Gramática: classificações do se

1.431 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Gramática: classificações do se

  1. 1. GramáticaClassificações do SEClasse Morfológica1.Conjunção coordenativa alternativa : introduz uma oração coordenada alternativa.Ex.: Se somos tristes, se somos alegres... a vida continua.2.Conjunção subordinativa integrante: introduz uma oração subordinada substantiva objetiva direta.Ex.: Quero saber se me sinto realizada.3.Conjunção subordinativa condicional: expressa condição,introduz uma oração subordinadaadverbial condicional.Ex.: Se a chuva cair no tempo certo, colheremos bons frutos.4. Partícula integrante do verbo: liga - se a um verbo essecialmente nominal, que expresssa umamudança de estado ou um sentimento.Ex.: Ela tornou - se freira.5.Partícula expletiva ou de realce: não exerce nenhuma função sintática, serve de realce do sujeito.Ex.: Ele foi - se embora e nunca mais deu notícia.6.Partícula apassivadora: aparece na formação da voz passiva sintética, liga - se a um verbotransitivo direto ou transitivo direto e indireto.Ex.: Vende - se apartamentos / Pagaram - se as contas aos credores.7.Pronome reflexivo: acompanha o verbo na voz reflexiva(a ação é voltada para o sujeito)Ex.: Olhou - se no espelho e gostou do que viu. / Levantou - se e preparou o café sem dizer umapalavra.Funções Sintática1.Sujeito de infinitivo: Capitu deixou - se fitar e examinar.2.Objeto direto: Ergueu - se, passou a toalha no rosto.3.Objeto indireto: autua como partícula reflexiva, ligada a um verbo transitivo indireto ou direto e
  2. 2. indireto.Ex.: Ela se deu muita importância. / Impôs - se uma dieta rigorosa.4.Índice de indeterminação do sujeito: Trata - se de sua único bem nesta vida. ( 3ª pessoa nosingular)QueClasse Morfológica1.Advérbio: liga – se a um ajunto ou advérbio, funcionando como intensificador equivalente a“quão” ou “quanto”.Ex.: Que longe está o meu sonho! / Ah, que doce lua verá nossa calma face!2.Substantivo: é modificado por um artigo, pronome adjetivo ou numeral, sempre recebe acento.Ex.: Meu bem querer tem um quê de pecado.3.Preposição: equivale a “de” ou “para”. Geralmente vem ligando uma locução verbal aos verbosauxiliares “ter” e “haver”.Ex.: Tem que combinar com os colegas. / Teremos muito que fazer no escritório,amanhã.4.Pronome interrogativo: apresenta – se em orações interrogativas.Ex.: Que adiantaria a minha presença lá?5.Pronome relativo: refere – se a um termo antecedente (substantivo ou pronome) , ligando aoração subordinada adjetiva à oração principal. Equivalente à “qual” e seus variantes.Ex.: Esse é o sentimento mais puro que dedico a ela.6.Interjeição: exprime um sentimento – emoção, espanto,admiração... Nessa função é sempreexplamativo, recebendo acento.Ex.: Quê! Nunca você fará isso.7.Partícula expletiva ou de realce: empregada para dar ênfase; pode ser suprimida sem que sealtere o sentido da frase.Ex.:Mas é que lá passava o bonde. / Então,qual que é a verdade?8.Conjunções subordinativa e coordenativa:EX.:Parecia – me que as paredes tinham vulto. (conj. Integrante)
  3. 3. As poltronas eram mais confortáveis que o divã. (conj. Subor. Adv. comparativa) Todos fizeram sinal para que parassem (conj. Subor. Adv. Final) Deixe,que os outros fazem o resto. (conj. Explicativa)Funções Sintáticas:A.Como pronome relativo (=qual) o que exerce várias funções sintáticas:1.Sujeito:Ex.: O homem sério que contava dinheiro parou.2.Objeto direto: Ex.: Bebi o café que eu mesmo preparei.3. Objeto indireto: Ex.: O livro de que preciso é muito caro.4.Complemento nominal: O conflito à que fiz alusão foi resolvido.5.Predicativo do sujeito: O aluno que eu fui encantava os professores.6.Adjunto averbial: A casa em que moro é muito antiga.7.Agente da passiva: O cão por que fui atacado foi sacrificado.B.Como Substantivo:1.Objeto direto: Ela tem um quê de mistério.2.Sujeito: Estes quês estão muito bem colocados.C.Como advérbio :1.Adjunto adverbial: Que belo está o seu vestido.D.Como pronome interrogativo:1.Funciona como adjunto adnominal.E.Como Conjunção:1.Introduz as orações coordenadas e subordinadas, não desempenham função sintática.

×