Introdução à Análise Técnica.
Conceito:   O gráfico é uma forma de representar pictograficamente o    comportamento do preço de um ativo durante um    ...
Tipos de Gráficos:   Gráfico de Barras;   Gráfico de Candlesticks;   Existem outros tipos de representação Gráfica,    ...
Gráfico de Barras:   Veja do lado sua    representação:   O tamanho vertical da    barra nos mostra a    intensidade de ...
Exemplo:
Gráfico Candlesticks:   Criado por volta de 1700    d.c.   Facilita visualização de    possíveis reversões do    mercado...
Características dos Gráficos:   O preço de fechamento tem a maior importância.   Facilitam a visualização do comportamen...
Escala de Preços:   Podem ser Logarítmicos ou Aritméticos.   Aritméticos desenham a distancia entre 10.00 – 12.00    sen...
Compare:                                             NET4 (0.3800, 0.3800, 0.2900, 0.3000)                                ...
Compreendendo as Forças Dominantes:
Os ciclos e suas Características:   Pense no tempo que um trader levaria para    entender o ciclo de forças dominantes qu...
Em uma situação de Tendência:
Em Situação de Baixa:
Os Ciclos e as Movimentações:
As Tendências:   Os três movimentos possíveis dos Preços:   1- Tendência de Lado;   2- Tendência de Alta;   3- Tendênc...
Tendência de Lado:   80 % do seu tempo o    mercado encontra-se    assim.   Topos e fundos em    níveis próximos.
Tendência de Alta   Topos e fundos    ascendentes ao longo do    tempo.   Uma vez identificados são    os movimentos mai...
Tendência de Baixa:   Seqüência de topos e    fundos em Níveis    inferiores.   Devemos evitar de operar    ativos nessa...
Quando as Tendências Mudam:   As tendências efetuam suas mudanças, nos chamados    Pivots. Teremos um Pivot de Baixa – In...
Exemplo do Pivot de Alta:
Seguimento do Pivot de Alta:
Pivot de Baixa:
Seguimento do Pivot de Baixa:
Periodicidade:   A periodicidade do Gráfico é fundamental, para    que o trader possa estabelecer seu horizonte de    tem...
Diário:
Semanal:
Mensal:
Conceito de Suporte e Resistência:   Suporte = Zona de preço com alta concentração de    compradores.   Resistência = Zo...
Exemplo:
Resistências:
Características:   Uma vez que uma resistência tenha sido vencida ela se    transformará em novo suporte.   A resistênci...
Características:   Quanto mais tempo durar um suporte ou uma resistência,    maior será sua força.   Quanto maior for a ...
Exemplo:
O Óbvio:   Temos que Comprar o Ativo quando ele estiver no seu    suporte e vender próximo de suas resistências.
"Mire veja: o mais importante e bonito, do mundo, é isto: que as pessoasnão estão sempre iguais, ainda não foram terminada...
Linhas de Tendência:   Imagine a zona de suporte anterior com uma inclinação    positiva, ou seja o fundo seguinte um pou...
Linha de Tendência de Alta:   É uma linha traçada entre os fundos formados por um ativo    em tendência de alta.
Desenhando a LTA:
Seguimento:
Linha de Tendência de Baixa:   Para se traçar a Linha de tendência de baixa (LTB) forma-    se uma linha que procura unir...
LTB traçada no diário da BBAS3:
Seguimento:
Logo Nós Teríamos:
Desenhando Um Canal:
Seguimento:
Características Fundamentais das Linhasde Tendência:   Quanto maior a periodicidade do Gráfico, maior é sua    força.   ...
"Para compreender o combate, deve-se aproximar dele deuma maneira muito simples e direta." (Bruce lee)
Teoria de Dow - Os princípios e aplicações
Princípios:   1- “Os Índices descontam tudo menos os atos de Deus”   Explica que por ser composto pela opinião de milhar...
Princípios:   2- As Tendências:   Explica que os preços se Movem em Tendências    Primárias, Secundárias e Terciárias. ...
Exemplo:
Princípios:   3- “Uma Tendência é Válida até ela ser    Revertida.”   Conceito não tão óbvio. Quando a seqüência da    t...
Exemplo:
Seguimento:
Princípios:   4-“A tendência deve ser confirmada por dois índices”   Sempre confirmar rompimentos com outro índice.
Exemplo:
Exemplo:
Dúvidas?   Finalizamos a parte básica.   Iniciaremos com conceitos mais complexos.
Aulas2 introdução at
Aulas2 introdução at
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aulas2 introdução at

1.157 visualizações

Publicada em

INTRODUÇÃO

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.157
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
202
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aulas2 introdução at

  1. 1. Introdução à Análise Técnica.
  2. 2. Conceito: O gráfico é uma forma de representar pictograficamente o comportamento do preço de um ativo durante um determinado período de tempo. Temos a tradução instantanea da luta entre os compradores e vendedores. Duas Variáveis: Período X Preço.
  3. 3. Tipos de Gráficos: Gráfico de Barras; Gráfico de Candlesticks; Existem outros tipos de representação Gráfica, mas vamos nos ater a esses mais especificamente.
  4. 4. Gráfico de Barras: Veja do lado sua representação: O tamanho vertical da barra nos mostra a intensidade de variação dos preços. O preço de fechamento é o principal dado que devemos observar.
  5. 5. Exemplo:
  6. 6. Gráfico Candlesticks: Criado por volta de 1700 d.c. Facilita visualização de possíveis reversões do mercado. Seus padrões de reversão, quando associados a outros métodos são altamente eficazes.
  7. 7. Características dos Gráficos: O preço de fechamento tem a maior importância. Facilitam a visualização do comportamento do ativo, como suas pegadas em uma praia, apontando-nos o caminho a ser seguido.
  8. 8. Escala de Preços: Podem ser Logarítmicos ou Aritméticos. Aritméticos desenham a distancia entre 10.00 – 12.00 sendo igual a distancia entre 100.00 -102.00. Não levam em consideração que a diferença em porcentagem. Logarítmicos traçam suas distancias considerando o fator percentual.
  9. 9. Compare: NET4 (0.3800, 0.3800, 0.2900, 0.3000) 8.0 NET4 (0.3800, 0.3800, 0.2900, 0.3000) 10 7.5 7.0 Semanal Logaritmico 5 6.5 6.0 5.5 5.0 4.5 4.0 3.5 3.0 2.5 2.0 1.5 1.0 0.5 0.0 10000 10000 5000 5000 x10000 x10000 February March April May June July August September November December 2003 February March AprilFebruary March April May June July August September November December 2003 February March April
  10. 10. Compreendendo as Forças Dominantes:
  11. 11. Os ciclos e suas Características: Pense no tempo que um trader levaria para entender o ciclo de forças dominantes que esse ativo apresenta.
  12. 12. Em uma situação de Tendência:
  13. 13. Em Situação de Baixa:
  14. 14. Os Ciclos e as Movimentações:
  15. 15. As Tendências: Os três movimentos possíveis dos Preços: 1- Tendência de Lado; 2- Tendência de Alta; 3- Tendência de Baixa;
  16. 16. Tendência de Lado: 80 % do seu tempo o mercado encontra-se assim. Topos e fundos em níveis próximos.
  17. 17. Tendência de Alta Topos e fundos ascendentes ao longo do tempo. Uma vez identificados são os movimentos mais rentáveis e seguros.
  18. 18. Tendência de Baixa: Seqüência de topos e fundos em Níveis inferiores. Devemos evitar de operar ativos nessa situação.
  19. 19. Quando as Tendências Mudam: As tendências efetuam suas mudanças, nos chamados Pivots. Teremos um Pivot de Baixa – Inicio de uma tendência de Baixa. Assim como um Pivot de Alta – Inicio de uma tendência de alta.
  20. 20. Exemplo do Pivot de Alta:
  21. 21. Seguimento do Pivot de Alta:
  22. 22. Pivot de Baixa:
  23. 23. Seguimento do Pivot de Baixa:
  24. 24. Periodicidade: A periodicidade do Gráfico é fundamental, para que o trader possa estabelecer seu horizonte de tempo. As informações dadas em um período podem ser diferentes daquelas dadas em outro periodo.
  25. 25. Diário:
  26. 26. Semanal:
  27. 27. Mensal:
  28. 28. Conceito de Suporte e Resistência: Suporte = Zona de preço com alta concentração de compradores. Resistência = Zona de preço com alta concentração de Vendedores. São zonas psicológicas formadas pela atividade passada do ativo.
  29. 29. Exemplo:
  30. 30. Resistências:
  31. 31. Características: Uma vez que uma resistência tenha sido vencida ela se transformará em novo suporte. A resistência pode ser encontrada nos topos anteriores. O suporte nos fundos anteriores. Quanto mais Vezes um suporte ou resistência for testado e manter, mais forte ele será.
  32. 32. Características: Quanto mais tempo durar um suporte ou uma resistência, maior será sua força. Quanto maior for a amplitude da zona de congestão maior será a força dos seus limites. Existem outras causas possíveis para suportes e resistências (Médias móveis, indicadores, Bandas)
  33. 33. Exemplo:
  34. 34. O Óbvio: Temos que Comprar o Ativo quando ele estiver no seu suporte e vender próximo de suas resistências.
  35. 35. "Mire veja: o mais importante e bonito, do mundo, é isto: que as pessoasnão estão sempre iguais, ainda não foram terminadas - mas que elas vãosempre mudando. Afinam e desafinam. Verdade maior. É o que a vida meensinou."Guimarães Rosa, Escritor e Poeta Brasileiro.
  36. 36. Linhas de Tendência: Imagine a zona de suporte anterior com uma inclinação positiva, ou seja o fundo seguinte um pouco mais alto do que o fundo anterior. Nessa situação temos a linha de tendência de alta (LTA) ou Linha de Suporte Inclinada.
  37. 37. Linha de Tendência de Alta: É uma linha traçada entre os fundos formados por um ativo em tendência de alta.
  38. 38. Desenhando a LTA:
  39. 39. Seguimento:
  40. 40. Linha de Tendência de Baixa: Para se traçar a Linha de tendência de baixa (LTB) forma- se uma linha que procura unir o maior número possível de Topos.
  41. 41. LTB traçada no diário da BBAS3:
  42. 42. Seguimento:
  43. 43. Logo Nós Teríamos:
  44. 44. Desenhando Um Canal:
  45. 45. Seguimento:
  46. 46. Características Fundamentais das Linhasde Tendência: Quanto maior a periodicidade do Gráfico, maior é sua força. Quanto mais longa for no tempo mais forte ela é. Quanto mais vezes for testada e aprovada mais forte ela é. A sincronicidade do volume com a Linha de tendência corrobora sua força.
  47. 47. "Para compreender o combate, deve-se aproximar dele deuma maneira muito simples e direta." (Bruce lee)
  48. 48. Teoria de Dow - Os princípios e aplicações
  49. 49. Princípios: 1- “Os Índices descontam tudo menos os atos de Deus” Explica que por ser composto pela opinião de milhares de investidores, todas as variáveis que poderiam influenciar no preço já estão embutidas nele.
  50. 50. Princípios: 2- As Tendências: Explica que os preços se Movem em Tendências Primárias, Secundárias e Terciárias. A secundária corrige a primária e a terciária a secundária.
  51. 51. Exemplo:
  52. 52. Princípios: 3- “Uma Tendência é Válida até ela ser Revertida.” Conceito não tão óbvio. Quando a seqüência da tendência é rompida, ela deixa ser válida.
  53. 53. Exemplo:
  54. 54. Seguimento:
  55. 55. Princípios: 4-“A tendência deve ser confirmada por dois índices” Sempre confirmar rompimentos com outro índice.
  56. 56. Exemplo:
  57. 57. Exemplo:
  58. 58. Dúvidas? Finalizamos a parte básica. Iniciaremos com conceitos mais complexos.

×