Cromoterapia 04

652 visualizações

Publicada em

Curso cromoterapia parte 3.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
652
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
127
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
58
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cromoterapia 04

  1. 1. Documento não controlado - AN03FREV001 92 PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA A DISTÂNCIA Portal Educação CURSO DE CROMOTERAPIA Aluno: EaD - Educação a Distância Portal Educação
  2. 2. Documento não controlado - AN03FREV001 93 CURSO DE CROMOTERAPIA MÓDULO III Atenção: O material deste módulo está disponível apenas como parâmetro de estudos para este Programa de Educação Continuada. É proibida qualquer forma de comercialização ou distribuição do mesmo sem a autorização expressa do Portal Educação. Os créditos do conteúdo aqui contido são dados aos seus respectivos autores descritos nas Referências Bibliográficas.
  3. 3. Documento não controlado - AN03FREV001 94 MÓDULO III 12 OS CHAKRAS FONTE: Disponível em: <http://imagem.vilamulher.com.br/temp/chakras-280108.jpg>. Acesso em: 20/02/2010 Os chakras são centros energéticos distribuídos por todo o corpo, abrangendo e interligando os corpos sutis ao corpo físico. Por intermédio dos chakras o corpo físico recebe a energia vital necessária para seu bem-estar e saúde. Quando ocorre o bloqueio em um dos centros energéticos ele passa a não captar energia suficiente para o corpo e, entrando em desequilíbrio, ocasiona assim várias doenças emocionais ou físicas. A Cromoterapia é utilizada para ativar e reequilibrar os chakras. Por meio dela, é possível equilibrar o eixo central, limpar e energizar os chakras, trazendo ânimo, otimismo, alegria de viver; serenidade, paz e harmonia; melhorando a intuição, a vontade, o poder pessoal e também a força interior da pessoa. O efeito
  4. 4. Documento não controlado - AN03FREV001 95 da cromoterapia atinge o corpo físico, emocional, mental e espiritual. O chakra equilibrado gira em sentido horário. Quando ocorre algum distúrbio, ele passa a girar em sentido anti-horário. Ele não capta energia para aquela região, sendo que a corrente energética flui para fora do corpo pelo próprio chakra e com isso interferindo no metabolismo dos órgãos relacionados a ele. Então, para alcançarmos o equilíbrio do chakra usamos a cor correspondente para que glândulas e órgãos retornem ao estado original de saúde. 12.1 O EQULÍBRIO ENERGÉTICO PELA COR Os desequilíbrios energéticos podem ser classificados em: - Desequilíbrios de origem física – infecciosas ou induzidas por um meio ambiente contaminado; - Desequilíbrios de origem metafísica – se originam da consciência do indivíduo, da sua conduta emocional e da sua atitude mental. A cor pode aliviar ambos os desequilíbrios energéticos, não substituindo os remédios, mas com o poder original da luz que trabalha em todos os níveis do ser como potente força cósmica. A aplicação de uma radiação na cor que corresponda às causas do problema resultará na melhora do indivíduo. Os métodos para diagnosticar o desequilíbrio podem ser físicos ou metafísicos. O primeiro observa os sintomas e o segundo as causas. Por meio desses métodos é possível descobrir as cores que faltam num determinado corpo e promover seu equilíbrio, eliminando assim a disfunção. Detectado o desequilíbrio energético ou a deficiência da quantidade de brilho solar no organismo, ele será reposto com a projeção dos tons necessários. Uma das maneiras mais eficazes para restabelecer o equilíbrio da cor no organismo é por intermédio da alimentação. Os vegetais, as frutas e os cereais recebem a maior parte de sua energia diretamente da luz do sol e do magnetismo da terra, em diferentes graus de acordo com suas qualidades naturais. Por exemplo: a ação do
  5. 5. Documento não controlado - AN03FREV001 96 raio laranja poderá ser ativada por uma alimentação que inclua vegetais e frutas de casca alaranjada, tais como a tangerina, melão, manga, pêssego, cenoura, abóbora, etc. 12.1.1 Chakra Básico- Vermelho FONTE: http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://1.bp.blogspot.com Reflete e representa energia da vida em si – sobrevivência, necessidades básicas. Localização: Base da coluna Objetivo: Sobrevivência no mundo físico. Cor: Vermelho Glândula: suprarrenais Corpo: ânus, reto, cólon, rins Sentido: Olfato Função: Traz vitalidade para o corpo físico, Harmonia: Vitalidade, atividade, sexualidade, estabilidade, coragem, individualidade, paciência, saúde, sucesso e segurança. Desarmonia: Frustração sexual, letargia, egocentrismo, ansiedade, insegurança, raiva, tensão, culpa, vergonha, vícios, impaciência, materialismo;
  6. 6. Documento não controlado - AN03FREV001 97 Efeitos Físicos: Abastecem o corpo físico com energia e vitalidade, especialmente as funções restauradoras do corpo. Prende-nos à vida e nos ajuda a sobreviver. O tratamento com vermelho aquece a produção de adrenalina. É bom contra a anemia, pressão baixa e perda de vitalidade; dores de cabeça devidas a congestionamentos, intestino preguiçoso, baixa libido; dissipa a letargia, a inércia e o cansaço, assim como gripes e resfriados crônicos. (Por ser tão atuante, o vermelho é a cor mais poderosa de todas e precisa ser usado com parcimônia no processo terapêutico, sendo evitado em casos de pressão alta.) Tem ação expansiva. Efeitos Emocionais/Psicológicos: Alimentação favorável: Alimentos ricos em Anima, dá confiança, força de vontade, coragem e presteza para tomar decisões. carotenoides - acerola, cereja, maçã, goiaba vermelha, melancia, morango, tomate, rabanete, uva vermelha, pimentão vermelho. 12.1.2 Chakra Umbilical- Laranja FONTE: http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://1.bp.blogspot.com Reflete e representa emoções, sentimentos e sensualidade.
  7. 7. Documento não controlado - AN03FREV001 98 Localização: Umbigo Objetivo: Criatividade no plano físico e vitalidade Cor: Laranja Glândula: ovários e testículos Corpo: cavidade pélvica, órgãos reprodutores Sentido: Paladar Função: Força e vitalidade física Harmonia: Assimilação de novas ideias, dar e receber, desejo, emoções, mudanças, prazer, saúde e tolerância, adaptabilidade, boa circulação. Desarmonia: Confusão, ciúme, impotência, problemas da bexiga, problemas sexuais, má circulação, problemas renais, ciúmes, solidão. Efeitos Físicos: Controla o baço e, portanto, pode ser usado para tratar de infecções e outros distúrbios desse órgão, assim como de infecções nos rins, bronquites e outros problemas com os pulmões, problemas na base das costas, dores menstruais, tratamento do pós-parto e cálculos biliares. É bom para estimular o apetite. Auxilia nos processos de assimilação, distribuição e circulação do corpo. Estimula a procriação e a sensualidade. Tendo um componente vermelho, o laranja também precisa ser usado com certa cautela. Não deve ser usado em casos de pressão alta. Efeitos Emocionais / Psicológicos: Pode proporcionar um estímulo físico e mental e uma liberação de energia situando-se, ao que parece, num meio termo entre o raio vermelho do físico e o raio amarelo do intelecto. Reduz a repressão e faz superar as inibições, alargando a mente e abrindo-a para novas ideias. Induz a compreensão e a tolerância. Aumenta a vitalidade a ajuda-nos a lidar com a depressão. Eleva o ânimo e também ajuda a fornecer vitalidade e o vigor físico para lidar com a vida quando esta parece esmagadora e incontrolável.
  8. 8. Documento não controlado - AN03FREV001 99 Alimentação favorável: Ingestão de bastante líquido, frutas e hortaliças como: abóbora, tangerina, damasco, cenoura, mamão, laranja, pêssego, nectarina, etc. 12.1.3 Chakra Esplênico ou Plexo Solar - Amarelo FONTE: http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://1.bp.blogspot.com Reflete o poder pessoal, atividade intelectual e o desenvolvimento da personalidade e sua influência. Localização: Quatro dedos acima do umbigo Objetivo: Harmonia: Autocontrole, autoridade, energia, humor, imortalidade, poder pessoal e transformação, coragem, criatividade, independência, força. Sintonia com o ambiente. Cor: Amarelo Glândula: Pâncreas Corpo: baço, estômago, fígado, vesícula, sistema nervoso Sentido: Visão Função: Digestão, emoções e metabolismo
  9. 9. Documento não controlado - AN03FREV001 100 Desarmonia: Medo, ódio, problema digestivo e raiva, problemas de fígado, olhos, arrogância, ansiedade. Efeitos Físicos: Um centro importante de todo o sistema nervoso, é um bom tratamento contra a exaustão nervosa. Também controla o processo digestivo; isso significa que tem influência sobre as funções eliminadoras do fígado e do intestino, portanto é um excelente purificador de todo o organismo e especialmente da pele. Assim como problemas de pele, indigestão, constipação e problemas no fígado, o amarelo é bom contra diabetes. Também pode ser usado em casos de hérnia, reumatismo e artrite. Diz-se também que ajuda a restaurar o nível de absorções. Efeitos Emocionais / Psicológicos: Bastante conhecido como estimulante das faculdades intelectuais, da mente lógica e da faculdade da razão, o amarelo é, pois, associado com o poder e o autocontrole. Depois do branco, o amarelo é a cor mais próxima dos raios solares, em brilho e matriz, e assim, quase sempre, tem um efeito estimulante sobre nosso humor, proporcionando uma atitude harmoniosa em relação à vida, com um senso de equilíbrio e otimismo. Alimentação favorável: Alimentos ricos em amido e carboidratos, frutas e hortaliças amarelas: batata inglesa, banana, abacaxi, milho, melão etc. 12.1.4 Chakra Cardíaco - Verde FONTE:http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://1.bp.blogspot.com
  10. 10. Documento não controlado - AN03FREV001 101 Reflete todas as qualidades de amor e carinho. Refere-se à cura, devoção e altruísmo. Localização: Coração Objetivo: Viver em harmonia com os outros. Cor: Verde Glândula: Timo Corpo: Coração, pulmão, pele, sangue, circulação Sentido: Tato Função: Energiza o sangue e o corpo físico Harmonia: Amor incondicional, compaixão, equilíbrio, harmonia e paz, generosidade, romance. Desarmonia: Desequilíbrio, instabilidade emocional, problemas de coração e circulação, má circulação e respiração, avareza, egocentrismo. Efeitos Físicos: O verde é usado em muitas questões de saúde relacionadas ao seu órgão correspondente, o coração, incluindo-se os problemas de pressão. É também bom contra úlceras, para aliviar dores de cabeça e sintomas do resfriado e ainda para acalmar o sistema nervoso. É largamente recomendado para o tratamento do câncer, um estado de desequilíbrio extremo das células. É útil na drenagem dos tecidos. Finalmente, o verde pode ser usado mais geralmente para purificar e desintoxicar o sangue e reajustar ou reequilibrar o corpo como um todo. Efeitos Emocionais / Psicológicos: O verde é claro, é a cor da natureza e do nascimento da vida, da renovação e do frescor e do viço da primavera. É também a cor do equilíbrio, estando localizado no ponto mediano do espectro das cores. A clorofila é o que produz o verdor das plantas. Muitas pessoas que trabalham com as cores acreditam que a relativa falta de verde nas áreas urbanas seja um dos principais fatores causadores da degeneração do espírito humano e dos crimes e
  11. 11. Documento não controlado - AN03FREV001 102 privações que acontecem nas áreas centrais das cidades. Bom para o tratamento das condições emocionais e psicológicas que envolvem o estresse ou a repressão das emoções, o verde é ao mesmo tempo indicado contra determinados tipos de medo; medo de se dar, medo de envolvimento ou de ser magoado. Alimentação favorável: Folhas, legumes e frutas verdes - couve, alface, abobrinha, brócolis, salsa, cebolinha, pepino, acelga, azeitona verde, chuchu, quiabo, abacate, kiwi, limão, uva verde etc. 12.1.5 Chakra Laríngeo- Azul FONTE:http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://1.bp.blogspot.com Reflete criatividade, comunicação, expressão e inspiração. Localização: Garganta Objetivo: Sentido: Audição Expressão pessoal à verdade de qual lugar do mundo nunca. Cor: Azul claro Glândula: Tireoide Corpo: Garganta, pescoço
  12. 12. Documento não controlado - AN03FREV001 103 Função: Som, vibração e comunicação Harmonia: Comunicação, criatividade, conhecimento, honestidade, integração, lealdade e paz, boa comunicação e expressão, criatividade. Desarmonia: Depressão, ignorância e problemas na comunicação, medo, insegurança, autorreprovação, submissão. Efeitos Físicos: Exerce um efeito predominante constritor, refrescante, restritivo ou redutor, em contraste com o efeito estimulante e dilatador do vermelho. É muito indicado para acalmar os processos e atenuar as questões do corpo e da mente. Antisséptico e adstringente; bom no tratamento de qualquer tipo de infecções onde haja febre, inflamação ou aumento de temperatura. Aí inclui a maioria das doenças infantis, como sarampo e caxumba. O azul é também bom contra espasmos, picadas, coceiras, dores de cabeça, dores menstruais e insônia, além de tratamento de choque. Por fim, pode ser usado em todos os problemas da garganta, aos quais está especialmente relacionado. Efeitos Emocionais / Psicológicos: O azul é a cor clássica na ajuda a todo tipo de expressão pessoal, incluindo-se problemas com a fala. É extremamente poderoso para restaurar a paz e a tranquilidade onde haja excesso de excitação, estresse ou histeria. Alimentação favorável: Frutas de todos os tipos e cores. 12.1.6 Chakra Frontal – Índigo FONTE: http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://1.bp.blogspot.com
  13. 13. Documento não controlado - AN03FREV001 104 É também chamado de visão central. Reflete intuição, poder mental, decisão e conhecimento interior. Localização: Entre as sobrancelhas Objetivo: Sabedoria independente das experiências de vida Cor: Violeta escuro Glândula: Pituitária Corpo: Olhos, rosto, sistema nervoso central, equilíbrio físico Sentido: Intuição Função: Revitaliza o sistema nervoso e Visão Harmonia: Concentração, devoção, intuição, imaginação, realização da alma e sabedoria, popularidade, intuição, ética, clareza mental. Desarmonia: Dores de cabeça, dificuldade de concentração, medo, distúrbios de visão, pesadelos e tensão, dependência, desejos insatisfeitos, desequilíbrio, rigidez e alienação. Efeitos Físicos: Combina fortemente os atributos do azul-escuro e a influência do vermelho. Ao nível físico, o índigo é semelhante ao azul e assim é também um bom refrescante, calmante e suavizante, baixando a pressão e estancando a hemorragia. É muito associado ao sistema nervoso, especialmente com órgãos da vista e da audição, que estão intimamente relacionados ao chakra frontal, algumas vezes conhecido como “terceiro olho”. Assim, pode ser usado no tratamento de problemas com os olhos e orelhas, e também do nariz. Pode ser útil contra asma e dispepsia. O índigo também pode produzir insensibilidade à dor e assim pode ter características anestésicas. Efeitos Emocionais / Psicológicos: Por influir principalmente sobre a glândula pineal, afeta mais fortemente os aspectos nervosos, mentais e físicos relativos ao nosso bem-estar e às nossas qualidades potenciais. Pode acalmar a raiva, acesso
  14. 14. Documento não controlado - AN03FREV001 105 de cólera ou histeria. É considerado útil mesmo contra graves doenças mentais, incluindo-se obsessões e psicoses, assim como no trato de dificuldades psíquicas. Alimentação favorável: Alimentos ricos em vitamina B – carnes, ovos, leite, berinjela, alface roxa, uva roxa, alho roxo, beterraba, figo, azeitona preta, framboesa, jabuticaba, amora, alcachofra e bebidas relaxantes como chás de hortelã, menta, jasmim. 12.1.7 Chakra Coronário - Violeta FONTE: http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://1.bp.blogspot.com É a conexão espiritual. Mostra esclarecimento, nossa conexão aos elevados planos de consciência (conhecimento) Localização: Em cima da cabeça Objetivo: Corpo: Cérebro Espiritualidade Cor: Violeta e Branco Glândula: Pineal
  15. 15. Documento não controlado - AN03FREV001 106 Sentido: Relação com o Plano Divino, Cósmico Função: Revitaliza o cérebro Harmonia: Integrado à vida, iluminado, harmonioso. Desarmonia: Loucura, desequilíbrio orgânico e mental, fobias, irracionalidade, desorientação, neuroses. Efeitos Físicos: Pode ser usado em casos de contusão, reumatismo, tumores, distúrbios nos rins e bexiga, inflamações cerebroespinhais e doenças físicas do sistema nervoso. Apresenta a vibração mais alta dos sete raios principais. Efeitos Emocionais / Psicológicos: Está associado à glândula pituitária e ao chakra coronário, o centro do entendimento espiritual. O violeta vai até mesmo além do índigo no trato de distúrbios mentais e psicológicos. É especialmente útil para pessoas que são, por natureza, extremamente tensas e nervosas, ou sofrem de neurose, sendo geralmente utilizado para tratar da turbulência de um temperamento artístico exacerbado. É útil na restauração da confiança e também uma ajuda ponderável no desenvolvimento das faculdades psíquicas e espirituais. Alimentação favorável: Alimentos ricos em vitaminas do complexo B e os flavonoides: Aipim, Aipo, Alho, Alho-Poró, Aspargo, Banana, Batata-Baroa Branca, Cará, Cebola, Cogumelo, Couve-Flor, Endívia, Graviola, Inhame, Nabo, Pera e Pinha.
  16. 16. Documento não controlado - AN03FREV001 107 12.2 PERCEPÇÃO DOS CHAKRAS FONTE: Disponível em: <http://sites.google.com/site/nenametelo/reiki_02_resize.jpg>. Acesso em: http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://1.bp.blogspot.com Essa técnica é muito simples, mas é preciso concentração para conseguir perceber a variação de energia dos chakras. O instrumento de trabalho utilizado será a sua mão, na qual você irá perceber as diferenças de temperatura, pressão ou formigamento na palma da mão. Alguns cuidados devem ser tomados para fazer este trabalho. O primeiro é não usar objetos metálicos, pois os metais são grandes condutores de eletricidade e podem distorcer o campo energético da pessoa. As roupas sintéticas ou de lã também são isolantes e por isso reduzem a passagem de energia. Outra situação que merece atenção é a gordura, pois essa reduz a possibilidade de sentir o chakra devido ao isolamento do tecido adiposo. É bem provável que uma pessoa com excesso de peso esteja com os chakras bloqueados ou distorcidos, pois o acúmulo de gordura é um sinal da dificuldade de gerar e utilizar a energia. Coloque a pessoa sentada ou deitada de forma que ela fique relaxada. Aproxime a palma da sua mão em uma distância de 5 a 10 cm da região do chakra. Mantenha sua concentração na palma de sua mão, de forma que perceba algo diferente no ponto trabalhado.
  17. 17. Documento não controlado - AN03FREV001 108 Caso não perceba nada, é provável que o chakra esteja desativado e sem energia. Caso sinta muito calor é um sinal de que o chakra pode estar sobrecarregado. As pessoas apresentam diferentes sensações. Em algumas o chakra carregado empurra a mão para fora e o desvitalizado parece puxar a mão para dentro. Conforme a situação é possível sentir maior ou menor formigamento. Quando sua intenção for apenas diagnosticar, procure ficar o mínimo de tempo possível com a mão sobre o chakra. Depois de alguns instantes, como ocorre entre dois corpos eletricamente carregados, porém com a diferença de potencial entre si, começará o processo da troca de energia entre a sua mão e o corpo da outra pessoa 12.3 A AURA HUMANA FONTE: Disponível em: <http://www.espiritualismo.hostmach.com.br/imagens/aura/aura.gif>. Acesso em: http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://1.bp.blogspot.com
  18. 18. Documento não controlado - AN03FREV001 109 A aura é um campo de energia luminosa que envolve o corpo físico, penetrando e emitindo sua radiação própria, protege-o como um invólucro de luz. A dimensão e a cor são fatores determinantes para conhecer o estado emocional e de saúde do indivíduo. Ao ficarmos doente nossa aura se retrai e com isso sua cor assume tonalidades escuras, tornando-nos sensíveis às agressões das energias em desarmonia e agravando ainda mais o nosso estado. A aura circunda todo nosso corpo, porém ela é mais evidente na região dos ombros e ao redor da cabeça, pois nessas regiões situam-se as principais glândulas e ligações nervosas. A mente, as emoções e o ambiente são principais fatores que determinam as cores da aura. Uma aura considerada perfeita em seu equilíbrio seria na cor branca, porém as cores da aura estão em constante alteração devido aos desequilíbrios provisórios ou permanentes causados pelas emoções, pensamentos, alimentação e o meio ambiente que a cerca. Embora a aura possa reequilibrar-se naturalmente, esses desequilíbrios em condições anormais por um determinado tempo deixam o corpo doente. 12.4 SIGNIFICADO DAS CORES NA AURA Azul É a cor da paz de espírito, da tranquilidade e da calma. Os tons mais claros indicam uma imaginação que gera grande capacidade de intuição. Os tons escuros revelam a solidão e o isolamento. Este estado de espírito, indicado pelo azul-escuro, pode ser um indicador da procura do divino. Os tons mais fortes do azul revelam uma postura honesta com grande capacidade de avaliação. As diferentes cores e tons de azul, como se estivessem todas misturadas, indicam bloqueios em diversos níveis. Laranja
  19. 19. Documento não controlado - AN03FREV001 110 Essa cor indica sentimentos fortes ligados à ambição e ao orgulho. A coragem, a alegria e grande inclinação social. Indica a abertura do astral e da espiritualidade. A combinação dos diferentes tons laranja pode revelar sentimentos de medo, preocupação e também de alguma vaidade. Vermelho É uma cor quente das paixões, da sensualidade, excitação, mas também da raiva e da violência. Refletem energias poderosas e geradoras de vida. Reflete grandes capacidades em nível mental. Afeta o sistema circulatório e o aparelho reprodutor. Indica capacidades de ordem mental. Porém, o vermelho manchado por diversos tons da mesma cor pode indicar sentimentos descontrolados, agressividade e precipitação. Cor-de-rosa É a cor do afeto e do amor. Indica a compaixão e a pureza. Reflete a sociabilidade, alegria e um sentimento de compartilhar coisas boa da vida. Necessidade de que à sua volta tudo e todos estejam em perfeita harmonia. Quando esta cor faz parte da aura, indica que se tratam de pessoas amáveis e de uma postura reservada e modesta. Para uma pessoa com a aura rosa, torna-se muito difícil centrar-se em si. Ela focaliza toda a sua energia no exterior. Doa-se até perder o seu centro. Com isso, sente-se completamente perdida e quando dá por si está totalmente esgotada, desesperada e muito próxima da depressão. Verde O verde pode indicar sentimentos extremos como a sensibilidade e compaixão até a motivações como o engano, o artifício e sentimentos de rudez. Pode ser a calma e a honestidade. As pessoas que possuem esta cor na sua aura são dotadas com a capacidade e o dom da cura. Os tons verdes-escuros podem refletir a inveja, o ciúme e a doença física. Os verdes-claros indicam educação, a serenidade e a paz. Amarelo
  20. 20. Documento não controlado - AN03FREV001 111 Esta cor é uma das primeiras na aura e considerada uma das mais fáceis de ser detectada. O tom amarelo-claro quando é visível à volta da cabeça junto à linha do cabelo indica otimismo. O amarelo significa a atividade mental. Reflete a evolução, luz, sabedoria e intelectualidade. É a capacidade e a clarividência, podendo considerar-se como o despertar do ser para formas evoluídas de faculdades psíquicas e também de elevada sensibilidade. Os diversos tons de amarelo, como se estivessem manchados, indicam excessiva atividade mental. Pode também ser indicador de um sentido excessivamente crítico. Cinza É a cor que indica a procura pelo essencial e a capacidade sensitiva. Pode demonstrar estados depressivos, sentimentos de tristeza e também de egoísmo. Os tons mais escuros do cinza indicam o desequilíbrio físico. Podem ser reveladores de uma vontade em não deixar nada por terminar. Os tons escuros podem demonstrar mentira e hipocrisia. O cinza-claro reflete a angústia, o medo e a dúvida. Preto Pode indicar tragédias, morte e doença. Porém, também pode ser uma cor de proteção, purificação, autolimpeza e forma de defesa em relação a males vindos do ambiente externo (maus fluídos). Pode indicar ainda formas de desequilíbrios. Em função da própria pessoa poderá indicar sentimentos de ódio, vingança e ação maléfica. Esta cor necessita de uma leitura muito cuidadosa devido às diversas formas de interpretação. Branco O branco como cor de uma aura indica a pureza, o amor, a caridade e todas as formas de sentimentos de bondade. Pode significar a abertura do espírito a uma maior criatividade. A cor branca azulada é sempre um conjunto de todos os sentimentos de bondade e amor.
  21. 21. Documento não controlado - AN03FREV001 112 O autor Jacob Bongren, em seu livro “Cromoterapia Esotérica”, dá alguns exemplos da relação que existe entre os nossos sentimentos, suas irradiações em cores e desequilíbrios energéticos: - A ira e a cólera, indicadas na aura pela cor vermelho-escura, causam apoplexia (afecção cerebral com privação dos sentidos e do movimento); - A ambição desenfreada dá à aura um alaranjado sem brilho e provoca reumatismo; - O orgulho que colore a aura de alaranjado-pardo origina a artrite; - A cobiça e a inveja conferem à aura uma tonalidade verde-escura com pontos negros e ocasionam o excesso de ácido úrico; - A falta de entusiasmo e de interesse manifesta-se na aura por uma cor cinza- escura, gera depressões e doenças da pele; - A falta de ideias se faz representar por um tom vermelho-violeta sem brilho, expressando-se em forma de melancolia e tristeza, causa de problemas respiratórios. 12.5 PERCEPÇÃO DA AURA Podemos utilizar a mesma técnica para diagnosticar os Chakras para sentir o estado da aura. A aura é o campo energético dos organismos vivos produzido pela vibração das partículas que formam a matéria, seja a forma ou a natureza específica em que ela se apresente. 12.6 DIAGNÓSTICO
  22. 22. Documento não controlado - AN03FREV001 113 Observe a respiração e o aspecto da pele do interagente. Questione se ele tem alguma doença que exija cuidados especiais (pressão alta, problemas cardíacos ou urinários, úlcera, etc.). Perceba se ele é ansioso, tenso, apático, enfraquecido ou ativo. Observe as características que irão orientar a escolha das cores para a primeira etapa do tratamento. Ele necessita ser acalmado ou estimulado? Relaxado ou fortalecido? 12.6.1 Percepção dos Chakras (acima dos cinco anos) Você poderá utilizar as mãos (ver técnica de percepção dos chakras) ou o pêndulo para verificar cada um dos sete Chakras principais. No caso do pêndulo ele deverá ser posicionado na região dos chakras e sua rotação deverá ser em sentido horário. Quando o pêndulo gira em sentido anti-horário é um sinal de que existe um bloqueio no chakra. Perceba se algum deles está com excesso ou falta de energia. 12.6.2 Percepção da Aura (acima dos cincos anos) Faça a mesma observação que fez para os Chakras, percorrendo todo o contorno da aura. Procure perceber se existem lugares com excesso ou falta de energia. 12.7 LIMPEZA E PREPARAÇÃO
  23. 23. Documento não controlado - AN03FREV001 114 FONTE: Disponível em: <http://noliquidificador.files.wordpress.com/2009/06/chakras.jpg>. Acesso em: http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://1.bp.blogspot.com É necessário observarmos alguns aspectos como manter silêncio no ambiente, manter vibração mental positiva e cumprir com a trajetória pelo foco de luz-cor, seja qual for a técnica escolhida pelo terapeuta. Para todos os casos deve- se fazer preliminarmente a aplicação geral a seguir: 1ª Etapa:  Aplicar por todos os chakras a cor verde para higienizar;  Após, aplicar a cor azul-clara como calmante;  Finalizar a primeira etapa com o amarelo, como força vital. 2ª Etapa:  Concluída a primeira etapa aplique em cada chakra a cor que lhe é correspondente. 3ª Etapa:  Finalizando, aplique a cor branco-prateada (luz Crística). Inicie sempre aplicando as cores dos Chakras pela seguinte ordem: Chakra Básico, Chakra
  24. 24. Documento não controlado - AN03FREV001 115 Umbilical, Chakra Plexo Solar, Chakra Cardíaco, Chakra Laríngeo, Chakra Frontal e Chakra Coronário. Precisamos ter o cuidado de alertar o interagente sobre a possibilidade de ele sentir uma ardência sobre a pele. Isso ocorre quando está recebendo a energia da cor em aplicação naquele momento, em razão de um processo de saturação do campo celular. Nesse caso, deve-se aplicar o Passe Cromoterápico de Limpeza. Este deve ser aplicado junto à pele do interagente, com a mão direita e fazendo o movimento circular no sentido horário em todos os chakras. Iniciando no Básico, jogando-se a energia retirada para fora de cada volta. A cor que deverá ser aplicada nesse caso em todos os chakras é a verde e, após, a azul. Com essas aplicações, todo campo energético ficará ativado e assim o terapeuta poderá iniciar o atendimento específico no interagente segundo o diagnóstico.
  25. 25. Documento não controlado - AN03FREV001 116 12.8 MEDITAÇÃO PARA EQUILIBRAR OS CHAKRAS Branca, violeta, azul, verde, rosa... Nesta meditação, você imagina uma luz passeando pelos pontos vitais de seu corpo. Ao fim, seu espírito estará leve, a respiração apaziguada e o mundo ao seu redor mais harmonioso. Esta meditação leva cerca de 14 minutos. Porém, você pode aprender os conceitos básicos e se deixar guiar pela intuição. O mais importante é entender o processo e relaxar. Sente-se em um lugar agradável, relaxe e inspire lenta e profundamente. Traga sua atenção para o topo da cabeça e visualize uma luz branca. A cada inspiração e expiração, a luz se tornará mais clara e brilhante. Inspire o branco, preenchendo o chakra coronário e iluminando o topo da cabeça. Lentamente, transforme essa luz na cor violeta. Imagine que ela fica mais forte. Suavemente, volte o violeta para a cor branca brilhante. Continue a respirar e vagarosamente transporte a luz por meio da inspiração para o sexto centro de energia, entre as sobrancelhas.
  26. 26. Documento não controlado - AN03FREV001 117 Inspire a luz branca no centro dessa área, preenchendo-a e permitindo que a luz circule em volta dos olhos e atrás deles. Faça com que o branco se transforme em azul-índigo. A cada inspiração, traga o índigo para seu terceiro olho, circundando a área externa e em volta dos olhos. Inspire e expire. Agora, novamente inspirando, retorne ao branco brilhante e conduza-o para o chakra laríngeo – o centro de sua garganta, o quinto centro de energia. Visualize muita luz nesse ponto. À medida que continuar a inspirar a luz em volta e atrás do pescoço, permita que a luz preencha sua boca. Continue no branco e visualize que ele limpa esse centro de energia. Mantenha lento o ritmo da respiração e torne a luz azul-celeste. Nesse tom, preencha a garganta, atrás do pescoço, e a boca. Inspire e expire. Deixe o azul virar branco e traga a luz para baixo, para o centro do coração. Vagarosamente, envolva o coração com essa luz, permitindo que ela se mova para ombros, braços e mãos. Em seu coração, essa energia se torna verde. Inspire verde dentro de coração, costas, área em volta dos ombros, braços e mãos. Expire. A luz verde passa para o branco. O branco chega ao terceiro centro de energia, o chakra do plexo solar. Preencha o estômago com essa luz. Transforme-a em energia de cor amarela. Respire devagar e faça-a se tornar branca. Agora, a luz branca chega ao chakra social, ou umbilical, mais ou menos 5 cm abaixo do umbigo, preenchendo os intestinos e a parte baixa das costas. A cor fica laranja, ocupando toda essa área. Inspire e expire a cor. Sem pressa, transforme-a em branco e conduza para o primeiro centro de energia, seu primeiro chakra, na base da coluna. Visualize a cor branca nesse ponto, preenchendo coxas, joelhos, pernas, pés e dedos. Aos poucos, essa cor se torna vermelha. Imagine-a na base da coluna e descendo para pés, pernas e dedos. Inspire e expire. Torne a visualizar a luz branca. Traga agora essa energia para cima, de volta para o segundo centro, depois para plexo solar, coração, garganta, chakra frontal e entre as sobrancelhas, e conduza para o topo da cabeça. Inspire profundamente e conduza agora para aquele lugar seguro e repousante, a cerca de 20 cm acima da cabeça. A cada inspiração, a luz estará mais brilhante, fortalecida. Lentamente, faça uma respiração e traga sua atenção de volta ao ambiente. Inspire. Texto • Kátia Stringueto Foto • André Spinola e Castro. Ilustrações • Rita Carvalho. Leia a matéria completa no site da revista Bons Fluidos, de agosto de 2008.
  27. 27. Documento não controlado - AN03FREV001 118 ------------------------FIM DO MÓDULO III------------------------

×