O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
E STA D O D E M I N A S     ●   S E G U N D A - F E I R A ,            2 4      D E   M A R Ç O            D E        2 0 ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Abate humanizado e biocombustíveis

465 visualizações

Publicada em

Artigo publicado no jornal O Estado de Minas em 24 de março de 2008.

Publicada em: Negócios, Esportes, Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Abate humanizado e biocombustíveis

  1. 1. E STA D O D E M I N A S ● S E G U N D A - F E I R A , 2 4 D E M A R Ç O D E 2 0 0 8 E STA D O D E M I N A S ● S E G U N D A - F E I R A , 2 4 D E M A R Ç O D E 2 0 0 8 2 AGROPECUÁRIO AGROPECUÁRIO 11 ARTIGO ARTIGO TIPO EXPORTAÇÃO TIPO EXPORTAÇÃO BIBLIOTECA DO CAMPOAbate humanizado e biocombustíveis Terras de Minas vai certificar 1,5 mil propriedades até 2011 em quatro regiões MARA LUIZA GONÇALVES FREITAS* MARIA TEREZA CORREIA/EM – 11/3/04 histórias Fazendas de café na mira REPRODUÇÃO/RURALMINAS O sebo de boi, tradicional-mente usado pelo segmento deprodutos de limpeza como parte Técnica italiana A Secretaria da Agricultura de SIDNEY LOPES/EM - 20/6/06de suas matérias-primas, agoraganhou mais um nobre papel, já adotada no Minas Gerais vai fazer a certifica- ção de 500 propriedades cafeeirascomo matéria-prima na produ- este ano. O trabalho foi iniciadoção de biocombustíveis. Brasil promete em 2006, com os produtores ajus- No Brasil, de acordo com o tando as condições de suas pro-Instituto Brasileiro de Geografia ajudar país a priedades para a certificação. “Es-e Estatística (IBGE), somente em se é o passo inicial para a certifica-2007 foram abatidos 23 milhõesde animais, o que equivale a uma aproveitar ção de 1,5 mil propriedades até 2011, entre elas unidades de pro- A Fundação Ruralalta de 11,3% em relação a 2006.Ainda que o embargo da União potencial de Mineira (Ruralminas), dução da agricultura familiar”, in- forma o assessor especial para ca-Européia ao produto brasileiro vinculada à Secretaria fé da secretaria, Wilson Lasmar.tenha causado danos à comer- produção de de Estado da Agricultu- Minas é o maior produtor nacio-cialização de carnes, o processo ra, lançou, os livros A naldecafé,sendoresponsávelporindustrial mantém sua competi- 350 milhões origem histórica/jurídi- ca das terras do Brasil e cerca de 50% da colheita brasilei-tividade. O Brasil é um dos pou- ra. O produto é o segundo maiscos países que oferece o chama-do “abate humanizado” dos ani- de litros de Uma realidade chama- da Ruralminas. As pu- importante das exportações esta- duais, perdendo apenas para omais, o que é considerado um blicações fazem partedos importantes diferenciais pa- biodiesel de de um projeto elabora- minério de ferro. De acordo com Lasmar, “a certificação de proprie-ra a participação do país no mer- do em 2005, coordena- dades deverá contribuir para ocado mundial de carnes, além do sebo/ano do pelos funcionários crescimento do comércio inter-boi verde, que só existe por aqui. da fundação, Antônio nacionalporquedásuporteàpro- Em fevereiro, os Estados Uni- Maria Claret Maia, e Ro- dução de acordo com práticasdos foram obrigados pelo Depar- nald Costa Andrade, agrícolas sustentáveis, cada veztamento Americano de Agricul- presidente da Associa- mais exigidas no exterior”.tura (USDA) a realizarem um re- ção dos Servidores da O assessor explica que “a pro-call de 65 milhões de toneladas de conjunto de técnicas que garan- e, respectivamente, atendimen- gens interessantes quando se tra- diesel de sebo precipita gordura Ruralminas (Asser). Nes- priedade certificada tem condi-carne, em razão dos maus tratos tem o bem-estar do animal desde to a tratados internacionais so- ta de produção de biocombustí- a uma temperatura de 5 graus ta nova publicação, Cla- ções de produzir com responsa- Apenas este ano, estado pretende incluir no programa 500 lavouras cafeeiras e expandir mercado do grãoconcedidos aos animais dentro o seu embarque até a sua sangria, bre os direitos dos animais, co- veis. Quando sem contamina- negativos), a sua distribuição ret traça um panorama bilidade social e também de pro-dos frigoríficos. Embora toda essa no frigorífico. Essa prática é cor- mo a Declaração Universal do Di- ções (graxaria composta de res- deve se restringir ao mercado sobre a formação fun- mover a preservação do ambien-carne já tivesse sido consumida rente em frigoríficos sérios, certi- reito dos Animais (Unesco, 1978). tos do abate), o sebo, em razão de nacional, mas acena de qual- diária no Brasil como te e o desenvolvimento econô- serem certificadas neste ano, está NA ORIGEM WilsonLasmardesta- dução e identificar os gargalos dopelos americanos, é certo que ob- ficados, de atuação global, por se De acordo com o seu artigo 3º, fi- suas cadeias carbônicas melhor quer forma, a possibilidade de um todo e, especial- mico”. Ele acrescenta que essas prevista a introdução de mais de ca que “os produtores com pro- processoprodutivo.“Alémdisso,aserva-se aí um diferencial de com- tratar de respeito a tratados inter- ca claro que “se for necessário definidas, tem melhor desempe- liderança do país no mercado mente, em Minas Ge- condições de sustentabilidade 300 propriedades até 2009. Em priedadescertificadaspoderãoad- certificação torna o produto ras-petitividade importante para o nacionais e uma exigência de boa matar um animal, ele deve ser nho no hidrolisador e no catali- global da agroenergia, em razão rais. O período vai desde também já começam a ser exigi- 2010 serão acrescentadas 400, e no ministrar melhor seus negócios”. treável, um ponto fundamentalproduto brasileiro, já que o abate parte dos países compradores. morto instantaneamente, sem sador, conferindo ganhos de es- da pluralidade de matérias-pri- antes a criação de Portu- das pelo mercado interno. “Por- ano seguinte haverá mais 300 cer- Issoépossívelporqueocafeicultor paraoscompradores,quequeremhumanizado diz respeito a um Embora a maioria dos consu- dor e de modo a não provocar- cala no processo de produção. Es- mas disponíveis por aqui. Basta, gal, passando pela assi- tanto, interessa a Minas usar a tificações, perfazendo o total pla- integradoaoprogramaterácondi- saber a origem do café e de que midores prefira não conhecer o lhe angústia”. Ao atender tal di- sa técnica italiana, trazida para o nesse caso, a boa diplomacia natura do Tratado de certificação para expandir seus nejado de 1,5 mil propriedades. çõesdevisualizarseucustodepro- forma foi produzido”, finaliza. processo entre o boi no pasto e o reito, preserva-se no âmbito dos Brasil por meio de importação de empresarial no fechamento dos Tordesilhas em 1494, mercados com o grão.” bife no prato, a prática da huma- negócios internacionais, parcelas know-how industrial, promete acordos de comércio, combina- antes, portanto, do des- Enquanto o Instituto Mineiro nização do abate é importante de mercado importantes, inclu- ajudar o país a aproveitar o po- da com um aporte estatal nas cobrimento do Brasil, de Agropecuária (IMA) audita as não apenas para a redução da sive para o segmento de biocom- tencial de produção de 350 mi- áreas de tecnologia e infra-es- até 1892, quando o Esta- propriedades para comprovar o NUTRIÇÃO ANIMAL dor do animal na hora da sangria, bustíveis, já que a minimização lhões de litros de biodiesel de se- trutura que viabilizem a compe- do assume a posse das cumprimento das regras do Códi- BALANÇA já que o trauma craniano causa- do sofrimento animal é um fator bo/ano, para um produto que já titividade na distribuição na dis- terras em Minas. O ou- go de Coinduta implantado com a PARA GADO do pela pistola de ar comprimi- de decisão na hora da compra conta com o aval da Agência Na- tribuição global. tro livro conta a trajetó- Emater-MGeEpamig,osproduto- do insensibiliza o animal imedia- dos consumidores estrangeiros. cional do Petróleo (ANP). ria e os principais pro- res interessados poderão visitar as tamente, mas também para a O sebo de boi e outras gordu- A princípio, em razão de *Gerente de Negócios da CBM Agroenergia gramas desenvolvidos fazendas-modelodaEpamig.Serão melhoria da qualidade da carne ras de origem animal têm vanta- uma barreira tecnológica (o bio- direxecutiva@cbmagroenergia.com ao longo dos 41 anos de realizados também novos cadas- existência da fundação, tramentos,devendocompletares- com destaque para o te ano, no mínimo, 1.137 proprie- Projeto Jaíba. dades em processo de certificação. As propriedades de café ca- * A distribuição dos livros é dastradas para certificação estão gratuita. Os interessados devem localizadas nas quatro regiões entrar em contato com a Assessoria produtorasdeMinas:Sul,Zonada de Comunicação da Ruralminas, Mata, Chapadas de Minas e Cerra- pelo telefone (31) 3207-7811. do. Além das 500 propriedades a

×