Deuterostômios 2ª parte

1.002 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.002
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
33
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Deuterostômios 2ª parte

  1. 1. Os vertebrados Endoesqueleto ósseo Coluna vertebral: vértebras Maior desenvolvimento da região cefálica: Crânio Maioria: dois pares de membros Coração ventral
  2. 2. AGNATOS(SEM MANDÍBULAS)
  3. 3. AGNATOS (CYCLOSTOMATA) BOCA CIRCULAR PLURIESTRATIFICADOS SEM ESCAMAS MUITAS GLÂNDULAS MUCOSAS POSSUEM ENCÉFALO REDUZIDO ESQUELETO CARTILAGINOSO ECTOPARASITASObs. Pesados, natação deficiente e filtradores
  4. 4. CLASSES
  5. 5. PETROMYZONTIDA MARINHOS OU DULÇAQUÍCOLASNOTOCORDA DURANTE TODA A VIDA AGRESSIVAS COM OLHOS GRANDES LAMPRÉIA
  6. 6. MYXINE MARINHOS NOTOCORDA NA FASE ADULTA SEM COLUNA VERTEBRAL VIVEM SEMI-ENTERRADOS MONÓICOSPEIXES-BRUXA (ENGUIAS-DE-COURO)
  7. 7. GNATOSTOMADOS(Surgimento da mandíbula e nadadeiras)
  8. 8. PEIXES CHONDRICHTHYES (CARTILAGINOSOS)
  9. 9. BOCA POSIÇÃO VENTRAL ( SEM GL SALIVARES) COM LINHA LATERALCOM CLOACA COMUNICANDO-SE COM O ÂNUS TUBARÕES, RAIAS, CAÇÕES E QUIMERAS
  10. 10. GRUPOS ESLAMOBRÂNQUIOS OU SELÁQUIOSFENDAS BRANQUIAIS NÃO PROTEGIDAS POR OPÉRCULO TUBARÕES, RAIAS E CAÇÕES HOLOCÉFALOS ANIMAIS DE GRANDES PROFUNDIDADES (ÁGUAS OCEÂNICAS FRIAS – 80 A 1800m) QUIMERAS
  11. 11. NADADEIRAS PARES PEITORAIS ATUAM TAMBÉM NO EQUILÍBRIO PÉLVICAS NOS MACHOS SÃO MODIFICADAS DENOMINADAS CLÁSPER (CÓPULA) CAUDALÚNICA E LOCALIZADA NA EXTREMIDADE TERMINAL – NATAÇÃO
  12. 12. SISTEMAS
  13. 13. DIGESTÓRIOCOMPLETO (COM VÁLVULAS ESPIRAIS – Retardam o trânsito alimentar) DENTES SUBSTITUÍDOS CONTINUAMENTE. COM FÍGADO E PÂNCREAS RESPIRATÓRIO BRANQUIAL (5 A 7 PARES SEM OPÉRCULO) NERVOSO 10 PARES DE NERVOS CRANIANOS CIRCULATÓRIO FECHADO E SIMPLES (1A e 1V) COM HEMOGLOBINA EXCREÇÃO RINS
  14. 14. REPRODUÇÃO SEXUADOS DIÓICOS MACHOS COM CLÁSPERES FECUNDAÇÃO INTERNA OVÍPAROS DESENVOLVIMENTO DIRETOALGUNS: OVOVIVÍPAROS OU VIVÍPAROS
  15. 15. PEIXES OSTEICHTHYES (ÓSSEOS)
  16. 16. BOCA POSIÇÃO TERMINAL SEM GL SALIVARES COM OPÉRCULO (protege as brânquias) COM BEXIGA NATATÓRIA COM LINHA LATERAL COM ÂNUS SARDINHA, SALMÃO, TRUTANADADEIRAS RADIAIS – PÉLVICAS, DORSAIS E ANAIS
  17. 17. GRUPOS
  18. 18. ACTINOPTERÍGEOSNADADEIRAS SUSTENTADAS POR RAIOS ÓSSEOS Nadadeiras raiadas MAIS DIVERSIFICADO MAIORIA OVÍPAROS (ALGUNS VIVÍPAROS) DESENVOLVIMENTO INDIRETO - ALEVINO SARDINHA, SALMÃO, PINTADO, BAGRE, ETC
  19. 19. REPRODUÇÃO SEXUADOS DIÓICOS FECUNDAÇÃO EXTERNADESENVOLVIMENTO INDIRETO (ALEVINO)
  20. 20. CIRCULAÇÃO Coração possui duas cavidadesO sangue venoso através de artérias chega nas brânquias tornando searterial, indo para todo corpo tornando se venoso por meio das veias do coração.
  21. 21. BEXIGA NATATÓRIA DENOMINADA BEXIGA DE GÁS ATUA NO CONTROLE DE PROFUNDIDADEEM ALGUNS PEIXES SE CONECTAM COM À FARINGE CONSTITUINDO O DUCTO PNEUMÁTICO
  22. 22. ACTINISTIA OU SARCOPTERÍGEOS NADADEIRAS CARNOSAS (nadadeiras lombadas) MANDÍBULAS MÓVEIS E ESQUELETO ÓSSEO RESPIRAM POR UMA BOLSA (PULMÃO PRIMITIVO)
  23. 23. Piramboia: peixe pulmonado
  24. 24. SARCOPTERÍGEOS e AMBIENTE TERRESTRE Possuíam nadadeiras que permitiam caminhar sobre o fundo. Se “aventuravam” no ambiente terrestre.Obs. Postura dos ovos

×