E.E. PADRE                    EZEQUIEL                    JUINA - MT                                 RAMIN   InformEzequie...
2   • Agosto de 2011                                                                                                     I...
InformEzequiel                                                                                                            ...
4   • Agosto de 2011                                                                                                      ...
InformEzequiel                                                                                                            ...
6   • Agosto de 2011                                                                                                      ...
InformEzequiel                                                                                                           A...
8   • Agosto de 2011                                                                                   InformEzequiel     ...
InformEzequiel                                                                                                       Agost...
10     • Agosto de 2011                                                                                                   ...
InformEzequiel                                                                                                         Ago...
12     • Agosto de 2011                                                                                                   ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal Escola Padre Ezequiel Ramanin - edição 10

4.173 visualizações

Publicada em

Jornal Escola Padre Ezequiel Ramanin - edição 10
Escola Pr. Ezequiel Ramin em Juina MT

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Jornal Escola Padre Ezequiel Ramanin - edição 10

  1. 1. E.E. PADRE EZEQUIEL JUINA - MT RAMIN InformEzequiel Ano III • 10ª Edição • Juína-MT Agosto de 2011 HOMENAGEM ÀS MÃES A ESCOLA COMUM NAM ãe é uma pessoa especial. Por isso, a PERSPECTIVA INCLUSIVA Escola Estadual Padre Ezequiel Ramin, presenteou pelo segundo ano consecutivo Aas mães de seus alunos com um delicioso jantar.Leia mais na página 02. escola das diferenças é a escola na perspectiva inclusiva e sua pedagogia tem como questionar, colocar em dúvida, contrapor-se, discutir e reconstruir as práticas que, até então, têm mantido a exclusão. Confira na pág. 08Homenagem - Delicioso jantar para as mães dos Alunos da Escola.A ESCOLA Pe EZEQUIEL RAMIN É SHOW NO ANIVERSÁRIO DO MUNICÍPIO Desenvolvimento - Alunos aprendendo de forma especial.Show - Apresentação dos Alunos da Escola Pe Ezequiel Ramin. ACISO - AÇÃO CÍVICO SOCIAL AULA PRÁTICA DE CIÊNCIASS ob a coordenação da Professora Agna Noguei- ra, a Escola Pe Ezequiel Ramin participou das festividades do 29º Aniversário de Juina, coma encenação da música: “Quem é ele”, Zezé deCamargo e Luciano. Leia mais na página 02. Veja mais Homenagem às Mães Página 02 Aniversário de Juína Página 02 Eu Leio Informezequiel Página 03 ACISO Página 04 Aula Prática - Ciências Página 04 Projeto de Incentivo à Leitura Página 05 A N Texto do Aluno Página 06 Exposição - Armamentos e Equipamentos da Polícia Militar. Conhecimento - Alunos da 2ª fase do 3º ciclo em Aula Prática. Meio Ambiente Página 08 Polícia Militar do CR VIII lançou o projeto a busca de contextualizar o conteúdo e Perspectiva Inclusiva Página 09 ACISO (Ação Cívico Social) em Juína, que deixá-lo mais claro, os alunos da 2ª fase do Aprendendo Brincando Página 10 teve como objetivo levar a população dos 3º ciclo estão sendo iniciados no mundo da Importância da Secretaria Página 11 bairros do município serviços de interesse público ciência para que produzam um saber científico SAMU Página 11 social. O ACISO contou com parcerias de vários em busca do conhecimento do próprio corpo e Noite na Biblioteca Página 08 segmentos. melhoria da qualidade de vida. EJA Página 08 Leia mais na página 04 Leia mais na página 04
  2. 2. 2 • Agosto de 2011 InformEzequiel Carta ao Leitor HOMENAGEM ÀS MÃES A ESCOLA Pe EZEQUIEL RAMIN M Olá, queridos leitores... ãe é uma pessoa especial. Por isso, É SHOW NO ANIVERSÁRIO DOO a Escola Estadual Padre Ezequiel mais antigo jornal que se tem notícia foi o Acta Diurna, que surgiu por volta Ramin, presenteou pelo segundo MUNICÍPIO de 59 a.C., a partir do desejo de Júlio ano consecutivo as mães de seus alunosCesar de informar a população sobre fatos com um delicioso jantar. Durante a semanasociais e políticos ocorridos no império,como campanhas militares, julgamentos e que antecedia o evento, os profissionais daexecuções. As notícias eram colocadas em educação confeccionaram lindas flores emgrandes placas brancas expostas em local EVA que foram usadas para decorar o espaço ede grande acesso ao público. A partir da também entregues como lembrança, às mães.invenção de Johannes Gutenberg, em 1447,surgiram os jornais modernos, que tiveramgrande circulação entre comerciantes, paraa divulgação de notícias marcantes. Com a Sinvenção do telégrafo, em 1844, as notíciaspassaram a circular muito mais rapidamente, ob a coordenação da Professora Agnagerando uma grande mudança no jornalismo. Nogueira, a Escola Pe Ezequiel RaminEm meados do século XIX, os jornais já participou das festividades do 29ºeram o principal veículo de transmissão dasinformações, passando a surgir grandes grupos Aniversário de Juina, com a encenação daeditoriais, que tinham grande capacidade de música: “Quem é ele”, Zezé de Camargo einfluência.Nos anos 1920, o surgimento do Luciano. Todos os Profissionais da Educaçãorádio novamente transformou o jornalismo, o De manhã um grupo de professores e da Unidade Escolar estiveram presentes eque voltou a acontecer a partir dos anos 1940 funcionários se organizou e fez a limpeza sentiram-se emocionados, assim como todoscom o surgimento da televisão. A partir dofim dos anos 1990, a internet trouxe volume e do espaço, onde foram realizadas as aqueles que tiveram a honra de assistir aatualização de informações sem precedentes. comemorações. À tarde, outro grupo de apresentação.Nós, da Escola Estadual Padre Ezequiel Ramin, professores e funcionários se organizou eestamos constribuindo para a construção de decorou o ambiente.nossa própria história e de toda a sociedade.Por isso, o Informezequiel tem como objetivoprincipal socializar o trabalho que vem sendorealizado por esta comunidade escolar esentimo-nos honrados em ter você comoleitor. Profª. Marciane Sacht Coordenadora Pedagógica O corpo docente esteve muito bem representado pelos alunos que foram No jantar foi servido arroz branco, strogonoff, levados ao palco, demonstrando parte do saladas diversas e batata palha. Os pratos trabalho que é desenvolvido por esta Escola foram cuidadosamente preparados pelos que tem como lema “Desenvolvimento, ética professores e funcionários, que usaram da e cidadania”. criatividade e fizeram decorações com os Sinopse da apresentação: alimentos. “Ao olharmos o voo livre de um passarinho ou a chuva que cai sobre a terra, podemos Expediente observar que existe uma força maior que domina isto. A letra da música, ao ser Escola Estadual encenada pelos alunos nos faz parar e refletir que somente Deus tem essa força.” Padre Ezequiel Ramin Professora Marciane Responsáveis: Dir. Elson Marques de Oliveira Coord. Marciane Sacht Coord. Luciana Ledo Peres Ruis À noite alguns alunos e professores Coord. João Paulo de Oliveira Costa prestaram suas homenagens, às mães, através de músicas, palavras bíblicas e Impressão: leitura de poemas. Também foram sorteados Gráfica Gerdan vários brindes, doados pelos professores, Tiragem: funcionários e amigos da escola. Muitas 500 exemplares mães participaram do evento, juntamente com seus familiares. Segundo o diretor Elson Os conteúdos veiculados neste jornal Marques de Oliveira o evento foi um sucessosão de inteira responsabilidade dos seus e o número de participantes bem maior em autores. relação ao ano anterior. Professora Luciana
  3. 3. InformEzequiel Agosto de 2011 • 3A SALA DE AULA NA VISÃO EU LEIO INFORMATIVO EZEQUIEL A L DO DIRETOR o chegar nesta escola me deparei er o Informezequiel me traz muitaA com uma realidade muito diferente satisfação e alegria por saber que as sala de aula é um lugar de cultura em matérias editadas neste jornal são constante evolução. Essa evolução me da qual eu estava acostumada, com ações desenvolvidas na escola por alunos e forçou a refletir sobre meu estilo de uma infinidade de coisas e escolhas a funcionários. É um projeto que leva culturaobservação como administrador escolar e me minha disposição, dentre elas o Informativo e informação a toda comunidade escolar,desafiou a implementar uma mudança de foco Ezequiel. Jornal criado pela escola, onde incentiva a leitura, estimula a produção equando visito salas de aula na escola. Ver salas alunos e professores expõem de forma clara desenvolve a cidadania em nossos alunos.de aula a partir da história da sociedade em que e objetiva os trabalhos realizados durante oeste aluno está inserido me ajudou a perceber bimestre. Para nós professores, esse é umque professor e aluno são os agentes principais,e passei a considerar as ações dos alunos na projeto muito positivo que tem dado bonssala de aula. Agora observo e ouço alunos frutos à escola, pois oportuniza desenvolvermuito mais que antes; procuro evidências um trabalho a partir das próprias ideiasde habilidades aprendidas anteriormente, dos alunos, aproximando-os da leitura e dahabilidades que estão emergindo, e observo em escrita.que direção vai a comunidade de aprendizes. Outro grandeEmbora o plano de aula e a coordenação da diferencial é aturma ainda sejam elementos importantes diversificação naa serem observados pelo administrador metodologia deescolar, agora procuro evidências depadrões e rotinas que foram negociados pela trabalho em sala PROVA BRASIL 2011comunidade e internalizados pelo grupo de aula devido à diversidade No segundo semestre deste ano, serámuito antes de eu entrar na sala de aula. Ao de textos que realizada a quarta edição da Prova Brasil.chegar à turma, lembro a mim mesmo de que Aestou observando somente um “momento” são explorados, Prova Brasil é basicamente um meiode uma comunidade em processo e que possibilitando o desenvolvimento de avaliar o ensino das escolas, sejamcontinua evoluindo diariamente. Tento ver do senso crítico dos alunos. As elas de rede pública ou privada. Sãoo funcionamento diário da sala de aula do aulas tornam-se mais atrativasponto de vista do aluno, para que eu possa aplicadas para alunos de 4ª a 8ª série do quando há a possibilidade de serem ensino fundamental, ou segundo a novaentender melhor a vida nessa comunidade. publicados os trabalhos que eles estão classificação escolar, de 5º a 9º ano. Também desenvolvendo. O Informe Ezequiel é um são aplicadas para alunos do 3º ano do jornal particularmente interessante porque ensino médio. São realizadas apenas para retrata a realidade escolar, auxilia os alunos essas séries por serem consideradas as mais estimulando principalmente a expressão importantes e fácil de avaliar a qualidade de oral e produção textual. As matérias ensino, já que a partir do 5º ano as disciplinas publicadas incluem tipos e gêneros textuais escolares começam a se dificultarem para os diferentes, presente no convívio escolar, alunos, e no 3º ano do ensino médio que é bem como todos os projetos mais relevantes o encerramento do 2º grau de escolaridade. desenvolvidos pelos alunos ao longo do O objetivo principal é avaliar a situação do Se observo um grupo de alunos pedindo bimestre. ensino em nosso país, e por esse motivo aajuda aos colegas, decidindo, desta forma, Acho a leitura desse informativo muito prova Brasil são aplicadas para verificar osolucionar problemas ou trabalhando válida, uma vez que a comunidade escolar grau de aprendizado e a qualidade do ensinojuntos com uma meta comum, sei que essa pode “ficar por dentro”, de tudo o que durante o decorrer do ano. Assim tambémcomunidade valoriza cada membro como acontece na Escola Ezequiel Ramin. Eu poderão ser avaliadas as próprias escolas, jáalguém que, simultaneamente, ensina e por exemplo ao ler esse Informativo pela que os alunos que mais se destacarem irãoaprende. Quando não tenho muita clareza primeira vez pude ter uma idéia geral sobre mostrar que a escola é capaz de fornecer aossobre o que está acontecendo na sala de o funcionamento da escola e da nova equipe alunos uma boa bagagem de ensino.aula, vou direto à fonte principal: peçoque os alunos me expliquem o que está da qual eu estaria fazendo parte, o que me De maneira geral, são provas que envolvemacontecendo e qual o histórico daquele ajudou no processo de adaptação com muito a língua portuguesa e a matemática. Asacontecimento. Isso me permite ser um mais rapidez. avaliações estão previstas para o mês deaprendiz ativo na comunidade e os alunos Professora Rosemilda outubro de 2011, por isso os alunos devemficam sempre muito orgulhosos de ensinar ser preparados e informandos para esseao diretor algo que sabem. Na medida em sistema de provas. O resultado dessas provasque continuo a desenvolver o meu trabalho, seram essenciais para o cálculo do IDEB cujoespero cultivar minha habilidade de observar significado é Índice de Desenvolvimentoas ações e interações dos alunos para que da Educação Básica. É importante que oseu possa avaliar minhas ações e junto ao professores incentivem os alunos à leitura ecorpo docente aumentar oportunidades de à prática de cálculos para garantir um bomaprendizagem. desempenho no exame. DIRETOR: Elson Marques de Oliveira Professora Elisangela
  4. 4. 4 • Agosto de 2011 InformEzequielACISO - AÇÃO CÍVICO SOCIAL AULA PRÁTICA DE CIÊNCIAS OBA - Olimpíada Brasileira de Astronomia e AstronáuticaA A A Polícia Militar do CR VIII lançou o OBA é um evento aberto à participação aula de ciências nos dias atuais está de escolas públicas ou privadas, urbanas projeto ACISO (Ação Cívico Social) em Juína, que teve como objetivo levar a quase sempre condicionada a livros ou rurais, para alunos do primeiropopulação dos bairros do município serviços e seus exemplos que dificilmente ano do ensino fundamental até aos do empolga os alunos e desperta o interesse pelo último ano do ensino médio. A OBA ocorrede interesse público social. totalmente dentro da própria escola, temEsta ação social foi realizada no dia 11 de conhecimento. Na busca de contextualizar o uma única fase e é realizada dentro de umJunho de 2011 na Escola Estadual Padre conteúdo e deixá-lo mais claro, os alunos da só ano letivo. A participação dos alunosEzequiel Ramin, iniciou às 8h e sua finalização 2ª fase do 3º ciclo estão sendo iniciados no é voluntária e não há obrigatoriedade defoi às 17h. mundo da ciência para que produzam um número mínimo ou máximo de alunos. Foi disponibilizado para a sociedade serviços Ao final da OBA todos alunos recebem um saber científico em busca do conhecimentocomo: confecção de RG, carteira de trabalho, certificado de participação, bem comotítulo de eleitor, carteira de reservista, corte do próprio corpo e melhoria da qualidade de os professores envolvidos no processo ede cabelo, estética, assessoramento jurídico. vida. também os diretores escolares. Aos alunosO projeto contou também com os exames do da Escola Estadual Pe Ezequiel Ramin queteste de HIV, Hepatite, Glicose, Preventivo participaram da OBA, nossos parabéns.do colo de útero entre outros. MERENDA ESCOLAR O Vale ressaltar que na data teve a principal objetivo do programapresença de vários palestrantes que de alimentação é distribuir umaabordaram temas como: prevenção refeição por aluno da rede públicacontra a hanseníase, contra DST, direito de ensino nos 200 dias letivos de formado trabalho, tabagismo e drogas de modo universalizada, suprindo as necessidadesgeral. Esteve presente no dia a equipe nutricionais referentes ao período em que o educando estiver na escola. Destamédica da Polícia Militar de MT, sendo Durante a aula prática foram dissecados forma busca fortalecer e alimentar o01 Cardiologista, 01 Pediatra e 01 Clínico educando durante suas atividades escolares,Geral, a Polícia Comunitária teve o projeto vários corações bovinos, para que sua criando assim, condições adequadasEscovódramo que ensinou dicas sobre estrutura fosse sentida, cada cavidade e à aprendizagem e ao mesmo tempoHigiene Bucal para crianças presentes no vasos observados e o funcionamento do um atrativo à freqüência do educando.evento. músculo cardíaco compreendido, abrindo Assim, a merenda escolar se torna tão espaço para comentários sobre doenças importante quanto o aprendizado. É importante frisar que o valor nutricional cardiovasculares. Além da aula prática da merenda deve ser levado a sério, escreveram um relatório que descreve a para atender realmente as crianças que aula, iniciando-os também para o método dependem diretamente desta alimentação científico despertando o interesse para que para sua sobrevivência, ainda não podemos esquecer-nos das crianças que possam questionar, criar, levantar hipóteses moram longe, saem de casa muito cedo e obter respostas. e chegam muito tarde, dependendo de uma alimentação reforçada. Desta forma gostaria de justificar nosso cardápio, que prioriza uma alimentação saudável e de Durante todo o dia foram realizadas qualidade, também não podemos esqueceratividades esportivas para todo o público que o valor diário deste cardápio por alunopresente. O ACISO contou com as parcerias é de R$0,30 (trinta centavos). Mesmo assimde vários segmentos entre eles destacamos: conseguimos um cardápio equilibrado eSecretaria Municipal de Saúde, Secretaria nutritivo, sendo repetido a cada 15 dias,de Assistência Social, Rotary, AJES, Politec, contendo um prato doce por semana eCâmara Municipal de Juína e Secretaria de quatro salgados. Muitas vezes foi-nosEducação e Cultura. sugerido a troca de cardápio, mas levamos O Coordenador geral do projeto Major PM Descobrindo o jeito que cada aluno aprende, em consideração estas necessidades básicas. Nesta perspectiva, temos hoje a merendaPrado, destacou a relevância da ação que nenhum dos nossos alunos terá dificuldade escolar como um direito e atrativo paravisa atender as necessidades básicas da em aprender. que o aluno permaneça na escola compopulação visto que muitas pessoas por Professora qualidade, tanto na aprendizagemquanto naum motivo ou outro não tem acesso a tais Aracele Moraes da Silva Ferrez alimentação.serviços. Diretor: Elson Marques de Oliveira
  5. 5. InformEzequiel Agosto de 2011 • 5 PROJETO DE INCENTIVO À LEITURA A s histórias estão - Elaboração de pensamentos crítico em COORDENADORES relação às histórias contadas, para eleição presentes em dos livros prediletos e argumentação com os nossa cultura colegas; há muito tempo e o - Sensibilidade diante das singularidades hábito de contá-las de cada livro, como autores, ilustradores e e ouvi-las tem inúmeros significados. gêneros literários, entre outros; Está relacionado ao cuidado afetivo, - Leitura ou contação de histórias, a partir da à construção da identidade, ao observação das imagens e da lembrança do desenvolvimento da imaginação, à que haviam escutado, acompanhados pelos - Desenvolvimento de seu papel como capacidade de ouvir o outro e à de colegas ou sozinhos; formadores da equipe de professores; se expressar. Além disso, a leitura - Manuseio dos livros presentes no canto da - Valorização da importância da leitura como de histórias aproxima a criança do leitura; conteúdo da formação dos professores universo letrado e colabora para a - Articulação do texto com a imagem, por meio da discussão de textos teóricos, apreciação das ilustrações, socialização de democratização de um de nossos mais tematização de vídeos e análise de livros sentimentos e percepções a partir do texto; valiosos patrimônios culturais: a escrita. infantis; - Solicitação ao professor de contação ou Por isso, é importante favorecermos recontação de histórias; - Apoio aos professores na organização a familiaridade das crianças com - Ocorrência de assuntos ligados às histórias dos cantos de leitura e aumento do uso da as histórias e a ampliação de seu em outros contextos como no jogo simbólico, biblioteca na sala de aula. Essas práticas repertório. Isso só é possível por meio na roda de conversa e também em contextos tornaram-se mais freqüentes, como a do contato regular dos pequenos não escolares, como em conversa com os exploração de ambientes adequados para a com os textos desde cedo e de sua pais; leitura; participação freqüente em situações - Convite a conhecer mais o universo letrado - Acompanhamento no planejamento diversas de conto e leitura. Sabe-se que e formas lingüísticas de expressão das atividades de leitura. Eles assumiram - Evidências de marcas e expressões da a postura permanente de planejar os os professores são os principais agentes linguagem escrita no discurso oral. diferentes momentos da leitura, evitando a na promoção dessa prática – e a escola, improvisação; o principal espaço para isso. Professora Dora PROFESSORES - Valorização da leitura de textos memorizados, leitura compartilhada em voz - Presença alta e rodas de leitura;Os resultados esperados em relação de leitores - Postura de leitores modelos;às crianças, professores, diretores e m o d e l o s - Apoio no enfrentamento de dificuldadescoordenadores estão baseados nos dentro da e na articulação dos professores naseguintes indicadores: sala de aula e implementação da prática de leitura em sala os encontrosCRIANÇAS de formação de aula. são importantes para que os professores DIRETORES instaurem a prática de leitura diária em sala de aula; - Desenvolvimento de projetos institucionais - Aumento da circulação de livros e de de fomento à leitura, como montagem materiais escritos na sala de aula, expostos ou reorganização de biblioteca ou salas de maneira acessível às crianças; de leitura,- Aumento da concentração e atenção a - Preocupação com os critérios de seleção permitindo ocada encontro com a leitura. A proposta de livros (atenção à qualidade literária) e empréstimoincide na leitura por prazer pelo fato de adequação à faixa-etária. À medida que para alunos,ser apresentada desvinculada de outras os encontros de formação ocorrerem, osatividades escolares (como desenhos, funcionários e professores demonstrarem maior autonomia pais;colagens e outros); e recursos para esta escolha;- Ampliação do repertório literário por meio - Incentivo - Planejamento das situações de leitura,da leitura diária - realizada pelos professores da prática de conhecendo o livro com antecedência e- dos empréstimos de livros. As crianças leitura não pensando o que fazer antes, durante epassam a solicitar obras de seus autores apenas nas depois da leitura.preferidos ou coleções específicas; salas de aula, - Preocupação em envolver as crianças,- Aumento da freqüência e diversidade do instigando-as a antecipar o enredo, construir mas no hábito de todos os profissionaisrepertório de histórias indicadas como suas e fundamentar suas opiniões. As perguntas da escola. Muitos funcionários das escolasfavoritas; feitas pelos professores favorecem a fazem empréstimos de livros da escola para- Envolvimento e gosto pela leitura, exposição de idéias, preferências e opiniões lerem fora do ambiente profissional.proporcionando que livros mais extensos acerca das histórias, por parte das crianças; Professora Dorasejam lidos por capítulos; - Ampliação do universo literário dos- Ampliação da qualidade e diversidade dos professores e da freqüência da escolha de ...Vou correr para outra página...comentários sobre os livros; livros da leitura por prazer. ...Tem bastante histórinhas para ler...
  6. 6. 6 • Agosto de 2011 InformEzequiel TEXTO DO ALUNO A escola é o lugar de excelência onde Animais não são Brinquedos O Gato que queria comer o rato O se espera que os alunos saiam de lá preparado para ingressar no mercado A gata miou na porta; gato vivia correndo atrás do rato e não de trabalho com a capacidade e habilidade O cão latiu no portão; conseguia pegá-lo. Um dia tudo mudou! exigida para o cargo que se pretende ocupar. São eles nossos amigos; O gato disse para seu amigo. Amigo Os professores do ensino básico têm como Animais de estimação gato preciso de sua ajuda para pegar aquele objetivo, fazer com que os alunos aprendam rato. Você me ajuda? O a produzir bons textos, coerentes e coesos. Não importa se é pequeno, seu amigo respondeu: Para isso se faz necessário que desde as primeiras series do ensino fundamental, a Se é médio ou grande, meu amigo Denis, é leitura e escrita de gêneros textuais diversos Devemos tratar bem deles claro que sim. Mas o sejam praticadas e utilizadas por todos os Sem nenhuma judiação amigo de Denis, o gato educadores que se pretende formar leitores É sempre bom companheiro, Bob, não era confiável. competentes. A Reescrita de fábulas faz Ouça bem o que lhe digo, Então no dia marcado os dois apareceram e o com que os alunos tenha a oportunidade de comparar diferentes versões de uma fábula, Animal não é brinquedo. rato também. Mas o trapaceiro Bob, o pegou e relacionando os diversos sentidos produzidos Autora: Fernanda Perim engoliu sem mastigar. Vendo tudo, o gato Denis pelos recursos de linguagem, e proporciona a chutou a barriga de Bob e o rato saiu da barriga eles apropriar-se de procedimentos de escrita O Ratinho Andejo do gato trapaceiro, enquanto os dois brigavam. U diversas para melhoramento não só da escrita m ratinho saiu para passear pelo Não é segredo para ninguém que gato e ratos mias principalmente da leitura. parque para brincar, de repente viu são inimigos para sempre. A SEGUIR PODEMOS OBSERVAR ALGUMAS um bicho muito elegante, então foi se Moral da História: Maldiçoado é o homem que REESCRITAS DE TEXTOS FEITAS PELOS ALUNOS aproximando daquele animal e falou: que confia em outro homem. Com os animais não é DA 4ª SERIE DO ENSINO FUNDAMENTAL. diferente eles também trai uns aos outros. Professora: Iderci Ferreira de Oliveira bicho grande! Nunca viu um desses. Então Autora: Djennifer Livi Dutra o gato foi se aproximando do rato deu seu bote e o rato foi correndo para a sua casa A e�ucaçã� � O Gato e o Cachorro muito assustado pensando que aquele bicho �es��� �� h��r� � era muito estranho. No outro dia, o rato foi p�rt� d� �id�, ����- lá ver o bicho. Encontrou um galo muito ��nt�nd� � �m�� à� amigo. O galo perguntou: o que você quer? �e�soa�. O rato me falou: viu aquele bicho? Sim, esta Ivone Boechat falando do gato? Aquele animal se chama Terra de Segredos gato? Não sabia! A única coisa que sei, éE ra uma vez o gato que estava comendo que ele me dá medo! Então o galo falou não Minha terra tem segredos a comida do cachorro. O cachorro ficou chegue perto daquele bicho, ele é perigoso, Agora eu vou contar olhando com uma cara de bravo para ele pode te comer. Então o rato foi para sua Tem pessoas inteligenteso gato e em seguida deu-lhe uma latida casa muito feliz porque encontrou alguém Você pode acreditar.bem forte. O gato com medo do cachorro que pode ser seu amigo. Então falou pra sua Tem gente que ignora msaiu correndo e se escondeu atrás do muro mãe. Meu dia fui muito divertido eu vi um Não precisa ignorarda casa. No outro dia, o gato voltou a casa animal estranho e peludo! Você sabe que Aquilo que é segredopara procurar comida novamente, mas animal é esse? Eu não filho, por quê? Eu vi Não precisa comentar.não encontrou nada. O gato saiu triste e um hoje quando eu fui ao parque. Ele estavana estrada encontrou sua amiga lebre que lá deitado e dormindo. Quando ele acordou, Peço a vocês companheiros eçoperguntou: perque esta com esse ar de quase me pegou mãe! Filho tenha mais Que se sintam agradecidosgato com fome? Nem te conto amiga lebre! cuidado com os outros animais do parque Por nessa escolaEscapei por fio. Quase virei comida de por que nem todos são amigáveis e gentis. Ter muito conteúdo aprendido.cachorro. Você perdeu a noção do perigoamigo gato? Desde quando gato e cachorro Vou dizer para vocêsse combinam? Eu so queria comer! Estava O que eu não tinha ditomorrendo de fome! Pois é, por não medir Neste mundo ainda existeas consequencias quase virou foi comida Muito sonho esquecido.de cachorro será! Pense nisto. Tome maiscuidado! Gatos e cachorros, nunca foram Finalizo este poemaamigos, e nunca será. Com carinho e gratidãoMoral da História: Quem não escolhe suas Quanta gente orgulhosaamizades, cedo ou tarde acabam sendo traí- Neste querido sertão.do pelos amigos. Aluna: Silmara Autora: Karina Paradela Oliveira 1ª Fase 3º Ciclo “A” 2ª fase do 2º ciclo D vespertino Professor: Fernando Angola
  7. 7. InformEzequiel Agosto de 2011 • 7 TEXTO DO ALUNO A professora responde: descoberta e busca do sentido da vida e -Para que um caderno novo o seu ainda tem outras revelações. Basta ler qualquer crônica muitas páginas? O menino diz: do Rubem Braga para perceber como essas -Eu sem pensar gastei todas as folhas pequenas histórias acabam se tornando escrevendo coisas. A professora confusa e literatura da melhor. surpresa diz: -Sua mãe não compra porque? O menino O texto "A caneta" da aluna Engledy, responde com um olhar triste: foi o resultado de um trabalho de leitura -Minha mãe não tem dinheiro... A professora interpretação e produção de textos de curiosa para saber o que o aluno havia diferentes gêneros textuais, que vem sendo A Caneta escrito, gastando tantas folhas disse: realizado desde o início do ano com osC -Muito bem meu querido eu poderei lhe dar alunos da escola e com certeza ao longo de erta vez uma caneta, que não era muito um caderno, porém somente se me deixar toda a sua vida escolar. A partir das crônicas de ter amigos,ficava quieta dentro ler o que escreveu. O menino sem perder trabalhadas surgiram várias produções de sua caixa no mercado sem puxar tempo correu até seu quarto e trouxe o bem espontâneas e individuais excelentesconversa com ninguém. caderno para a professora . a exemplo da aluna citada. SegundoUm dia um menino muito rico e relaxado -Bem, eu levarei comigo e amanhã no início (Schneuwly e Dolz, 2004) A melhor alternativafoi até o mercado e pediu uma caneta .O da aula vá buscá-lo na escola. O menino para trabalhar o ensino de gêneros textuaisvendedor pegou a caneta triste e entregou-a balançou a cabeça positivamente . é envolver os alunos em situações concretasao menino,este que não conseguia ficar sem Sua professora caminhou muito até chegar de uso da língua, de modo que consigam deperder pelo menos uma coisa por dia,deixou em casa, deitou-se no sofá e começou a forma criativa e consciente, escolher meiosa caneta cair a caminho de sua escola. ler folha por folha, quase sem piscar os adequados aos fins que se deseja alcançar. ÉA caneta sem pernas para andar ficou lá, olhos. Foi se interessando mais e mais por necessário ter a consciência de que a escolacarros e mais carros passavam por cima dela aquela história maravilhosa. Ao acabar é um “autêntico lugar de comunicação”e a pobre caneta gemendo de dor dizia: foi imediatamente recorrer a alguém que a as situações escolares são ocasiões de-Eu não posso continuar aqui, meu casco tivesse o poder de fazer daquelas folhas um produção e recepção de textos.está todo despedaçado, nunca mais terei grande livro, publicado e vendido. Professora: Ivete Paravisiutilidade. Dias se passavam e a caneta ali O menino ficou rico e até hoje ajuda asdespedaçada tomando chuva e sol,nãoaguentava mais aquela dor cruel... Uma pessoas que precisam como ele A Importância do Estudo nasemana depois naquela rua passava um um dia precisou. E a caneta, é Biblioteca H claro, ficou muito feliz ao sermenino pobre que vivia de esmola e catando á muitas coisas que podemos dizer ajudada e ter ajudado umalatinhas para sustentar a si e sua família; lá sobre como é estudar numa biblioteca pessoa a crescer e vencerestava a caneta a rumo de sua morte, estava e numa sala de aula. os obstáculos da vida.para estourar ou entupir o seu bico, no qual Numa biblioteca os alunos têm mais contato Ela hoje possui apenassairia aquela tinta maravilhosa.. O menino com os livros, e isto estimula a conhecer um dedo de tinta e ficoupassou pela caneta e sem pensar a ajuntou. outros livros. Tem também o ambiente que orgulhosa penduradaMinutos depois chegou em seu barraco e é mais silencioso, mais fresco; além de ser em um museu junto amuito feliz foi ao encontro de sua mãe para bem decorado com pinturas na parede; outras canetas que um diamostrar a caneta que havia encontrado. carpetes com almofadas pelo chão; janelas pertenceram a um grandeEsta exclamou: - Ela é linda filho, vá até seu escritor. cortinadas; uma mesa grande onde os alunosquarto, em cima de sua cama de palha tem Aluna: Engledy M. da Silva dos Santos podem estudar.um casco que sua irmã encontrou e pensou 3ª fase do 3º ciclo C Esse ambiente é muito importante, poisem jogar fora. O menino correu ao quarto e incentiva a leitura e a escrita de texto etrocou o casco da caneta. Ficou inteirinha, o conhecimento que neles existe. Assimque beleza. No dia seguinte o menino não foi conhecemos nossa história, os lugares; nóscatar latinhas após a escola e para a surpresa viajamos pelo mundo dos livros que nosde sua professora faltou a escola... Em sua fascina e encanta.casa pegou um caderninho simples que Aluna: Mônica Paulino Ferreiraquase não era usado e escreveu, escreveu 2º Ano 2º Segmentomuito com aquela caneta que hoje era tãoespecial. Escreveu coisas e mais coisas,quando percebeu não haviam mais folhas CRÔNICA: A crônica é uma forma deem seu caderno. Na escola a aula já havia narrativa descontraída, lembrando bastanteacabado, então a professora resolveu ir até a linguagem dos jornais, e em geral contao humilde barraco do menino tirar satisfação ou narra situações do dia-a-dia, fatosde qual seria o motivo de sua falta a escola. corriqueiros e até mesmo banais – o queAo ver a professora correu em sua direção não quer dizer que não esteja interessadae falou: nos temas relativos à condição humana:-Professora eu preciso de um caderno novo! amor, morte, solidão, sonho, incomunicação,
  8. 8. 8 • Agosto de 2011 InformEzequiel TEXTO DO ALUNO MEIO AMBIENTE A Mãe e o Filho Ano de Eleição NÃOQuando olho meu filho está grande, à Poluição!De vez em quando me traz uns agrados:Corrente, relógio, caderneta, anelDiz ele que trabalhaMas nunca me diz aonde,Seja aonde for, meu filho é meu filho,Chega correndo e corre pros meus braços, Estamos em 2011 Ano de eleiçãoE os homens querem me roubar meus Todos temos que votaragrados Essa é nossa obrigação.Ôoxi,vê se pode, homem de barba,Parece que de serviço se esconde, Somos povo brasileiroDou lhe uma bronca, Lutamos por um país igualPois onde se viu, Só que nossos políticosO meu pobre filho trabalha com o tio, Estão sendo desleal. Quando chega a eleiçãoO dinheiro por mês ganha, De porta em porta vão baterQue não é pouco não, Pedindo o nosso votoRum,fico imaginando os dois homenzões, Para poder se eleger.Ah, pra mim é um orgulho,Ver que os dois trabalham, Quando eles são eleitosE dizia eu que de mim ninguém ia arrancar. Vem nossa decepção É tanta fraude e tanto rouboQuando um dia chegou um homem, E muita corrupção.Com uma estrelinha no peito,E os chamou para trabalhar, É dinheiro na cuecaHoje, só hoje os considero como ladrão, É um tal de mensalãoRoubando essa pobre gente, Esses são nossos políticosQue não para com dinheiro na mão, A vergonha da nação. Aluna: Rayane Ferreira dos Santos 1ª Fase 3º Ciclo “A”Hoje não apoio meu filho, Professor: Fernando AngolaQue não aprendeu comigoOs modos de um bom cidadãoPor isso, hoje eu choroE te peço Deus,Ou melhor: imploroE peço por mim e por meu filhoO vosso perdão! Aluna: Andressa Vilela – 3ª Fase 3º Ciclo Professor: Alexsandro Scheffer da Silva A Escola Estadual Pe Ezequiel Ramin deseja Sucesso à todos os Pais! EZEQUIEL E.E. PADRE RAMIN JUINA - MT
  9. 9. InformEzequiel Agosto de 2011 • 9 ESCOLA COMUM NA SALA DE ARTICULAÇÃO APRENDENDO BRINCANDO O N PERSPECTIVA INCLUSIVA s alunos que freqüentam a sala de a condição de professora/pedagogaA escola das diferenças é a escola na articulação necessitam de muita da 2ª F,1ºC aqui na E. E. Pe. Ezequiel perspectiva inclusiva e sua pedagogia atenção, carinho e metodologias Ramin sei da importância de se tem como questionar, colocar em motivadoras para sentirem-se valorizados e trabalhar com as crianças os mais diversosdúvida, contrapor-se, discutir e reconstruir desta forma aprendam a transformarem de gêneros textuais. Estes fazem com que asas práticas que, até então, têm mantido ensino convencional em ensino de qualidade. crianças se sintam a vontade, motivadas e oa exclusão. A escola comum se torna Muitos alunos chegam a sala de articulação mais importante interessadas em aprender.inclusiva quando reconhece as diferenças sem razão, caladas ou mesmo agitadas e até Toda semana levo pra sala de aula atividadesdos alunos diante do processo educativo e desatentas que penso ter reflexão dentro do como: Poemas com rimas, Parlendas, trava-busca a participação e o progresso de todos, convívio familiar. línguas e produção de texto como: bilhetesadotando novas práticas, pois ela depende E nestas aulas, como professor articulador, e lista de compras e principalmente asde mudanças que vão além da escola e tenho trabalhado de forma diferenciada, adivinhas, coisas simples e que fazem parteda sala de aula. Para que essa escola com muitas brincadeiras, jogos lúdicos, do nosso cotidiano que em sala de aulapossa se concretizar é patente a necessidade materiais concretos, incentivando ao acesso fazem toda diferença.de atualização e desenvolvimento de de informatização com o uso do computador. Vamos citar aqui alguns exemplos do que jánovos conceitos, assim como a redefinição Respeito o ritmo de cada criança, sempre foi trabalhado com os alunos:e a aplicação de alternativas e práticas procuro explorar o conhecimento que ADVINHASpedagógicas e educacionais compatíveis com eles me oferecem, porém mostrando a O QUE É O QUE É?a inclusão. Um ensino para todos os alunos necessidade de uma educação para a vida - Escreve tudo,há que se distinguir pela sua qualidade. O cotidiana. mas não sabe ler?desafio de fazê-lo acontecer nas salas de Neste semestre estou me dedicando as Resposta: LÁPISaulas é uma tarefa de todos os que compõem historinhas infantis que tem prendido ou O QUE É O QUE É?um sistema educacional. motivado a atenção pelas imagens ou - Que tem no meio da RUA? ilustrações coloridas que inspira a arriscarem Resposta: a letra U um desfecho para um final feliz na historia. O QUE É O QUE É? Deste modo indagam e interagem - Foi feito para andar mas não anda? oportunizando a todos uma reconstrução Resposta: A RUA oral da historia com um jeitinho bem peculiar O QUE É O QUE É? que é só deles mesmo. - Sobe e desce, mas não sai do lugar? Isto os tem feito de forma geral produtores Resposta: A ESCADA de pequenos textos orais, abrindo QUADRINHAS oportunidades ou caminho para uma A CASINHA DA VOVÓPara atender a todos e a atender melhor redação contextualizada, criativa onde CERCADINHA DE CIPÓé tarefa da escola e isso exige algumas aprendem através dos recados e cartinhas O CAFÉ ESTÁ DEMORANDOmudanças. As mudanças necessárias uma forma de comunicar-se escrevendo COM CERTEZA NÃO TEM PÓnão acontecem por acaso, mas fazem aquilo que gostariam de expressar!parte da vontade política do coletivo da EDUCAR NÃO É FACIL, MAS É MAIS DO QUE CANTIGA DO FOLCLORE BRASILEIROescola, explicitadas no seu Projeto Político PRECISO!!! SEU CHICO BODE Professor Aparecido É UM HOMEM DO PAGODEPedagógico -PPP e vividas a partir de umagestão escolar democrática. Cada escola, FOI POR FOGO NO CACHIMBOao abraçar esse trabalho, terá de encontrar PEGOU FOGO NO BIGODE.soluções para os seus problemas. Cadaescola é única e precisa ser como seusalunos, reconhecida e valorizada nas suasdiferenças. A sala de recurso recebe os alunosfrequentemente e isso é demonstração decomprometimento dos pais para com os Fiquei muito feliz com o resultado, e osfilhos e gostaríamos de expressar o quanto meus alunos também. Caros colegasé gratificante e importante viver os avanços vamos ajudar nossas crianças a sede cada um à sua maneira, na forma de ver divertir e aprender, partilhandoo mundo. Que a cada dia possamos nos suas descobertas. Estimule-a pensarfortalecer mais para continuarmos nessa criativamente. Transforme a agitaçãocaminhada sempre em busca do sucesso. cotidiana em lições proveitosas para ela. Professora Um abraço. Professora AGNA NOGUEIRA Érica P. da Silveira
  10. 10. 10 • Agosto de 2011 InformEzequielA IMPORTÂNCIA DA SECRETARIA RECEITA professor na avaliação, tornando – se um observador e mediador do processo de de- ESCOLAR, NA NOSSA STROGONOFF DE CARNE senvolvimento de cada aluno, fazendo as in- INSTITUIÇÃO DE ENSINO. tervenções pedagógicas sempre necessários, instigando o aluno a perceber que ele é o principal sujeito deste processo. Caráter Evolutivo: Perceber o aluno como um ser inacabado, ou seja, um sujeito em cons- trução, levando em consideração a estrutura mental já construída pela criança e as condi- ções concreta de suas existências. De suas vi- vências para avaliá-la. Caráter Individualizado: Destina – se ao Ingredientes: acompanhamento efetivo do professor atra- - 1 Kg de carne (filé, alcatra), cortada em vés de anotações diárias registros signifi- cubinhos cativos sobre a aprendizagem da criança,T - 50 g de óleo ou azeite oda escola assegura desenvolver confiando no seu processo permanente de - 1 vidro de champignon atividades visando seu bom aprendizagem. - 100 g de molho de tomate funcionamento, principalmente na - 50 g de mostarda INSTRUMENTOS E TÉCNICAS DE AVALIAÇÃOárea administrativa e este trabalho é - 100 g de azeitona picada Caderno de campo: Deve ser utilizado peloexercido pelo secretário escolar e seus - 150 g de leite o para registrar o processo de construção - 1 colher de sopa de maisena do conhecimento de seu aluno, de planejar(T.A.E.) Técnico Administrativo Educacional, - 1 caixa de creme de leite e acompanhar as atividades desenvolvidas eque quase sempre ocultos, mas de grande - Salsinha, cebola e alho a gosto análise dos avanços e dificuldades. As anota-importância para a instituição de ensino. Modo de Preparo: ções explicitam os aspectos que fundamen-É neste departamento que se organiza a Frite a cebola e o alho em óleo ou azeite e tam a sua pratica. Citaremos alguns pontosporta de entrada do aluno na comunidade acrescente a carne. Deixe fritar um pouco relevantes sobre os quais o professor, poderáescolar. A secretaria da escola é o órgão e acrescente o leite e um pouco de água iniciar as observações e, consequentemente, e deixe cozinhar por 10 a 15 minutos.administrativo encarregado de execução as anotações no caderno: Acrescente então o molho de tomate e ade todos os trabalhos concernentes á mostarda e deixe por mais 5 ou 7 minutos, Interação na sala de aula: Observar e criarescrituração, expedição, tramitação, cozinhando. Por último acrescente a azeitona situações para se desenvolver capacidade deguarda e arquivamento de documentos e o champignon. Engrosse se for preciso com trocas, produção em grupo.e correspondências do estabelecimento maizena e por último acrescente o creme de Grau de autonomia e responsabilidades: leite e desligue o fogo. Cumprimento das regras estabelecidas; sede ensino, referentes à vida escolar BOM APETITE! T.A.E Ipólita respondem ás solicitações nos prazos estipu-dos alunos e à situação funcional dos lados.servidores de modo a assegurar o maisperfeito e regular desenvolvimento dos RELATÓRIO DESCRITIVO DE Atitudes diante do diálogo: Capacidade de AVALIAÇÃO: expressar seu pensamento, se esta havendo Otrabalhos administrativos dentro dos prazos respeito à voz e a vez do colega falar etc.estabelecidos. A secretaria atende nos s relatórios de avaliação não seguem Resolução de conflito: Como os alunos setrês períodos; e, ficando a disposição da nenhum modelo ou padrão, mas ao comportam frente aos conflitos, se conse- elaborá-lo o professor deverá seguir al- guem superá-los ou precisam da intervençãocomunidade para atender e orientar sobre guns princípios, pois, o registro é, sobretudo do professor.documentos escolares. a imagem de um trabalho. Ao relatarmos um Conteúdos e Conceitos aprendizados: Como T.A.E - Gleicia Nogueira. processo efetivamente vivido, naturalmen- esta sendo o processo de aprendizagem de te encontramos as representações que lhe cada criança, seus avanços, suas conquistas, dêem verdadeiro sentido. suas dificuldades e superação, dúvida inda- A prática do relatório deverá contemplar os gações no decorrer da aula e das atividades PARABENIZAÇÃO seguintes princípios: planejadas, soluções apontadas pelo o aluno Conteúdos de Natureza Cognitiva: São os e professor, as intervenções pedagógicas. conceitos e conhecimentos construídos pelo O registre diário propicia ao professor aper- Parabéns Especial para o aluno nas áreas do conhecimento -- aqui o feiçoamento e melhoria nas técnicas de es- professor deverá recorrer á pasta avaliativa e crita, aguçando a sensibilidade para captar oRAYANY RAYLLA DE MORAES, caderno de campo. essencial com mais precisão, agilizando a ca- fruto da Escola Estadual Padre Desenvolvimento Afetivo: A relação afetiva pacidade de síntese, análise e interpretação com o conhecimento e a aprendizagem (se dos dados e isso justifica tornar o caderno de Ezequiel Ramin, necessita mais estímulos para despertar mais campo um parceiro do dia a dia do fazer esco- interesse); se demonstra prazer no que faz lar. (Fonte de Pesquisa: Livro Escola Ciclada Mato Grosso) aprovada na IFMT. relação com os colegas, trabalhos em grupos. Pesquisa realizada pela Professora: SUCESSOS!!! Caráter Mediador: Refere – se ao papel do Cleusa dos Santos.
  11. 11. InformEzequiel Agosto de 2011 • 11SAMU - Serviço de Atendimento móvel (SAMU 192); a sua resolução. (ARAÚJO, 2005) * Reorganizar as grandes urgências e os Segundo Galvão (2003, p, 01) a educação Móvel de UrgênciaO pronto-socorros em hospitais; para a cidadania pretende fazer de cada que é o SAMU/192? * Criar a retaguarda hospitalar para os pessoa um agente de transformação. O SAMU/192 faz parte da Política atendidos nas urgências; e A educação escolar além de ensinar o Nacional de Urgências e Emergências, * Estruturar o atendimento pós-hospitalar. conhecimento científico, deve assumir ade 2003, e ajuda a organizar o atendimento incumbência de preparar as pessoas parana rede pública prestando socorro à a cidadania. Isso exige uma reflexão quepopulação em casos de emergência. possibilite compreender as raíses históricasCom o SAMU 192, o governo federal está da situação de miséria e exclusão quereduzindo o número de óbitos, o tempo vive boa parte da população. A escola nãode internação em hospitais e as seqüelas pode preparar para a democracia a nãodecorrentes da falta de socorro precoce. ser que também seja democrática. SeriaO serviço funciona 24 horas por dia com contraditório ensinar a democracia no meioequipes de profissionais de saúde, como do autoritarismo. É preciso que o ambientemédicos, enfermeiros, auxiliares de Os profissionais do SAMU de Juína estiveram escolar tenha um caráter democrático eenfermagem e socorristas que atendem às na E. E. Pe Ezequiel Ramin, a convite das participativo, que reconheça e respeite osurgências de natureza traumática, clínica, Professoras Ana Monteiro e Idercy para interesses e perspectivas particulares.pediátrica, cirúrgica, gineco-obstétrica e de prestar orientações aos alunos e professoressaúde mental da população. sobre as atividades desenvolvidas no Como Funciona? município e região. A todos nossos parabéns O SAMU realiza o atendimento pelo trabalho realizado. de urgência e emergência em Professoras: Ana Monteiro e Iderci qualquer lugar: residências, locais de trabalho e vias públicas,contando com as Centrais de Regulação , CONSTRUINDO CIDADANIA Aprofissionais e veículos de salvamento. constituição de 1988 representa umAs Centrais de Regulação tem um papel marco para sociedade brasileira, poisprimeiro e indispensável para o resultado a cidadania é definida como um dos Participação é um dos cinco princípios dapositivo do atendimento, sendo o socorro princípios básicos da vida, onde o cidadão democracia. Segundo o sociólogo Herbertfeito após chamada gratuita, para o telefone possa exercer seu papel na construção da de Souza (2005) sem ela, não é possível192. A ligação é atendida por técnicos na democracia social. As instituições, como as transformar em realidade, em parte daCentral de Regulação que identificam a escolas, e os atores sociais precisam estar história humana, nenhum dos outrosemergência e, imediatamente, transferem comprometidos coma formação cidadã. princípios: igualdade, liberdade, diversidadeo telefonema para o médico regulador. Esse A formação cidadã deveria ser uma das e solidariedade. Sendo assim, é possívelprofissional faz o diagnóstico da situação e preocupações primordiais da escola. Gadotti ensinar e buscar formas de participação socialinicia o atendimento no mesmo instante, (2001) define cidadania como a consciência que ajudem na construção de uma cidadania,orientando o paciente, ou a pessoa que fez a de direitos e deveres da democracia e constituídas de pessoas ativas, conscienteschamada, sobre as primeiras ações. defende uma escola cidadã como a realização de seus deveres e comprometidas com aAo mesmo tempo, o médico regulador de uma escola pública e popular, cada vez conquista dos direitos humanos. A práticaavalia qual o melhor procedimento para o mais comprometida com a construção de participativa permite questionar os valorespaciente: orienta a pessoa a procurar um uma sociedade mais justa e igualitária. Para e os interesses que sustentam a sociedade.posto de saúde; designa uma ambulância isso, a escola deve propiciar um ensino Promover espaços participativos é educarde suporte básico de vida, com auxiliar de de qualidade, buscando a formação de para a vida. Somente assim será possívelenfermagem e socorrista para o atendimento cidadãos livres, conscientes, democráticos o respeito e a valorização das diferençasno local; ou, de acordo com a gravidade do e participativos. É isto que se espera da presentes em nosso território brasileiro. Secaso, envia uma UTI móvel, com médico cidadania moderna, um cidadão sempre isso não acontecer, alguém será excluído,e enfermeiro. Com poder de autoridade alerta e bem informado, critico, criativo, e esse alguémsanitária, o médico regulador comunica capaz de avaliar suas condições sociais, com certeza seráa urgência ou emergência aos hospitais econômicas, dimensionar sua participação o mais fraco. Issopúblicos e, dessa maneira, reserva leitos histórica, reconstruir suas práticas participar é um desafio epara que o atendimento de urgência tenha decisivamente da sociedade e da economia. um compromissocontinuidade. (DEMO, 2002, p. 34). da escola paraPolítica Nacional de Atenção às Urgências A escola precisa então, repensar a formação a formação deO SAMU 192 é o principal componente da de seu aluno, ajudando-o a tomar o rumo para uma sociedadePolítica Nacional de Atenção às Urgências, a idealização de sua própria vida, resgatando democrática,criada em 2003, que tem como finalidade o poder político da população na elaboração justa, igualitária eproteger a vida das pessoas e garantir a de valores sociais calcados na emancipação solidária.qualidade no atendimento no SUS. A política humana e na vontade democrática. Esta Mediante a faltatem como foco cinco grandes ações: é feita por meio da escola baseada na de cadeiras e* Organizar o atendimento de urgência nos democracia, assumindo a implantação de carteiras, alunos da E. E. Pe Ezequiel Ramin,pronto-atendimentos, unidades básicas de uma gestão mais participativa, pressupondo consertam alguns móveis, orientados pelossaúde e nas equipes do Programa Saúde da que seus alunos, professores e pais tenham professores, com o objetivo de sensibilizarFamília; a capacidade de participar efetivamente do para deveres e direitos dentro da Unidade* Estruturar o atendimento pré-hospitalar processo de formulação de ações pertinentes Escolar.
  12. 12. 12 • Agosto de 2011 InformEzequiel NOITE NA BIBLIOTECA No dia seguinte, assim que acordaram, as meninas correram a se enfeitar com presilhas A IMPORTÂNCIA DA DORMIR NA MORADA DOS LIVROS: e tiaras. Os LEITURAMais uma aventura vivida pelos alunos meninos lotaram da E. E. Ezequiel Ramin as mãos com gel Pesquisas do mundo todo mostram que para domar os a criança que lê e tem contato com a cabelos rebeldes. literatura desde cedo, principalmente se Tudo muito for com o acompanhamento dos pais, rápido porque é beneficiada em diversos sentidos: ela ninguém queria aprende melhor, pronuncia melhor as desperdiçar um só minuto da programação palavras e se comunica melhor de forma de domingo. Depois do desjejum, alguns geral. "Por meio da leitura, a criança alunos se dispuseram a contar a história desenvolve a criatividade, a imaginação e lida, enquanto os demais pediam mais uma adquire cultura, conhecimentos e valores", história. "É importante que as crianças diz Márcia Tim, professora de literatura do também possam escolher livremente Colégio Augusto Laranja, de São Paulo (SP). para que a leitura seja significativa", disse A leitura frequente ajuda a criar familiaridadeN o início da noite de um sábado de a bibliotecária Rosilene. Ao seu lado, com o mundo da escrita. A proximidade maio, os Profissionais da Educação da Professora Ivete, Professora Agna, Professora com o mundo da escrita, por sua vez, E. E. Pe Ezequiel Ramin, organizavam Sirlene, Professora Marciane, que passaram facilita a alfabetização e ajuda em todasas estantes de livros. Embora esse fosse o a noite em claro velando o sono da garotada. as disciplinas, já que o principal suporteprocedimento-padrão antes de encerrar Os implementadores do projeto confessaram para o aprendizado na escola é o livroo expediente, naquele dia a arrumação que a recompensa do projeto está guardada didático. Ler também é importante porquetinha outro motivo: receber um grupo de para o futuro. Esperamos que todos esses ajuda a fixar a grafia correta das palavras.80 meninos e meninas, entre 10 e 13 anos, estudantes se lembrem dessa noite e Quem lê com freqüência se torna muito maisque iriam passar a noite ao lado dos livros. saibam que uma biblioteca é um espaço de preparado para os estudos, para o trabalho eDezenove horas era a hora marcada para aprendizagem." para a vida. Isso quer dizer que o contato comcomeçar a exploração de um ambiente Pelos corredores os livros pode mudar o seu futuro para melhor.repleto de saberes, com muita leitura e do prédio, Então, o que está esperando? Participecontação de histórias, e que só terminou na e n q u a n t o do momento da leitura na sala de aulamanhã seguinte. arrumavam as e faça da leitura um hábito em sua vida. mochilas para Professora Dora voltar para casa, receberam de presente um livro de histórias clássicas, e era possível ouvir suas vozes, ecoando “Que pena que já acabou!” “Quando será a próxima Noite na Biblioteca?” Professora Marciane Ao chegar, para que todos se conhecessem,nada de apresentações formais, masuma forma lúdica de interação. Enquanto EJA- EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Aassistiam apresentações culturais as credito que a Educação de Jovens e os alunos trabalhadores em suas práticasdiferentes leituras foram acontecendo. Adultos é um dos projetos mais belos de de letramento reais, principalmente que oRegras decifradas e normas esclarecidas, inclusão social. Assim, nessa modalidade currículo atendesse as expectativas, horários,hora de adotar um livro que deverá ser de ensino, nós como educadores devemos conteúdos e metodologias instigantes e nãolido para contar a história na manhã trabalhar com a concepção interacionista de cansativas que os mantivesse na escola atéseguinte. Enquanto isso os professores se linguagem para realizar um trabalho voltado o termino de sua formação básica. Portanto,organizam para apresentar a história do aos interesses desses alunos. E, na condição ao refletir sobre as diferentes concepções“Rato Voador”. Após o jantar os alunostiveram a apresentação da peça “A Viagem de professora de Língua Portuguesa, resolvi de leitura e de linguagem, percebo que ade um Barquinho”, de Silvia Ortoff, pela Cia construir junto com outros professores um concepção interacionista se apresenta comSpirits, de Juina. Em seguida os alunos foram projeto interdisciplinar, com tema onde e fundamentação adequada aos professoresdivididos em grupos e acompanhados de um voltado para jovens e adultos um trabalho de Língua Portuguesa, capaz de levá-los aprofessor-leitor ouviram uma história a qual em que as habilidades e competências proporcionar aos seus alunos um ensinofoi dramatizada logo em seguida. Hora do chá fossem aproveitadas no processo ensino- voltado ao processo de letramento que formada meia noite, de vestir o pijama, arrumar os aprendizagem. Compreendemos que a EJA cidadãos críticos, prontos para ingressaremcolchões e concluir a leitura do livro adotado. deve ofertar um ensino de qualidade, que o no mercado de trabalho e na sociedade. currículo deve ser pensado de forma especial, Professora de forma que contemple verdadeiramente Anna Laura de Almeida Oliveira

×