Recursos morfossintáticos, lexicais,semânticos
Recursos morfossintáticos, lexicais,semânticosRecursos morfossintáticos, lexicais,semânticos
Recursos morfossintáticos, lexicais,semânticosMarcia Oliveira
 
Sociedade brasileira no final do século XIX
Sociedade brasileira no final do século XIXSociedade brasileira no final do século XIX
Sociedade brasileira no final do século XIXMarcia Oliveira
 
Avaliação de didática da linguagem
Avaliação de didática da linguagemAvaliação de didática da linguagem
Avaliação de didática da linguagemMarcia Oliveira
 

Mais de Marcia Oliveira (17)

TCF sobre "Entendendo o cancer de mama"
TCF sobre "Entendendo o cancer de mama"TCF sobre "Entendendo o cancer de mama"
TCF sobre "Entendendo o cancer de mama"
 
TCF sobre Hpv hora de prevenir
TCF sobre Hpv hora de prevenirTCF sobre Hpv hora de prevenir
TCF sobre Hpv hora de prevenir
 
TCF sobre Doenças causadas pelo aedes aegpyti
TCF sobre Doenças causadas pelo aedes aegpytiTCF sobre Doenças causadas pelo aedes aegpyti
TCF sobre Doenças causadas pelo aedes aegpyti
 
TCF sobre Gravidez na adolescência
TCF sobre Gravidez na adolescência TCF sobre Gravidez na adolescência
TCF sobre Gravidez na adolescência
 
TCF sobre Obesidade: causas e consequências
TCF sobre Obesidade: causas e consequênciasTCF sobre Obesidade: causas e consequências
TCF sobre Obesidade: causas e consequências
 
TCF sobre Violência contra a mulher
TCF sobre Violência contra a mulherTCF sobre Violência contra a mulher
TCF sobre Violência contra a mulher
 
TCF sobre Violência contra a mulher
TCF sobre Violência contra a mulher TCF sobre Violência contra a mulher
TCF sobre Violência contra a mulher
 
TCF sobre O lixo e os impactos no ambiente e na saúde da população de gamelei...
TCF sobre O lixo e os impactos no ambiente e na saúde da população de gamelei...TCF sobre O lixo e os impactos no ambiente e na saúde da população de gamelei...
TCF sobre O lixo e os impactos no ambiente e na saúde da população de gamelei...
 
TCF sobre Esquistossomose: uma doença negligenciada
TCF sobre Esquistossomose: uma doença negligenciadaTCF sobre Esquistossomose: uma doença negligenciada
TCF sobre Esquistossomose: uma doença negligenciada
 
TCF sobre Alcoolismo no ambiente familiar
TCF sobre Alcoolismo no ambiente familiarTCF sobre Alcoolismo no ambiente familiar
TCF sobre Alcoolismo no ambiente familiar
 
TCF sobre Doação de órgãos - 9º ano
TCF sobre Doação de órgãos - 9º anoTCF sobre Doação de órgãos - 9º ano
TCF sobre Doação de órgãos - 9º ano
 
Simulado de Língua Portuguesa 9º ano
Simulado de Língua Portuguesa 9º anoSimulado de Língua Portuguesa 9º ano
Simulado de Língua Portuguesa 9º ano
 
Avaliação de Língua Portuguesa Ensino Médio
Avaliação de Língua Portuguesa Ensino MédioAvaliação de Língua Portuguesa Ensino Médio
Avaliação de Língua Portuguesa Ensino Médio
 
Recursos morfossintáticos, lexicais,semânticos
Recursos morfossintáticos, lexicais,semânticosRecursos morfossintáticos, lexicais,semânticos
Recursos morfossintáticos, lexicais,semânticos
 
Sociedade brasileira no final do século XIX
Sociedade brasileira no final do século XIXSociedade brasileira no final do século XIX
Sociedade brasileira no final do século XIX
 
Avaliação de didática da linguagem
Avaliação de didática da linguagemAvaliação de didática da linguagem
Avaliação de didática da linguagem
 
Ambiguidade
AmbiguidadeAmbiguidade
Ambiguidade
 

Último

APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASricardo644666
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresAna Isabel Correia
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdfLindinhaSilva1
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...marioeugenio8
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 

Último (20)

APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 

Simulado língua portuguesa 9º ano - SAEPE

  • 1. EREM Dr. Jaime Monteiro Gameleira,____ de ______________________ de 2014. Aluno(a):____________________________________________ Ano : 9ºB Professora: Márcia Oliveira Simulado de Língua Portuguesa – IV BIMESTRE Leia o texto abaixo: Um adolescente chega da escola com os tênis cheios de barro. Sem tirar os tênis, vai direto para a sala. Lá encontra sua mãe, que havia acabado de limpar o chão. Ela lhe diz: – Luís, eu acabei de limpar o chão da sala! 02. Sobre tal situação, é possível afirmar que A) A mãe de Luís apenas quis avisá-lo de que acabara de limpar a casa. B) O objetivo da mãe foi pedir, implicitamente, que Luís a ajudasse em outras tarefas. C) A mãe não se importou se Luís usava ou não seus tênis. D) A mãe quis dizer, implicitamente, que Luís deveria ter tirado seu tênis antes de entrar. E) A mãe queria que Luís deixasse o ambiente da sala para que ela terminasse de limpá-lo. Leia atentamente o trecho a seguir, ele servirá como suporte para a questão 03: “(...) Desci aos alojamentos – não sem um forte pressentimento de desastre. De fato, todas as aparências me levavam a suspeitar da aproximação do simum. Dei parte dos meus temores ao comandante, mas este não prestou a menor atenção às minhas palavras e deixou-me sem ao menos se dignar de responder. Todavia, a inquietação não me deixou dormir e, perto da meia-noite, subi ao convés. Ao colocar o pé no último degrau da escada, fui surpreendido por um forte ruído sussurrante como produzido por rápida rotação de moinho e, antes que pudesse averiguar o seu significado, apercebi-me de que o navio estremecia na direção do seu centro. No instante imediato, um cachão de espuma fez-nos adornar subitamente e, passando sobre nós, varreu todo o convés de popa a proa. (...)” (Trecho retirado do conto “Manuscrito Encontrado numa Garrafa” de Edgar Allan Poe, 1861. Disponível em:<http://contosdocovil.wordpress.com>) Simum: vento quente que sopra do centro da África em direção ao Norte. Cachão: borbulhão; jorro forte. 03. Podemos notar que o parágrafo lido acima é um fragmento de uma narrativa de suspense porque: A) apresenta um narrador-personagem, fazendo com que a história se aproxime da realidade. B) é composta por personagens estranhos, com o intuito de assustar e amedrontar o leitor. C) não é possível identificar o tempo cronológico em que a história é contada, o que causa mistério. D) os personagens não possuem nomes e o espaço em que a narrativa se desenvolve não pode ser identificado. E) o enredo apresentado contém mistério e os acontecimentos narrados intimidam os personagens. Analise a charge abaixo. 04. Qual a critica apresentada na charge acima? A) as pessoas acham a água cara e mesmo assim desperdiçam B) 50% da água é desperdiçada em vazamentos. C) usar a água para lavar calçadas causa prejuízos. D) a água não é um bem inesgotável, apenas custa caro. E) as empresas responsáveis pelo tratamento e distribuição da água cobram muito caro ao consumidor. 01. No primeiro quadrinho, o emprego da vírgula serve para: A) Separar elementos de uma enumeração B) Indicar apostos C) Separar o vocativo D) Indica a omissão do verbo E) Separar todas as palavras repetidas.
  • 2. Observe o texto abaixo. Procura-se desesperadamente um cachorro que atende pelo nome de Pirulito. Ele é um simpático vira-lata de cor bege, porte médio, que desapareceu no último dia 3 de agosto, na Avenida Cachorros Felizes, em São Paulo. Paga-se recompensa de R$ 500,00. Minha filha está sentindo muito a falta dele. Qualquer informação favor ligar para: 2222- 5555 e falar com Pedro. 05. O texto acima tem por finalidade: A) discutir a importância ou não desse tipo de anúncio. B) pedir informações sobre um cachorro desaparecido. C) contar histórias sobre o convívio com o animal. D) demonstrar como deve ser feito um anúncio. 06. Quanto à tipologia, pode-se classificar o texto acima como: A) Literário B) Instrucional C) Publicitário D) Jornalístico 07. Nos trechos “Procura-se desesperadamente um cachorro que atende pelo nome de Pirulito.” e “Paga-se recompensa de R$ 500,00.” , o sujeito nas duas orações é o mesmo, portanto é classificado como: A) composto B) eliptico C) simples D) indeterminado 08. No trecho “Ele é um simpático vira-lata de cor bege, porte médio,(...)”, as palavras empregadas para descrever o cachorrinho é classificada morfologicamente de A) substantivo B) advérbio C) adjetivo D) verbo Leia o texto abaixo. Quanta pressa! Como vc é apressada! Não lembra que eu disse antes de vc viajar que eu ia pra fazenda do meu avô? Quem mandou não dar notícias antes d’eu ir pra lá?!?!?!:-O Vc sabia. Eu avisei. Vc não presta atenção no que eu falo? Quando ficar mais calma eu tc mais, tá legal? :-* Mônica PINA, Sandra. Entre e-mails e acontecimentos. São Paulo: Salesiana, 2006.) 09. No trecho “Quem mandou não dar notícias antes d’eu ir pra lá?!?!?!”, a pontuação empregada sugere A) aceitação. B) compreensão. C) indignação. D) entusiasmo. 10. As reduções (vc, tc) e os emoticons (:-*), usados com frequência em e-mails, imprimem ao texto A) agilidade. B) clareza. C) correção. D) formalidade. 11. Nesse texto, predomina a linguagem característica do meio A) escolar. B) esportivo. C) jurídico. D) virtual. Leia o texto a seguir. O homem que espalhou o deserto E o homem do machado descobriu que podia ganhar a vida com seu instrumento. Onde quer que precisassem derrubar árvores, ele era chamado. Não parava. Contratou uma secretária para organizar uma agenda. Depois, auxiliares. Montou uma companhia, construiu edifícios para guardar seus machados, abrigar seus operários devastadores. Importou tratores e máquinas especializados do estrangeiro. Mandou assistentes fazerem cursos nos Estados Unidos e Europa. Eles voltaram peritos de primeira linha. E trabalhavam e derrubavam. Foram do sul ao norte, não deixando nada em pé. Onde quer que houvesse uma folha verde, lá estava uma tesoura, machado, um aparelho eletrônico para arrasar. Enquanto ele ficava milionário, o país se transformava num deserto, terra calcinada*. E, então, o governo, para remediar, mandou buscar em Israel técnicos especializados em tornar férteis as terras do deserto. E os homens mandavam plantar árvores. E enquanto as árvores eram plantadas, o homem do machado ensinava ao filho a sua profissão. * Queimada por completo; incinerada, carbonizada. BRANDÃO, Ignácio de Loyola. Contos. São Paulo: Ground, 1989. (Fragmento) 12. O trecho “Enquanto ele ficava milionário, o país se transformava num deserto, terra calcinada.” indica uma: A) opinião. B) causa. C) consequência. D) exclusão.
  • 3. 13. Analise a função sintática dos termos destacados, baseando-se no seguinte código: ( 1 ) complemento nominal ( 2 ) objeto indireto ( 3 ) adjunto adverbial ( 4 ) adjunto adnominal ( 5 ) objeto direto a) Todos aguardavam com incerteza ( ) a publicação( ) do livro. ( ) b) Os jornais noticiaram a prisão ( ) do criminoso. ( ) c) A confiança em ti ( ) abriu novas perspectivas. ( ) d) Os cidadãos pagam imposto ( ) e) A dona da casa ( ) recebia os convidados ( ) alegremente. ( ) g) Enviamos estes livros aos alunos. ( ) h) Convidamos os alunos ( ) para a festa. 14. Em "Mônica regressou, às pressas, ao Rio de Janeiro", o termo destacado é: A) complemento nominal B) objeto indireto C) adjunto adverbial D) aposto Leia o texto abaixo. Desabafo de um bom marido Minha esposa e eu sempre andamos de mãos dadas. Se eu soltar, ela vai às compras. Ela tem um liquidificador elétrico, uma torradeira elétrica, e uma máquina de fazer pão elétrica. Então ela disse : “Nós temos muitos aparelhos, mas não temos lugar pra sentar”. Daí, comprei pra ela uma cadeira elétrica. Eu me casei com a “Sra. Certa”. Só não sabia que o primeiro nome dela era “Sempre”. Já faz 18 meses que não falo com minha esposa. É que não gosto de interrompê-la. Mas tenho que admitir, a nossa última briga foi culpa minha. Ela perguntou: “O que tem na TV?” E eu disse “Poeira”. No começo Deus criou o mundo e descansou. Então, Ele criou o homem e descansou. Depois, criou a mulher. Desde então, nem Deus, nem o homem, nem o Mundo tiveram mais descanso. Quando o nosso cortador de grama quebrou, minha mulher ficava sempre me dando a entender que eu deveria consertá-lo. Mas eu sempre acabava tendo outra coisa para cuidar antes, o caminhão, o carro, a pesca, sempre alguma coisa mais importante para mim. Finalmente ela pensou num jeito esperto de me convencer. Certo dia, ao chegar em casa, encontrei-a sentada na grama alta, ocupada em podá-la com uma tesourinha de costura. Eu olhei em silêncio por um tempo, me emocionei bastante e depois entrei em casa. Em alguns minutos eu voltei com uma escova de dentes e lhe entreguei. “- Quando você terminar de cortar a grama”, eu disse, “você pode também varrer a calçada.” Depois disso não me lembro de mais nada. Os médicos dizem que eu voltarei a andar, mas mancarei pelo resto da vida. O casamento é uma relação entre duas pessoas na qual uma está sempre certa e a outra é o marido... Luís Fernando Veríssimo 15. No texto “Desabafo de um bom marido”, o narrador satiriza a relação marido e mulher, utilizando alguns recursos expressivos para criar o efeito humorístico que cativa o leitor. Dentre esses recursos destacamos a quebra de expectativa, em que uma afirmação quebra a expectativa criada por uma afirmação anterior. Esse recurso é observado no trecho : A) “Os médicos dizem que eu voltarei a andar, mas mancarei pelo resto da vida”. B) Quando o nosso cortador de grama quebrou, minha mulher ficava sempre me dando a entender que eu deveria consertá-lo. C) Mas tenho que admitir, a nossa última briga foi culpa minha. D) No começo Deus criou o mundo e descansou. Então, Ele criou o homem e descansou. E) Minha esposa e eu sempre andamos de mãos dadas. Se eu soltar, ela vai às compras. 16. Observando o foco narrativo podemos afirmar que o narrador é do tipo (A) narrador-observador intruso (B) narrador- observador parcial (C) narrador- personagem testemunha (D) narrador- personagem protagonista (E) eu-lírico 17. A palavra desabafo, no título do texto, anuncia que o marido (A) analisará o comportamento de um bom marido. (B) atestará a experiência feliz que é seu casamento. (C) exaltará o relacionamento entre marido e mulher. (D) falará dos problemas que enfrenta no casamento (E) dará conselhos sobre como ser um bom marido. 18. O texto enfatiza a ideia de que um bom marido é aquele que (A) não faz gozação com a esposa. (B) é prestativo nas atividades domésticas. (C) admite que a esposa sempre tem razão quer. (D) faz tudo que a esposa. (E) não provoca brigas.