O Despertar – 8255 – 12.11.2003

2.564 visualizações

Publicada em

Versão integral da edição n.º 8255 do bi-semanário “O Despertar”, que se publica em Coimbra. Ao tempo dirigido por Artur Almeida e Sousa. Segundo de dois cadernos especiais de aniversário (86 anos). Jornal fundado em 1917. 12.11.2003.

Para além de poderem ser úteis para o público em geral, estes documentos destinam-se a apoio dos alunos que frequentam as unidades curriculares de “Arte e Técnicas de Titular”, “Laboratório de Imprensa I” e “Laboratório de Imprensa II”, leccionadas por Dinis Manuel Alves no Instituto Superior Miguel Torga (www.ismt.pt).

Para saber mais sobre a arte e as técnicas de titular na imprensa, assim como sobre a “Intertextualidade”, visite http://www.mediatico.com.pt/manchete/index.htm (necessita de ter instalado o Java Runtime Environment), e www.youtube.com/discover747

Visite outros sítios de Dinis Manuel Alves em www.mediatico.com.pt , www.slideshare.net/dmpa,
www.youtube.com/mediapolisxxi, www.youtube.com/fotographarte, www.youtube.com/tiremmedestefilme, www.youtube.com/discover747 ,
http://www.youtube.com/camarafixa, , http://videos.sapo.pt/lapisazul/playview/2 e em www.mogulus.com/otalcanal
Ainda: http://www.mediatico.com.pt/diasdecoimbra/ , http://www.mediatico.com.pt/redor/ ,
http://www.mediatico.com.pt/fe/ , http://www.mediatico.com.pt/fitas/ , http://www.mediatico.com.pt/redor2/, http://www.mediatico.com.pt/foto/yr2.htm ,
http://www.mediatico.com.pt/manchete/index.htm ,
http://www.mediatico.com.pt/foto/index.htm , http://www.mediatico.com.pt/luanda/ ,
http://www.biblioteca2.fcpages.com/nimas/intro.html

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.564
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
23
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Despertar – 8255 – 12.11.2003

  1. 1. Hoje Exposição de pintura Na Galeria Almedina, em Coimbra, encontra-se patente ao público, até ao dia 30, a exposição de pintura “Muitas vidas, muitas cores”, de Rua Pedro Roxa, 27 a 31 Anunciação Matos, natural de Director: Artur Almeida e Sousa 3000-330 COIMBRA FUNDADO EM 1917 Angola e a residir em Portugal Tel. 239 85 27 10/11/12 desde 1976. Os tons africanos, as Fax 239 85 27 19 formas puras e as cores tropicais BI-SEMANÁRIO REPUBLICANO INDEPENDENTE Email: despertar@netc.pt PORTE PAGO transparecem nesta exposição, que pode ser visitada de terça a sexta Quarta feira • 12 de Novembro de 2003 • Ano 86 • N.º 8255 – 0,50 feira, entre as 10 e as 18 horas, e aos fins de semana entre as 10 e as 13 e as 14 e as 18 horas. Arte e pintura Fundação Bissaya Barreto cria Na Junta de Freguesia de S. Martinho do Bispo encontra-se patente ao público, até sexta feira, Centro de Biologia Experimental uma exposição de pintura e artes decorativas, que reúne trabalhos de Leonor Brites, Linda Brites, Isidro Matias, Tó Mané, Ramiro Rodrigues, João André Pratas, Paulo Gaspar, Fernando Rigueiro, Sandra Fontes e Florista Cati. Esta exposição conta com o apoio da Comissão Pró-Desporto e Cultura da Póvoa. “Prevenir é intervir” No auditório da Biblioteca Municipal da Lousã decorre hoje, a partir das 10 horas, o encontro “Prevenir é intervir”. Durante este encontro vão ser apresentados os projectos integrados no II Plano Municipal de Prevenção Primária das Toxicodependências da Lousã. Este encontro é promovido pela Câmara Municipal da Lousã, em colaboração com o Instituto da Droga e da Toxicodependência. Amanhã Última página Visita ao Estádio A Associação Académica de Coimbra promove amanhã, pelas 12 horas, uma visita ao Estádio Cidade de Coimbra a um grupo de jovens da Montemor dá mais vida Cadeados voltam a fechar ARCIL (Associação para a Recuperação de Cidadãos Inadaptados da Lousã). Esta visita à população idosa Universidade dias 19 e 20 integra-se na política que a AAC tem vindo a desenvolver. A AAC vai assinar também com a ARCIL um protocolo que permita o acesso em jogos a disputar pela Académica no Estádio Cidade de Coimbra a utentes desta instituição. “A divina música” Na Igreja de Santa Cruz, em Coimbra, realiza-se amanhã, pelas 21.30 horas, uma conferência ilustrada dedicada à música de Coimbra dos séculos XVI-XVII, intitulada “Coimbra: a divina música”. Esta conferência vai ser ministrada pelo coordenador do projecto, José Maria Pedrosa Cardoso, com a participação de vários grupos corais e instrumentais. O objectivo desta conferência/ concerto é proporcionar ao público a apreciação da música quinhentista de Coimbra. Pintura portuguesa No Edifício do Chiado – Galeria de Exposições Temporárias, em Coimbra, vai ser inaugurada amanhã, pelas 18 horas, a 5.ª exposição do ciclo de Pintura Portuguesa Contemporânea nas Colecções Particulares de Coimbra. Workshop de poesia Página 7 Continua amanhã o programa do I Página 3 Workshop de Música de Coimbra, com a realização, amanhã e sexta, às 21 horas, na sala de conferências Académica surpreende Marítimo da Associação Académica de Coimbra, do workshop de poesia. Este encontro reúne autores da e conquista três pontos na Madeira Página 9 poesia e composição de música de Coimbra.
  2. 2. opinião 2 artes & artistas Novos Concelhos VARA MISTA E JUÍZOS CRIMINAIS asco Berardo na Minerva – Que Critérios? DE COIMBRA logo a questão era “desviada”, porque 2.ª SEC. - VARA MISTA Manuel Bontempo a indígena e a nacional. Florindo Pinto Os seus painéis, os murais, me- receram os maiores elogios como A iniciativa foi assumida “o passado é coisa que já deu” e ali o futuro era e é a questão a debater. ANÚNCIO Multifacetado e surpreendente este testemunho público. E o futuro prevê-se, sonha-se, 2.ª PUBLICAÇÃO artista de Coimbra tem no desenho uma É também de vez em vez bom fazer pelo Movimento Rio Tinto imagina-se e constrói-se. Aqui entron- grande preocupação que se ajusta a “história” sobre os nossos artistas. a Concelho, e na tarde ca então uma outra questão até então Processo: 348/2002 espaços, temas, formas e conteúdos e E Vasco Berardo que vive vários num ou noutro quadro decorre sober- movimentos nas artes-plásticas, como de sábado, dia 25 de Outubro, esquecida: Novos concelhos - que Execução Ordinária N/Referência: 445976 bamente sobre a vida, como fosse um uma espécie de entidade rara, há muito no Auditório do Centro estratégias? Data: 28-10-2003 mago na execução de mudanças, de que galgou o regional para se estender Cultural, daquela cidade, Foi a oportunidade para, em Exequente: Crédito Predial Por- diferenças aparentes, de escolas que se por todo o lado, sem desvios ego- momento certo, se falar da PRO- tuguês, SA e outro(s)... cêntricos mas onde o instinto e o o tema foi profundo MUNICIPALIS, uma Associação que ajustam e se desenvolvem a bem dizer em “modelos” a partir do vestuário e estudo, fundamentam as suas teorias. e seriamente dissecado, se rege pelo princípio “Cidade Correm éditos de 20 dias para citação dos credores desconhecidos que do estilo do escultor-pintor, do peda- E as suas teorias são o impulso tendo como orador Justifica Câmara”, e que em outros gozem de garantia real sobre os bens gogo, do interessado pela cultura local, como facto fundamental da psicologia o dr. Pedro Baptista, tempos desempenhou um papel penhorados aos executados abaixo esta Coimbra que traz no espírito, e esta da criação, ou seja, o significado do preponderante na defesa dos seus indicados, para reclamarem o pagamento exposição na Minerva inclui “mo- instinto criador, tal como se fosse um ex-deputado, cronista e escritor. princípios e que terá contribuído, de dos respectivos créditos pelo produto de mentos” que parecem novíssimas cientista na abertura de mais vida para tais bens, no prazo de 15 dias, findo o o espírito. Aqui o instinto não tem a Na sua intervenção de cerca de forma clara e decisiva, para a criação litografias impressionantes do criador dos éditos, que se começará a contar da e que ilustram a “luta constante no trilho concepção de Freud. Mas sim a meia hora, demonstrando um conhe- de três concelhos. segunda e última publicação do presente da originalidade”. retratação dum visionário que plasma cimento profundo da matéria, Pedro Razões de estratégia, ou um anúncio. Com a desvalorização da arte em nas telas imagens de beleza trans- Baptista, foi trazendo a público o seu certo comodismo, levaram a Asso- figurada... ciação, a um estado de adormecida Bens penhorados: sentido largo, uma espécie de muito saber, a sua experiência adqui- TIPO DE BEM: Imóvel “paripassu”, dos ignorantes que Apetece-nos escrever assim antes rida como autarca, político assumido mas, que agora irá ressurgir pujante, ART. MATRICIAL: 487, Coimbra - passeiam com desfaçatez na seara das de fazermos uma nota crítica a esta nas fileiras de um Partido político e activa, e interveniente tal é a con- Conservatória do Registo Predial letras e das artes, é consolador ver uma magnífica exposição bem concorrida como membro da Assembleia da vicção das pessoas que assistiram ao DESCRIÇÃO: Casa de habitação, de personalidade afectiva, que recria o seu ou não se tratasse de um dos maiores debate. rés-do-chão, área coberta, 49 m2; de- mundo, no mundo extenso em que nomes da pintura de Coimbra e dos República explanou, para discussão pendências, 10 m2, logradouro, 91 m2; alargada, as razões do “entrave” na Assim esperamos e lá estaremos vivemos, elevando a pintura ou a mais ilustres do país. descrito na Conservatória do Registo Nos seus desenhos há uma criação de novos Municípios que se a dar o nosso contributo no reorga- Predial de Coimbra sob o n.º 690/ escultura, o desenho e a actividade multivária, ao cimo da montanha. cornucópia fantástica da sua veia tem verificado ao longo de décadas e nizar de uma força que, em Dezembro 19960710 Vasco Berardo é um artista ful- diversificada em imagens que que, por muitos têm sido usadas como de 1996, para nós representava os PENHORADO EM: 22-01-2003 gurante. Pensa. Equaciona. Tem o representa uma rara simbologia sexual o sustentáculo de certos “pontos de anseios de milhares de cidadãos. 09:00:00 A EXECUTADO: Virgílio Correia convívio com a cultura. Equipara-se por tão necessária oara se criar sem entraves, Aquando da assinatura da escri- Mar-tinho, estado civil: Casado, Iden- vista” esgrimidos por políticos e go- tificação fiscal: 146448332, BI: 4245860, vezes a uma literatura hierarquizada. e onde uma determinada crítica social, vernantes. tura notarial, que se efectuou em Ende-reço: Rua S. Miguel, 87, Ribeira de Não faz desmandos com a arte. Ensina. aparece, não raro, sem o pansexualismo A criação de novos municípios Esmoriz, no Salão Nobre dos Bom- Frades, 3000 Coimbra E tantas vezes zurze com os zoilos. freudiano como tudo na vida fosse é uma realidade a acontecer a curto beiros, na nossa intervenção, apon- EXECUTADO: Maria do Rosário Mar- Homem de pensamento. Intros- natural para este filósofo da forma e do tamos aquilo que, ao tempo, como ceneiro de Melo Martinho, estado civil: pectivo, por vezes, expressa-se singu- conteúdo. prazo, assim se referiu um dos inter- Casada, Identificação fiscal: 173778550, venientes no debate. Como e quando elemento da direcção era o caminho BI: 4314067, Endereço: Rua S. Miguel, 87, larmente na arte e na palavra. É com mais vagar que voltaremos a percorrer, “uma Associação que quer Ribeira de Frades, 3000 Coimbra Surge, ao invés de outros, nas nos- a este insigne artista de abundante foi a interrogação a que os presentes ganhar os desafios do futuro, tem de FIEL DEPOSITÁRIO: Paulo Jorge Cor- sas galerias embora com prejuízo das bibliografia e que os “enteados” da não podiam, nem deram resposta. se assumir, tomado posição com tez de Almeida, Endereço: Rua do Brasil, encomendas de painéis, esculturas, cidade não querem ver ou os oficiais Mas, e porque a questão tem- postura séria, dignidade, preen- 338 A, 3030 Coimbra cerâmica, estudos, e não leva uma vida do mesmo ofício. poral estava abordada, logo houve chendo o tal espaço que se encontra TIPO DE BEM: Imóvel mascarada na pseudo-arte, dos que O artista move-se na chamada quem lembrasse a sugestão do mais ART. MATRICIAL: 679 estética do pensamento e da emoção vazio, na defesa dos justos anseios fingem que pintam, que desenham, que alto Magistrado da Nação e, confian- das cidades que continuam sem o DESCRIÇÃO: Casa de Habitação, escrevem, encostados às pretensas nascida da contemplação do objecto, te, adiantou que o anunciado rés-do-chão, 1.º andar e sótão, área co- entidades públicas ou administrativas, da figura, do mundo. estatuto de sede de concelho”. berta, 80 m2; logradouro 50 m2, descrito Livro Branco iria começar a “ser Os tempos são outros, mais na Conservatória do Registo Predial de esses e essas que se deixam arrastar por Sempre que surge no povoado louros fáceis... depois da alguma recolhimento é festa escrito”. cidades surgiram, e a Associação que Coimbra sob o n.° 690/19960710. Da estirpe de Francisco Relógio, para os nossos sentidos. E porque o tema “Que Critérios” antes integrava mais de meio milhão PENHORADO EM: 22-01-2003 de Bual, de Almada Negreiros, Júlio Devemos concretizar a análise era a razão de ali se estar, sempre que de pessoas, agora mais que duplicou 09:00:00 A EXECUTADO: Virgílio Correia Resende, Guimarães, Dórdio o com- desta grande exposição do mestre Vasco um ou outro interveniente referen- e essa realidade, aparentemente insi- Mar-tinho, estado civil: Casado, Identi- ciava os motivos que foram, em gnificante, pode, a curto prazo, ficação fiscal: 146448332, BI: 4245860, panheiro amantíssimo da grande Berardo, assim que o tempo e a doença, Ende-reço: Rua S. Miguel, 87, Ribeira de Natália Correia, Vasco Berardo con- nos deixarem. alguns casos, a razão primeira para o transformar-se em uma questão de- Frades, 3000 Coimbra funde-se com a nossa história de arte, Vale a pena! surgir dos Movimentos autonomistas, masiado séria para ser enfrentada de EXECUTADO: Maria do Rosário ânimo leve pelos grupos partidários Marceneiro de Melo Martinho, estado civil: existentes. Casada, Identificação fiscal: 173778550, BI: 4314067, Endereço: Rua S. Miguel, 87, É que a criação de um novo Par- Ribeira de Frades, 3000 Coimbra SEGUNDO CARTÓRIO NOTARIAL DE COIMBRA tido foi, mais uma vez, hipótese co- locada na mesa e se em 1997 foi FIEL DEPOSITÁRIO: Paulo Jorge Cortez de Almeida, Endereço: Rua do recusada, curiosamente para respeitar Brasil, 338 A, 3030 Coimbra Certifico para efeitos de publicação res-pectiva matriz sob o artigo 338, com o foi no mencionado lugar de Casal das alguns deputados que com os vários Juiz de Direito, que por escritura de quatro de Novembro de valor patrimonial de 14,97 euros; e Figueiras, freguesia referida de Lamarosa, Movimentos estavam apalavrados”, Cecília Agante dois mil e três, exarada a folhas cinquenta e 2) - Prédio rústico, composto de terra ocorrida no ano de mil novecentos e oitenta. seis do livro de notas para escrituras de cultura, com a área de cento e vinte metros Todavia, possui-os, como se vê, há desta feita saímos da reunião com a O Oficial de Justiça, diversas número SETECENTOS E SETENTA quadrados, sito em Casal das Figueiras, a mais de vinte anos e, tal posse, sempre foi quase certeza de que “agora vai Ana Ferreira E QUATRO - B, deste cartório a cargo da confrontar do norte com casa do mesmo, do exercida de forma pública, pacífica e sem mesmo ser”. “O Despertar”, N.º 8255, 03/11/12 Notária Maria Lucília Ferreira Antunes Martins sul com caminho, do nascente com José interrupção, tal como se correspondesse Os defensores desse projecto o senhor: dos Santos e do poente com José Pascoal, ao exercício do direito de propriedade, por referem vantagens sem conta nos FERNANDO MAIA DE CASTRO, inscrito na respectiva matriz sob artigo 2965, isso conservando e restaurando o prédio processos de candidatura às eleições casado com Maria de Lurdes Fernandes com o valor patrimonial de 0,84 euros. urbano, cultivando o rústico e levando a cabo autárquicas e não excluem a possi- Maia no regime da comunhão de adquiridos, natural da freguesia de Lamarosa, concelho Mais disse que os referidos imóveis não se encontram descritos na Conserva- a sua limpeza, pagando as devidas con- tribuições ao longo de todos esses anos. bilidade de se estar presente em VENDE-SE, VIVENDA de Coimbra, onde reside no lugar de Casal tória do Registo Predial de Coimbra, conforme Por tal motivo, perante a inexistência momentos que podem permitir o abrir na Encosta da Quinta das Figueiras na Rua Casal do Bom certidão lá passada que arquivo, e que os do título de aquisição, alega o justificante ter de certas portas em Lisboa. Despacho, número dez, contribuinte fiscal mesmos vieram à sua posse, o prédio adquirido os referidos imóveis por um outro Em Rio Tinto, na tarde de sába- da Romeira número 152.621.032, disse que é possuidor, urbano, por doação ainda no estado de modo de adquirir, a usucapião, insusceptível, do, dia 25, aconteceu reunião, troca com exclusão de outrém, dos seguintes solteiro, de seus avós José da Costa e Maria porém, de comprovar pelos meios extraju- 4 suites; 3 salões; solário; 2 cozinhas, bens, sitos na freguesia de Lamarosa, Amélia de Jesus Pastora, residentes que diciais normais. de ideias e o partilhar de conhe- sendo uma rústica; 7 casas de banho. concelho de Coimbra: foram no mencionado lugar de Casal Bom cimentos e experiências. Em outras Piscina com telheiro de apoio. Ar 1) - Prédio urbano, composto de casa Despacho, freguesia de Lamarosa, con- Conferida está conforme. cidades, periodicamente e com Condicionado e Aquecimento Central. de habitação com área coberta de vinte e celho de Coimbra, ocorrida no ano de mil Segundo Cartório Notarial de Coimbra, assiduidade, porque o tempo urge, cinco metros quadrados, dependência com novecentos e sessenta e sete, e inscrito na 04 de Novembro de dois mil e três. Jardins c/ sistema de rega automática. o Esmoriz - Movimento Autonómi- vinte metros quadrados e páteo com trinta respectiva matriz em nome daquele José da co estará presente e assumirá as metros quadrados, sito em Casal Bom Des- Costa; o prédio rústico, por compra ainda no O Ajudante, Contacto: Tlm. 962 542 078 pacho, a confrontar do norte com serventia, estado de solteiro, feita a Alberto Castro Assinatura Ilegível suas responsabilidades na procura do sul e nascente com Manuel Gaspar Matias Santana, solteiro, maior, em nome de quem de melhores dias para a comunida- Tel. 239 963 851 e do poente com Manuel Maia, inscrito na se encontra inscrito na matriz, residente que “O Despertar”, N.º 8255, 03/11/12 de. Redacção e Administração: Denominação Social: Oficinas Gráficas: Rua Pedro Roxa, 7-1.º ANTÓNIO DE SOUSA (HERDEIROS), LDA. Rua Pedro Roxa, 27 a 31 Composição, Montagem e Tel. 239 85 27 10/11/12 - Fax 239 852 719 Contrib. N.º 502 137 258 - Cap. Social: 7.481,97 Euros Tel. 239 85 27 10/11/12 Impressão nas Oficinas BI-SEMANÁRIO Gerência: Gráficas de “O Despertar” Jornalistas: Fax 239 85 27 19 (Sai às quartas e sextas feiras) Artur Almeida e Sousa; Lúcia Maria Sousa Correia Tiragem média no mês de Artur Almeida e Sousa - CP n.º TE-628 Outubro 30.000 Exemplares Número de Registo 100117 Zilda Monteiro - CP n.º 7937 e José Carlos Antunes Email: despertar@netc.pt 2/11/03
  3. 3. coimbra 3 Deficientes com acesso facilitado Estudantes marcam manifestações Edifício do IPJ vai ser remodelado Cadeados regressam à UC O edifício do Instituto Português da Juventude a 19 e 20 de Novembro (IPJ) vai ser remodelado. A o Senado, aproveitando a ausência Os cadeados e as correntes temporária dos estudantes da sala, intervenção, numa primeira regressam na próxima fixou os montantes das propinas para fase, vai decorrer apenas no o ano lectivo em curso (463 euros, a semana, a 19 e 20 de piso da entrada, mas o mínima) e para o próximo (852 euros, Novembro, às portas das objectivo é modernizar todo a máxima). faculdades e departamentos Duas das propostas mais originais espaço, de forma a tornar da Universidade de Coimbra apresentadas à votação, acabaram por este espaço mais acessível e ter destinos diferentes. (UC), que serão totalmente atractivo a todos. Uma proposta que preconizava a encerrada nessas datas, criação de um baralho de cartas, com Esta remodelação foi anunciada deliberou na madrugada de responsáveis pelas políticas educa- pelo delegado regional do IPJ, Carlos terça feira a Assembleia tivas desde 1992 a substituírem as Ferreira, que na quinta feira apre- Magna de estudantes. figuras originais, incluindo três sentou à imprensa um balanço dos “jokers” (Cavaco Silva, Durão Barroso seus primeiros seis meses de activi- e António Guterres), foi reprovada. dade à frente do IPJ. A proposta de “encerrar todas as faculdades e departamentos” nasceu Aprovada acabaria por ser a A primeira fase das obras vai ser consignada hoje e a segunda deverá no seio de algumas repúblicas moção que obriga a direcção-geral da arrancar no início do próximo ano. estudantis e, apresentada à reunião, AAC a inserir em todos os documentos Carlos Ferreira lembrou que o edifício acabou por ter o aval da maioria dos oficiais por si produzidos “incluindo se encontrava bastante degradado, daí cerca de 500 estudantes presentes, no envelopes” a frase “para defesa do que, depois de algumas reuniões com seguimento, aliás, de uma anterior ensino superior público exigimos a a Comissão Executiva do IPJ, tenha deliberação da Magna que já previa demissão do governo”. sido possível inserir no PIDDAC de dois dias de contestação para aquelas Segundo a moção, a frase deve 2003 uma verba para a realização das Carlos Ferreira, delegado regional do IPJ, apresentou o balamço dos datas. constar dos referidos documentos “até primeiras obras, bem como um valor seus primeiros seis meses à frente da instituição A 17 de Novembro, 48 horas antes que o actual governo deixe funções”. mais substancial para o próximo ano. do encerramento da Universidade, De acordo com o projecto, esta Apoio às instituições apoios de 2002, em parte porque o decorrerá um plenário alargado da Presidente da AAC admite obra deve permitir, depois de con- Carlos Ferreira referiu também que, a Ministério do Ambiente este ano não Associação Académica de Coimbra “alguma preocupação” cluída, um melhor e mais fácil acesso nível do apoio ao associativismo ju- participou. Carlos Ferreira pretende, (AAC), que “poderá decidir pela dos cidadãos portadores de deficiên- venil, o distrito se tornou mais forte e no entanto, inverter a situação, até existência de estudantes barricados nas O presidente da Associação Académica cia a todos os pisos do edifício. que o número de associações no porque o número de candidatos tem instalações encerradas”, disse à agência de Coimbra (AAC), Vítor Hugo Segundo Carlos Ferreira vão ser distrito subiu, de Abril até agora, de vindo a aumentar. Lusa o presidente da AAC, Vítor Hugo Salgado, manifestou “alguma preo- gastos cerca de 400 mil euros (80 mil 151 para 167, estando mais algumas O delegado regional do IPJ Salgado. cupação” com as queixas em tribunal contos) nesta obra que deverá estar em “fase de constituição”. chamou também a atenção para o contra o encerramento da Universidade No final do segundo dia de en- concluída em meados do próximo Realçou também que todas as sucesso do programa de voluntariado a cadeado, mas recordou que está a ano e que deve dotar o edifício de 110 associações juvenis que se de jovens, usado recentemente em cerramento, 20 de Novembro, os candidataram este ano receberam Coimbra em grandes eventos (con- estudantes de Coimbra voltam a reunir cumprir deliberações da Assembleia melhores condições para receber os jovens. apoios, num total de 198 mil euros. certo dos Rolling Stones, Académica- em Assembleia Magna. Magna. Durante a conferência de im- As ajudas financeiras do IPJ estende- -Benfica e Ser Pro). Segunda feira à noite, antes do Na segunda feira, 10 docentes da prensa, Carlos Ferreira referiu ainda ram-se também às associações de Carlos Ferreira anunciou tam- início da Assembleia, concluída já às Faculdade de Direito (FDUC) apre- que este ano o orçamento global é estudantes do ensino superior que, bém que os postos de informação 3 horas de terça, haviam sido retirados sentaram em tribunal uma providência mais reduzido que no ano transacto, como referiu Carlos Ferreira, vão juvenil, que foram encerrados, vão ser os cadeados e o autocarro da AAC que cautelar contra o encerramento a em parte devido à situação económica receber “apoios significativos e pouco substituídos pelas Lojas da Juven- impediam o acesso à Reitoria e cadeado da instituição, visando o do país e, por outro lado, devido à divulgados”. Em todo o distrito irá tude, um modelo descentralizado que Faculdade de Direito, já anteriormente presidente da AAC. grande quebra nas receitas do jogo, ser transferida uma verba de 330 mil deverá arrancar em forma de teste no vedado pelos estudantes entre a Já na sexta feira tinham dado principalmente da raspadinha, que era euros. início do ano. O distrito de Coimbra madrugada de quinta feira e sábado. entrada, na Polícia Judiciária de um dos grandes pilares financeiros da Para a Ocupação de Tempos também deverá acolher uma destas Entretanto, a direcção-geral da Coimbra, queixas-crime apresentadas instituição. Livres (OTL) foi atribuída metade dos lojas. AAC viu aprovada uma calenda- por quatro professores da mesma rização de outras acções de contestação, faculdade, contra Vítor Hugo Salgado a ser apresentada sexta feira, no En- e “estudantes incertos”, depois de a contro Nacional de Direcções Asso- Porta Férrea (que dá acesso à Reitoria Câmara cede exposição de fotografia ciativas (ENDA), que se realiza em Coimbra, onde serão propostos dois e Faculdade de Direito) ter sido fechada a cadeado na madrugada de dias de luta nacional a 25 e 26 de quinta feira, em protesto pela forma Coimbra leva “A Fé” Novembro. “Serão propostos dois dias de luta nacional, com realização de como o Senado Universitário decidiu a fixação do montante das propinas para o corrente e próximo ano lectivo. a Condeixa-a-Nova da esperança, no reconhecimento do bem, na gratidão sensível da alma e na chama oculta do coração?”, manifestações locais ou uma nacional a 25 de Novembro e o apelo a greves, encerramentos e barricadas a 26”, Em declarações aos jornalistas, no final da Assembleia Magna de estudantes da Universidade de pergunta. frisou Vítor Hugo Salgado. Coimbra, Vítor Hugo Salgado, ele A exposição de fotografia Outubro, na Galeria do Jardim da Mais tarde, em declarações aos próprio aluno da FDUC, manifestou Casa Municipal da Cultura. António Costa Pinto e Dinis “A Fé”, a quinta do projecto Dada a qualidade das fotogra- Alves respondem que sim com meia jornalistas, o dirigente associativo “alguma preocupação” face às “Dias de Coimbra”, da fias que integram “A Fé” e também centena de fotos ilustrativas da fé acrescentou que a “acção nacional” queixas-crime e à providência cautelar, autoria de António Costa devido à proximidade da quadra de cada um e de muitos, de de- prevista para dia 25 “poderá vir a ser nomeadamente “por poder vir a não natalícia que se aproxima, a Câmara monstrações individuais e colec- localizada em Lisboa ou com ma- ingressar na Ordem dos Advogados”, Pinto e Dinis Manuel Alves, tivas de um sentimento arreigado nifestações locais simultâneas, em no caso de ser alvo de um processo- Municipal de Condeixa-a-Nova vai ser inaugurada amanhã demonstrou interesse em acolhê-la. que se torna público em importan- várias localidades do país”. -crime. em Condeixa-a-Nova. No catálogo de introdução da tes manifestações religiosas. A Assembleia Magna aprovou “Mas estou aqui a representar a exposição, o vereador responsável “A Fé” vai ser inaugurada ama- ainda duas moções de censura, uma Academia de Coimbra, sou presidente A Câmara Municipal de pelo pelouro da Cultura, Mário nhã, pelas 16.30 horas, no Cine- ao governo, “com exigência de da AAC, vou cumprir as funções para Coimbra, proprietária e responsável Nunes, questiona se será possível Teatro do Edifício dos Bombeiros demissão do executivo”, proposta da as quais fui eleito e com elas todas as pela organização desta mostra, fotografar a fé. “Fotografar a Fé!!! Voluntários de Condeixa-a-Nova, autoria de um dos estudantes presentes, deliberações da Assembleia Magna”, cedeu esta exposição de fotografia Será possível perscrutar o “ego” da terra natal de um dos autores da outra a “todos os elementos do Senado justificou. que esteve patente, até ao dia 22 de pessoa, na afirmação da fé, na força exposição, António Costa Pinto. Universitário, inclusive ao reitor, pela No final da reunião, o dirigente Esta mostra pode ser visitada até ao forma como aprovaram a fixação de associativo insurgiu-se ainda contra dia 28. propinas”, moção esta oriunda da “alguns fazedores de opinião”, que não direcção-geral da AAC. nomeou, acusando-os de desco- Segundo Vítor Hugo Salgado, nhecerem a realidade estudantil e TRESPASSA-SE ambas as moções de censura aprovadas deixou um desafio: IMOBILIÁRIA PATROCÍNlO TAVARES, S. A. CONSULTÓRIO MÉDICO pela Assembleia Magna serão levadas “Venham passar um mês comigo Com 4 Gabinetes, em Coimbra. ao conhecimento do Senado, na a esta associação, a esta casa que é a – CONSTRUÇÃO CIVIL Universidade de Coimbra. Se calhar o Renda baixa. Excelente localização próxima reunião daquele órgão, – COMPRA, VENDA DE PROPRIEDADES mundo que tanto propagam não é a apresentadas no ponto “informações”. Rua da Sofia, 175 C 3000 COIMBRA Telef. 239 484 065 A AAC contesta nomeadamente verdadeira realidade e andam a enganar Tels . 239 854 730 Fax 239 854 735 Telem. 963 085 881 a forma como, na passada quarta feira, a opinião pública”, sublinhou. 12/11/03
  4. 4. coimbra 4 “Ou isto ou aquilo” no Museu António Marinho recusa dos Transportes até sábado incompatibilidade da O gosto pelos poemas de Cecília ora jogando com a repetição de vogais “Ou isto ou aquilo” é o título da peça de teatro para a Meireles foi-lhe “incutido” por uma professora primária “completamente fora do habitual” e que optou por e consoantes, ora propondo vários jogos de “non sense”. O elenco é composto por três profissão com jornalismo infância e juventude, ensinar os seus alunos a ler através da artistas, que se desdobram em várias baseada na obra homónima poesia da autora, como disse José personagens, das quais se destaca o O advogado e jornalista da poetisa brasileira Cecília Caldas à agência Lusa. professor e o aluno, cujo sonho é ter António Marinho defendeu, Meireles, que estreou José Caldas revisita assim a peça um “burrico” a quem possa contar na sexta feira, que o que em 1979 estreou no Centro histórias e que acaba por projectar anteontem no Museu dos Cultural da Carris, e que manteve em esse sonho no professor. exercício simultâneo destas Transportes, em Coimbra. cartaz durante o ano seguinte no Com uma cenografia “essen- duas profissões não deve ser Teatro da Cornucópia, no espaço “A cial”, como diz José Caldas, o palco é proibido pela Ordem dos Integrada na programação Comuna” e noutros locais. “preenchido” com uma cortina que regular para a infância e juventude Nesse mesmo ano, refere, foi representa o “sonho”, enquanto para Advogados (OA). da Coimbra 2003 - Capital Nacional galardoada com o prémio para lá desta está... a “realidade”. da Cultura, a peça tem encenação e Melhor Espectáculo de Infância e Pelo meio ficam vários instru- António Marinho falava à agên- dramaturgia de José Caldas, música Juventude da Associação Portuguesa mentos musicais, para que tudo se cia Lusa a propósito da revisão do cénica e direcção musical de Miguel de Críticos de Teatro. assuma como “um jogo do faz-de- Estatuto dos Advogados, que prevê Rimbaud e interpretação de ambos, O encenador brasileiro - resi- conta”. alterações ao nível das incompa- juntamente com Cristina do Aido. dente em Portugal há 25 anos - Co-produzida pela Quinta Pa- tibilidades e que foi analisada pelo Vinte e cinco anos depois de ter classifica “Ou isto ou aquilo” como rede/Coimbra 2003, a peça pode ser Conselho Geral da OA entre sexta e encenado “Ou isto ou aquilo”, José “um teatropoesia”. vista até sábado, às 15 e às 21 horas, domingo. Caldas regressa aos poemas de Cecília Porque - enfatiza - articula poe- no Museu dos Transportes, em “A Ordem, em vez de estabelecer Direitos Humanos da Ordem dos Meireles, autora por quem o en- sia, acção e música , numa constante Coimbra, sendo a primeira para gru- proibições genéricas, deve punir Advogados, demitido recentemente cenador “tem um carinho muito “brincadeira” - como Cecília Meireles pos escolares e a segunda para o públi- violações e violadores, no concreto”, do cargo pelo bastonário, José Miguel grande”. fazia e inventava com as palavras -, co em geral. afirmou. Júdice, por ter atacado a magistratura Um advogado que seja também judicial, aceita que apenas os de- jornalista assume uma “dupla vigi- putados e os padres sejam impedidos lância” e um “excesso de rigor” para de exercer a advocacia. não atropelar os dois códigos deon- No caso dos padres, António Falando de Ceira… e não só João Baptista tológicos, entre os quais “não existe qualquer incompatibilidade, antes se Marinho defende a necessidade de se optar por “obedecer à lei de Deus ou Boas notícias para Ceira complementam”, acrescentou Antó- à lei dos homens”, para não colocar nio Marinho Pinto, advogado e jor- em causa quaisquer normas deonto- Na sede da Associação Recreativa e nalista do semanário Expresso. lógicas. Musical de Ceira no dia 6 do corrente “Ambas as profissões exigem ho- Segundo António Marinho, a realizou a Câmara Municipal de nestidade e ambas trabalham com as “grande promiscuidade” entre a Coimbra uma reunião com os mesmas armas: a palavra, a liberdade advocacia, outras profissões e os presidentes de Juntas de freguesia e a independência”, disse, frisando poderes político e económico existe preparando o Plano e Orçamento para que “há advogados mais dependentes ao nível das “grandes empresas de 2004. dos clientes do que alguns jornalistas advogados de Lisboa e Porto, que A transferência de verbas para as da sua entidade patronal”. trabalham, em muitos casos, na pe- Juntas de Freguesia cifra-se em cerca O ex-presidente da Comissão de numbra dos gabinetes ministeriais”. de 4 milhões e 600 mil euros o que corresponderá a um aumento na casa dos 16% em relação a 2003. Afirmou, e nós acreditamos, o Presidente da Câmara Municipal que estamos em presença de um aumento significativo por parte da Câmara que Derrida em Coimbra espera, contudo, que os investimentos sejam feitos com a prudência que se impõe. A adjudicação da ponte da Boiça, vai representar uma grande melhoria para congresso Quanto a Ceira foram anunciadas No âmbito do encontro, serão duas obras fundamentais para o seu para as condições de vida na margem esquerda do Ceira O filósofo francês Jacques lançadas três obras de Derrida que desenvolvimento. Derrida vai estar em ainda não haviam sido traduzidas pa- Abordemos cada uma de per si: A dia e saber esperar é uma virtude. É que, com redobrada esperança e Portugal na próxima ra português: “Da Hospitalidade”, adjudicação da obra de construção da dentro destes dois conceitos de satisfação, nos regozijemos com as “Políticas de Amizade” (em conjunto ponte da Boiça a executar no prazo de sabedoria popular que assentamos a notícias referidas. semana, entre os dias 17 e com “O Ouvido de Heidegger”), e 150 dias, no valor de 828.289 euros, nossa convicção de que Ceira Esperança porque será a última 19, para participar numa “Força de Lei”. permite concluir que este malfadado ultrapassou os longos anos de coisa a perder. Satisfação intima por conferência no âmbito da O mentor do desconstrutivismo problema vai ter, ao fim de dezenas de promessas incumpridas. estarmos presentes perante obras do Coimbra Capital Nacional será também protagonista de “Derri- anos, a solução adequada. A sua Nas infraestruturas a implantar Presidente da Câmara por cuja eleição da”, um documentário de Kirby Dick estrutura espaçosa para veículos e há, todavia, que considerar primeiro lutámos com entusiasmo mau grado da Cultura e assistir à edição e Amy Ziering Kofman com apre- peões bem como a sua localização vai do que tudo o interesse das populações opiniões contrárias que enfrentámos. de três obras suas. sentação prevista para o dia 13 no representar uma grande melhoria para e muito especialmente os fins que elas Esta é, contudo, a verdadeira Pequeno Auditório da Culturgest, em as condições de vida na margem objectivam nos seus diferentes graus democracia em que todos deveríamos O pensador vai proferir a con- Lisboa, inserido no ciclo “Cinema e esquerda do Ceira especialmente para de serviço público. Há que ser realis- viver sem atropelos de qualquer ferência de abertura do Congresso Pensamento”. as populações da Boiça, do Cabouco tas, prudentes, sem aspirarmos a natureza. Internacional “A Soberania. Crítica, Jacques Derrida nasceu em El- e até do alto das Vendas de Ceira. concretizar ideias megalómanas que Desconstrução, Aporias (Em Torno do Biar, Argélia, em 1930, é membro do Recordemos que o projecto para muitas vezes estão na origem da não CPT do Sobral de Ceira Pensamento de Jacques Derrida)”, co- Colégio Internacional de Filosofia, esta construção foi aprovado em realização de projectos inadequados. organizado o Instituto de Estudos professor de Ciências Sociais na reunião da Câmara Municipal de Ainda quanto a este acordo de Está marcada para as 16 horas do Filosóficos da Faculdade de Letras da École des Hautes Études, em Paris, e Coimbra em 17 de Julho do ano 2000. princípio agora firmado para a próximo dia 30 a assembleia geral um dos mais destacados pensadores Universidade de Coimbra. contemporâneos. Há pouco mais de três anos, portanto. aquisição de terrenos não podemos ordinária com a seguinte ordem de Abílio Hernandez, presidente da (!) esquecer que numa reunião em Ceira O movimento da desconstrução, trabalhos: Coimbra 2003, não hesita em apontar que constitui o fulcro da sua obra, Aproveitando a sua vinda a Ceira em 20 de Junho de 1998 (!) com o l. Leitura, discussão e votação da o congresso - onde estarão represen- aborda o filosófico e o literário, mas o Presidente da Câmara Municipal quis executivo municipal foi por este acta da sessão anterior. tadas várias áreas do saber, da Filo- igualmente, por meio da autobio- informar que na manhã daquele decidido haver necessidade de 2. Leitura, discussão e votação do sofia às Artes, da Psicanálise ao Direi- grafia, todos os aspectos políticos da mesmo dia a Câmara estabelecera um estabelecer contactos imediatos com programa de acção e previsão to, passando pela Arquitectura - como vida, do direito às biotecnologias, acordo de princípio com o respectivo o proprietário dos terrenos. orçamental para 2004. um dos momentos altos da Capital passando pelas telecomunicações e proprietário para a aquisição de Em reunião de 27 de Junho de 3. Eleição dos corpos gerentes Nacional da Cultura. pela religião. terrenos onde se tornará possível 2001(!) realizada nos Paços do para o biénio 2004/2005. instalar um novo Centro de Saúde, o Concelho entre o Presidente da 4. Informações Jardim de Infância e a sede da Junta de Câmara, o Vereador do Pelouro de Se à hora designada não estiver JESUS CRISTO É O SALVADOR Freguesia. Obras e o executivo autárquico de presente pelo menos metade dos sócios Para quem tem lutado intran- Ceira constatou-se que os contactos a assembleia funcionará uma hora sigentemente pela implantação em determinados pelo Presidente da depois com qualquer número de “Crê no Senhor Jesus Cristo e “Quem crer e for baptizado será Ceira daquelas infraestruturas como Câmara em Junho de 98 não tinham associados presente. serás salvo, tu e a tua casa”. salvo; Quem não crer será temos feito, aquela notícia enche-nos ainda sido iniciados. Tal como já anunciámos a mesa Actos 16:31 condenado”. de satisfação e de esperança em que Mantemos firme o nosso da assembleia geral receberá até às 17 S. Marcos 16:16 Ceira entrou, finalmente, no caminho desideratum de lutar dentro da nossa horas de 21 do mês corrente listas para do progresso. esfera de acção pelo progresso e serem submetidas a sufrágio na eleição Roga-Lhe - F. R. Santos Roma e Pavía não se fizeram num desenvolvimento desta freguesia. Daí mencionada. 2/11/03
  5. 5. ensino 5 Propinas propinas mínima, para este ano lectivo, e em 852 euros, a máxima, para 2004-2005, tendo os estudantes Reitor da UC pede serenidade e bom senso acusado o reitor e o Senado de “traição”. Na última madrugada, em cum- primento de decisões de uma reunião à comunidade universitária geral de alunos convocada de emer- gência, os universitários, em sinal de protesto, encerraram a cadeado os em que explica como decorreu a rariamente da sala, José Reis disse que edifícios mais antigos da UC, no Paço O reitor da Universidade de reunião do Senado. os actuais problemas radicam no das Escolas, incluindo a Reitoria e a Coimbra (UC), Seabra Entretanto, a Juventude Comu- “código genético da coligação do Faculdade de Direito. Santos, pediu na quinta feira nista Portuguesa (JCP) repudiou poder universitário”, que congrega Quando o reitor prestava decla- “todas e quaisquer iniciativas que professores afectos ao PCP - o caso rações aos jornalistas, no final da “serenidade e bom senso” a desviem a luta (dos estudantes da UC) do próprio Seabra Santos - e ao PSD. reunião do Senado, 50 estudantes todos os membros da do seu responsável”, frisando que o José Reis disse que a posição dos invadiram a sala, chamando “traidor” comunidade universitária, governo é o “único inimigo” dos uni- estudantes face à política do governo e “fascista” a Seabra Santos. numa mensagem que parece versitários. para o ensino superior, centrada na José Reis, apesar de criticar o “Qualquer acção que baralhe, questão das propinas, “é indefensável programa e a acção da actual equipa dirigida especialmente aos distraia ou aponte inimigos imaginá- do ponto de vista social”, revelando reitoral, manifestou solidariedade estudantes. rios mais não faz do que quebrar a ainda “falta de respeito pela posição com Seabra Santos. unidade estudantil, branquear o papel contrária”. “Estou solidário com o reitor da “A nossa condição de univer- do governo e responder às suas expec- Na sua opinião, os alunos com- minha universidade, atacado grossei- sitários impõe a todos a serenidade, o tativas de ver facilitada a concre- portam-se como se fossem o “único ramente” pelos estudantes que inva- bom senso e a determinação para tização das suas políticas”, consi- corpo” da instituição universitária e diram a sala da conferência de im- salvaguardar os valores universitários derou a Organização do Ensino a Assembleia Magna “o seu órgão prensa, precisou, considerando ainda e os direitos de todos os que estudam Superior de Coimbra da JCP. máximo”. que Seabra Santos “agiu bem” ao e trabalham na Universidade e todos Militante da União de Estu- “O compromisso notório que defender a aprovação da sua proposta os que a ela recorrem”, refere uma nota dantes Comunistas (UEC) nos tempos houve na eleição do reitor depois não no Senado. da Reitoria divulgada nessa tarde. de estudante, o reitor, Fernando é saudável”, criticou. Na sua opinião, “uma universi- O comunicado foi difundido Seabra Santos, é identificado em José Reis disse que a proposta dade autonómica deve assumir numa altura em que a Reitoria e outras Coimbra com a denominada ala de Fernando Seabra Santos sobre as também o papel que lhe cabe na dependências universitárias do Paço “renovadora” do PCP, tendo partici- que foi eleito para a cargo. propinas, aprovada pela maioria dos definição das propinas”, defendeu, das Escolas se encontram encerradas pado, em 2002, na cidade, num jantar O antigo secretário de Estado do membros do Senado presentes, mas discordando da posição que Seabra por iniciativa dos alunos, um dia organizado por essa corrente em que Ensino Superior, candidato derrotado sem a participação dos estudantes, Santos e o Conselho de Reitores têm depois de o Senado ter fixado os discursou o comunista João Amaral, na eleição do reitor da UC do início “estava ferida” desde que foi apre- defendido sobre as propinas, recu- montantes das propinas para este ano entretanto falecido. do ano, considerou que Seabra Santos sentada, há algumas semanas. sando que sejam as universidades a lectivo e para o próximo. ficou, desde então, “refém dos estu- O senador e catedrático da fixar os montantes. “Os estudantes estiveram dantes”, que atiraram “um saco de Faculdade de Economia revelou que Apesar de criticar o compro- presentes e participaram na reunião Catedrático critica reitor votos à cabeça do candidato a reitor”. se absteve na votação do documento, misso do reitor com os estudantes, quando e como entenderam, tendo por “grande convergência” Em declarações à agência Lusa, por considerar que o reitor “estava José Reis observou que a legitimidade esta decorrido no mais estrito respeito pronunciando-se sobre a crise refém da posição dos estudantes”, de Seabra Santos “está intacta” e que pelos Estatutos da Universidade e O catedrático José Reis criticou o instalada quarta-feira na Universi- cujos votos foram decisivos para a sua este não deve demitir-se sob pressão pelos princípios democráticos de reitor da UC, Seabra Santos, pela sua dade, na sequência da fixação dos eleição pela Assembleia da Univer- dos alunos, como aconteceu há um funcionamento das assembleias”, “posição de grande convergência” montantes das propinas pelo Senado, sidade. ano com o seu antecessor, Fernando afirma a Reitoria, no final de um texto com as posições dos estudantes desde com os estudantes ausentes tempo- O Senado fixou em 463 euros a Rebelo. Universitários sector privado querem Ministra anuncia mais dedução das propinas nos impostos bolsas para ensino superior Estado pode implementar para ga- Os estudantes do ensino rantir uma maior igualdade entre os A ministra da Ciência e do inserção de mestres e doutores e 50 superior privado querem estudantes do ensino superior privado Ensino Superior, Graça bolsas em ambiente empresarial e, por que o limite da dedução e público, dando cumprimento ao Carvalho, anunciou 5.715 outro lado, o financiamento de 300 à colecta em gastos estipulado na Constituição”, acres- novos projectos de índole académica e centou José Alberto Rodrigues. novas bolsas para o ensino 70 de investigação em consórcio. para propinas suba para Os estudantes querem também superior, como forma de Os números da ministra não 2.500 euros, defendeu que os resultados da avaliação às “garantir que ninguém fique convenceram, contudo, a oposição, que no domingo, no Porto, instituições do sector privado sejam criticou o “desinvestimento no ensino objecto de divulgação pública, para fora da Universidade por falta superior público e na ciência”. o dirigente federativo José que os estudantes possam escolher as de condições financeiras”. “A política do Governo em matéria Alberto Rodrigues. escolas tendo em conta essa de ensino superior traduz-se no avaliação. No dia em que milhares de desinvestimento do Estado e na “Pensamos que a única solução A FAESP reivindica também o estudantes se manifestam à porta do transferência dos custos deste de- aceitável será o aumento dos actuais aumento dos apoios directos e Parlamento contra o aumento das sinvestimento para as famílias, através 550 euros para 2.500 euros, que é a indirectos da Acção Social Escolar propinas, a ministra da tutela apro- do aumento das propinas”, acusou o média dos gastos anuais dos (ASE), nomeadamente através de veitou a sua intervenção no debate sobre deputado do PS Augusto Santos Silva. estudantes do ensino superior privado subsídios para cantinas e residências o Orçamento de Estado para 2004 para Também Luísa Mesquita, do PCP, com propinas, disse José Alberto de estudantes. Os estudantes do sector anunciar o reforço da acção social acusou o executivo de “desinvestir no Rodrigues, presidente da Federação privado pretendem também que a escolar. superior público para investir no Nacional das Associações dos homologação dos cursos - que “O número de bolsas para o ensino privado”. Estudantes do Ensino Superior actualmente pode demorar dois a três superior vai passar das actuais 58 mil “Inflacionar as receitas próprias Privado (FNAESP). Esta foi uma das anos - passe a ter resposta por parte da para 63.715. São 5.715 estudantes que das Universidades à custa das propinas conclusões do Encontro Nacional de respectiva comissão nacional de vão poder beneficiar de bolsas de é sinónimo de um Orçamento soli- Associações de Estudantes do Ensino avaliação num prazo máximo de um estudo pagas pelo Estado”, sublinhou dário?”, questionou a deputada Superior Particular e Cooperativo, ano. Graça Carvalho. comunista. O deputado do Bloco de que se realizou nas instalações da Da mesma forma, os estudantes Em relação às propinas, a ministra, Esquerda, Teixeira Lopes, respondeu Universidade Portucalense no Porto. pretendem também que as respostas naquela que foi a sua primeira com números à intervenção de Graça “Esta é uma das medidas que o daquela comissão às propostas de restruturação de cursos sejam dadas intervenção no plenário da Assembleia Carvalho, citando indicadores do num prazo máximo de seis meses. da República, afirmou que “cada Eurostat, segundo os quais, “Portugal Finalmente, a FNAESP pretende estudante do ensino superior público gasta com cada aluno do ensino AGÊNCIA FUNERÁRIA que a estabilidade das propinas nos custa ao Estado 1.104 contos por ano superior muito menos que a média cursos superiores privados seja (...) O que se está a pedir a cada estudante europeia”. ADELINO MARTINS, LDA. contratualizada no início dos cursos, garantindo assim que não haverá é no limite que contribua com cerca de 14 contos por mês”. “Todos, na medida “Só a Espanha e Grécia gastam menos do que nós”, acusou. Para o O ORGULHO DE BEM SERVIR DESDE 1940 aumentos bruscos. das suas possibilidades, devem ter deputado do Bloco, este Orçamento de “Queremos que os estudantes e alguma comparticipação nas despesas Estado “é uma derrota para o ensino FUNERAIS – FLORES – TRASLADAÇÕES as suas famílias tenham alguma do ensino superior mas ninguém pode superior em Portugal”. “Mas não vão segurança relativamente a quanto ficar privado desse ensino por carências conseguir impor esta derrota aos mais SERVIÇO PERMANENTE lhes vai custar terminar o curso, económicas”, sublinhou. de dez mil jovens que, em frente à Telefs. 239 824 825 - 239 820 406 mediante um contrato que assegure Na área da ciência, a ministra apre- Assembleia da República, vão dar limites aos aumentos de propinas”, sentou no Parlamento duas novidades: resposta adequada à ministra e a todo o R. Corpo de Deus, 118-120 3000 COIMBRA acrescentou José Alberto Rodrigues. a atribuição de cem novas bolsas de Governo”, afirmou Teixeira Lopes. 12/11/03

×