Slides - Oficina de Córdeis

408 visualizações

Publicada em

Oficina de Córdeis

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Slides - Oficina de Córdeis

  1. 1. UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO Á DOCÊNCIA – PIBID
  2. 2. E.E.E.F.M PROFESSOR RAUL CÓRDULA COORDENADORA DE ÁREA: AURICELIA LOPES PEREIRA PROFESSOR SUPERVISORA: IVANILDA MATIAS BEZERRA EQUIPE: JÉSSICA SALVINO RAYSSA EUTÁLIA FRANCINE SANTOS LEONARDO LIRA SABRINA LOPES
  3. 3. Literatura de Cordel
  4. 4. O que é? • “A literatura de cordel, também conhecida como folheto, aqui no Brasil é um tipo de poesia popular impressa” • “O nome literatura de cordel tem origem na forma como esses folhetos são vendidos, eles normalmente são pendurados em barbantes, cordas ou cordéis”
  5. 5. De onde vem? • “A literatura de cordel teve início no século XVI, quando o Renascimento passou a popularizar a impressão dos relatos que pela tradição eram feitos oralmente pelos trovadores. A tradição desse tipo de publicação vem da Europa.”
  6. 6. Como chegou ao Brasil? • “Foi no século XVIII que a literatura de cordel chegou em nosso país. Durante o início da colonização os portugueses a trouxeram e aos poucos ela começou a se tornar popular. Há quem afirme que os folhetos foram introduzidos no Brasil pelo cantador Silvino Pirauá e em seguida pela dupla Leandro Gomes de Barros e Francisco das Chagas Batista.”
  7. 7. Literatura de cordel, por César Obeid
  8. 8. Principais Cordelistas Apolônio Alves dos Santos Leandro Gomes de Barros Patativa do Assaré
  9. 9. Estrutura • Quadra – uma estrofe de quatro versos; • Sextilha – uma estrofe de seis versos; • Septilha – uma estrofe de sete versos, essa é a mais rara; • Oitava – uma estrofe de oito versos; • Quadrão – os três primeiros versos rimam entre si, o quarto com o oitavo e o quinto, o sexto e o sétimo também entre si; • Décima – uma estrofe de dez versos; • Martelo – estrofes formadas por decassílabos (estes são muito comuns em desafios e versos heroicos).
  10. 10. Estrutura • O que é a sextilha? Estrofes de seis versos de sete sílabas Estrofe de seis versos, onde o segundo verso rima com o quarto e este com o sexto; • O que é estrofe? É um grupo de versos que apresentam, comumente, sentido completo, o mesmo que estância. • O que é verso? É cada uma das linhas constitutivas de um poema. (o mesmo que pé).
  11. 11. Sextilha e a técnica do xaxaxa,por César Obeid.
  12. 12. Ilustrações • Suas ilustrações são feitas por xilogravuras. • A Xilografia é uma técnica de fazer gravuras em relevo sobre madeira.
  13. 13. Xilogravuras Fonte: Site péquebrado.com.br Fonte: Blog Aum Magic
  14. 14. Cordel: O cangaceiro
  15. 15. Referências Literatura de cordel. Disponível em:<http://www.estudopratico.com.br/literatura -de-cordel/. Acesso em 07 de Setembro de 2015. “Lampião e Maria Bonita”. Disponível: < http://pe.quebarato.com.br/recife/xilogravura- papel-media-preto-e-branca-lampiao-e-maria- b__163026.html. Acesso em 06 de Setembro de 2015. “Moça Roubada” Disponível em:< http://aumagic.blogspot.com.br/2013/02/arte- popular-do-brasil-xilografia-de.html. Acesso em 06 de Setembro de 2015;
  16. 16. Referências Aprenda a fazer um cordel. Disponível em: < http://cordeldobrasil.com.br/v1/aprenda-fazer- um-cordel/. Acesso em 06 de Setembro de 2015. Grandes cordelistas. Disponível em:<http://www.ablc.com.br/historia/hist_corde listas.htm. Acesso em 06 de Setembro de 2015. Canal do youtube: César Obeid https://www.youtube.com/watch?v=6s779CH4c Qw.

×