Processo Preparatório:
1°a 4 de dezembro de 2009 Belém, Brasil
Objetivos da CONFINTEA VI  : <ul><li>Impulsionar o reconhecimento da educação e aprendizagem de adultos como elemento impo...
O processo preparatório  foi coordenado  por UNESCO INSTITUTE FOR LIFELONG LEARNING (UIL) UIL COORDENOU O PROCESSO COM UNE...
Conferências Regionais Preparatórias América Latina e Caribe:  na Cidade do México (México) Ásia e Pacífico:  em Seul (Cor...
Participantes:   Ministérios de Educação, de Finanças, de trabalho , de cultura , de desenvolvimento social. DelegaçõesNac...
Advocacy desde a sociedade civil
- Nas Conferências (por exemplo organizar CAUCUS) Prévio às Conferências: Nos países:  - Tratar de ser parte da delegação ...
ICAE  definiu previamente os temas prioritários para  fazer advocacy no nível global: O DIREITO À EDUCAÇÃO - Alfabetização...
- CONFINTEA  VI     - Documento da Sociedade Civil - Após doze meses de consultas realizadas por uma Comissão  de Incidênc...
<ul><li>Todos os Estados devem assegurar que a Educação de Pessoas Jovens e Adultas seja respeitada como direito humano fu...
<ul><li>As políticas de alfabetização devem estar claramente articuladas dentro de um marco de aprendizagem ao longo de to...
7. Os Estados devem demonstrar uma clara vontade política e destinar os recursos necessários para o pleno exercício do dir...
 
 
ICAE www.icae.org.uy
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Preparatorio da confitea

1.029 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Preparatorio da confitea

  1. 1. Processo Preparatório:
  2. 2. 1°a 4 de dezembro de 2009 Belém, Brasil
  3. 3. Objetivos da CONFINTEA VI : <ul><li>Impulsionar o reconhecimento da educação e aprendizagem de adultos como elemento importante e fator que contribui com a aprendizagem ao longo da vida, da qual a alfabetização constitui alicerce ; </li></ul><ul><li>Enfatizar o papel crucial da educação e aprendizagem de adultos para a realização das atuais agendas internacionais de desenvolvimento e de educação: Educação para Todos (EPT), Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODMs), Década das Nações Unidas para a Alfabetização (UNLD), a Iniciativa de Alfabetização para o Empoderamento (LIFE), e Década das Nações Unidas da Educação para o Desenvolvimento Sustentável (DEDS); e ; </li></ul><ul><li>Renovar o compromisso e o momento político e desenvolver os instrumentos para sua implementação visando passar da retórica à ação. </li></ul>
  4. 4. O processo preparatório foi coordenado por UNESCO INSTITUTE FOR LIFELONG LEARNING (UIL) UIL COORDENOU O PROCESSO COM UNESCO PARIS, COM OS ESCRITÓRIOS REGIONAIS OFICIAIS LOCAIS E OS PAÍSES QUE ORGANIZARAM AS CONFERÊNCIAS REGIONAIS
  5. 5. Conferências Regionais Preparatórias América Latina e Caribe: na Cidade do México (México) Ásia e Pacífico: em Seul (Coréia do Sul) África: em Nairóbi (Quênia) Europa, América do Norte e Israel: em  Budapeste (Hungria) Estados Árabes : em Tunis (Tunísia)
  6. 6. Participantes: Ministérios de Educação, de Finanças, de trabalho , de cultura , de desenvolvimento social. DelegaçõesNacionales (incluindo diretores de educação, eespecialistas do governo, ONGs acadêmicos pesquisadores, participantes nos cursos, ativistas ,), Agências Multi e bilaterais Representantes das corporações privadas, Ongs relevantes no nível regional e subregional e relevantes especialistas
  7. 7. Advocacy desde a sociedade civil
  8. 8. - Nas Conferências (por exemplo organizar CAUCUS) Prévio às Conferências: Nos países: - Tratar de ser parte da delegação oficial - Construir alianças entre nós.
  9. 9. ICAE definiu previamente os temas prioritários para fazer advocacy no nível global: O DIREITO À EDUCAÇÃO - Alfabetização e o direito das pessoas a aprender e empoderar-se - Migração e tradição cultural. - Educação para combater a pobreza Temas Transversais - Gênero - Profissionalização, governança e financiamento.
  10. 10. - CONFINTEA  VI   - Documento da Sociedade Civil - Após doze meses de consultas realizadas por uma Comissão de Incidência, estabelecida por iniciativa do Conselho Internacional para a Educação de Pessoas Adultas (ICAE), no âmbito do Fórum Internacional da Sociedade Civil, em um espírito de diálogo com os governos e as agências internacionais, foram propostos sete temas chaves para serem debatidos e decididos na Conferência Internacional de Educação de Adultos - CONFINTEA VI .    
  11. 11. <ul><li>Todos os Estados devem assegurar que a Educação de Pessoas Jovens e Adultas seja respeitada como direito humano fundamental. </li></ul><ul><li>A Educação de Pessoas Jovens e Adultas é crucial para a superação da pobreza e para abordar a crise mundial de alimentos, energética, ambiental e financeira. </li></ul><ul><li>A Educação de Pessoas Jovens e Adultas, incluída a alfabetização, deve ser claramente priorizada nos âmbitos internacionais e nas políticas estatais nacionais. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>As políticas de alfabetização devem estar claramente articuladas dentro de um marco de aprendizagem ao longo de toda a vida e vinculadas a outras ações e políticas intersetoriais.    </li></ul><ul><li>O direito à educação e à aprendizagem ao longo de toda a vida de homens e mulheres migrantes deve ser reconhecido, juntamente com o das pessoas refugiadas. </li></ul><ul><li>Agora é necessária a AÇÃO: é preciso ter marcos legais e de política, bem como estruturas e mecanismos de governabilidade adequados para garantir o direito de todos e todas à Educação de Pessoas Jovens e Adultas.   </li></ul>
  13. 13. 7. Os Estados devem demonstrar uma clara vontade política e destinar os recursos necessários para o pleno exercício do direito à Educação de Pessoas Jovens e Adultas.  
  14. 16. ICAE www.icae.org.uy

×