SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
1
    Rachel de Queiroz
•Nasceu em Fortaleza, 17 de novembro de
    1910.
    •É matriculada no curso normal, como interna do
    Colégio da Imaculada Conceição, formando-se
    como professora em 1925.
    •Foi tradutora, romancista, escritora, jornalista,
    cronista e importante dramaturga brasileira.
    •Autora de destaque na ficção social nordestina.
    •Primeira mulher a ingressar na ACADEMIA
    BRASILEIRA DE LETRAS.
    •Em 1993, foi a primeira mulher a receber o
    PRÊMIO CAMÕES.
    •Entrou na Academia Cearense de Letras em
    agosto de 1994 na ocasião do centenário da
2   instituição.
•Sua avó materna era prima
    do
    prosador romântico Jose de
     Alencar.
    •Foi militante do partido
    comunista brasileiro (PCB)
    sendo
    presa em 1937 por causa
    desse
     envolvimento.
    • Morreu no Rio de Janeiro,
     no dia 4 de novembro de
    2003
    (aos 92 anos).
3
•João Miguel é um homem comum.
    A psicologia do preso é analisada
    com argúcia por Rachel de
    Queiroz. A mulher o abandona. Ele
    se vê só diante do destino que o
    perturba. Zé Milagreiro, que está
    preso na mesma cadeia, mata o
    tempo a fazer ex-votos, milagres de
    madeira, que são encomendados
    por gente que deseja pagar
    promessas. A angústia da prisão, a
    tensão de João Miguel freme
    nestas páginas. O trabalho
    reequilibra o preso. E com a mão
    assassina ele vai compondo seus
    trabalhos manuais com a fibra da
4   carnaúba.
• Caminhos de
    Pedras,foi um de seus
    romances, escrito em
    1937 e a história é
    datada pois se trata de
    um período histórico
    brasileiro - o governo
5
    Vargas.
•A trama é composta pelo
    ponto de vista das três Marias
    – Guta, Maria da Glória e
    Maria José, todas alunas do
    mesmo internato e traça a
    condição feminina, de sua
    limitada margem de escolha,
    dos sonhos que se chocam
    com a dura e implacável
    realidade e as personagens
    se vêem, assim, diante da
    opressão sexual, de um lado,
    e da total carência de
    esperanças de outro.
    Portanto todas alimentam
    ideais e fantasias envolvendo
    grandes amores e uma vida
6
    repleta de aventuras.
(...) E se não fosse
    uma raiz de mucunã
    arrancada aqui e além,
    ou alguma batata-
    branca que a seca
    ensina a comer, teriam
    ficado todos pelo
    caminho, nessas
    estradas de barro ruivo,
    semeado de pedras,
    por onde eles trotavam
    trôpegos se arrastando
7
    e gemendo (...)
Uma história de amor e
    aventuras, Protesto,
    denúncia, indignação,
    raiva e orgulho. Estes são
    alguns dos ingredientes
    deste livro. Em 'Memorial
    de Maria Moura' e
    glorificada sua carreira de
    romancista, através de
    uma narrativa onde estão
    presentes personagens
    que circulam num vasto
    painel de relações sociais,
    culturais, morais e
    afetivas.
8
Sua eleição, em 4 de novembro de 1977 para
    a cadeira 5 da Academia Brasileira de Letras,
    foi recebida por Adonias Filho, que tem como
    patrono Bernardo Guimarães. Causou
    certo desconforto entre feministas de então,
    quando disse: “eu não entrei para a Academia
    por ser mulher. Entrei, porque,
    independentemente disso, tenho uma obra.
    Tenho amigos queridos aqui dentro. Quase
    todos os meus amigos são homens, eu não
    confio muito nas mulheres”.

9
•Prêmio Fundação Graça Aranha para O quinze, 1930.

     •Prêmio Sociedade Felipe d' Oliveira para As Três
     Marias, 1939.

     •Prêmio Machado de Assis, da Academia Brasileira de
     Letras, pelo conjunto de obra, 1957.

     •Prêmio Jabuti de Literatura Infantil, da Câmara
     Brasileira do Livro (São Paulo), para O menino mágico,
     1969.

     •Prêmio Camões, o maior da Língua Portuguesa, 1993,
     sendo a primeira mulher a recebê-lo.
10
http://www.youtube.com/watch?v=mgNVHFWwPU4

     http://www.youtube.com/watch?v=wskDPtgc1aA

     http://fortalezanobre.blogspot.com.br/2010/12/rachel-
     de-queiroz-primeira-mulher.html




11
Amanda Santos Goulart
     Anna Carolina Lima Montagna
     Carla Alessandra Lopes Dutra

12                      Nºda chamada: 2,3 e 6.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Amar, verbo intransitivo, de mário de andrade
Amar, verbo intransitivo, de mário de andradeAmar, verbo intransitivo, de mário de andrade
Amar, verbo intransitivo, de mário de andrade
carinemorossino74
 
Noite na Taverna
Noite na TavernaNoite na Taverna
Noite na Taverna
Kauan_ts
 

Mais procurados (20)

Amar, verbo intransitivo, de mário de andrade
Amar, verbo intransitivo, de mário de andradeAmar, verbo intransitivo, de mário de andrade
Amar, verbo intransitivo, de mário de andrade
 
Clarice lispector
Clarice lispectorClarice lispector
Clarice lispector
 
Clarice lispector- A hora da Estrela
Clarice lispector- A hora da EstrelaClarice lispector- A hora da Estrela
Clarice lispector- A hora da Estrela
 
A hora da estrela
A hora da estrelaA hora da estrela
A hora da estrela
 
Rachel de queiroz
Rachel de queirozRachel de queiroz
Rachel de queiroz
 
Graciliano Ramos - Pesquisa 301
Graciliano Ramos - Pesquisa 301Graciliano Ramos - Pesquisa 301
Graciliano Ramos - Pesquisa 301
 
Graciliano ramos
Graciliano ramosGraciliano ramos
Graciliano ramos
 
Noite na Taverna
Noite na TavernaNoite na Taverna
Noite na Taverna
 
ANÁLISE ALGUMA POESIA KDABRA.pptx
ANÁLISE ALGUMA POESIA KDABRA.pptxANÁLISE ALGUMA POESIA KDABRA.pptx
ANÁLISE ALGUMA POESIA KDABRA.pptx
 
Manuel Bandeira
Manuel BandeiraManuel Bandeira
Manuel Bandeira
 
Florbela Espanca
Florbela EspancaFlorbela Espanca
Florbela Espanca
 
Machado de Assis
Machado de AssisMachado de Assis
Machado de Assis
 
Especial Clarice Lispector
Especial Clarice LispectorEspecial Clarice Lispector
Especial Clarice Lispector
 
Realismo no brasil ll
Realismo no brasil llRealismo no brasil ll
Realismo no brasil ll
 
Modernismo segunda fase
Modernismo segunda faseModernismo segunda fase
Modernismo segunda fase
 
Romantismo no Brasil - Prosa
Romantismo no Brasil - ProsaRomantismo no Brasil - Prosa
Romantismo no Brasil - Prosa
 
Florbela espanca oral de português
Florbela espanca   oral de portuguêsFlorbela espanca   oral de português
Florbela espanca oral de português
 
Aula quarto de despejo
Aula quarto de despejoAula quarto de despejo
Aula quarto de despejo
 
Os miseráveis
Os miseráveisOs miseráveis
Os miseráveis
 
Trabalho O Primo Basilio
Trabalho O Primo BasilioTrabalho O Primo Basilio
Trabalho O Primo Basilio
 

Destaque

Modernismo – 1ª fase (1922 a 1930)
Modernismo – 1ª fase (1922 a 1930)Modernismo – 1ª fase (1922 a 1930)
Modernismo – 1ª fase (1922 a 1930)
CrisBiagio
 
Nelson mandela luta pelo fim do racismo
Nelson mandela luta pelo fim do racismoNelson mandela luta pelo fim do racismo
Nelson mandela luta pelo fim do racismo
olecramsepol
 
Trabalho de lingua portuguesa de Carine HolandaN:13
Trabalho de lingua portuguesa de Carine HolandaN:13Trabalho de lingua portuguesa de Carine HolandaN:13
Trabalho de lingua portuguesa de Carine HolandaN:13
Carine Holanda
 
Lygia Fagundes Telles
Lygia Fagundes TellesLygia Fagundes Telles
Lygia Fagundes Telles
cvp
 

Destaque (20)

Raquel de queiroz
Raquel de queirozRaquel de queiroz
Raquel de queiroz
 
Raquel de Queiroz
Raquel de Queiroz Raquel de Queiroz
Raquel de Queiroz
 
O quinze, de Rachel de Queiroz - análise
O quinze, de Rachel de Queiroz - análiseO quinze, de Rachel de Queiroz - análise
O quinze, de Rachel de Queiroz - análise
 
Modernismo – 1ª fase (1922 a 1930)
Modernismo – 1ª fase (1922 a 1930)Modernismo – 1ª fase (1922 a 1930)
Modernismo – 1ª fase (1922 a 1930)
 
Rachel de Queiroz - 301
Rachel de Queiroz - 301Rachel de Queiroz - 301
Rachel de Queiroz - 301
 
Realismo - Naturalismo
Realismo - NaturalismoRealismo - Naturalismo
Realismo - Naturalismo
 
Bob marley 2
Bob marley 2Bob marley 2
Bob marley 2
 
Nelson mandela luta pelo fim do racismo
Nelson mandela luta pelo fim do racismoNelson mandela luta pelo fim do racismo
Nelson mandela luta pelo fim do racismo
 
Trabalho de lingua portuguesa de Carine HolandaN:13
Trabalho de lingua portuguesa de Carine HolandaN:13Trabalho de lingua portuguesa de Carine HolandaN:13
Trabalho de lingua portuguesa de Carine HolandaN:13
 
Votar (texto de Raquel de Queiroz).
Votar (texto de Raquel de Queiroz).Votar (texto de Raquel de Queiroz).
Votar (texto de Raquel de Queiroz).
 
Clarice lispector 3 A
Clarice lispector 3 AClarice lispector 3 A
Clarice lispector 3 A
 
A áFrica De Nelson Mandela
A áFrica De Nelson MandelaA áFrica De Nelson Mandela
A áFrica De Nelson Mandela
 
Seminário "Liderar como Mandela"
Seminário "Liderar como Mandela"Seminário "Liderar como Mandela"
Seminário "Liderar como Mandela"
 
Modernismo – 1ª fase – de 22 a 30
Modernismo – 1ª fase – de 22 a 30Modernismo – 1ª fase – de 22 a 30
Modernismo – 1ª fase – de 22 a 30
 
Romanceiro da Inconfidência
Romanceiro da InconfidênciaRomanceiro da Inconfidência
Romanceiro da Inconfidência
 
Bob marley
Bob marleyBob marley
Bob marley
 
Romance Urbano
Romance UrbanoRomance Urbano
Romance Urbano
 
Lygia Fagundes Telles
Lygia Fagundes TellesLygia Fagundes Telles
Lygia Fagundes Telles
 
BOB MARLEY
BOB MARLEYBOB MARLEY
BOB MARLEY
 
Cuidado pele
Cuidado peleCuidado pele
Cuidado pele
 

Semelhante a SEMINÁRIO DE LITERATURA - RAQUEL DE QUEIROZ

Conto contemporâneo - moacyr e Lygia Fagundes
Conto contemporâneo - moacyr e Lygia FagundesConto contemporâneo - moacyr e Lygia Fagundes
Conto contemporâneo - moacyr e Lygia Fagundes
KamisCarvalho
 
Guimaraes.rosa.primeiras.estorias
Guimaraes.rosa.primeiras.estoriasGuimaraes.rosa.primeiras.estorias
Guimaraes.rosa.primeiras.estorias
Ariane Mafra
 
Livros da literatura brasileira
Livros da literatura brasileiraLivros da literatura brasileira
Livros da literatura brasileira
Gabriel Martins
 
Alguns livros essenciais da literatura brasileira1
Alguns livros essenciais da literatura brasileira1Alguns livros essenciais da literatura brasileira1
Alguns livros essenciais da literatura brasileira1
BiiancaAlvees
 
Alguns livros essenciais da literatura brasileira1
Alguns livros essenciais da literatura brasileira1Alguns livros essenciais da literatura brasileira1
Alguns livros essenciais da literatura brasileira1
BiiancaAlvees
 
Alguns livros essenciais da literatura brasileira1
Alguns livros essenciais da literatura brasileira1Alguns livros essenciais da literatura brasileira1
Alguns livros essenciais da literatura brasileira1
BiiancaAlvees
 
Obra Vidas Secas
Obra Vidas SecasObra Vidas Secas
Obra Vidas Secas
Cesarguto
 

Semelhante a SEMINÁRIO DE LITERATURA - RAQUEL DE QUEIROZ (20)

Rachel de queiroz
Rachel de queirozRachel de queiroz
Rachel de queiroz
 
Atividade 02
Atividade 02Atividade 02
Atividade 02
 
Conto contemporâneo - moacyr e Lygia Fagundes
Conto contemporâneo - moacyr e Lygia FagundesConto contemporâneo - moacyr e Lygia Fagundes
Conto contemporâneo - moacyr e Lygia Fagundes
 
Negros na literatura - Consciência negra
Negros na literatura - Consciência negraNegros na literatura - Consciência negra
Negros na literatura - Consciência negra
 
Guimaraes.rosa.primeiras.estorias
Guimaraes.rosa.primeiras.estoriasGuimaraes.rosa.primeiras.estorias
Guimaraes.rosa.primeiras.estorias
 
A Voz Feminina no Romance Maranhense: uma análise da obra Úrsula de Maria Fir...
A Voz Feminina no Romance Maranhense: uma análise da obra Úrsula de Maria Fir...A Voz Feminina no Romance Maranhense: uma análise da obra Úrsula de Maria Fir...
A Voz Feminina no Romance Maranhense: uma análise da obra Úrsula de Maria Fir...
 
OLHOS D'ÁGUA DE CONCEIÇÃO EVARISTO.pptx
OLHOS D'ÁGUA DE CONCEIÇÃO EVARISTO.pptxOLHOS D'ÁGUA DE CONCEIÇÃO EVARISTO.pptx
OLHOS D'ÁGUA DE CONCEIÇÃO EVARISTO.pptx
 
10 livros essenciais
10 livros essenciais10 livros essenciais
10 livros essenciais
 
Trabalho de literatura
Trabalho de literaturaTrabalho de literatura
Trabalho de literatura
 
Trabalho de literatura
Trabalho de literaturaTrabalho de literatura
Trabalho de literatura
 
Livros da literatura brasileira
Livros da literatura brasileiraLivros da literatura brasileira
Livros da literatura brasileira
 
GRACILIANO RAMOS.pptx
GRACILIANO RAMOS.pptxGRACILIANO RAMOS.pptx
GRACILIANO RAMOS.pptx
 
PESQUISA DE LIVROS de Mulheres atuais latinas
PESQUISA DE LIVROS de Mulheres atuais latinasPESQUISA DE LIVROS de Mulheres atuais latinas
PESQUISA DE LIVROS de Mulheres atuais latinas
 
Alguns livros essenciais da literatura brasileira1
Alguns livros essenciais da literatura brasileira1Alguns livros essenciais da literatura brasileira1
Alguns livros essenciais da literatura brasileira1
 
Análise literária - Clarice Lispector
Análise literária - Clarice LispectorAnálise literária - Clarice Lispector
Análise literária - Clarice Lispector
 
Alguns livros essenciais da literatura brasileira1
Alguns livros essenciais da literatura brasileira1Alguns livros essenciais da literatura brasileira1
Alguns livros essenciais da literatura brasileira1
 
Alguns livros essenciais da literatura brasileira1
Alguns livros essenciais da literatura brasileira1Alguns livros essenciais da literatura brasileira1
Alguns livros essenciais da literatura brasileira1
 
Primeiras estórias, de Guimarães Rosa - análise
Primeiras estórias, de Guimarães Rosa - análisePrimeiras estórias, de Guimarães Rosa - análise
Primeiras estórias, de Guimarães Rosa - análise
 
Minha vida de menina - Helena Morley
Minha vida de menina - Helena MorleyMinha vida de menina - Helena Morley
Minha vida de menina - Helena Morley
 
Obra Vidas Secas
Obra Vidas SecasObra Vidas Secas
Obra Vidas Secas
 

Mais de Marcelo Fernandes

SEMINÁRIO DE LITERATURA - JOÃO CABRAL DE MELO NETO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - JOÃO CABRAL DE MELO NETOSEMINÁRIO DE LITERATURA - JOÃO CABRAL DE MELO NETO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - JOÃO CABRAL DE MELO NETO
Marcelo Fernandes
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - JORGE AMADO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - JORGE AMADOSEMINÁRIO DE LITERATURA - JORGE AMADO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - JORGE AMADO
Marcelo Fernandes
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - JOSÉ LINS DO REGO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - JOSÉ LINS DO REGOSEMINÁRIO DE LITERATURA - JOSÉ LINS DO REGO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - JOSÉ LINS DO REGO
Marcelo Fernandes
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - JORGE DE LIMA
SEMINÁRIO DE LITERATURA - JORGE DE LIMASEMINÁRIO DE LITERATURA - JORGE DE LIMA
SEMINÁRIO DE LITERATURA - JORGE DE LIMA
Marcelo Fernandes
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - ÉRICO VERÍSSIMO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - ÉRICO VERÍSSIMOSEMINÁRIO DE LITERATURA - ÉRICO VERÍSSIMO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - ÉRICO VERÍSSIMO
Marcelo Fernandes
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - CECÍLIA MEIRELES
SEMINÁRIO DE LITERATURA - CECÍLIA MEIRELESSEMINÁRIO DE LITERATURA - CECÍLIA MEIRELES
SEMINÁRIO DE LITERATURA - CECÍLIA MEIRELES
Marcelo Fernandes
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - MURILO MENDES
SEMINÁRIO DE LITERATURA - MURILO MENDESSEMINÁRIO DE LITERATURA - MURILO MENDES
SEMINÁRIO DE LITERATURA - MURILO MENDES
Marcelo Fernandes
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - GRACILIANO RAMOS
SEMINÁRIO DE LITERATURA - GRACILIANO RAMOSSEMINÁRIO DE LITERATURA - GRACILIANO RAMOS
SEMINÁRIO DE LITERATURA - GRACILIANO RAMOS
Marcelo Fernandes
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE
SEMINÁRIO DE LITERATURA - CARLOS DRUMMOND DE ANDRADESEMINÁRIO DE LITERATURA - CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE
SEMINÁRIO DE LITERATURA - CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE
Marcelo Fernandes
 

Mais de Marcelo Fernandes (20)

SEMINÁRIO DE LITERATURA - TEATRO BRASILEIRO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - TEATRO BRASILEIROSEMINÁRIO DE LITERATURA - TEATRO BRASILEIRO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - TEATRO BRASILEIRO
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - TENDÊNCIAS CONTEMPORÂNEAS: PROSA e POESIA
SEMINÁRIO DE LITERATURA - TENDÊNCIAS CONTEMPORÂNEAS: PROSA e POESIASEMINÁRIO DE LITERATURA - TENDÊNCIAS CONTEMPORÂNEAS: PROSA e POESIA
SEMINÁRIO DE LITERATURA - TENDÊNCIAS CONTEMPORÂNEAS: PROSA e POESIA
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - SINGULARIDADES NORDESTINAS
SEMINÁRIO DE LITERATURA - SINGULARIDADES NORDESTINASSEMINÁRIO DE LITERATURA - SINGULARIDADES NORDESTINAS
SEMINÁRIO DE LITERATURA - SINGULARIDADES NORDESTINAS
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - JOÃO CABRAL DE MELO NETO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - JOÃO CABRAL DE MELO NETOSEMINÁRIO DE LITERATURA - JOÃO CABRAL DE MELO NETO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - JOÃO CABRAL DE MELO NETO
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - CLARICE LISPECTOR
SEMINÁRIO DE LITERATURA - CLARICE LISPECTORSEMINÁRIO DE LITERATURA - CLARICE LISPECTOR
SEMINÁRIO DE LITERATURA - CLARICE LISPECTOR
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - GUIMARÃES ROSA
SEMINÁRIO DE LITERATURA - GUIMARÃES ROSASEMINÁRIO DE LITERATURA - GUIMARÃES ROSA
SEMINÁRIO DE LITERATURA - GUIMARÃES ROSA
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - MODERNISMO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - MODERNISMOSEMINÁRIO DE LITERATURA - MODERNISMO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - MODERNISMO
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - DADAÍSMO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - DADAÍSMOSEMINÁRIO DE LITERATURA - DADAÍSMO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - DADAÍSMO
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - EXPRESSIONISMO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - EXPRESSIONISMOSEMINÁRIO DE LITERATURA - EXPRESSIONISMO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - EXPRESSIONISMO
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - IMPRESSIONISMO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - IMPRESSIONISMOSEMINÁRIO DE LITERATURA - IMPRESSIONISMO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - IMPRESSIONISMO
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - JORGE AMADO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - JORGE AMADOSEMINÁRIO DE LITERATURA - JORGE AMADO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - JORGE AMADO
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - JOSÉ LINS DO REGO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - JOSÉ LINS DO REGOSEMINÁRIO DE LITERATURA - JOSÉ LINS DO REGO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - JOSÉ LINS DO REGO
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - JORGE DE LIMA
SEMINÁRIO DE LITERATURA - JORGE DE LIMASEMINÁRIO DE LITERATURA - JORGE DE LIMA
SEMINÁRIO DE LITERATURA - JORGE DE LIMA
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - ÉRICO VERÍSSIMO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - ÉRICO VERÍSSIMOSEMINÁRIO DE LITERATURA - ÉRICO VERÍSSIMO
SEMINÁRIO DE LITERATURA - ÉRICO VERÍSSIMO
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - CECÍLIA MEIRELES
SEMINÁRIO DE LITERATURA - CECÍLIA MEIRELESSEMINÁRIO DE LITERATURA - CECÍLIA MEIRELES
SEMINÁRIO DE LITERATURA - CECÍLIA MEIRELES
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - MURILO MENDES
SEMINÁRIO DE LITERATURA - MURILO MENDESSEMINÁRIO DE LITERATURA - MURILO MENDES
SEMINÁRIO DE LITERATURA - MURILO MENDES
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - GRACILIANO RAMOS
SEMINÁRIO DE LITERATURA - GRACILIANO RAMOSSEMINÁRIO DE LITERATURA - GRACILIANO RAMOS
SEMINÁRIO DE LITERATURA - GRACILIANO RAMOS
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE
SEMINÁRIO DE LITERATURA - CARLOS DRUMMOND DE ANDRADESEMINÁRIO DE LITERATURA - CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE
SEMINÁRIO DE LITERATURA - CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE
 
SEMINÁRIO DE LITERATURA - VINÍCIUS DE MORAES
SEMINÁRIO DE LITERATURA - VINÍCIUS DE MORAESSEMINÁRIO DE LITERATURA - VINÍCIUS DE MORAES
SEMINÁRIO DE LITERATURA - VINÍCIUS DE MORAES
 
Dia da consciência negra
Dia da consciência negraDia da consciência negra
Dia da consciência negra
 

SEMINÁRIO DE LITERATURA - RAQUEL DE QUEIROZ

  • 1. 1 Rachel de Queiroz
  • 2. •Nasceu em Fortaleza, 17 de novembro de 1910. •É matriculada no curso normal, como interna do Colégio da Imaculada Conceição, formando-se como professora em 1925. •Foi tradutora, romancista, escritora, jornalista, cronista e importante dramaturga brasileira. •Autora de destaque na ficção social nordestina. •Primeira mulher a ingressar na ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRAS. •Em 1993, foi a primeira mulher a receber o PRÊMIO CAMÕES. •Entrou na Academia Cearense de Letras em agosto de 1994 na ocasião do centenário da 2 instituição.
  • 3. •Sua avó materna era prima do prosador romântico Jose de Alencar. •Foi militante do partido comunista brasileiro (PCB) sendo presa em 1937 por causa desse envolvimento. • Morreu no Rio de Janeiro, no dia 4 de novembro de 2003 (aos 92 anos). 3
  • 4. •João Miguel é um homem comum. A psicologia do preso é analisada com argúcia por Rachel de Queiroz. A mulher o abandona. Ele se vê só diante do destino que o perturba. Zé Milagreiro, que está preso na mesma cadeia, mata o tempo a fazer ex-votos, milagres de madeira, que são encomendados por gente que deseja pagar promessas. A angústia da prisão, a tensão de João Miguel freme nestas páginas. O trabalho reequilibra o preso. E com a mão assassina ele vai compondo seus trabalhos manuais com a fibra da 4 carnaúba.
  • 5. • Caminhos de Pedras,foi um de seus romances, escrito em 1937 e a história é datada pois se trata de um período histórico brasileiro - o governo 5 Vargas.
  • 6. •A trama é composta pelo ponto de vista das três Marias – Guta, Maria da Glória e Maria José, todas alunas do mesmo internato e traça a condição feminina, de sua limitada margem de escolha, dos sonhos que se chocam com a dura e implacável realidade e as personagens se vêem, assim, diante da opressão sexual, de um lado, e da total carência de esperanças de outro. Portanto todas alimentam ideais e fantasias envolvendo grandes amores e uma vida 6 repleta de aventuras.
  • 7. (...) E se não fosse uma raiz de mucunã arrancada aqui e além, ou alguma batata- branca que a seca ensina a comer, teriam ficado todos pelo caminho, nessas estradas de barro ruivo, semeado de pedras, por onde eles trotavam trôpegos se arrastando 7 e gemendo (...)
  • 8. Uma história de amor e aventuras, Protesto, denúncia, indignação, raiva e orgulho. Estes são alguns dos ingredientes deste livro. Em 'Memorial de Maria Moura' e glorificada sua carreira de romancista, através de uma narrativa onde estão presentes personagens que circulam num vasto painel de relações sociais, culturais, morais e afetivas. 8
  • 9. Sua eleição, em 4 de novembro de 1977 para a cadeira 5 da Academia Brasileira de Letras, foi recebida por Adonias Filho, que tem como patrono Bernardo Guimarães. Causou certo desconforto entre feministas de então, quando disse: “eu não entrei para a Academia por ser mulher. Entrei, porque, independentemente disso, tenho uma obra. Tenho amigos queridos aqui dentro. Quase todos os meus amigos são homens, eu não confio muito nas mulheres”. 9
  • 10. •Prêmio Fundação Graça Aranha para O quinze, 1930. •Prêmio Sociedade Felipe d' Oliveira para As Três Marias, 1939. •Prêmio Machado de Assis, da Academia Brasileira de Letras, pelo conjunto de obra, 1957. •Prêmio Jabuti de Literatura Infantil, da Câmara Brasileira do Livro (São Paulo), para O menino mágico, 1969. •Prêmio Camões, o maior da Língua Portuguesa, 1993, sendo a primeira mulher a recebê-lo. 10
  • 11. http://www.youtube.com/watch?v=mgNVHFWwPU4 http://www.youtube.com/watch?v=wskDPtgc1aA http://fortalezanobre.blogspot.com.br/2010/12/rachel- de-queiroz-primeira-mulher.html 11
  • 12. Amanda Santos Goulart Anna Carolina Lima Montagna Carla Alessandra Lopes Dutra 12 Nºda chamada: 2,3 e 6.