12 o cristao como cidadao

333 visualizações

Publicada em

O Cristão como Cidadão ROMANOS 13

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
333
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

12 o cristao como cidadao

  1. 1. O Cristão como Cidadão ROMANOS 13 EBD 2015 Profs Marçal e Waldemar
  2. 2. Versículo Chave “ Todo o homem esteja sujeito às autoridades superiores. Pois não há autoridade que não venha de Deus; e as que há, têm sido ordenadas por Deus.”
  3. 3. Propósito do texto • Paulo no Cap. 12 mostra os deveres do cristão para com Deus, Consigo mesmo, Para com outros irmãos e para com inimigos. • Agora Paulo vem mostrar neste Cap. 13 como deve ser o relacionamento do Cristão com o Governo Civil estabelecido. • Mas quais seriam os motivos deste texto de Paulo aos Romomanos, e que é tão atual para nós, nestes dias … ?
  4. 4. Os motivos • Pode ter havido rebeldia da parte de alguns crentes contra o Estado, por talvez se considerarem apenas cidadãos do país celestial (Fp 3:20) • Os Cristãos, pelo fato de terem sido maltratados pelas autoridades, podem ter sido inclinados a sentirem injustiçados, e assim desqualificaram o Estado, e o direito de exigir respeito e submissão. • A Doutrina Teológica é esta: – Não pode haver completa separação entre Igreja e Estado, ambos são fatores no reino de Deus.
  5. 5. I- As relações do Cristão com os poderes do Estado Rm 13:1-7 Paulo surpreende com o fato de sermos submissos ao controle do estado. Isto tem base em 3 considerações: 1. O Estado é uma instituição Divina 2. O Estado tem uma missão beneficiente 3. O Estado recebe a aprovação da consciência Cristã
  6. 6. 1. O Estado é uma instituição Divina • As autoridades foram por Deus instituídas – “O governo é um benefício à humanidade a despeito dos governantes” • Resistir às autoridades é resistir a Deus
  7. 7. 2. O Estado tem uma missão beneficiente • A segurança pública é dever do estado, portanto deve proteger aqueles que fazem o que é direito. • Vingar os violadores da lei, isto é prerrogativa exclusiva do Estado.
  8. 8. • Você acha que as punições aplicadas pelo Brasil são justas ? • Você apoiaria um projeto de lei que aplicasse pena de morte para alguns crimes ? • E a maioridade penal, tão discutida nestes dias ?
  9. 9. 3. O Estado recebe a aprovação da consciência Cristã • Podemos reconhecer várias imperfeições em nossos governantes, mas estão lá por permissão de Deus • Devemos pagar nossos impostos, colaborar com a Sociedade, cobrar deles seus deveres com a Sociedade
  10. 10. II- As relações do Cristão com os cidadãos do Estado Rm 13:8-14 Agora não só estado devemos deveres, mas com os cidadãos deste estado. 1. A lei do AMOR 2. O princípio da URGÊNCIA
  11. 11. 1. A lei do Amor • No enredo social, a vontade de Deus é que vivamos intensamente o amor cristão; esta é a nossa divida imortal. – Estar sempre apto a Pagar – Ter a sensação de sempre estar Devendo algo
  12. 12. 2. O princípio da urgência • Despertar os crentes para o caráter crítico desta época • Incentivar a pratica da santidade “O que é para você REVESTIR-VOS DO SENHOR JESUS CRISTO ?”
  13. 13. Proxima Aula O CRISTÃO COMO HOMEM LIVRE

×