SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
ADMINISTRAÇÃO 
FINANCEIRA 
Instituição de ensino: Senai 
Professor: Alberto 
Curso: Auxiliar administrativo 
Alunas: Marcelle 
Natalia Thaís 
Bruna 
Camila
O que é administração financeira? 
 A Administração Financeira é a ciência de administrar recursos financeiros, nas mais diversas organizações, comércio ou serviços, empresas estatais ou privadas, 
governo, escolas, hospitais e clubes etc, de forma a maximizar a riqueza do acionista. É uma ferramenta ou técnica utilizada para controlar da forma mais eficaz 
possível, a obtenção de recursos para financiar operações e atividades da empresa, visando sempre o desenvolvimento, evitando desperdícios, observando os 
melhores “caminhos” para a sua condução financeira. A característica comum à Administração Financeira é projetar, planejar, controlar e agir dentro da 
organização. 
 O Agente da Administração Financeira: 
 O administrador financeiro é o responsável por planejar, acompanhar e controlar as atividades e projetos da empresa, de forma a assegurar que os objetivos e 
resultados estabelecidos sejam cumpridos. Cabe a ele somente coletar as informações e interpretar os dados, não podendo, por exemplo, interferir na 
administração do custo fixo, variável, gasto, despesa etc. 
 Desta forma, é normal haver certa confusão a respeito de saber até onde vai o poder do administrador financeiro, e qual é a sua influência dentro da 
organização. Cabe ainda mencionar que este profissional deve possuir conhecimento em Contabilidade Básica, Contabilidade Geral, Contabilidade Gerencial, 
Contabilidade de Custos, e estar sempre atento ao mercado, para saber onde aplicar recursos financeiros. 
 O gestor ou administrador financeiro: 
 O profissional responsável pela administração financeira geralmente é denominado de Gerente Financeiro, Diretor Financeiro, ou Supervisor Financeiro. É ele 
que vai aplicar as técnicas da administração adaptando os conceitos teóricos à realidade da organização, e para isso é fundamental que ele tenha um ótimo 
relacionamento com os clientes internos e externos. 
 Nos diagramas abaixo é possível ver como o estes profissionais devem se encaixar na hierarquia da companhia, e através de um organograma simples observar 
como eles se relacionam com os clientes internos e externos da empresa: 
 O profissional responsável pela administração financeira geralmente é denominado de Gerente Financeiro, Diretor Financeiro, ou Supervisor Financeiro. É ele 
que vai aplicar as técnicas da administração adaptando os conceitos teóricos à realidade da organização, e para isso é fundamental que ele tenha um ótimo 
relacionamento com os clientes internos e externos. 
 Nos diagramas abaixo é possível ver como o estes profissionais devem se encaixar na hierarquia da companhia, e através de um organograma simples observar 
como eles se relacionam com os clientes internos e externos da empresa:
Relacionamento com os clientes internos: 
DIRETORIA 
ADMINISTRADOR 
FINANCEIRO 
RECURSOS HUMANOS 
CONTABILIDADE 
AUDITORIA 
SETOR ADMINISTRATIVO 
SETOR 
JURÍDICO 
SETOR 
SETOR 
COMERCIAL 
PLANEJAMENTO 
PRODUÇÃO 
CONTROLE
Relacionamento com os clientes externos: 
GOVERNOS 
U/E/M 
ADMINISTRADOR 
FINANCEIRO 
FORNECEDORES 
INVESTIDORES 
CLIENTES 
ORGÃOS 
REGULADORES 
INSTITUIÇÕES 
FINANCEIRAS
Administração Financeira 
 Podemos caracterizar a administração financeira como uma técnica ou ferramenta utilizada para 
controlar, de forma eficiente, as finanças da empresa. Para isso, a administração financeira deve 
englobar variáveis como a concessão de crédito para clientes, o planejamento empresarial, a analise 
de investimentos ou meios viáveis para a obtenção de recursos, entre outros. Tais medidas devem 
ser adotadas no sentido de otimizar o desempenho e o desenvolvimento da empresa, evitando gastos 
desnecessários, desperdícios, observando os melhores “caminhos” para a condução financeira dos 
negócios. 
 Observe no diagrama abaixo como se constitui a estrutura básica de uma empresa: 
DIRETORIA 
GERÊNCIA 
COMERCIAL 
COMPRAS 
VENDAS 
GERÊNCIA 
FINANCEIRA 
CONTAS 
PAGAR 
CONTAS 
RECEBER 
DEPART. 
PESSOAL 
TESOURARIA
Áreas de atuação dos administradores: 
 Para se obter uma administração financeira eficaz, muitas vezes é necessário criar e dividir as áreas de atuação 
dos gestores, principalmente nas organizações de grande porte. Deste modo, o administrador financeiro pode 
atuar em diversas áreas específicas, em alguns cargos ou funções como: 
 Analista financeiro - Tem como função principal preparar planos financeiros e orçamentários através de 
demonstrações financeiras e orçamentos diversos, estabelecer os planos financeiros de curto e longo prazo para 
alcançar metas, analisando e realizando previsões futuras, avaliando o desempenho trabalhando em conjunto 
com a contabilidade. 
 Gerente de orçamento de capital - O responsável por esta função deve avaliar e recomendar as propostas de 
investimentos em ativos, já tendo traçado um planejamento futuro, verificando se certos investimentos ou 
transações trarão resultados positivos ou negativos no aspecto financeiro da empresa. 
 Gerente de projetos de financiamentos - Em empresas de grande porte, são eles os responsáveis por conseguir 
financiamentos para investimentos em ativos. Deste modo, o Gerente de orçamento de capital e o Gerente de 
projetos de financiamentos trabalham juntos, atuando num mesmo setor. 
 Gerente de caixa – Profissional responsável por manter e controlar os balanços do caixa da empresa. 
Geralmente cuida das atividades de cobrança, desembolso do caixa e investimentos de curto prazo. 
 Analista/gerente de crédito - Gerencia as políticas de crédito da empresa, avaliando as solicitações de crédito, 
extensão, monitoramento e cobrança de contas a receber. 
 Gerente de fundos de pensão - Em grandes empresas, supervisionam a administração de ativos e passivos do 
fundo de pensão dos empregados, economizando e investindo o dinheiro para atender metas de longo prazo.
Conceitos básicos de administração financeira 
 A administração financeira visa a uma maior rentabilidade possível sobre o investimento efetuado pelos sócios ou acionistas, através da melhor utilização 
de recursos, de modo geral, escassos. Por isso, todos os aspectos de uma empresa estão sob a ótica da administração financeira. 
 Dependendo do nível em que estivermos atuando, a administração financeira pode ser muito complexa. O que não será o nosso caso. Trataremos de 
conceitos básicos que todo empreendedor individual, micro e pequeno empresário deve saber. 
 Levando em conta empresas já em pleno funcionamento, encontraremos na maioria delas poucos controles financeiros efetivos. E será sobre esse assunto 
de fundamental importância que iremos tratar. 
 O estoque é tão importante que todo empreendimento deveria designar um “ministro”. O ministro do estoque. É nesse setor que os empreendimentos 
começam a encontrar problemas crônicos. Estes se refletirão no financeiro: capital de giro, contas a pagar, investimentos e depois na vida pessoal dos 
sócios. Vejamos o porquê disso. 
 Para que o estoque seja bem administrado é preciso que tenhamos a Curva ABC. Esta curva consiste em listar em ordem crescente ou decrescente (opção 
do gestor) os produtos que têm participações maiores, medianas e menores tanto em faturamento quanto em volume de vendas. Assim, nela 
encontraremos os produtos que respondem pelo maior volume de vendas e faturamento; estes não podem faltar. Com base nesses dados faremos as 
programações de compra e venda. Haverá sempre a necessidade de um estoque mínimo. Mas apenas o suficiente para a empresa suportar um possível 
atraso na entrega de seus fornecedores. Nada de comprar exageros. 
 Alguns empreendedores acham que se o estoque estiver baixo isso é sinal de que o negócio vai indo mal. Não pega bem junto aos clientes. Ora, o estoque 
precisa de rígido controle, não necessariamente ser lotado até o teto. O que não pode acontecer é faltar aquele produto responsável pelo maior 
faturamento da empresa. A Curva ABC serve para dar esse norte para a empresa. É um belíssimo relatório financeiro. 
 A compra de matérias primas ou produtos acabados em excesso traz diversos inconvenientes. Entre eles, o principal é o comprometimento do capital de 
giro. Afinal, estoque parado é dinheiro que não rende. E esse dinheiro “congelado” fará falta em algum outro momento. 
 Com necessidades de caixa, o gestor buscará socorro junto a bancos, financeiras ou agiotas (isso é muito mau), descontando cheques ou duplicatas. Mas o 
pior de tudo é quando usa o limite de cheque especial e de cartão de crédito, tanto de pessoa física como de jurídica. Com a chegada do desespero, é 
muito comum o empreendedor tomar medidas precipitadas, impensadas. Essas poderão levar péssimas consequências ao prosseguimento do negócio. 
 Outro ponto importante é a conciliação bancária, contas a pagar e a receber. 
 Tendo um controle aperfeiçoado sobre o fluxo de caixa, a empresa saberá com antecedência quando haverá sobra ou falta de dinheiro. Com isso, sua 
programação financeira será realista. Nunca se esquecendo de usar o princípio da prudência: pagará tudo e não receberá nada. Assim, o empreendimento 
deve contar com um volume tal de recursos que possa suportar todas suas despesas fixas. Além das variáveis (afinal, houve vendas) e com fornecedores 
(houve compras). Mas se houver excesso no estoque... 
 A melhor maneira de se financiar a custo baixíssimo é através de seus fornecedores de produtos (matéria prima, produtos acabados, maquinários etc). 
Não que as vendas a prazo não possuam juro embutido. Geralmente há. Entretanto, se houver diferença entre os valores à vista e a prazo, essa diferença 
será lançada como despesa financeira, e não como custo.
Conceitos básicos de administração financeira 
 Custos é uma arte. E como tal deve ser tratada. 
 De nada adianta uma produção otimizada, a melhor força de vendas, logística impecável, recursos humanos bem treinados e motivados se o preço praticado 
estiver com sua formação errada. Poderá estar vendendo muito e tendo até mesmo prejuízo, como vendendo abaixo do que poderia justamente porque o preço 
está superavaliado. Com isso não consegue ganhar mercado. Perdendo faturamento e lucro. Que é o que um negócio deve gerar para seus sócios ou acionistas. 
 Muitos empreendedores compram determinado produto e colocam, por exemplo, um mark up de 2,00, ou seja, acrescentam 100% sobre o preço de custo. Isso 
apenas na intuição. Quando o correto é fazer uma planilha de custos. Nela, serão colocados os custos fixos e variáveis acrescidos da margem de lucro desejada. 
Entre os valores em percentuais que devemos lançar nessa planilha estão as despesas administrativas, comerciais, custos de produção 
(indústria)/comercialização (comércio e serviços), os impostos sobre a venda (ICMS, PIS/COFINS) e, é claro, a margem de lucro. Podemos dizer que preço = 
custos + despesas + lucro. Assim, o preço alcançado será aquele que atende os objetivos da empresa. A partir daí, comparações com a concorrência poderão ser 
feitas. 
 Após a elaboração dos custos haverá o controle sobre o lucro, que se destina a corrigi-lo quando o mesmo é insatisfatório. Ou seja, se a meta não for alcançada, 
correções de rumo precisarão ser efetuadas. Sejam elas nos custos, nas despesas ou no lançamento ou extinção de produtos/serviços. Por outro lado, se o lucro 
desejado for atingido, a empresa deverá se esforçar ainda mais para que no próximo exercício financeiro esse resultado positivo se repita. O controle deverá ser 
ainda mais rigoroso na administração financeira do empreendimento. Afinal, o novo ditado é “em time que está ganhando também se mexe”. 
 As micro e pequenas empresas são 98% daquelas em atividades, empregando 67% da mão de obra, tendo participação de 20% do PIB. 
 Segundo dados da pesquisa SEBRAE SP referente ao ano de 2004, 29% das empresas não chegam a concluir o primeiro ano, 42% não atingem o final do segundo 
ano, 53% encerram suas atividades antes do fim do terceiro ano, 56% não ultrapassam o quarto ano, percentual que se repete ao final do quinto ano. 
 Essa mesma pesquisa detectou as principais causas da mortalidade das empresas abertas na JUCESP entre 1999 e 2003: 
 características empreendedoras (conhecimentos, habilidades e atitudes insuficientes); 
 falta de planejamento antes da abertura; 
 falta de políticas de apoio (peso dos impostos, burocracia, falta de crédito e de política de compras governamentais). 
 baixo crescimento da economia (demanda fraca e concorrência forte); 
 problemas de saúde, particulares, com sócios, de sucessão e a criminalidade prejudicam o negócio; e 
 deficiência na gestão do negócio, após a abertura (ex: aperfeiçoamento de produtos, fluxo de caixa, propaganda e divulgação, gestão de custos e busca 
de apoio/auxílio). 
 Os números apresentados acima são assustadores. Por isso, não caia na mesma armadilha. Planeje bem seu negócio. Se precisar de ajuda, procure. Não seja 
orgulhoso. 
 O sucesso será consequência de uma boa administração financeira.
A importância da administração financeira da empresa 
 Conheça as principais funções da administração financeira e as primeiras providências que a empresa deve tomar em relação às 
finanças . 
 A gestão financeira é um conjunto de ações e procedimentos administrativos que envolvem o planejamento, a análise e o controle 
das atividades financeiras da empresa. O objetivo da gestão financeira é melhorar os resultados apresentados pela empresa e 
aumentar o valor do patrimônio por meio da geração de lucro líquido proveniente das atividades operacionais. No entanto, é muito 
comum que empresas deixem de realizar uma adequado gestão financeira. 
 Uma correta administração financeira permite que se visualize a atual situação da empresa. Registros adequados permitem análises 
e colaboram com o planejamento para otimizar resultados. 
 A falta da administração financeira adequada pode causar os seguintes problemas: 
 - Não ter as informações corretas sobre saldo do caixa, valor dos estoques das mercadorias, valor das contas a receber e das contas 
a pagar, volume das despesas fixas e financeiras. Isso ocorre porque não é feito o registro adequado das transações realizadas; 
 - Não saber se a empresa está tendo lucro ou prejuízo em suas atividades operacionais, porque não é elaborado o demonstrativo de 
resultados; 
 - Não calcular corretamente o preço de venda, porque não são conhecidos seus custos e despesas; 
 - Não conhecer corretamente o volume e a origem dos recebimentos, bem como o volume e o destino dos pagamentos, porque não é 
elaborado um fluxo de caixa, um controle do movimento diário do caixa; 
 - Não saber o valor patrimonial da empresa, porque não é elaborado o balanço patrimonial; 
 - Não saber quanto os sócios retiram de pró-labore, porque não é estabelecido um valor fixo para a remuneração dos sócios; 
 - Não saber administrar corretamente o capital de giro da empresa, porque o ciclo financeiro de suas operações não é conhecido; 
 - Não fazer análise e planejamento financeiro da empresa, porque não existe um sistema de informações gerenciais (fluxo de caixa, 
demonstrativo de resultados e balanço patrimonial). 
 - Fazer previsão de vendas e de fluxo de caixa. 
 - Acompanhar a evolução do patrimônio da empresa, conhecer lucratividade e rentabilidade.
A importância da administração financeira da empresa 
 Muitas empresas do setor têxtil e confecções começam com pessoas que trabalham ou trabalharam em outras empresas da 
área, ou que têm habilidades e conhecimento de produção. Isso acontece também em outros setores da economia. Poucas 
pessoas têm experiência em administração financeira, e isso interfere nos resultados. Muitas vezes, as atividades são iniciadas 
com pequena dimensão e, conforme os negócios se desenvolvem, a administração financeira não acompanha o crescimento da 
empresa porque os gestores não têm conhecimentos necessários nesta área de gestão e se envolvem excessivamente com a 
produção. 
 As principais funções da administração financeira são: 
 - Análise e planejamento financeiro: analisar os resultados financeiros e planejar ações necessárias para obter melhorias; 
 - A boa utilização dos recursos financeiros: analisar e negociar a captação dos recursos financeiros necessários, bem como a 
aplicação dos recursos financeiros disponíveis; 
 - Crédito e cobrança: analisar a concessão de crédito aos clientes e administrar o recebimento dos créditos concedidos; 
 - Caixa: efetuar os recebimentos e os pagamentos, controlando o saldo de caixa; 
 - Contas a receber e a pagar: controlar as contas a receber relativas às vendas a prazo e contas a pagar relativas às compras a 
prazo, impostos e despesas operacionais; 
 As primeiras providências que a empresa deve tomar em relação às finanças são: 
 - Organizar os registros e conferir se todos os documentos estão sendo devidamente controlados. 
 - Acompanhar as contas a pagar e a receber, montando um fluxo de pagamentos e recebimentos. 
 - Controlar o movimento de caixa e os controles bancários. 
 - Classificar custos e despesas em fixos e variáveis. 
 - Definir a retirada dos sócios. 
 - Fazer previsão de vendas e de fluxo de caixa. 
 - Acompanhar a evolução do patrimônio da empresa, conhecer lucratividade e rentabilidade.
Finalidade de Administração Financeira: 
 Podemos destacar como finalidades da Administração Financeira os seguintes processos: 
 Analisar, planejar e controlar as finanças – Baseia-se em coordenar as atividades e avaliar a condição 
financeira da empresa, a capacidade de produção, suas operações, a situação do fluxo de caixa e seus 
projetos, para se obter retorno financeiro tal como oportunidade de aumento dos investimentos para o 
alcance das metas empresariais. 
 Tomar decisões de investimento - Diz respeito à decisão da aplicação dos recursos financeiros em ativos 
correntes (circulantes) e não correntes (ativo realizável a longo prazo e permanente). 
 Tomar decisões de financiamentos – Consiste na captação de recursos diversos para o financiamento dos 
ativos correntes e não correntes, nas atividades e operações da empresa que necessitam de capital ou de 
qualquer outro tipo de recurso para a execução de metas ou plano. 
 Conclusão: 
 Podemos dizer que a administração financeira é usada para gerir da melhor forma possível os 
recursos financeiros, e tem como objetivo a otimização dos produtos e serviços da empresa, a fim 
de se ter uma posição estratégica diante do mercado competitivo, proporcionando um retorno 
positivo dos investimentos e estabelecendo crescimento financeiro da corporação. 
 Ainda neste contexto, é importante que o administrador da área de finanças leve em conta os 
objetivos dos acionistas e donos da empresa, pois trabalhando em conjunto e conduzindo bem o 
negócio, haverá desenvolvimento e prosperidade da companhia.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Introdução a administração financeira Professor Danilo Pires
Introdução a administração financeira  Professor Danilo PiresIntrodução a administração financeira  Professor Danilo Pires
Introdução a administração financeira Professor Danilo PiresDanilo Pires
 
CONTAS A PAGAR E RECEBER
CONTAS A PAGAR E RECEBERCONTAS A PAGAR E RECEBER
CONTAS A PAGAR E RECEBEREdno Santos
 
Modelos de Gestão - Apresentação - Gestão Financeira
Modelos de Gestão - Apresentação - Gestão FinanceiraModelos de Gestão - Apresentação - Gestão Financeira
Modelos de Gestão - Apresentação - Gestão FinanceiraAlex Felix Nepomuceno
 
Aula 1 introdução a adm financeira
Aula 1   introdução a adm financeiraAula 1   introdução a adm financeira
Aula 1 introdução a adm financeirasscutrim
 
Departamento financeiro 1
Departamento financeiro 1Departamento financeiro 1
Departamento financeiro 1Hellen Almeida
 
Fluxo de Caixa: teoria e prática
Fluxo de Caixa: teoria e práticaFluxo de Caixa: teoria e prática
Fluxo de Caixa: teoria e práticaElmano Cavalcanti
 
Sistema de informação gerencial
Sistema de informação gerencialSistema de informação gerencial
Sistema de informação gerencialDenilson Sousa
 
Analise das demonstrações financeiras
Analise das demonstrações financeirasAnalise das demonstrações financeiras
Analise das demonstrações financeirasbelyalmeida
 
Aula 01Senac Contas a Pagar, Receber
Aula 01Senac Contas a Pagar, ReceberAula 01Senac Contas a Pagar, Receber
Aula 01Senac Contas a Pagar, ReceberFabiano Moura
 
Fluxo de caixa apresentação
Fluxo de caixa   apresentaçãoFluxo de caixa   apresentação
Fluxo de caixa apresentaçãoAna Marques
 

Mais procurados (20)

Introdução a administração financeira Professor Danilo Pires
Introdução a administração financeira  Professor Danilo PiresIntrodução a administração financeira  Professor Danilo Pires
Introdução a administração financeira Professor Danilo Pires
 
Curso de Gestão Financeira.
Curso de Gestão Financeira.Curso de Gestão Financeira.
Curso de Gestão Financeira.
 
Contabilidade conceitos básicos
Contabilidade   conceitos básicosContabilidade   conceitos básicos
Contabilidade conceitos básicos
 
A Importância da Gestão Financeira nas Empresas
A Importância da Gestão Financeira nas EmpresasA Importância da Gestão Financeira nas Empresas
A Importância da Gestão Financeira nas Empresas
 
Fluxo de caixa
Fluxo de caixaFluxo de caixa
Fluxo de caixa
 
CONTAS A PAGAR E RECEBER
CONTAS A PAGAR E RECEBERCONTAS A PAGAR E RECEBER
CONTAS A PAGAR E RECEBER
 
FinançAs
FinançAsFinançAs
FinançAs
 
Contabilidade Básica
Contabilidade BásicaContabilidade Básica
Contabilidade Básica
 
Modelos de Gestão - Apresentação - Gestão Financeira
Modelos de Gestão - Apresentação - Gestão FinanceiraModelos de Gestão - Apresentação - Gestão Financeira
Modelos de Gestão - Apresentação - Gestão Financeira
 
Aula 1 introdução a adm financeira
Aula 1   introdução a adm financeiraAula 1   introdução a adm financeira
Aula 1 introdução a adm financeira
 
Departamento financeiro 1
Departamento financeiro 1Departamento financeiro 1
Departamento financeiro 1
 
Palestra: Gestão do fluxo de caixa
Palestra: Gestão do fluxo de caixaPalestra: Gestão do fluxo de caixa
Palestra: Gestão do fluxo de caixa
 
Aula 6 - Contas a pagar
Aula 6 - Contas a pagarAula 6 - Contas a pagar
Aula 6 - Contas a pagar
 
Fluxo de Caixa: teoria e prática
Fluxo de Caixa: teoria e práticaFluxo de Caixa: teoria e prática
Fluxo de Caixa: teoria e prática
 
A Importância do Planejamento Financeiro para Micro e Pequenas Empresas.
A Importância do Planejamento Financeiro para Micro e Pequenas Empresas.A Importância do Planejamento Financeiro para Micro e Pequenas Empresas.
A Importância do Planejamento Financeiro para Micro e Pequenas Empresas.
 
Sistema de informação gerencial
Sistema de informação gerencialSistema de informação gerencial
Sistema de informação gerencial
 
Analise das demonstrações financeiras
Analise das demonstrações financeirasAnalise das demonstrações financeiras
Analise das demonstrações financeiras
 
Aula 01Senac Contas a Pagar, Receber
Aula 01Senac Contas a Pagar, ReceberAula 01Senac Contas a Pagar, Receber
Aula 01Senac Contas a Pagar, Receber
 
Fluxo de caixa apresentação
Fluxo de caixa   apresentaçãoFluxo de caixa   apresentação
Fluxo de caixa apresentação
 
Gti0091 gestão financeira
Gti0091   gestão financeiraGti0091   gestão financeira
Gti0091 gestão financeira
 

Destaque

Introdução às finanças
Introdução às finançasIntrodução às finanças
Introdução às finançasFelipe Pontes
 
1ª Aula de Falencia e Recuperação BNDES CEJ
1ª Aula de Falencia  e Recuperação BNDES CEJ1ª Aula de Falencia  e Recuperação BNDES CEJ
1ª Aula de Falencia e Recuperação BNDES CEJRonaldslides
 
Papel das financas publicas trabalho
Papel das financas publicas  trabalhoPapel das financas publicas  trabalho
Papel das financas publicas trabalhorosita822
 
Curso de Administração Financeira
Curso de Administração FinanceiraCurso de Administração Financeira
Curso de Administração Financeiraphkrdoso
 
Mapa conceitual curr�culo 110 empresarial iv (falimentar) (1)
Mapa conceitual   curr�culo 110 empresarial iv (falimentar) (1)Mapa conceitual   curr�culo 110 empresarial iv (falimentar) (1)
Mapa conceitual curr�culo 110 empresarial iv (falimentar) (1)Esdras Arthur Lopes Pessoa
 
Como Administrar suas Finanças Pessoais
Como Administrar suas Finanças PessoaisComo Administrar suas Finanças Pessoais
Como Administrar suas Finanças PessoaisYupee
 
Gestão Financeira
Gestão FinanceiraGestão Financeira
Gestão FinanceiraCadernos PPT
 

Destaque (10)

Introdução às finanças
Introdução às finançasIntrodução às finanças
Introdução às finanças
 
1ª Aula de Falencia e Recuperação BNDES CEJ
1ª Aula de Falencia  e Recuperação BNDES CEJ1ª Aula de Falencia  e Recuperação BNDES CEJ
1ª Aula de Falencia e Recuperação BNDES CEJ
 
Papel das financas publicas trabalho
Papel das financas publicas  trabalhoPapel das financas publicas  trabalho
Papel das financas publicas trabalho
 
Falência - Direito Empresarial
Falência  -  Direito EmpresarialFalência  -  Direito Empresarial
Falência - Direito Empresarial
 
A Função Financeira
A Função FinanceiraA Função Financeira
A Função Financeira
 
Curso de Administração Financeira
Curso de Administração FinanceiraCurso de Administração Financeira
Curso de Administração Financeira
 
Mapa conceitual curr�culo 110 empresarial iv (falimentar) (1)
Mapa conceitual   curr�culo 110 empresarial iv (falimentar) (1)Mapa conceitual   curr�culo 110 empresarial iv (falimentar) (1)
Mapa conceitual curr�culo 110 empresarial iv (falimentar) (1)
 
Como Administrar suas Finanças Pessoais
Como Administrar suas Finanças PessoaisComo Administrar suas Finanças Pessoais
Como Administrar suas Finanças Pessoais
 
Recuperaçao e falencia
Recuperaçao e falenciaRecuperaçao e falencia
Recuperaçao e falencia
 
Gestão Financeira
Gestão FinanceiraGestão Financeira
Gestão Financeira
 

Semelhante a Administração financeira

Noção básicas de administração financeira
Noção básicas de administração financeiraNoção básicas de administração financeira
Noção básicas de administração financeiraR Gómez
 
Guia prático de Gestão Financeira para Pequenos Negocios
Guia prático de Gestão Financeira para Pequenos NegociosGuia prático de Gestão Financeira para Pequenos Negocios
Guia prático de Gestão Financeira para Pequenos Negocioscomunicacao6
 
Administração financeira
Administração financeiraAdministração financeira
Administração financeiraThéo Ferreira
 
O papel e o ambiente da administracao financeira
O papel e o ambiente da administracao financeiraO papel e o ambiente da administracao financeira
O papel e o ambiente da administracao financeiraReidene Oliveira
 
Consultoria empresarial em planejamento e gestão financeira
Consultoria empresarial em planejamento e gestão financeiraConsultoria empresarial em planejamento e gestão financeira
Consultoria empresarial em planejamento e gestão financeiraAmory Serviços Ltda.
 
Portifolio finanças empresariais
Portifolio finanças empresariaisPortifolio finanças empresariais
Portifolio finanças empresariaisLeandro Souza
 
Introdução a Administração Financeira.pptx
Introdução a Administração Financeira.pptxIntrodução a Administração Financeira.pptx
Introdução a Administração Financeira.pptxAlexLeao4
 
Introduoaadministraofinanceira professordanilopires-140503045200-phpapp02
Introduoaadministraofinanceira professordanilopires-140503045200-phpapp02Introduoaadministraofinanceira professordanilopires-140503045200-phpapp02
Introduoaadministraofinanceira professordanilopires-140503045200-phpapp02maurodecioresende
 
Gestao financeira -_apresentacao_slides.pdf
Gestao financeira -_apresentacao_slides.pdfGestao financeira -_apresentacao_slides.pdf
Gestao financeira -_apresentacao_slides.pdfigor gomes
 
Guia de Finanças Empresariais: 5 dicas infalíveis para controlar os custos
Guia de Finanças Empresariais: 5 dicas infalíveis para controlar os custosGuia de Finanças Empresariais: 5 dicas infalíveis para controlar os custos
Guia de Finanças Empresariais: 5 dicas infalíveis para controlar os custosMaiaFerrari
 
E book-guia-de-financas-empresariais
E book-guia-de-financas-empresariaisE book-guia-de-financas-empresariais
E book-guia-de-financas-empresariaisJane Cesca
 
Conhece os indicadores de gestão fundamentais para a sua empresa?
Conhece os indicadores de gestão fundamentais para a sua empresa?Conhece os indicadores de gestão fundamentais para a sua empresa?
Conhece os indicadores de gestão fundamentais para a sua empresa?UWU Solutions, Lda.
 
Obrigacoes do gestor
Obrigacoes do gestorObrigacoes do gestor
Obrigacoes do gestorVakuva Jose
 

Semelhante a Administração financeira (20)

Noção básicas de administração financeira
Noção básicas de administração financeiraNoção básicas de administração financeira
Noção básicas de administração financeira
 
Apostila afo
Apostila afoApostila afo
Apostila afo
 
Nocoes contabeis 02
Nocoes contabeis 02Nocoes contabeis 02
Nocoes contabeis 02
 
Gestao financeira
Gestao financeiraGestao financeira
Gestao financeira
 
Guia prático de Gestão Financeira para Pequenos Negocios
Guia prático de Gestão Financeira para Pequenos NegociosGuia prático de Gestão Financeira para Pequenos Negocios
Guia prático de Gestão Financeira para Pequenos Negocios
 
Administração financeira
Administração financeiraAdministração financeira
Administração financeira
 
O papel e o ambiente da administracao financeira
O papel e o ambiente da administracao financeiraO papel e o ambiente da administracao financeira
O papel e o ambiente da administracao financeira
 
Atps administração financeira.doc
Atps administração financeira.docAtps administração financeira.doc
Atps administração financeira.doc
 
Consultoria empresarial em planejamento e gestão financeira
Consultoria empresarial em planejamento e gestão financeiraConsultoria empresarial em planejamento e gestão financeira
Consultoria empresarial em planejamento e gestão financeira
 
Portifolio finanças empresariais
Portifolio finanças empresariaisPortifolio finanças empresariais
Portifolio finanças empresariais
 
Introdução a Administração Financeira.pptx
Introdução a Administração Financeira.pptxIntrodução a Administração Financeira.pptx
Introdução a Administração Financeira.pptx
 
Introduoaadministraofinanceira professordanilopires-140503045200-phpapp02
Introduoaadministraofinanceira professordanilopires-140503045200-phpapp02Introduoaadministraofinanceira professordanilopires-140503045200-phpapp02
Introduoaadministraofinanceira professordanilopires-140503045200-phpapp02
 
Gestao financeira -_apresentacao_slides.pdf
Gestao financeira -_apresentacao_slides.pdfGestao financeira -_apresentacao_slides.pdf
Gestao financeira -_apresentacao_slides.pdf
 
Material de Estudo - DAF
Material de Estudo - DAFMaterial de Estudo - DAF
Material de Estudo - DAF
 
Guia de Finanças Empresariais: 5 dicas infalíveis para controlar os custos
Guia de Finanças Empresariais: 5 dicas infalíveis para controlar os custosGuia de Finanças Empresariais: 5 dicas infalíveis para controlar os custos
Guia de Finanças Empresariais: 5 dicas infalíveis para controlar os custos
 
E book-guia-de-financas-empresariais
E book-guia-de-financas-empresariaisE book-guia-de-financas-empresariais
E book-guia-de-financas-empresariais
 
Conhece os indicadores de gestão fundamentais para a sua empresa?
Conhece os indicadores de gestão fundamentais para a sua empresa?Conhece os indicadores de gestão fundamentais para a sua empresa?
Conhece os indicadores de gestão fundamentais para a sua empresa?
 
Atps ricardo (1)
Atps ricardo (1)Atps ricardo (1)
Atps ricardo (1)
 
Um olhar a vida finaeira da empresa cap 3
Um olhar a vida finaeira da empresa cap 3Um olhar a vida finaeira da empresa cap 3
Um olhar a vida finaeira da empresa cap 3
 
Obrigacoes do gestor
Obrigacoes do gestorObrigacoes do gestor
Obrigacoes do gestor
 

Último

livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfCsarBaltazar1
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdfdanielagracia9
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024azulassessoria9
 
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdfAntonio Barros
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 

Último (20)

livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
 
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 

Administração financeira

  • 1. ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA Instituição de ensino: Senai Professor: Alberto Curso: Auxiliar administrativo Alunas: Marcelle Natalia Thaís Bruna Camila
  • 2. O que é administração financeira?  A Administração Financeira é a ciência de administrar recursos financeiros, nas mais diversas organizações, comércio ou serviços, empresas estatais ou privadas, governo, escolas, hospitais e clubes etc, de forma a maximizar a riqueza do acionista. É uma ferramenta ou técnica utilizada para controlar da forma mais eficaz possível, a obtenção de recursos para financiar operações e atividades da empresa, visando sempre o desenvolvimento, evitando desperdícios, observando os melhores “caminhos” para a sua condução financeira. A característica comum à Administração Financeira é projetar, planejar, controlar e agir dentro da organização.  O Agente da Administração Financeira:  O administrador financeiro é o responsável por planejar, acompanhar e controlar as atividades e projetos da empresa, de forma a assegurar que os objetivos e resultados estabelecidos sejam cumpridos. Cabe a ele somente coletar as informações e interpretar os dados, não podendo, por exemplo, interferir na administração do custo fixo, variável, gasto, despesa etc.  Desta forma, é normal haver certa confusão a respeito de saber até onde vai o poder do administrador financeiro, e qual é a sua influência dentro da organização. Cabe ainda mencionar que este profissional deve possuir conhecimento em Contabilidade Básica, Contabilidade Geral, Contabilidade Gerencial, Contabilidade de Custos, e estar sempre atento ao mercado, para saber onde aplicar recursos financeiros.  O gestor ou administrador financeiro:  O profissional responsável pela administração financeira geralmente é denominado de Gerente Financeiro, Diretor Financeiro, ou Supervisor Financeiro. É ele que vai aplicar as técnicas da administração adaptando os conceitos teóricos à realidade da organização, e para isso é fundamental que ele tenha um ótimo relacionamento com os clientes internos e externos.  Nos diagramas abaixo é possível ver como o estes profissionais devem se encaixar na hierarquia da companhia, e através de um organograma simples observar como eles se relacionam com os clientes internos e externos da empresa:  O profissional responsável pela administração financeira geralmente é denominado de Gerente Financeiro, Diretor Financeiro, ou Supervisor Financeiro. É ele que vai aplicar as técnicas da administração adaptando os conceitos teóricos à realidade da organização, e para isso é fundamental que ele tenha um ótimo relacionamento com os clientes internos e externos.  Nos diagramas abaixo é possível ver como o estes profissionais devem se encaixar na hierarquia da companhia, e através de um organograma simples observar como eles se relacionam com os clientes internos e externos da empresa:
  • 3. Relacionamento com os clientes internos: DIRETORIA ADMINISTRADOR FINANCEIRO RECURSOS HUMANOS CONTABILIDADE AUDITORIA SETOR ADMINISTRATIVO SETOR JURÍDICO SETOR SETOR COMERCIAL PLANEJAMENTO PRODUÇÃO CONTROLE
  • 4. Relacionamento com os clientes externos: GOVERNOS U/E/M ADMINISTRADOR FINANCEIRO FORNECEDORES INVESTIDORES CLIENTES ORGÃOS REGULADORES INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS
  • 5. Administração Financeira  Podemos caracterizar a administração financeira como uma técnica ou ferramenta utilizada para controlar, de forma eficiente, as finanças da empresa. Para isso, a administração financeira deve englobar variáveis como a concessão de crédito para clientes, o planejamento empresarial, a analise de investimentos ou meios viáveis para a obtenção de recursos, entre outros. Tais medidas devem ser adotadas no sentido de otimizar o desempenho e o desenvolvimento da empresa, evitando gastos desnecessários, desperdícios, observando os melhores “caminhos” para a condução financeira dos negócios.  Observe no diagrama abaixo como se constitui a estrutura básica de uma empresa: DIRETORIA GERÊNCIA COMERCIAL COMPRAS VENDAS GERÊNCIA FINANCEIRA CONTAS PAGAR CONTAS RECEBER DEPART. PESSOAL TESOURARIA
  • 6. Áreas de atuação dos administradores:  Para se obter uma administração financeira eficaz, muitas vezes é necessário criar e dividir as áreas de atuação dos gestores, principalmente nas organizações de grande porte. Deste modo, o administrador financeiro pode atuar em diversas áreas específicas, em alguns cargos ou funções como:  Analista financeiro - Tem como função principal preparar planos financeiros e orçamentários através de demonstrações financeiras e orçamentos diversos, estabelecer os planos financeiros de curto e longo prazo para alcançar metas, analisando e realizando previsões futuras, avaliando o desempenho trabalhando em conjunto com a contabilidade.  Gerente de orçamento de capital - O responsável por esta função deve avaliar e recomendar as propostas de investimentos em ativos, já tendo traçado um planejamento futuro, verificando se certos investimentos ou transações trarão resultados positivos ou negativos no aspecto financeiro da empresa.  Gerente de projetos de financiamentos - Em empresas de grande porte, são eles os responsáveis por conseguir financiamentos para investimentos em ativos. Deste modo, o Gerente de orçamento de capital e o Gerente de projetos de financiamentos trabalham juntos, atuando num mesmo setor.  Gerente de caixa – Profissional responsável por manter e controlar os balanços do caixa da empresa. Geralmente cuida das atividades de cobrança, desembolso do caixa e investimentos de curto prazo.  Analista/gerente de crédito - Gerencia as políticas de crédito da empresa, avaliando as solicitações de crédito, extensão, monitoramento e cobrança de contas a receber.  Gerente de fundos de pensão - Em grandes empresas, supervisionam a administração de ativos e passivos do fundo de pensão dos empregados, economizando e investindo o dinheiro para atender metas de longo prazo.
  • 7. Conceitos básicos de administração financeira  A administração financeira visa a uma maior rentabilidade possível sobre o investimento efetuado pelos sócios ou acionistas, através da melhor utilização de recursos, de modo geral, escassos. Por isso, todos os aspectos de uma empresa estão sob a ótica da administração financeira.  Dependendo do nível em que estivermos atuando, a administração financeira pode ser muito complexa. O que não será o nosso caso. Trataremos de conceitos básicos que todo empreendedor individual, micro e pequeno empresário deve saber.  Levando em conta empresas já em pleno funcionamento, encontraremos na maioria delas poucos controles financeiros efetivos. E será sobre esse assunto de fundamental importância que iremos tratar.  O estoque é tão importante que todo empreendimento deveria designar um “ministro”. O ministro do estoque. É nesse setor que os empreendimentos começam a encontrar problemas crônicos. Estes se refletirão no financeiro: capital de giro, contas a pagar, investimentos e depois na vida pessoal dos sócios. Vejamos o porquê disso.  Para que o estoque seja bem administrado é preciso que tenhamos a Curva ABC. Esta curva consiste em listar em ordem crescente ou decrescente (opção do gestor) os produtos que têm participações maiores, medianas e menores tanto em faturamento quanto em volume de vendas. Assim, nela encontraremos os produtos que respondem pelo maior volume de vendas e faturamento; estes não podem faltar. Com base nesses dados faremos as programações de compra e venda. Haverá sempre a necessidade de um estoque mínimo. Mas apenas o suficiente para a empresa suportar um possível atraso na entrega de seus fornecedores. Nada de comprar exageros.  Alguns empreendedores acham que se o estoque estiver baixo isso é sinal de que o negócio vai indo mal. Não pega bem junto aos clientes. Ora, o estoque precisa de rígido controle, não necessariamente ser lotado até o teto. O que não pode acontecer é faltar aquele produto responsável pelo maior faturamento da empresa. A Curva ABC serve para dar esse norte para a empresa. É um belíssimo relatório financeiro.  A compra de matérias primas ou produtos acabados em excesso traz diversos inconvenientes. Entre eles, o principal é o comprometimento do capital de giro. Afinal, estoque parado é dinheiro que não rende. E esse dinheiro “congelado” fará falta em algum outro momento.  Com necessidades de caixa, o gestor buscará socorro junto a bancos, financeiras ou agiotas (isso é muito mau), descontando cheques ou duplicatas. Mas o pior de tudo é quando usa o limite de cheque especial e de cartão de crédito, tanto de pessoa física como de jurídica. Com a chegada do desespero, é muito comum o empreendedor tomar medidas precipitadas, impensadas. Essas poderão levar péssimas consequências ao prosseguimento do negócio.  Outro ponto importante é a conciliação bancária, contas a pagar e a receber.  Tendo um controle aperfeiçoado sobre o fluxo de caixa, a empresa saberá com antecedência quando haverá sobra ou falta de dinheiro. Com isso, sua programação financeira será realista. Nunca se esquecendo de usar o princípio da prudência: pagará tudo e não receberá nada. Assim, o empreendimento deve contar com um volume tal de recursos que possa suportar todas suas despesas fixas. Além das variáveis (afinal, houve vendas) e com fornecedores (houve compras). Mas se houver excesso no estoque...  A melhor maneira de se financiar a custo baixíssimo é através de seus fornecedores de produtos (matéria prima, produtos acabados, maquinários etc). Não que as vendas a prazo não possuam juro embutido. Geralmente há. Entretanto, se houver diferença entre os valores à vista e a prazo, essa diferença será lançada como despesa financeira, e não como custo.
  • 8. Conceitos básicos de administração financeira  Custos é uma arte. E como tal deve ser tratada.  De nada adianta uma produção otimizada, a melhor força de vendas, logística impecável, recursos humanos bem treinados e motivados se o preço praticado estiver com sua formação errada. Poderá estar vendendo muito e tendo até mesmo prejuízo, como vendendo abaixo do que poderia justamente porque o preço está superavaliado. Com isso não consegue ganhar mercado. Perdendo faturamento e lucro. Que é o que um negócio deve gerar para seus sócios ou acionistas.  Muitos empreendedores compram determinado produto e colocam, por exemplo, um mark up de 2,00, ou seja, acrescentam 100% sobre o preço de custo. Isso apenas na intuição. Quando o correto é fazer uma planilha de custos. Nela, serão colocados os custos fixos e variáveis acrescidos da margem de lucro desejada. Entre os valores em percentuais que devemos lançar nessa planilha estão as despesas administrativas, comerciais, custos de produção (indústria)/comercialização (comércio e serviços), os impostos sobre a venda (ICMS, PIS/COFINS) e, é claro, a margem de lucro. Podemos dizer que preço = custos + despesas + lucro. Assim, o preço alcançado será aquele que atende os objetivos da empresa. A partir daí, comparações com a concorrência poderão ser feitas.  Após a elaboração dos custos haverá o controle sobre o lucro, que se destina a corrigi-lo quando o mesmo é insatisfatório. Ou seja, se a meta não for alcançada, correções de rumo precisarão ser efetuadas. Sejam elas nos custos, nas despesas ou no lançamento ou extinção de produtos/serviços. Por outro lado, se o lucro desejado for atingido, a empresa deverá se esforçar ainda mais para que no próximo exercício financeiro esse resultado positivo se repita. O controle deverá ser ainda mais rigoroso na administração financeira do empreendimento. Afinal, o novo ditado é “em time que está ganhando também se mexe”.  As micro e pequenas empresas são 98% daquelas em atividades, empregando 67% da mão de obra, tendo participação de 20% do PIB.  Segundo dados da pesquisa SEBRAE SP referente ao ano de 2004, 29% das empresas não chegam a concluir o primeiro ano, 42% não atingem o final do segundo ano, 53% encerram suas atividades antes do fim do terceiro ano, 56% não ultrapassam o quarto ano, percentual que se repete ao final do quinto ano.  Essa mesma pesquisa detectou as principais causas da mortalidade das empresas abertas na JUCESP entre 1999 e 2003:  características empreendedoras (conhecimentos, habilidades e atitudes insuficientes);  falta de planejamento antes da abertura;  falta de políticas de apoio (peso dos impostos, burocracia, falta de crédito e de política de compras governamentais).  baixo crescimento da economia (demanda fraca e concorrência forte);  problemas de saúde, particulares, com sócios, de sucessão e a criminalidade prejudicam o negócio; e  deficiência na gestão do negócio, após a abertura (ex: aperfeiçoamento de produtos, fluxo de caixa, propaganda e divulgação, gestão de custos e busca de apoio/auxílio).  Os números apresentados acima são assustadores. Por isso, não caia na mesma armadilha. Planeje bem seu negócio. Se precisar de ajuda, procure. Não seja orgulhoso.  O sucesso será consequência de uma boa administração financeira.
  • 9. A importância da administração financeira da empresa  Conheça as principais funções da administração financeira e as primeiras providências que a empresa deve tomar em relação às finanças .  A gestão financeira é um conjunto de ações e procedimentos administrativos que envolvem o planejamento, a análise e o controle das atividades financeiras da empresa. O objetivo da gestão financeira é melhorar os resultados apresentados pela empresa e aumentar o valor do patrimônio por meio da geração de lucro líquido proveniente das atividades operacionais. No entanto, é muito comum que empresas deixem de realizar uma adequado gestão financeira.  Uma correta administração financeira permite que se visualize a atual situação da empresa. Registros adequados permitem análises e colaboram com o planejamento para otimizar resultados.  A falta da administração financeira adequada pode causar os seguintes problemas:  - Não ter as informações corretas sobre saldo do caixa, valor dos estoques das mercadorias, valor das contas a receber e das contas a pagar, volume das despesas fixas e financeiras. Isso ocorre porque não é feito o registro adequado das transações realizadas;  - Não saber se a empresa está tendo lucro ou prejuízo em suas atividades operacionais, porque não é elaborado o demonstrativo de resultados;  - Não calcular corretamente o preço de venda, porque não são conhecidos seus custos e despesas;  - Não conhecer corretamente o volume e a origem dos recebimentos, bem como o volume e o destino dos pagamentos, porque não é elaborado um fluxo de caixa, um controle do movimento diário do caixa;  - Não saber o valor patrimonial da empresa, porque não é elaborado o balanço patrimonial;  - Não saber quanto os sócios retiram de pró-labore, porque não é estabelecido um valor fixo para a remuneração dos sócios;  - Não saber administrar corretamente o capital de giro da empresa, porque o ciclo financeiro de suas operações não é conhecido;  - Não fazer análise e planejamento financeiro da empresa, porque não existe um sistema de informações gerenciais (fluxo de caixa, demonstrativo de resultados e balanço patrimonial).  - Fazer previsão de vendas e de fluxo de caixa.  - Acompanhar a evolução do patrimônio da empresa, conhecer lucratividade e rentabilidade.
  • 10. A importância da administração financeira da empresa  Muitas empresas do setor têxtil e confecções começam com pessoas que trabalham ou trabalharam em outras empresas da área, ou que têm habilidades e conhecimento de produção. Isso acontece também em outros setores da economia. Poucas pessoas têm experiência em administração financeira, e isso interfere nos resultados. Muitas vezes, as atividades são iniciadas com pequena dimensão e, conforme os negócios se desenvolvem, a administração financeira não acompanha o crescimento da empresa porque os gestores não têm conhecimentos necessários nesta área de gestão e se envolvem excessivamente com a produção.  As principais funções da administração financeira são:  - Análise e planejamento financeiro: analisar os resultados financeiros e planejar ações necessárias para obter melhorias;  - A boa utilização dos recursos financeiros: analisar e negociar a captação dos recursos financeiros necessários, bem como a aplicação dos recursos financeiros disponíveis;  - Crédito e cobrança: analisar a concessão de crédito aos clientes e administrar o recebimento dos créditos concedidos;  - Caixa: efetuar os recebimentos e os pagamentos, controlando o saldo de caixa;  - Contas a receber e a pagar: controlar as contas a receber relativas às vendas a prazo e contas a pagar relativas às compras a prazo, impostos e despesas operacionais;  As primeiras providências que a empresa deve tomar em relação às finanças são:  - Organizar os registros e conferir se todos os documentos estão sendo devidamente controlados.  - Acompanhar as contas a pagar e a receber, montando um fluxo de pagamentos e recebimentos.  - Controlar o movimento de caixa e os controles bancários.  - Classificar custos e despesas em fixos e variáveis.  - Definir a retirada dos sócios.  - Fazer previsão de vendas e de fluxo de caixa.  - Acompanhar a evolução do patrimônio da empresa, conhecer lucratividade e rentabilidade.
  • 11. Finalidade de Administração Financeira:  Podemos destacar como finalidades da Administração Financeira os seguintes processos:  Analisar, planejar e controlar as finanças – Baseia-se em coordenar as atividades e avaliar a condição financeira da empresa, a capacidade de produção, suas operações, a situação do fluxo de caixa e seus projetos, para se obter retorno financeiro tal como oportunidade de aumento dos investimentos para o alcance das metas empresariais.  Tomar decisões de investimento - Diz respeito à decisão da aplicação dos recursos financeiros em ativos correntes (circulantes) e não correntes (ativo realizável a longo prazo e permanente).  Tomar decisões de financiamentos – Consiste na captação de recursos diversos para o financiamento dos ativos correntes e não correntes, nas atividades e operações da empresa que necessitam de capital ou de qualquer outro tipo de recurso para a execução de metas ou plano.  Conclusão:  Podemos dizer que a administração financeira é usada para gerir da melhor forma possível os recursos financeiros, e tem como objetivo a otimização dos produtos e serviços da empresa, a fim de se ter uma posição estratégica diante do mercado competitivo, proporcionando um retorno positivo dos investimentos e estabelecendo crescimento financeiro da corporação.  Ainda neste contexto, é importante que o administrador da área de finanças leve em conta os objetivos dos acionistas e donos da empresa, pois trabalhando em conjunto e conduzindo bem o negócio, haverá desenvolvimento e prosperidade da companhia.