Simulado de Língua Portuguesa Ensino Médio

11.587 visualizações

Publicada em

Língua Portuguesa

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.587
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4.887
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
71
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Simulado de Língua Portuguesa Ensino Médio

  1. 1. REVISÃO PARA O SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA TEXTO I Antigamente Antigamente, os pirralhos dobravam a língua diante dos pais e se um se esquecia de arear os dentes antes de cair nos braços de Morfeu, era capaz de entrar no couro. Não devia também se esquecer de lavar os pés, sem tugir nem mugir. Nada de bater na cacunda do padrinho, nem de debicar os mais velhos, pois levava tunda. Ainda cedinho, aguava as plantas, ia ao corte e logo voltava aos penates. Não ficava mangando na rua, nem escapulia do mestre, mesmo que não entendesse patavina da instrução moral e cívica. O verdadeiro smart calçava botina de botões para comparecer todo liró ao copo d’água, se bem que no convescote apenas lambiscasse, para evitar flatos. Os bilontras é que eram um precipício, jogando com pau de dois bicos, pelo que carecia muita cautela e caldo de galinha. O melhor era pôr as barbas de molho diante de um treteiro de topete, depois de fintar e engambelar os coiós, e antes que se pusesse tudo em pratos limpos, ele abria o arco. ANDRADE, C. D. Poesia e prosa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1983 (fragmento). TEXTO II FIORIN, J. L. As línguas mudam. In: Revista Língua Portuguesa, n. 24, out. 2007 (adaptado) Resolução: O texto faz uso de palavras que não são mais utilizadas no português brasileiro atual. Isso demonstra que a língua portuguesa encontra-se em constante mudança (mobilidade linguística), logo, despreza alguns termos e incorpora outras novas formas e usos. A opção E comprova essa afirmação ao informar que a realidade linguística é variável e diversificada. 02. As palavras e as expressões são mediadoras dos sentidos produzidos nos textos. Na fala de Hagar, a expressão “é como se” ajuda a conduzir o conteúdo enunciado para o campo da (A) conformidade, pois as condições meteorológicas evidenciam um acontecimento ruim. (B) reflexibilidade, pois o personagem se refere aos tubarões usando um pronome reflexivo. (C) condicionalidade, pois a atenção dos personagens é a condição necessária para a sua sobrevivência. (D) possibilidade, pois a proximidade dos tubarões leva à suposição do perigo iminente para os homens. (E) impessoalidade, pois o personagem usa a terceira pessoa para expressar o distanciamento dos fatos Resolução: No quadrinho há uma relação entre o plano visual (personagens olhando para trás) e o verbal (o diálogo), em gerar uma expectativa, de que algo está prestes a acontecer. As expressões e as palavras dividem os sentidos produzidos no quadrinho. L ogo, a expressão "é como se" revela a possibilidade de proximidade dos tubarões leva à suposição de um perigo próximos para os homens, como mostra a opção D 01. Na leitura do fragmento do texto Antigamente constata-se, pelo emprego de palavras obsoletas, que itens lexicais outrora produtivos não mais o são no português brasileiro atual. Esse fenômeno revela que A) a língua portuguesa de antigamente carecia de termos para se referir a fatos e coisas do cotidiano. B) o português brasileiro se constitui evitando a ampliação do léxico proveniente do português europeu. C) a heterogeneidade do português leva a uma estabilidade do seu léxico no eixo temporal. D) o português brasileiro apoia-se no léxico inglês para ser reconhecido como língua independente. E) o léxico do português representa uma realidade linguística variável e diversificada.
  2. 2. Leia o texto. O sociólogo espanhol Manuel Castells sustenta que a comunicação de valores e a mobilização em torno do sentido são fundamentais. Os movimentos culturais (entendidos como movimentos que têm como objetivo defender ou propor modos próprios de vida e sentido) constroem-se em torno de sistemas de comunicação – essencialmente a internet e os meios de comunicação – porque esta é a principal via que esses movimentos encontram para chegar àquelas pessoas que podem eventualmente partilhar os seus valores, e a partir daqui atuar na consciência da sociedade no seu conjunto”. Disponível em: www.compolitica.org. (adaptado). 03. Em 2011, após uma forte mobilização popular via redes sociais, houve a queda do governo de Hosni Mubarak no Egito. Esse evento ratifica o argumento de que (A) os sistemas de comunicação são mecanismos importantes, de adesão e compartilhamento de valores sociais. (B) a consciência das sociedades foi estabelecida com o advento da internet. (C) a revolução tecnológica tem como principal objetivo a deposição de governantes antidemocráticos. (D) os recursos tecnológicos estão a serviço dos opressores e do fortalecimento de suas práticas políticas. (E) a internet atribui verdadeiros valores culturais aos seus usuários. Resolução : A internet e os sistemas de comunicação em geral são muito importantes para o compartilhamento e adesão de valores sociais. Tal fato é constatado pelo texto apresentado, afirmando que os movimentos culturais são construídos em torno dos sistemas de comunicação, uma vez que é através deles que se pode chegar a pessoas que compartilham dos seus valores e têm vontade de atuar na consciência da sociedade. Opção A. Observe a imagem ao lado. 04. O artista gráfico polonês Pawla Kuczynskiego nasceu em 1976 e recebeu diversos prêmios por suas ilustrações. Nessa obra, ao abordar o trabalho infantil, Kuczynskiego usa sua arte para (A) difundir a origem de marcantes diferenças sociais. (B) estabelecer uma postura proativa da sociedade. (C) provocar a reflexão sobre essa realidade. (D) propor alternativas para solucionar esse problema. (E) retratar como a questão é enfrentada em vários países do mundo. Resolução: A imagem do artista gráfico PawlaKuczynskiego tem como objetivo provocar a reflexão sobre a triste realidade do trabalho infantil, já que retrata o contraste entre dois meninos de idade aparentemente semelhantes, sendo que enquanto um brinca, o outro trabalha. Opção C. 05. O cartum faz uma crítica social. A figura destacada está em oposição às outras e representa a (A) a opressão das minorias sociais. (B) carência de recursos tecnológicos. (C) falta de liberdade de expressão. (D) defesa da qualificação profissional. (E) reação ao controle do pensamento coletivo CAULOS. Disponível em: www.caulos.com. Resolução: No cartum apresentado, todos os homens estão representados por bonecos de corda que andam para a mesma direção (como se estivessem sem escolha), exceto um. Este único diferente, além de apresentar uma cor distinta, não tem corda nas costas para controlá-lo e segue em outra direção (o que nos induz a pensar que foi responsável pela escolha de seu próprio caminho). Opção E Leia o texto abaixo.
  3. 3. Própria dos festejos juninos, a quadrilha nasceu como dança aristocrática. oriunda dos salões franceses, depois difundida por toda a Europa. No Brasil, foi introduzida como dança de salão e, por sua vez, apropriada e adaptada pelo gosto popular. Para sua ocorrência, é importante a presença de um mestre “marcante” ou “marcador”, pois é quem determina as figurações diversas que os dançadores desenvolvem. Observa-se a constância das seguintes marcações: “Tour”, “En avant”, “Chez des dames”, “Chez des cheveliê”, “Cestinha de flor”, “Balancê”, “Caminho da roça”, “Olha a chuva”, “Garranchê”, “Passeio”, “Coroa de flores”, “Coroa de espinhos” etc. No Rio de Janeiro, em contexto urbano, apresenta transformações: surgem novas figurações, o francês aportuguesado inexiste, o uso de gravações substitui a música ao vivo, além do aspecto de competição, que sustenta os festivais de quadrilha, promovi dos por órgãos de turismo. CASCUDO. L.C. Dicionário do folclore brasileiro. Rio de Janeiro: Melhoramentos. 1976. 06. As diversas formas de dança são demonstrações da diversidade cultural do nosso país. Entre elas, a quadrilha é considerada uma dança folclórica por (A) possuir como característica principal os atributos divinos e religiosos e, por isso, identificar uma nação ou região. (B) abordar as tradições e costumes de determinados povo ou regiões distintas de uma mesma nação. (C) apresentar cunho artístico e técnicas apuradas, sendo também, considerada dança-espetáculo. (D) necessitar de vestuário específico para a sua prática, o qual define seu país de origem. (E) acontecer em salões e festas e ser influenciada por diversos gêneros musicais. Resolução: A quadrilha pode ser considerada uma dança folclórica porque ela carrega tradições e costumes de determinados povos ou regiões. Segundo o texto, a dança quadrilha teve origem nos salões franceses, sendo posteriormente difundida por toda a Europa e chegando também ao Brasil. Aqui, porém, perdeu-se o caráter aristocrático e a quadrilha ganhou popularidade, sofrendo adaptações regionais. Opção B Leia o TEXTO. A vida sem casamento Afinal, o que as mulheres querem? No campo das aspirações femininas mais fundamentais, essa é uma pergunta facílima de responder. Por razões sociais, culturais e biológicas, a maioria absoluta das mulheres aspira a encontrar um companheiro, casar-se, construir família e, por intermédio dos filhos, ver cumprido o imperativo tão profundamente entranhado em seu corpo e em sua psique ao longo de centenas de milhares de anos de história evolutiva. A diferença a que se assiste hoje é que não existe mais um calendário fixo para que isso aconteça. A formidável mudança que eclodiu e se consolidou ao longo do ultimo século, com o processo de emancipação feminina, o acesso à educação e a conquista do controle reprodutivo, permitiu a um número crescente de mulheres adiar a “ programação” materno-familiar. As mulheres que dispõem de autonomia econômica e vida independente não são mais consideradas balzaquianas aos 30 anos – apenas 30 anos! - encalhadas aos 35 e aos 40, reduzidas irremediavelmente à condição de solteironas, quando não agregadas de baixíssimo status social, melancolicamente mexendo tachos de comida para os sobrinhos nas grandes cozinhas das famílias multi-nucleares do passado. Imaginem só chamar de titia uma profissional em pleno florescimento, com um ou mais títulos universitários – e um corpinho bem- cuidado que enfrenta com honras o jeans de cintura baixa ou o biquíni nos intervalos dos compromissos de trabalho. Além de fora de moda, o termo pode ser até ofensivo. O contraponto a esses avanços é que, quanto mais as mulheres prorrogam o casamento, mais se candidatam a uma vida inteira sem alcançá-lo. Bel Moherdani. Revista Veja. 29 Novembro 2006 (Fragmento) 07. A principal informação desse texto é que as mulheres A) aspiram casar-se e construir família. B) desejam, através de seus filhos, perpetuar a evolução. C) dispõem de autonomia econômica. D) enquanto avançam no profissional, adiam o casamento. E) tem se preocupado mais com a forma física. Leia os textos abaixo e responda. Texto 1 A reinvenção do virtual Engarrafamentos, estacionamentos e lojas superlotados, vendedores insistentes, poluição sonora e preços pouco atraentes. Muitas vezes, sair de casa para fazer uma compra pode se tornar um grande transtorno. Fruto da necessidade daqueles que prezam pelo conforto de casa ou do escritório na hora do consumo, as lojas virtuais surgiram com o avanço da era da internet e possi bilitaram a relação comercial em qualquer lugar do mundo e a qualquer hora do dia. Entretanto, al gumas empresas acabaram optando pelo
  4. 4. caminho inverso depois que conquistaram o mercado na web, ou seja, partiram para o desafio de montar um espaço físico, contrataram funcionários e arcaram com todas as responsabilidades envolvidas no processo. Ampliar o negócio e atingir novos clientes, principalmente aqueles que não têm tanta intimidade assim como o mundo virtual, são alguns dos objetivos desses web empresários. Correio Braziliense. 12 abr. 2010. Texto 2 Dicas Veja como agir para fazer uma compra segura pela internet. • Além do e-mail, verifique se a loja oferece número de telefone e endereço. • Imprima todos os procedimentos realizados durante a compra: número da transação e confirmação do pedido. Se possível, solicite à loja online um fax ou uma confirmação por escrito de que a aquisição foi feita. • Cuidado com promoções. Lembre-se de que, na maioria das vezes, ao preço do produto, ainda será somado o valor do frete. • Antes de finalizar a compra num site estrangeiro, não deixe de verificar as taxas de importação e o valor do frete. Procure saber também se a empresa tem representantes no Brasil. • Existem produtos, como músicas e programas, que podem ser comprados e recebidos pela própria internet. Assim, não há custo de frete nem prazo para entrega. • Nunca envie suas informações de pagamento via e-mail. As informações que viajam pela internet não são protegidas contra leitura de estranhos. E-bit - Empresa de pesquisasna área do comércio eletrônico. In: Correio Braziliense. 12 abr. 2010. 08) Nesses dois textos, as informações apresentadas A) assemelham-se. B) complementam-se. C) contradizem-se. D) igualam-se. E) negam-se. 09. 09. No trecho “Entretanto, algumas empresas acabaram ...” o conectivo destacado expressa ideia de A) conclusão B) explicação C) conformidade. D) finalidade E) adversidade. 10) D 11) Campanha publicitária de loja de eletroeletrônicos. Revista Época. N° 424, 03 jul. 2006. Ao circularem socialmente, os textos realizam-se como práticas de linguagem, assumindo configurações específicas, formais e de conteúdo. Considerando o contexto em que circula o texto publicitário, seu objetivo básico é A) influenciar o comportamento do leitor, por meio de apelos que visam à adesão ao consumo. B) definir regras de comportamento social pautadas no combate ao consumismo exagerado. C) defender a importância do conhecimento de informática pela população de baixo poder aquisitivo. D) facilitar o uso de equipamentos de informática pelas classes sociais economicamente desfavorecidas. E) questionar o fato de o homem ser mais inteligente que a máquina, mesmo a mais moderna. Resolução: Os textos assumem funções específicas ao circularem socialmente. Se tratando de um texto publicitário seu objetivo básico é influenciar o comportamento do leitor fazendo uso de apelos com a intenção de adesão ao consumo. Logo, a opção A confirma essa proposta em empregar a linguagem na função conotativa para influenciar o leitor. 12. E 13. O texto não apresenta orientação ou conselhos para os portadores do transtorno compulsivo por alimentação. O texto somente expõe dados descritivos e estatísticos referentes a essa moléstia. A opção correta confirma essa finalidade em expor de forma geral o transtorno compulsivo por alimentação. Opção B 14. B 15. C

×