Acordo Ortográfico
da Língua Portuguesa
Marcelo Spalding
www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
Reformas Ortográficas
1990 Formatação do atual Acordo
1994 Data prevista para iniciar
2008 Ratificação do Acordo
2009 Novo...
www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
Principais Mudanças
• Cinquenta Trema
• Whisky Alfabeto
• Assembleia Acentuação
• Paraquedas Hífen
www.cursosdeescrita.com...
Mudanças na acentuação
• Assembleia
• Zoo
• Pera
• Feiura
Vem X Veem X Vêm
Herói X Heroico
www.cursosdeescrita.com.br | Pr...
O acento diferencial
Perdem o acento gráfico as palavras paroxítonas
que, tendo vogal tônica aberta ou fechada, são
homógr...
A questão do hífen
Uso do hífen com compostos
1. Usa-se o hífen em compostos que têm
palavras iguais ou quase iguais, sem
...
A questão do hífen
2. Usa-se o hífen nas palavras compostas que
não apresentam elementos de ligação.
Exemplos: guarda-chuv...
A questão do hífen
3. Não se usa o hífen em compostos que
apresentam elementos de ligação.
Exemplos: pé de moleque, pé de ...
A questão do hífen
4. Usa-se o hífen nas palavras compostas
derivadas de topônimos (nomes próprios de
lugares), com ou sem...
A questão do hífen
5. Usa-se o hífen nos compostos que designam
espécies animais e botânicas (nomes de plantas,
flores, fr...
As observações a seguir referem-se ao uso
do hífen em palavras formadas por prefixos
(anti, super, ultra, sub etc.) ou por...
A questão do hífen
1. Usa-se o hífen diante de
palavra iniciada por h.
Exemplos: anti-higiênico, anti-histórico, macro-
hi...
A questão do hífen
2. Usa-se o hífen se o prefixo
terminar com a mesma letra com
que se inicia a outra palavra.
Exemplos: ...
A questão do hífen
3. Não se usa o hífen se o prefixo
terminar com letra diferente da
que se inicia a outra palavra.
Exemp...
A questão do hífen
4. Se o prefixo terminar por vogal e
a outra palavra começar por r ou s,
dobram-se essas letras.
Exempl...
A questão do hífen
Casos particulares
Sugiro consultar o Vocabulário Ortográfico da Língua
Portuguesa:
http://www.academia...
www.cursosdeescrita.com.br
direção do Prof. Dr. Marcelo Spalding
Acordo ortográfico da Língua Portuguesa / Nova Ortografia da Língua Portuguesa
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Acordo ortográfico da Língua Portuguesa / Nova Ortografia da Língua Portuguesa

1.419 visualizações

Publicada em

Dicas e regras do Acordo ortográfico da Língua Portuguesa, também conhecido como Nova Ortografia da Língua Portuguesa.

Publicada em: Educação
3 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.419
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
81
Comentários
3
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Acordo ortográfico da Língua Portuguesa / Nova Ortografia da Língua Portuguesa

  1. 1. Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa Marcelo Spalding
  2. 2. www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  3. 3. Reformas Ortográficas 1990 Formatação do atual Acordo 1994 Data prevista para iniciar 2008 Ratificação do Acordo 2009 Novo Acordo entra em vigor 2012 Fim do período de adaptação* www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  4. 4. www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  5. 5. Principais Mudanças • Cinquenta Trema • Whisky Alfabeto • Assembleia Acentuação • Paraquedas Hífen www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  6. 6. Mudanças na acentuação • Assembleia • Zoo • Pera • Feiura Vem X Veem X Vêm Herói X Heroico www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  7. 7. O acento diferencial Perdem o acento gráfico as palavras paroxítonas que, tendo vogal tônica aberta ou fechada, são homógrafas, ou seja, têm a mesma grafia. • Muricy para para descansar. • Tem muito pelo pelo quarto. • Exceções: pôr / por; pôde / pode • Facultativo: fôrma / forma • O caso do ter, ver (vir) e conter www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  8. 8. A questão do hífen Uso do hífen com compostos 1. Usa-se o hífen em compostos que têm palavras iguais ou quase iguais, sem elementos de ligação. Exemplos: reco-reco, blá-blá-blá, zum-zum, tico-tico, tique-taque, cri-cri, glu-glu, rom-rom, pingue-pongue, zigue-zague, esconde-esconde, pega-pega, corre-corre. www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  9. 9. A questão do hífen 2. Usa-se o hífen nas palavras compostas que não apresentam elementos de ligação. Exemplos: guarda-chuva, arco-íris, boa-fé, segunda-feira, mesa-redonda, vaga-lume, joão- ninguém, porta-malas, porta-bandeira, pão- duro, bate-boca. Exceções: Não se usa o hífen em certas palavras que perderam a noção de composição, como girassol, madressilva, mandachuva... www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  10. 10. A questão do hífen 3. Não se usa o hífen em compostos que apresentam elementos de ligação. Exemplos: pé de moleque, pé de vento, pai de todos, dia a dia, fim de semana, cor de vinho, ponto e vírgula, camisa de força, cara de pau, olho de sogra. Incluem-se nesse caso os compostos de base oracional, como maria vai com as outras, leva e traz.* Exceções: água-de-colônia, arco-da-velha, cor-de-rosa, mais-que-perfeito, pé-de-meia... www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  11. 11. A questão do hífen 4. Usa-se o hífen nas palavras compostas derivadas de topônimos (nomes próprios de lugares), com ou sem elementos de ligação. Exemplos: Belo Horizonte - belo-horizontino Porto Alegre - porto-alegrense Mato Grosso do Sul - mato-grossense-do-sul Rio Grande do Norte - rio-grandense-do-norte www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  12. 12. A questão do hífen 5. Usa-se o hífen nos compostos que designam espécies animais e botânicas (nomes de plantas, flores, frutos, raízes, sementes), tenham ou não elementos de ligação. Exemplos: bem-te-vi, peixe-espada, peixe-do- paraíso, mico-leão-dourado, andorinha-da-serra, lebre-da-patagônia, erva-doce, ervilha-de- cheiro, pimenta-do-reino, peroba-do-campo, cravo-da-índia. www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  13. 13. As observações a seguir referem-se ao uso do hífen em palavras formadas por prefixos (anti, super, ultra, sub etc.) ou por elementos que podem funcionar como prefixos (aero, agro, auto, eletro, geo, hidro, macro, micro, mini, multi, neo etc.). www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  14. 14. A questão do hífen 1. Usa-se o hífen diante de palavra iniciada por h. Exemplos: anti-higiênico, anti-histórico, macro- história, mini-hotel, proto-história, sobre- humano, super-homem, ultra-humano, subumano (exceção) www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  15. 15. A questão do hífen 2. Usa-se o hífen se o prefixo terminar com a mesma letra com que se inicia a outra palavra. Exemplos: micro-ondas, anti-inflacionário, sub- bibliotecário, inter-regional www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  16. 16. A questão do hífen 3. Não se usa o hífen se o prefixo terminar com letra diferente da que se inicia a outra palavra. Exemplos: autoescola, antiaéreo, intermunicipal supersônico, superinteressante, agroindustrial, aeroespacial, semicírculo www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  17. 17. A questão do hífen 4. Se o prefixo terminar por vogal e a outra palavra começar por r ou s, dobram-se essas letras. Exemplos: minissaia, antirracismo, ultrassom, semirreta www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  18. 18. A questão do hífen Casos particulares Sugiro consultar o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa: http://www.academia.org.br/abl/cgi/cgilua.exe/sys/sta rt.htm?sid=23 www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  19. 19. www.cursosdeescrita.com.br direção do Prof. Dr. Marcelo Spalding

×