Infra

2.801 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Infra

  1. 1. Utilizar da técnica de Infravermelho para a elucidação de funções orgânicas é muito vantajoso, no entanto, como técnica de elucidação da estrutura molecular é tanto quanto falha, de difícil análise, no entanto, se usada em conjunto com outras técnicas trás informações muito importantes. Em termos de teoria, a técnica se baseia em: No processo de absorção são absorvidas as frequências de radiação que equivalem às frequências vibracionais naturais da molécula em questão, e a energia absorvida serve para aumentar a amplitude dos movimentos vibracionais das ligações na molécula. Assim, as absorções de cada ligação tem uma pequena faixa de infravermelho característica, ou seja, a frequência de vibração é específica para cada molécula, como pode ser observado pela equação: √ onde k = força de ligação e m = massa da molécula. É importante observar que apenas as moléculas que possuem momento de dipolo que muda em função do tempo são capazes de absorver radiação, H2 por exemplo não apresenta absorção (é simétrica). As tabelas utilizadas para se elucidar espectros podem ser encontradas em qualquer livro sobre o assunto, como eu uso o Pavia, D. L. (Introdução à espectroscopia), uso as tabelas dele, e principalmente o passo-a-passo que ele propõe para tirar informações rápidas e úteis dos espectros: Passo-a-passo: 1. Um sinal muito perceptível (Forte) ocorre na faixa de 1820-1660, e corresponde a C=O, é de bater o olho e ver! 2. Se o sinal acima estiver presente, então os grupos funcionais possíveis para a molécula são: ácidos, amidas, ésteres, anidridos, aldeídos e cetonas, como escolher a partir destes? Moléculas Absorção de Energia (Infravermelho) Estado de maior Energia
  2. 2. a) No espectro há uma banda larga (em alguns casos muito larga, em outros não, depende da presença de água na amostra) em torno de 3400-2400? Se sim, ácido carboxílico! b) Caso existam dois sinais, muito próximos um do outro, em torno de 3400, então, amida! Aparecem dois sinais, pois a molécula de nitrogênio está ligada a 2 hidrogênios. c) Existe uma banda forte entre 1300-1000? É referente a C-O, então, tem-se um éster. d) Se aparecerem dois sinais, praticamente de mesma intensidade, entre 1810- 1760, pode ser um anidrido! e) Se o espectro estiver muito bem resolvido, aparecerá um "ombro" por volta de 2800, característico do aldeído, mas difícil de ser observado, então, se nenhuma das anteriores deram certo, pode ser um aldeído ou uma cetona...procurar alguns deslocamentos na tabela pode ser útil nessa hora =) 3. Caso não exista no espectro o sinal de C=O, ainda restam alguns grupos funcionais: a) Se é observado um sinal largo entre 3400-3300, tem O-H na molécula!!! b) Absorções mais altas, em torno de 3400 são características de aminas, podendo ser primária ou secundária, depende de quantos sinais aparecem... c) Se o espectro apresenta apenas o sinal de C-O (1300-1000)...pode ser um éter! d) Absorções em torno de 2250, bem fina, é característica de C tripla N (nitrila). e) Grupos nitro aparecerem em 1600-1530 e 1390-1300, sendo sinais fortes. 4. Ademais, ligações C-C e CH3 geram muitos sinais no espectro, então não espere saber quantos carbonos sua molécula desconhecida tem, utilizando apenas infravermelho! 5. Ligações duplas e anéis aromáticos: em referência às ligações C=C, sinais aparecem em 1650 e 1600-1450, já para os anéis aromáticos, a tabela abaixo é bastante útil, além disso, os sinais referentes às substituições do anel são bem observáveis, ajudando bastante na hora de interpretar:
  3. 3. 6. Ligações C triplas C possuem sinal em torno de 2150. Algumas vezes a fórmula do composto é dada e utilizando-se uma regrinha básica é possível descobrir o número de insaturações da estrutura, o que já ajuda bastante! Utiliza-se a fórmula: CnH2n+2 ou CnH2n+3 quando há nitrogênio na fórmula molecular, exemplo: Dado a fórmula molecular: C6H10O3, aplicando a fórmula, ficamos com C6H14O3, subtraindo uma da outra, H14 – H10 = 4, dividindo esse valor por 2 (sempre), ficamos com 2 insaturações, o que pode ser: - duas ligações duplas. - uma ligação tripla - um fechamento de anel e uma ligação dupla Assim, pensa-se em uma possível estrutura e a partir desta compara-se com o espectro fornecido, alterando funções e posições de modo a chegar o mais próximo possível da estrutura verdadeira. Alguns exemplos: Lembrando... 1 insaturação = 1 dupla ou um fechamento de anel. 2 insaturações = 1 ligação tripla.

×