S. Martinho
S, Martinho«São Martinho é o primeiro dos Santos nãoMártires, o primeiro Confessor, que subiuaos altares no Ocidente. No d...
Sendo ainda catecúmeno, deu um dia perto deAmiens a um pobre, que Ihe pedia esmola poramor de Cristo, metade da clâmide. N...
Mas Deus não queria que esta luz, ficasseoculta debaixo do alqueire, e S. Martinho foiarrancado à paz da solidão e revesti...
Viveu mais de oitenta anos, ocupadosempre com a glória de Deus e asalvação das almas, e morreu emCandes, perto de Tours, e...
A capa de São Martinho era conduzidaà frente dos exércitos em tempo deguerra e nela se pregavam os sermõessolenes em tempo...
A história de S. MartinhoDiz a lenda que Martinho, nascido na Hungria em 316,era um soldado. Era filho de um soldado roman...
S. Martinho na HistóriaS. Martinho de Tours ou simplesmente S. Martinho, nasceu na Panónia, actual território da Hungria, ...
Rimas de “O S. Martinho”O S. Martinho está a chegar,      São tão boas as castanhasAs castanhas vamos assar,         São t...
No dia de S. Martinho           No S. Martinho     Castanhas assadas                                    Faz-se o magusto  ...
Novo apresentação do microsoft power point
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Novo apresentação do microsoft power point

712 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
712
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Novo apresentação do microsoft power point

  1. 1. S. Martinho
  2. 2. S, Martinho«São Martinho é o primeiro dos Santos nãoMártires, o primeiro Confessor, que subiuaos altares no Ocidente. No dizer deDurando de Mende, a liturgia consagra-lheum lugar semelhante aos dos Apóstolos,por ter sido ele quem concluiu aevangelização das Gálias. A sua festa era deguarda e favorecida frequentemente pelosdias de "verão de São Martinho",rivalizando, na exuberância da alegriapopular, com a festa de S. João. TinhaOitava como S. Lourenço, porque S.Martinho, "pérola dos sacerdotes", eraentre os Confessores o que S. Lourenço eraentre os Mártires, o maior dos Confessores.Nasceu na Sabária Panónia) e veio para asGálias como soldado.
  3. 3. Sendo ainda catecúmeno, deu um dia perto deAmiens a um pobre, que Ihe pedia esmola poramor de Cristo, metade da clâmide. Na noiteseguinte, Jesus Cristo apareceu-lhe vestido comessa metade que ele dera ao pobre, e disse-lhe:"Martinho, sendo ainda catecúmeno, vestiu-mecom este manto".Recebeu o baptismo aos 18 anos. Depois deviajar pelo Oriente, onde se iniciou na vidamonástica, faz por algum tempo vida de eremitanuma ilha das costas da Ligúria. Finalmente,fez-se discípulo de Santo Hilário, que entãoflorescia na cadeira episcopal de Poitiers efundou no deserto de Ligugé, a duas léguas dasede do Bispado, um mosteiro para onde seretirou com alguns discípulos. Lançou assim osalicerces do monaquismo nas Gálias.
  4. 4. Mas Deus não queria que esta luz, ficasseoculta debaixo do alqueire, e S. Martinho foiarrancado à paz da solidão e revestido dadignidade episcopal, que lhe deu ensejo paradesenvolver largamente os dotes do seucoração de apóstolo. Pregou o Evangelho peloscampos da Gália e extirpou de vez os resíduostenazes do paganismo, que tinham resistido àinvestida cristã a coberto da superstição e daignorância do povo. Colocado à frente dadiocese de Tours, fundou a célebre abadia deMarmoutiers ou o grande mosteiro aonde comfrequência se retirava para viver mais longe domundo,e mais perto de Deus. Cercavam-nooitenta monges de vida santíssima, pautadapelo exemplo e regra dos eremitas da Tebaida.
  5. 5. Viveu mais de oitenta anos, ocupadosempre com a glória de Deus e asalvação das almas, e morreu emCandes, perto de Tours, em 397.Ao seu túmulo afluíam de toda a parteperegrinações frequentes. Gregório deTours, que lhe sucedeu, não hesita emchamar-lhe o "Patrono de todo omundo". Poucos santos alcançaram apopularidade dele. Só em França háperto de mil igrejas paroquiais e 485burgos e lugares com o seu nome. EmRoma é notável a igreja de S. Silvestree S. Martinho, onde se faz a estação dequinta-feira da quarta semana daQuaresma.
  6. 6. A capa de São Martinho era conduzidaà frente dos exércitos em tempo deguerra e nela se pregavam os sermõessolenes em tempo de paz. Símbolo daprotecção, que S. Martinho dispensavaà França, esta capa deu o nome aooratório, que a guardava, e a todos osOratórios, ou “capelas”.
  7. 7. A história de S. MartinhoDiz a lenda que Martinho, nascido na Hungria em 316,era um soldado. Era filho de um soldado romano. O seunome foi-lhe dado em homenagem a Marte, o Deus daGuerra e protector dos soldados. Aos 15 anos vai paraPavia (Itália). Em França abraçou a vida sacerdotal,sendo famoso como pregador. Foi bispo de Tous.Certo dia de Novembro, muito frio e chuvoso, estandoem França ao serviço do Imperador, ia Martinho no seucavalo a caminho da cidade de Amiens quando, derepente, começou uma terrível tempestade. A certaaltura surgiu à beira da estrada um pobre homem apedir esmola.Como nada tivesse, Martinho, sem hesitar, pegou naespada e cortou a sua capa de soldado ao meio, dandouma das metades ao pobre para que este se protegessedo frio. Nessa altura a chuva parou e o Sol começou abrilhar, ficando, inexplicavelmente, um tempo quase deVerão.Daí que esperemos, todos os anos, o Verão de S.Martinho. E a verdade é que S. Martinho raramente nosdecepciona. Em sua homenagem, comemoramos o dia11 Novembro com as primeiras castanhas do ano,acompanhadas de vinho novo. É o Magusto, que fazparte das tradições do nosso país.Mais tarde terá tido uma visão de Jesus e decidiudedicar-se à religião cristã. Faleceu a 8 de Novembro de397 em Tours.
  8. 8. S. Martinho na HistóriaS. Martinho de Tours ou simplesmente S. Martinho, nasceu na Panónia, actual território da Hungria, noano de 316, filho dum oficial do exército romano. Aos 16 anos de idade, sendo já catecúmeno – aquele que se prepara e instrui para o baptismo – entroupara o exército, onde atingiu o posto de oficial da Guarda Imperial. Abandonou a vida castrense, e como discípulo de Santo Hilário recebeu ordens sacras de frade em354.Em 361 fundou um mosteiro em Ligugé (Poitiers, França), sendo ordenado bispo de Tours em 371, e foi omaior propagador da fé da Gália, hoje França. Faleceu em 397, e durante muitos séculos foi um dos santos mais populares da Europa, cuja memórialitúrgica é comemorada a 11 de Novembro, data em que foi enterrada em Tours, França.
  9. 9. Rimas de “O S. Martinho”O S. Martinho está a chegar, São tão boas as castanhasAs castanhas vamos assar, São tão boas para comer Para as barrigas dos Assadas ou cozidas Meninos agradar Para a barriga encher Castanhas para apanhar O S. Martinho a chegar A fogueira está a arder E as crianças a querer comer As castanhas a assar Castanha As crianças a cantar Castanhinha À espera para saltar Salta bem E as caras enfarruscar Na fogueirinha
  10. 10. No dia de S. Martinho No S. Martinho Castanhas assadas Faz-se o magusto Come-se castanhas e É tão bom fazer Bebe-se vinho É tão bom saborear Mas ainda é melhor Muito baratinho Aquele cheirinho Comer A castanha vai ser levada Castanha assadas A castanha vai morrer Na fogueirinha a arder O cheiro da castanha assada A arder para que nósMas o menino está pronto a comer. Todos possamos comer As castanhas já O S. Martinho já O S. Marinho já comidas passou. passou O S. Martinho acabar Nós comemos A festa foi a valer E nós fartos de castanhas assadas. Com as castanhas brincar Agora é para brincar. assadas E a fogueira apagar. Que nós todos À sala vamos voltar. fomos comer

×