A inclusão de PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS - PNE nas empresasdemonstra a
importância da inclusão profissional no m...
Compete ao setor de RH da empresa:

a) Identificar e avaliar perfeitamente as oportunidades de trabalho para pessoas PNE,
...
porém possibilitando que as competências destas pessoas sejam valorizadas mais que
sua deficiência; e
d) Sensibilização – ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A inclusão de portadores de necessidades especiais

524 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
524
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A inclusão de portadores de necessidades especiais

  1. 1. A inclusão de PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS - PNE nas empresasdemonstra a importância da inclusão profissional no mercado de trabalho. Apesar dos esforços de todaequipe de Recursos Humanos para a contratação de PNE, encontram-se dificuldades para a contrataçãode mão de obra, pois é necessário que seja adequado ao PNE – PORTADOR DE NECESSIDADESESPECIAIS a adaptação ao cargo que possa exercer na Empresa. Pessoas com diferentes tipos dedeficiência podem exercer praticamente qualquer atividadeprofissional. É importante ressaltar que nestafase de contratação, encontrar mão de obra qualificada tem sido um grande desafio. Assim, paradesenvolver todo o trabalho, é necessário realizar algumas pesquisas como: bibliográfica, documental,exploratória. Inclusão nas empresas O crescente número de pessoas com necessidades específicas sendo empregadas demonstra um maior compromisso das empresas com a inclusão. Mas nem sempre a própria equipe sabe interagir com esse profissional. Embora existam mobilizações e boas intenções, muitas vezes subestimam seus potenciais e superestimam as dificuldades. Sem dúvida, ainda há um estigma, um preconceito que advém da ignorância em relação a indivíduos com necessidades específicas. Vídeo da Ambev sobre programa de inclusão: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=rXBGQxLt6ko Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2010. Pessoas com deficiência
  2. 2. Compete ao setor de RH da empresa: a) Identificar e avaliar perfeitamente as oportunidades de trabalho para pessoas PNE, apresentar o programa à empresa, esclarecer dúvidas, orientar sobre a contratação, treinamentos, dispensas, etc; b) Elaborar e coordenar estudos dos postos de trabalho para a adequação das pessoas PNE, desde as instalações e recursos, até a definição do perfil profissional e habilidades; c) Atrair, aplicar, reter, desenvolver e monitorar as pessoas PNE na empresa; seu trabalho maior será no que diz respeito à "conscientização e sensibilização", por meio de reuniões de orientações para os Gestores das diversas áreas, antes da vinda das pessoas PNE e, cotidianamente, efetuar acompanhamento contínuo, de modo a garantir que não exista nenhum tipo de diferenciação, proteção, paternalismo, assistencialismo, piedade e/ou tratamentos diferenciados; d) Promover palestras com os funcionários, de maneira a esclarecer dúvidas sobre como tratar ou interagir com pessoas PNE; efetuar também reunião com o grupo contratado, buscando sentir suas dificuldades, facilidades e expectativas, ocasião em que se verificarão, sobretudo, as mudanças arquitetônicas essenciais e imprescindíveis para garantir segurança para todos. O envolvimento e a participação dos próprios interessados (pessoas PNE) pode facilitar o processo de adequação dos espaços e tornar as mudanças mais simples e progressivas, sem ser volumosas ou dispendiosas demais. Portanto, para o êxito de qualquer programa de Responsabilidade Social nas empresas, que tenha como foco a inclusão de pessoas PNE, deve ser levado em consideração o desenvolvimento e o aprimoramento nas seguintes áreas: a) Competências – capacitar os Administradores de Recursos Humanos, demais profissionais da área de RH e Gestores, para monitoramento e avaliação das competências dos funcionários PNE; b) Orientação técnica para acessibilidade física e adaptação arquitetônica – parecer técnico das condições de adaptação dos espaços, instrumentos de trabalho e dispositivos de segurança da empresa, considerando sua realidade atual e as demandas específicas das pessoas PNE; c) Mapeamento do perfil de vagas e funções – mapear todas as áreas e funções para não restringir a atuação da pessoa PNE nas atividades e ou funções dirigidas a essas pessoas. Obviamente, sem perder de vista o bem-estar e a segurança das pessoas PNE,
  3. 3. porém possibilitando que as competências destas pessoas sejam valorizadas mais que sua deficiência; e d) Sensibilização – programas que contribuem para o desenvolvimento de um clima organizacional que favoreça a construção de uma cultura inclusiva na empresa, com expectativas de mudanças de paradigmas sociais. Nestes programas é fundamental que a direção da empresa faça parte deste processo, disseminando os parâmetros do respeito à diferença e da Responsabilidade Social.

×