1 apresentação - amélia rosa jatiuca maceió al - cesmac e sempla

2.255 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.255
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
56
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1 apresentação - amélia rosa jatiuca maceió al - cesmac e sempla

  1. 1. “Proposta de intervenção urbana e caracterização espacial e socioeconômica em recorte de estudo no bairro Jatiúca, Maceió – AL”. PROJETO URBANÍSTICO I CENTRO UNIVERSITÁRIO CESMAC CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Prof.as: Carlina Rocha Barros, Maria Verônica Palmeira Aline Maria Nogueira. Alunos: Gabriela Oliveira Heloísa Wanderley Marcela Jambo Mariana Lamenha Marinete Lopes Nanjara Beatriz Freire 8º períodoMaceió -2013 Av. Dr. Antônio Gomes de Barros (Antiga Amélia Rosa) Jatiúca – Maceió/AL.
  2. 2. DIAGNÓSTICO Caracterização espacial e socioeconômica em recorte de estudo no bairro Jatiúca, Maceió – AL”.
  3. 3. O bairro da Jatiúca possui como limites o Oceano Atlântico e os bairros: Mangabeiras, Poço, Ponta Verde e Cruz das Almas. Para fins da otimização de estudo, realizou-se um recorte esquemático dentro do bairro Jatiúca, que simplificou o levantamento fotográfico e o levantamento de informações do bairro. LOCALIZAÇÃO Imagem 1: Mapas do Brasil, de Alagoas, de Maceió, de Jatiúca (recorte em tracejado). Fonte: SERVEAL, 2013; adaptado pela equipe, 2013.[
  4. 4. Antes de 1960 1960 Pós 1968: 1970 e 1980 Concessão ou de aforamento de pequenos terrenos. Parcelamento do solo na forma de loteamentos. Política Habitacional: Conjuntos residenciais populares. OCUPAÇÃO URBANA DO BAIRRO JATIÚCA 1960-1970 Migração de população baixa renda para a periferia ou áreas marginais, como as encostas do Jacintinho. 1970-1980 Construção de conjuntos habitacionais e financiamentos de casas isoladas Melhoria da infraestrutura: abertura das principais vias de acesso 1980-1990 Aumento de áreas invadidas nas Grotas do Jacintinho e do riacho Reginaldo. Aterramento de parte da Lagoa da Anta 1979: Hotel Alteza Jatiúca, 1980: Hotel Ponta Verde Conjunto Habitacional, o Parque Jatiúca. 1990-2000 Verticalização da ocupação imobiliária na orla marítima norte (renda média e alta) 2000 -2013 A ocupação sem implantação de infraestrutura necessária e sem observar a capacidade de suporte do meio físico, 2012: Hotel Hitz Lagoa da Anta Essencialmente, a Jatiúca nasceu a partir de um sítio de coqueirais que ocupava a planície litorânea. Posteriormente a área foi sendo ocupada a fins de moradia, e as primeiras ocupações mais significativas foram os conjuntos habitacionais de caráter popular.
  5. 5. O bairro da Jatiúca é caracterizado por seu uso predominante residencial e é conhecido fundamentalmente por ruas principais que concentram o comércio e os serviços da região, e ainda atividades de lazer e turismo. ESTUDO DO USO DO SOLO – SETORIZAÇÃO DO RECOR USO DO SOLO – SETOR 1 Av. Dr. Antônio Gomes de Barros (Antiga Amélia Rosa) Jatiúca – Maceió/AL.
  6. 6. Atualmente o bairro possui uma abrangência mais cultural por meio de atividades como: eventos e exposições. O aspecto turístico caracteriza o bairro tanto pela opção da paisagem natural como pela game de serviços presentes na área propiciando uma diversificação de usos compatíveis com uso residencial extenso. Cabe salientar que essa área apresenta um perfil de adensamento interessante tendo em vista suas condições de infra estrutura e equipamentos urbanos e lazer. Notadamente, num enfoque mais social, há uma tendência de ocupação de alta renda, verticalizada, nas proximidades da orla em oposição a ocupação de baixa renda, horizontalizada em seu outro MAPEAMENTO TEMÁTICO DO USO DO SOLO (Reco LEGENDA - USO DO SOLO
  7. 7. Como se nota os problemas se sobrepõem as potencialidades no decorrer não só apenas do recorte estudado, mas de maneira geral, no contexto do bairro da Jatiúca, predominante, estão intrínsecos em alguns aspectos problemas essencialmente voltados a infra estrutura, fluxo das vias, mobiliário urbano, acessibilidade e configuração das ruas. Vimos que o canteiro central da Av. Antônio Gomes de Barros (Amélia Rosa), está degradado pelo tempo e esquecido pelas autoridades e moradores que acumulam lixo em todo seu trajeto, há muitos trechos de seu meio fio quebrado, mas ao mesmo tempo este mesmo canteiro traz para esta avenida um micro clima característico só a este pedaço da cidade, que é agradável de sombra abundante e beleza singela. A falta de estacionamentos na Av. Antônio Gomes de Barros (Amélia Rosa), favorece a má conduta de CARACTERIZAÇÃO SÓCIOECONÔMICA
  8. 8. PROBLEMÁTICA Conclui-se, contudo, que as potencialidades e problemas se unem em muitos momentos; porém por ser um bairro relativamente novo, a Jatiúca ainda está em fase de transformação, embora lenta, é gradual. Suas vias que conseguem exemplificar com bastante ênfase qual a proposta para o bairro, como o caso das avenidas Antônio Gomes de Barros e Júlio Marques Luz, que trazem não só a união de vários usos, mas mostra como ocorre a harmonização com o restante do bairro pelo forte apelo comercial e de serviços em ambos. Por vários momentos estas duas avenidas são mencionadas, e não poderia ser diferente, por conta da importância que ambas tem para o bairro, são simbólicas e necessárias para a compreensão de toda a estrutura.
  9. 9. Por ser uma avenida bastante importante para a manutenção da vida no bairro a Av. Antônio Gomes de Barros (Amélia Rosa), é o nosso ponto de atuação para a intervenção no bairro da Jatiúca. Tal via pode servir de ponto de referência para outras avenidas de mesmo porte. O plano de ação representado contém as estratégias relativas ao sistema produtivo, ao meio ambiente, mobilidade, à política habitacional, ao uso e ocupação do solo, e à organização institucional. PLANO DE AÇÃO
  10. 10. QUADRO DO PLANO DE AÇÃO Tabela: Situação do bairro de Jatiúca no ano de 2006 (PMM, 2006). Fonte: PMM, 2006. Tabela elaborada pela equipe, 2013. SITUAÇÃO ATUAL (PMM, 2006) Ocupação de classe alta e média alta – elevado custo da terra e ocupação de classe média mais para o interior do bairro Comércio e serviços nos corredores viários – autonomia do bairro Atividade econômica: comércio, lazer e turismo (orla marítima) – lojas de luxo nos corredores viários. Processo de verticalização - demolição de residências térreas p/ construção de edifícios, aumento da densidade e esgotamento do sistema viário existente. Existência de vias muito estreitas no interior do bairro, próximo ao limite com o bairro Mangabeiras. Descontinuidade de vias internas, parcelamento antigo em lotes muito pequenos (interior do bairro) Insuficiência da infraestrutura sanitária existente – subdimensionada para a densidade existente, contaminação da praia com lançamento de esgoto doméstico na rede de drenagem pluvial. Tabela : Quadro do plano de ação do bairro Jatiúca. Fonte: Elaborado pela equipe, 2013.
  11. 11. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO Mobilidade, Preservação Ambiental e Sistema Produtivo
  12. 12. A proposta da intervenção consiste na melhoria da mobilidade em dos principais eixos do Bairro Jatiúca, dentro do recorte estudado. Figura : Imagem esquemática do trecho do Setor 1 do recorte em estudo no Bairro Jatiúca. Fonte: Equipe. A temática da mobilidade é uma boa opção de intervenção urbana, devido a sua prioridade mediana, de executividade viável e de necessidade premente; constatada tanto nas análises realizadas, quanto nas solicitações dos observadores e moradores. A justificativa baseia-se também na potencialização da fluidez viária; da viabilização da segurança nas travessias de pedestres e circulação de ciclistas; do incentivo aos serviços e comércios da área e do melhoramento da bioclimática; do paisagismo e da qualidade dos espaços públicos da área escolhida. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO
  13. 13. A seguir planta baixa em recorte localiza as intervenções propostas:
  14. 14. MAPEAMENTO DA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO Inserida no setor 1 (conforme a figura acima), a Av. Antônio Gomes de Barros (antiga Av. Amélia Rosa) reúne características, além de importância viária como referencial, a vocação para corredor de comércio e serviços com potencial de lazer e inserção de elementos de identidade regional.
  15. 15. Necessidade localizadas por pontos mapeados no seto
  16. 16. Imagens ilustrativas nos pontos mapeados do recorte em
  17. 17. Cruzamentos melhorados
  18. 18. Aumento do canteiro para ciclovia bidirecional
  19. 19. Área para lazer destinado ao público infantil
  20. 20. Áreas para exercícios de alto impacto destinado ao público jovem e adulto
  21. 21. Áreas para ginástica - idoso
  22. 22. Áreas para convivência
  23. 23. Arborização
  24. 24. Acessibilidade
  25. 25. Identidade regional
  26. 26. Mobiliário urbano
  27. 27. Mobiliário urbano
  28. 28. PERFIL DA VIA
  29. 29. Perspectiva ilustrativa do lado direito da via; sentido orla/bairro. PERSPECTIVAS Perspectiva ilustrativa do Canteiro central da via; sentido bairro/orla.
  30. 30. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS AGÊNCIA ALAGOAS. Plano de ação vai auxiliar no fortalecimento das feiras livres de Maceió. Disponível desde 30 abr. 2013. Disponível em: http://www.agenciaalagoas.al.gov.br/noticias/plano-de-acao-vai-auxiliar-no- fortalecimento-das-feiras-livres-de-maceio. Acesso em: 03 mai. 2013. NUNES, Luciano Rodrigues et al. Tecnologia do PVC. São Paulo: ProEditores/ Braskem, 2002. 2ª edição revista e ampliada. Disponível em: http://www.braskem.com.br/Portal/Principal/Arquivos/Download/Upload/Tecnologia %20do%20PVC%202a%20edi%C3%A7%C3%A3o_22.pdf. Acesso em 16 jun. 2013. COSTA, Viviane R. A Imaginação Urbanística nos Projetos e Parcelamento do Solo na Cidade de Maceió 1945-1980 http://www.civil.uminho.pt/cec/revista/Num27/n_27_pag_75-86.pdf. Acesso em: 03 mai. 2013. CPFL ENERGIA. Arborização urbana viária: aspectos de planejamento, implantação e manejo. Ed. rev. Campinas, SP: CPFL Energia, 2008. Disponível em: http://www.cpfl.com.br/portals/0/pdf/guia_meio_ambiente.pdf. Acesso em 15 jun. 2013. ELETROBRAS/AL et al. Guia de Arborização. Disponível em: http://www.ceal.com.br/arquivos/Guia_de_Arborizacao.pdf. Acesso em: 10 jun, 2013. FARIA, Geraldo Majela Gaudêncio; OLIVEIRA, Andreia da Silva. As configurações espaciais utilizadas nos projetos de parcelamento de Maceió na década de 70. Disponível em: http://www.sbpcnet.org.br/livro/58ra/SENIOR/RESUMOS/resumo_48.html Acesso em 30 abr. 2013. LANVERLY, Rostand. Querer é Poder. Espaço Existe! Disponível desde 27 fev. 2013. Correio de Alagoas. Disponível em: http://www.correiodealagoas.com.br/blog/269/rostand-lanverly/2013/02/27/querer-- poder-espao-existe.html MACEIÓ. Plano Diretor Maceió-Alagoas. Maceió: Prefeitura Municipal de Maceió, 2006. Disponível em: http://www.sempla.maceio.al.gov.br/sempla/dpu/PLANO%20DIRETOR_M APAS%20A3/PLANO%20DIRETOR%202006_AT3.pdf Acesso em: 11 mar 2013. MACEIÓ. LOPES, Alberto Costa (Coord.) e JUNQUEIRA, Eliana (Coord.). Habitação de interesse social em Maceió. Secretaria Municipal de Habitação Popular e Saneamento/ Coordenado por Alberto Costa Lopes e Eliana Junqueira. – Rio de Janeiro: IBAM/DUMA, 2005. MAJELLA, Geraldo. Jatiúca, essa é a minha praia. Blog do Majella. Disponível desde 27 de abril de 2010. Disponível em: http://majellablog.blogspot.com.br/2010/04/jatiuca-essa-e-minha-praia.html Acesso em 01 mai. 2013. NORMANDE, Taís Bentes. História de uma Permanência: A Jatiúca Velha - Pobres e Ricos na Orla Marítima de Maceió. 2000. Dissertação (Mestrado em História) Universidade Federal de Alagoas, Maceió, Alagoas. PIMENTEL, Jair Barbosa. De Sítio a um dos bairros mais valorizados. In: Bairros de Maceió. Texto original publicado em O JORNAL, Maceió, domingo, 22 de setembro de 1996. Disponível em: http://www.bairrosdemaceio.net/site/index.php?Canal=Bairros&Id=25 Acesso em: 01 mai. 2013. SOUZA, Natália Júlia Batista Dória de e LINS, Regina Dulce Barbosa. Vazios Urbanos na Planície Litorânea: O Caso de Ponta Verde, Jatiúca e Cruz das Almas. In: Anais da 58ª REUNIÃO ANUAL DA SBPC - Florianópolis, SC - Julho/2006. Disponível em: http://www.sbpcnet.org.br/livro/58ra/senior/RESUMOS/resumo_982.html Acesso em: 30 abr. 2013. ZACARIAS, Paula Regina. Verticalização e Legislação Urbanística:
  31. 31. Gabriela Oliveira; Heloísa Wanderley; Marcela Jambo; Mariana Lamenha; Marinete Lopes; Nanjara Freire

×