Avaliação

12.396 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.396
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
341
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
305
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Avaliação

  1. 1. METODOLOGIAS PARA A PRÁTICA DOCENTE TUTORIA EM EAD SECT – CEP-CEILÂNDIA - Coordenação de EaD
  2. 2. Algumas questões de avaliação iniciam com... <ul><li>Você considera que... </li></ul><ul><li>Em sua opinião ... </li></ul><ul><li>Você concorda com .... </li></ul><ul><li>Você gostaria de dizer... </li></ul><ul><li>O que você entende por... </li></ul>? Antes de perguntar, pense: O que entendo por avaliação? qual o conceito, características, tipo mais adequado? O que você desejo extrair, medir, qualificar, avaliar? Quais os melhores instrumentos
  3. 3. Alguns conceitos sobre avaliação... “ A avaliação é essencialmente um processo centralizado em valores ” (Pena Firma, 1976) In: Sant’ Anna,1995. “ A avaliação é o processo de delinear , obter e fornecer informações úteis para julgar decisões alternativas” (apud Silva, 1997) “ A avaliação é um sistema intencional de verificação que tem por objetivo tornar a aprendizagem mais efetiva” ( “ É um processo contínuo , sistemático , compreensico , comparativo , comultativo , informativo e global , que permite avaliar conhecimento do aluno ”( Bloom et al.)
  4. 4. Características da avaliação <ul><li>É dinâmica (não estática) </li></ul><ul><li>É contínua (não terminal) </li></ul><ul><li>É integrada (não isolada do ensino) </li></ul><ul><li>É progressiva (não estanque) </li></ul><ul><li>É voltada para o aluno (não para os conteúdos) </li></ul><ul><li>É abrangente (não restrita a alguns aspectos da personalidade do aluno) </li></ul><ul><li>É versátil (não se efetiva somente da mesma forma) </li></ul>
  5. 5. Geralmente a avaliação tem como objetivo fornecer informações que permitam os agentes escolares decidir sobre intervenções e redirecionamentos que se fizerem necessários em face do projeto educativo definido coletivamente e comprometido com a garantia da aprendizagem do aluno (Souza, 1993, p.46) Abordagem conservadora Quais as bases que qualificam e fundamentam o projeto educativo? Será que as decisões dos agentes não circunscrevem padrões de desempenho, classificação de alunos deixando de lado as diferentes realidades e individualidades? (Romão, 1988)
  6. 6. Tipos de avaliação Visa determinar a presença ou ausência de conhecimentos e habilidades, assim como detectar elementos alvo de novas experiências de aprendizagem Novos objetivos Definição de estratégias Conteúdos complementares Visa informar ao professor e ao aluno sobre o resultado da aprendizagem. Localiza deficiências na organização do processo de ensino-aprendizagem. E dá no processo, permitindo a reformulação de objetivos, estratégias e conteúdos. Objetiva classificar os alunos ao final da unidade de aprendizagem ou período temporal, segundo níveis de aproveitamento. Sua importância reside no fato de prover um panorama geral do grupo
  7. 7. Funções da avaliação <ul><li>Oferecer informações fundamentais para o processo de tomada de decisões quanto ao currículo. </li></ul><ul><li>Fornecer subsídios para o planejamento. </li></ul><ul><li>Possibilitar a seleção e classificação de pessoal (professores, alunos, orientadores...) </li></ul><ul><li>Ajustar políticas e práticas curriculares. </li></ul>
  8. 8. Funções da avaliação <ul><li>Facilitar o diagnóstico (levantamento de perfil, condições etc.). </li></ul><ul><li>Gestão e acompanhamento (qualidade de ensino/ aprendizagem) </li></ul><ul><li>estabelecer situações individualizadas de aprendizagem ( Identifica, analisar, propor e acompanhar demandas educativas) </li></ul><ul><li>Classificação, organização (reunir alunos e professores, </li></ul>
  9. 9. Funções da avaliação integrativa Busca dar coesão à Comunidade de Aprendizagem...homogeneizar as idéias, valores, linguagens, visão social e humana diferenciada Busca evidenciar as diferenças e potencialidades, preparando e conscientizando os indivíduos segundo suas competências individuais.
  10. 10. resumo diagnóstica formativa Determinar a presença ou ausência de habilidades e/ou pré-requisitos Identificar sucessivas dificuldades de aprendizagem Comportamento cognitivo e/ou psicomotor No início da proposta educativa e/ou qdo o aluno apresentar alguma dificuldade Informar professor e aluno sobre o rendimento da aprendizagem Localizar deficiências Comportamento cognitivo afetivo e psicomotor Durante o processo educativo Questionário, pré-teste, auto-avaliação Fóruns, auto-avaliação, trabalhos participativos somativa Classificar os alunos, segundo níveis de aproveitamento. Geralmente comportamento cognitivo, às vezes psicomotor e ocasionalmente afetivo. Ao final do processo educativo Prova ou exame final Quando? Como? Pra quê?
  11. 11. Referências Bibliográficas SANT’ANNA Ilza Martins. Porque avaliar, como avaliar?: critérios e instrumentos – Prerópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 1995. ROMÃO José Eustáquio. Avaliação Dialógica : desafios e perspectivas. 3 ed. – São Paulo : Cortez. Instituto Paulo Freire, 2001 (Guia da Escola Cidadã: vol. 2).. SOUZA Clarilza Prado (org.). Avaliação do rendimento escolar . 2 ed. Campinas: Papiro, 1993.

×