Uma critica construtiva ao design sustentavel
Uma critica construtiva ao design sustentavel
Uma critica construtiva ao design sustentavel
Uma critica construtiva ao design sustentavel
Uma critica construtiva ao design sustentavel
Uma critica construtiva ao design sustentavel
Uma critica construtiva ao design sustentavel
Uma critica construtiva ao design sustentavel
Uma critica construtiva ao design sustentavel
Uma critica construtiva ao design sustentavel
Uma critica construtiva ao design sustentavel
Uma critica construtiva ao design sustentavel
Uma critica construtiva ao design sustentavel
Uma critica construtiva ao design sustentavel
Uma critica construtiva ao design sustentavel
Uma critica construtiva ao design sustentavel
Uma critica construtiva ao design sustentavel
Uma critica construtiva ao design sustentavel
Uma critica construtiva ao design sustentavel
Uma critica construtiva ao design sustentavel
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Uma critica construtiva ao design sustentavel

799 visualizações

Publicada em

apresentação sobre DCU vs sustentabilidade para o 8º encontro IxDA BH

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
799
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
174
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Meu nome é Marcello Cardoso, gerencio produtos Studio Sol. Não jogo papel no chão, separo meu lixo e não tenho nada contra atitudes ecológicas. Mas penso que sem auto-crítica qualquer idéia ou argumento perde sua força e seu propósito. Essa apresentação é sobre isso.
  • O que há de comum entre Sustentabilidade e Usabilidade?
  • A segunda parte da palavra. Pois além disso...
  • SUSTENTABILIDADE NÃO TEM NADA A VER COM USABILIDADE!Ou seja, funcionam como duas viseiras diferentes que o designer escolhe por de cada vez. Ou se pensa em produtos fáceis de usar e centrados em pessoas OU se pensa em produtos centrados no planeta. É uma dicotomia perigosa...
  • Vamos a um exemplo popular: as sacolinhas retornáveis de pano.
  • São uma alternativa bem vinda às sacolinhas de plástico! Será que são práticas?
  • Não servem para grandes compras por seu tamanho. São adequadas para pequenas compras como lanches. O primeiro inconveniente é que precisam ser transportadas vazias, e nem todos se sentem a vontade com elas dentro de lojas pois chamam a atenção de seguranças.
  • Outro inconveniente é que não funcionam bem para guardar produtos quentes...
  • ...com frios.
  • Seráqueforamprojetadasbaseadas no comportamento das pessoasouapenasemumanecessidadeecológica?“A premissa central do DCU é queprodutos e serviçosbemprojetadosresultam do entendimento das pessoasqueosusam.” — Design Council
  • Além disso, sacolas de pano viraram uma moda, um selo. Pessoas mais acumulam estas sacolas do que as usam de fato. É mais um entulho.
  • Outro exemplo são os novos smartphones e tablets. Alguns especialistas os defendem como aparelhos sustentáveis pois seu baixo consumo e multiplas capacidades substituem o usod e aparelhos menos energeticamente econômicos.
  • Mas na realidade estes aparelhos não se substituem, se complementam. Como o iphone não substituiu o computador, o tablet não substituirá nenhum dos dois ou mesmo a televisão. É a quarta tela que em breve será usada por milhões diariamente. Além disso, são efêmeros e construídos com mecanismos complexos e substâncias tóxicas.
  • Usabillidade e Sustentabilidade não tem nada a ver. Mas poderiam!
  • Para mim o melhor exemplo veio da volkswagen com o projeto the fun theory. A ideia é aplicar humor como motivador da mudança de comportamento. Muito simples, muito eficiente!
  • Isso é na verdade uma máquina estilo jackpot, alimentada por garrafas para reciclagem. Em um dia de funcionamento esta máquina foi usada por mais de mil pessoas.
  • Essa é uma lixeira com um sensor de movimento. Quando um passante a utiliza, faz um som cômico simulando uma profundidade absurda. Em um dia de funcionamento, coletou 72kg de lixo, contra 30kg de uma lixeira convencional.
  • Uma escada que produz sons de piano quando utilizada. Foi utilizada por 2/3 a mais de pessoas do que em um dia normal.
  • Outra ideia interessante é apresentada por William McDonough e Michael Braungart. Segundo so autores, produtos deveriam ser reaproveitáveis, ou seja, oq ue é gerado na produção de um produto deveria servir de matéria para outro, e assim sucessivamente, reduzindo drasticamente q quantidade de resíduos. Agora virou um certificado, com diversas empresas aderindo.
  • ×