Jornal da escola padre Ezequiel ramin - edição 11

4.241 visualizações

Publicada em

Jorna Informe Ezequiel
Jornal da escola padre Ezequiel ramin - edição 11

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.241
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
36
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
59
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal da escola padre Ezequiel ramin - edição 11

  1. 1. E.E. PADRE EZEQUIEL JUINA - MT RAMIN InformEzequiel Ano III • 11ª Edição • Juína-MT Outubro de 2011 HOMENAGEM AOS PAIS PROJETO MEIO AMBIENTEA Escola ofereceu um delicioso jantar a todos CONSTRUINDO CIDADANIA os pais da escola, tornando o ambiente bastante familiar. Leia mais na página 02. C onstruir cidadania é uma das funções sociais das Instituições de Aprendizagem. A Escola Estadual Padre Ezequiel Ramin tem investido esforços com o objetivo de formar cidadãos conscientes e responsáveis pelas suas ações. Confira na pág. 12Homenagem - Delicioso jantar para os pais dos Alunos da Escola. SEMANA DA PÁTRIAADesfile 7 de Setembro - Alunos da Escola Pe Ezequiel Ramin. Secretaria Municipal de Educação em parce- ria com todas as Instituições Educacionais do município de Juina organizou o desfile alusivoao dia 7 de setembro e teve o prestígio da popula- Mutirão - Realizado no último dia 24, envolveu alunos e profissionais da educação de corpo e coração.ção juinense. Na oportunidade a E. E. Pe EzequielRamin levou para a avenida os alunos que parti- PROJETO ESCOTEIRO ESCOLAR AULAS DE REFORÇOcipam do Projeto Escoteiro Escolar, devidamenteuniformizados e acompanhados pelos professores,coordenação pedagógica e direção da escola. Leia mais na página 02. Veja mais Homenagem ao Pais Página 02 Conselho de Classe Página 03 Eu Leio Informezequiel Página 03 Aulas de Reforço Página 04 Somos Iguais ou Diferentes? Página 04 O Escoteiro Escolar - Alguns alunos que fazem parte do Projeto. Conhecimento - Alunos em aula de reforço. A A Escola quer Paz Página 05 Escola Estadual de Ensino Fundamental projeto prevê aulas de reforço aos alunos Texto do Aluno Página 06 Padre Ezequiel Ramin, instalada no Módulo com dificuldades, aplicabilidade de Semana da Pátria Página 09 05, cidade de Juína, desenvolve projetos metodologias diferenciadas e o controle de Festa Junina Página 10 preventivos no combate a violência escolar, tarefas e leituras através de MAPAS no 2º ciclo. Arte Brasileira Página 10 além da preservação do espaço físico por meio Acreditamos que este trabalho merece destaque Atividades Escolares Página 11 do projeto ‘Escoteiro Escolar’. O trabalho resulta em boas práticas educacionais, e está pautado porque o esforço de todos, principalmente dessas Semana do Trânsito Página 11 na preservação do patrimônio escolar, na professoras, contribuirá para o fortalecimento de Projeto Meio Ambiente Página 12 manifestação de regras e respeito. uma escola cidadã. Projeto Escoteiro Escolar Página 12 Leia mais na página 12 Leia mais na página 04
  2. 2. 2 • Outubro de 2011 InformEzequiel Carta ao Leitor HISTÓRIA DO DIA DOS PAIS A Olá, queridos leitores... história conta que a origem dessa dataM se deu na Babilônia, onde, há mais de ais uma vez estamos pedindo licença a 4 mil anos um jovem chamado Elmesu toda Comunidade teria moldado em argila o primeiro cartão.Escolar da Escola Desejava sorte, saúde e longa vida a seu pai.Estadual Padre Ezequiel Entretanto, a institucionalização dessa dataRamin e admiradoresdo Informezequiel para é bem mais recente. Em 1909, nos Estadosmostrar um pouco do Unidos, Sonora Luise resolveu criar um diaimensurável trabalho que vem sendo dedicado aos pais, motivada pela admiraçãodesenvolvido nesta Unidade Escolar. Nadaé mais grandioso do que acreditar no ser que sentia pelo seu pai, William Jacksonhumano e poder ajudá-lo a tornar-se a cada Smart. O interesse pela data difundiu-sedia melhor. A família Ezequiel Ramin tem se da cidade de Spokane para todo o Estado A Escola Estadual Padre Ezequiel Ramindedicado com muito profissionalismo em de Washington e daí tornou-se uma festa manteve também esta tradição e comemorousua função de ensinar e assim transformar o Dia dos Pais, no dia 13 de agosto. A Escolao homem que transformará a sociedade. nacional. Em 1972, o presidente americano Richard Nixon oficializou o "Dia do Pai" ofereceu um delicioso jantar a todos os paisPor isso, queremos agradecer a todos osProfissionais desta escola pelo trabalho (Fathers Day). Seguindo a tradição, nos da escola, tornando o ambiente bastanterealizado e que pode ser visto nas próximas Estados Unidos, ele é comemorado no familiar. O Diretor da Escola Professor Elsonpáginas; aos alunos que não medem esforços Marques de Oliveira esteve presente nestapara crescer a cada dia e assim, tornarem- terceiro domingo de Junho. Em Portugal é comemorado a 19 de Março. festividade e declara: “Ser pai é maravilhosose seres humanos melhores; aos pais destacomunidade escolar pela participação, apoio No Brasil, é comemorado no segundo e receber os pais de nossos alunos na escolae acompanhamento da vida escolar do(a) domingo de agosto. No país a implementação é mais uma forma de compartilharmosfilho(a); aos fornecedores que tem papel momentos alegres e agradáveis com nossafundamental para o bom funcionamento da data é atribuída ao jornalista Robertodesta Unidade Escolar; e, toda a comunidade Marinho, para incentivar as vendas do Comunidade Escolar.”que auxilia na construção da personalidade comércio e, por conseguinte, o faturamentode cada um dos que frequenta esta escola. de seu jornal. A data escolhida foi o dia deEm especial, queremos dedicar esta ediçãopara nossa colega de trabalho, Professora São Joaquim, sendo festejada pela primeiraAntonia Moura Muniz, que graças ao vez no dia 16 de agosto de 1953.seu esforço e dedicação deu início ao Países que celebram no terceiro domingo deProjeto Cidadania, do qual se originou oINFORMEZEQUIEL. Por isso podemos dizer junho:que “ enquanto você esteve entre nós, •África do Sul •Argentina •Canadá •Chileiluminou os nossos dias com o seu sorriso •Colombia •Costa Rica •Cuba •Equadore enriqueceu as nossas vidas com o seu •Eslováquia •Estados Unidos •Filipinasamor. Agora você partiu, mas o seu sorrisopermanece nas nossas lembranças e o seu •França •Hong Kong •Holanda •Índia •Irlanda •Japão •Macau •Malásia •Malta Parabéns a todos os pais pela data dedicada aamor continua presente em nossos corações.Daqui para frente, transformaremos saudade •México •Paraguai •Peru •Reino Unido eles e principalmente por estarem presentesem força para prosseguir vivendo até o dia em •Turquia •Uruguai •Venezuela na vida dos filhos. Professora Marcianeque a bondade do Pai permita o nosso felizencontro.” Países que celebram em outras datas: DEPOIMENTO DASSaudades eternas!!!!! •Alemanha: 40 dias depois do domingo Profª. Marciane Sacht de páscoa, no Dia da Ascensão (Christi ESTAGIÁRIAS - AJES N Coordenadora Pedagógica Himmelsfahrt) ós, como acadêmicas de Letras da •Áustria: segundo domingo de Junho Instituição Ajes Faculdade do Vale do •Austrália: o primeiro domingo em Setembro Expediente Juruena, tivemos a honra de contribuir •Bélgica: dia de São José (19 de Março), e o com a instituição escolar por um período, como segundo domingo em Junho ("Secular") estagiárias. Ficamos muito felizes porque fomos Escola Estadual •Brasil: segundo domingo de Agosto bem recebidas pela direção, coordenação e Padre Ezequiel Ramin •Bulgária: 20 de Junho professores, os quais não mediram esforços em Responsáveis: •Dinamarca: 5 de Junho nos dar a oportunidade de entrar em contato Dir. Elson Marques de Oliveira •República Dominicana: último domingo de direto com os alunos. Junho A instituição deixou-nos a par da quantidade Coord. Marciane Sacht •Coréia do Sul: 8 de maio de alunos e projetos desenvolvidos, colocamos Coord. Luciana Ledo Peres Ruis •Lituânia: o primeiro domingo de Junho em destaque o trabalho de todos, que estão •Nova Zelândia: o primeiro domingo de sempre dispostos em lutar pela educação e por Coord. João Paulo de Oliveira Costa um país melhor. Setembro Impressão: •Noruega, Suécia, Finlândia, Estônia: Alunas Alessandra de Souza Miranda, Rosilda Gráfica Gerdan segundo domingo de Novembro Aparecida Nascimento Guimarães, Valéria Mineiro. •Polônia: 23 de Junho Tiragem: •Portugal, Angola, Espanha, Itália, Cabo 500 exemplares Verde, Andorra e Listenstaine: 19 de Março Os conteúdos veiculados neste jornal •Rússia: 23 de Fevereirosão de inteira responsabilidade dos seus •Tailândia: 5 de Dezembro, dia do nascimento autores. do rei Bhumibol Adulyadej •Taiwan: 8 de Agosto
  3. 3. InformEzequiel Outubro de 2011 • 3 O MILAGRE DA CONSELHO DE CLASSE O SOLIDARIEDADE Conselho de Classe tem caráterC deliberativo, sendo instância de omo muitos sabem, eu fiquei quase reflexão, 20 meses em tratamento de saúde discussão, decisão, ação e revisão da prática (câncer) em São Paulo. Retornei ao educativa.trabalho agora em setembro deste ano. O Conselho de classe tem como finalidades:O diagnóstico de doença crônica, choca no I – analisar dados referentes aoprincípio, principalmente quando ela é vista desenvolvimento do ensino - aprendizagem,por muitos como incurável. Parece que a da relação professor - aluno, ao EU LEIO INFORMEZEQUIEL Pvida tira o tapete de debaixo dos nossos pés. relacionamento entre os próprios alunos ePensamos, será que é isso mesmo? Vem a articipar da vida da Escola Padre Ezequiel outros assuntos específicos da turma; Ramin é uma honra pra mim. É umainsegurança e o medo de não haver cura. II – sugerir medidas pedagógicas a seremTemos a impressão de que tudo vai mudar, escola que sempre me acolhe muito adotadas, visando superar as dificuldades bem e por isso conseguimos sempre bonsnossos projetos, nossos sonhos. Mas se detectadas;não nos curvarmos à fatalidade e não nos resultados. Poder falar do jornal da escola é III – deliberar a respeito da promoção final ainda mais gratificante, porque sabemos dadeprimirmos e, pelo contrário, reagirmos e dos alunos.irmos à luta, toda essa nuvem escura, um dia dedicação das Coordenadoras e do Diretor Esta deliberação está pautada em critérios na realização de todos os projetos. Ler opoderá passar. Foi o que fiz. baseados no desempenho escolar do aluno,Por intermédio de “um anjo” consegui vaga INFORMEZEQUIEL é como visitar a escola como: periodicamente, pois ficamos informadosno Instituto do Câncer do Estado de São a) Parecer do professor da disciplina/áreaPaulo (ICESP). Lá se tem um tratamento sobre o que acontece nessa Unidade Escolar. desenvolvidos; Parabéns e obrigado!gratuito, humanizado da melhor qualidade, b) Freqüência em aulas;todo pelo SUS. Já foi um primeiro milagre, Soldado Sales - PM c) Evolução do desempenho escolar; Opois é muito concorrido. Depois passei por d) Participação em atividades de recuperação12 sessões de quimioterapia, que fizeram Informezequiel é um meio comunicação oferecidas; dos alunos e professores com areduzir em 60% o tumor. Outro milagre! e) Envolvimento e interesse com as aulas eEm seguida fiz a cirurgia, que também foi comunidade. com as atividades desenvolvidas pela Escola.um sucesso. Outro milagre! Por fim, fiz Aluno Participam do Conselho de Classe:25 sessões de radioterapia. Também meu Sandro Nascimento da Silva a)Direção;organismo respondeu bem. 3ª Fase 3º Ciclo “B” b)Coordenação Pedagógica;Hoje estou bem, recuperada. Ficam seqüelas, c)Professore(s) da turma;cuidados a serem tomados pelo resto davida, acompanhamento médico por 5 anos. d)Alunos; QUERES SER UMA PESSOA VITORIOSA? e)Pais.Mas o pior já passou. É incumbência do professor regente oHoje, cada vez mais, tem pessoas acompanhamento constante da turmadesenvolvendo essa doença. São muitos os em conjunto com os Coordenadoresfatores: estresse, hereditariedade, exposição Pedagógicos.a radiações solares e outras, alimentos com O Conselho de Classe é dividido emconservantes e agrotóxicos nas plantações, momentos:etc. Portanto, ninguém está isento disso. a) recepção e informes gerais;Se acaso vier a acontecer com você ou com b) análise aluno/professor;alguém da sua família, nunca desanime! Lute c) análise pais e alunos/professores;até o fim. Coloque-se nas mãos de Deus, pois d)soluções ou medidas que visem solucionarEle é o Senhor da Vida. Busque o tratamento os problemas.o quanto antes, pois o tempo faz diferença. O Conselho de Classe foi realizado por turma,Faça exames periódicos. estudando-a separadamente.Às vezes pensamos que milagres são aqueles De cada reunião foi lavrada ata, a qual seguefatos extraordinários que acontecem com anexa a lista dos presentes.algumas pessoas apenas. Milagre é também Os encaminhamentos feitos no Conselhoo avanço da medicina, o carinho dos de Classe deverão ser levados à turma peloprofissionais da saúde, o apoio dos amigos professor- regente / ou pelo Coordenadore amigas, da família, da comunidade de fé, Pedagógico.a força da oração, o saber que tem pessoas Coordenação Pedagógica • Confie primeiramente em Deus, pois Ele éque se preocupam conosco. poderoso e está sempre pronto a nos ajudar;Neste longo período, tive tudo isso. Atribuo a • Trace metas e objetivos para o seu dia aminha boa recuperação a esse apoio recebidode tantas pessoas. E, aqui, nesta ocasião, dia;quero agradecer de coração a todos e todas • Execute seu trabalho com compromisso,colegas do Ezequiel Ramin que fizeram uma responsabilidade e respeito;oração por mim. Deus, realmente ouviu suas • Seja determinado, pois os empecilhosorações! Que Ele possa recompensá-los com estarão sempre à sua frente;muitas alegrias, saúde, paz e realizações! • Seja firme e você alcançará a VITÓRIA.Obrigada. Mirian Paiva Rocha Professora Maria Alice Apoio Administrativo
  4. 4. 4 • Outubro de 2011 InformEzequiel AULAS DE REFORÇO CONAPEE/MT SOMOS IGUAIS OU A PROFESSOR INTERINO Lei 8.806 de 10 de janeiro de 2008, ao DIFERENTES? D mesmo tempo em que institui o Plano Estadual de Educação de Mato Grosso esde que aprendemos a nos comunicar (PEE) prevê também, em seu artigo 3º a uma questão é sempre posta: somos avaliação do mesmo no terceiro ano de sua vigência. Neste processo de avaliação iguais ou somos diferentes como a participação do Estado, Município e pessoas? Durante muitos anos a resposta Sociedade Civil foram assegurados. dizia que, sim, éramos diferentes, e não só Como neste ano de 2011 completa-se três anos do Plano, foi instituído pelo Fórum pela cor da pele, dos cabelos, dos olhos. Foi Estadual de Educação de Mato Grosso, nesta diferença que se basearam todos osN a Conferência de Avaliação do Plano argumentos raciais, traçando a superioridade a escola organizada por ciclo de Estadual de Educação de Mato Grosso – CONAPEE/MT, que foi estruturado em três de uma raça sobre a outra. formação humana não trabalhamos com o foco na reprovação. Nosso momentos: primeiro a leitura na Etapa Nos tempos mais modernos, o argumento Municipal com proposição de modificação racional foi perdendo força. Chegamos,entendimento é que no ciclo o aluno tem ao documento base; o segundo a Etapatrês anos para se apropriar do conhecimento então, à pesquisa de genes e, com ela, Regional e o terceiro a Etapa Estadual. Aproposto para cada etapa da aprendizagem. escola Estadual Padre Ezequiel Ramin e veio a certeza que somos todos humanos,Por isso a avaliação é formativa, ou seja, tem demais unidades escolares da rede pública não importa se negros, brancos, amarelos, de Juina realizaram nos dias 19 e 20 de mulatos ou pardos. Diziam-nos os cientistaso objetivo de descobrir e propor soluções agosto um momento de discussão interna,para as dificuldades de aprendizagem dos no âmbito da escola, envolvendo todos os que éramos pelo menos 99% iguais. E sealunos. profissionais da educação e a comunidade. chegamos tão próximo dos 100%, de nadaNo caso específico da aprendizagem dos adianta falar em diferenças.estudantes, é preciso diagnosticar o porquê Mas será que é assim mesmo? Sim, dizemmuitos alunos não conseguem avançar os cientistas. Como um todo somos muitoe quais são os focos de dificuldades, daí parecidos – não importando se somos baixos,criar estratégias para a superação desses altos, magros, gordos, temos olhos azuis ouproblemas. E é isso que está acontecendo na não. Geneticamente somos formados doescola Ezequiel Ramin, após a realização do No primeiro momento realizamos o estudo mesmo material e, na raça humana, ele éConselho de Classe Participativo, na segunda da 1ª parte do documento referência intitulado “Diagnóstico das Políticas de pelo menos 99% idêntico de uma para outrasemana de agosto, a direção, coordenação pessoa, homem ou mulher. Educação em Mato Grosso, 2007-2010”.pedagógica e professores analisaram os Após leitura e discussão dessa primeira O que os cientistas estão nos dizendo agoraíndices de desempenho de cada turma, do parte os participantes foram divididos em é que, nesta semelhança, existe diversidade.1º, 2º e 3º ciclos e a coordenação pedagógica seis grupos e cada grupo trabalhou com um eixo, conforme orientação da Assessoria E uma diversidade quase tão grande como apropôs aos professores um Projeto de Pedagógica. No trabalho com os eixos (EIXO que vemos ao caminhar na rua, olhar paraIntervenção que objetiva diminuir os índices 1: Qualidade da Educação, EIXO 2: Inclusão ede PPAP (Progressão com Plano de Apoio as pessoas que estão próximas. O que vemos Diversidade na Educação, EIXO 3: Educaçãopedagógico). e Mundo do Trabalho, EIXO 4: Acesso e são os mais diferentes tipos humanos. NaO projeto prevê aulas de reforço aos Permanência no Ensino Superior, EIXO 5: verdade somos diferentes e esta variação é Profissionalização da Educação; Carreira, bem acentuada. Como raça humana somosalunos com dificuldades, aplicabilidade de Salários e Form.Profissional, EIXO 6: Gestãometodologias diferenciadas e o controle Democrática: Do Projeto Pedagógico à iguais, mas como pessoas, diferentes.de tarefas e leituras através de MAPAS Política de Financiamento) o grupo leu o E esta é a visão que a Escola Estadual Padreno 2º ciclo. É importante pontuar que os documento e propôs emendas de caráter Ezequiel Ramin está querendo formar em aditiva, supressiva e substitutiva. No diaprofessores efetivos já trabalham com aulas 20, pela manhã, os grupos apresentaram seus alunos, mostrando que parecemosde reforço desde o início do ano letivo, pois as discussões feitas no dia anterior e as iguais, mas somos muito diferentes. E,parte da hora atividade deve ser destinada a emendas propostas em cada eixo. Em portanto na convivência em sociedadeesta atividade. Mas, o que está merecendo seguida, escolhemos os representantes para a etapa municipal. As contribuições precisamos respeitar as diferentes, assimrelevância é o trabalho das professoras propostas pelos grupos, no interior da como também seremos diferentes parainterinas, que mesmo sem ter hora escola, foram levadas para a Conferência- todos os outros.atividade estão trabalhando no contra- Etapa Municipal, realizada no dias 30 e 31turno, após as aulas e na hora do recreio de agosto, na escola DR. Guilherme Freitas de Abreu Lima. A Conferência de Avaliaçãocom os alunos que apresentam dificuldades do Plano Estadual de Educação já passouna leitura, escrita, interpretação de textos e por duas etapas. Nos dias 19 e 20 do mês deresolução de problemas matemáticos. setembro aconteceu a etapa regional, ondeAcreditamos que este trabalho merece tivemos representantes da nossa escola participando efetivamente das discussões. Adestaque porque o esforço de todos, última etapa (etapa Estadual) será realizadaprincipalmente dessas professoras, de 15 a 18/11/2011, em Cuiabá. A CONAPEEcontribuirá para o fortalecimento de uma tem caráter avaliativo e deliberativo.escola cidadã. Parabéns professoras pelo O objetivo da CONAPEE é alinhar e corrigir as políticas educacionais de Mato Grosso A foto mostra um trabalho desenvolvido pelabrilhante trabalho, pois a educação se previstas no Plano Estadual de Educaçãofaz com homens e mulheres corajosos e (PEE), com as políticas nacionais previstas no Professora Agna, da Sala de Recursos, juntoguerreiros. Plano Nacional de Educação (PNE). a turma do ensino regular da Professora Coordenação Pedagógica Professora Luciana Ledo Ruis Peres Sandra.
  5. 5. InformEzequiel Outubro de 2011 • 5 CONTRADIÇÕES A ESCOLA QUER PAZC Q omeço a minha fala pela minha deixa, uase todos os dias somos bombardeados observado que a maior violência ocorrente com uma frase feita, uma pergunta, com notícias de violência aqui, violência na escola é o bullying. Na opinião dos alunos, não respondida e que não sei se será ali, violência de todo tipo. Às vezes os pais são responsáveis por seus filhos e atosrespondida um dia: “Que país é esse?”. Sou temos a ilusão de que ela só acontece nos que eles cometem. Eles pensam que quemeducador, trabalho em escolas há sete anos, grandes centros urbanos. E que, portanto, deve apoiar ou amparar as vítimas na escolacomo muitos dizem: “já vi de tudo...”, mas sei nunca vai acontecer conosco. Essa sensação são todos os funcionários da instituição,que ainda tenho muito do que ver nessa vida tende a nos acomodar e isentar de qualquer principalmente o professor que trabalhafaço comparativos dos meus tempos de aluno preocupação. Pensamos: - Afinal, é lá longe diretamente com os alunos, a coordenaçãoe hoje como professor... Converso com colegas que estão acontecendo essas coisas. e direção que são responsáveis pelos alunosno dia a dia e vemos sempre muitas situações Porém, a violência não escolhe mais nem durante o período que estes se encontramdesfavoráveis, tipo: como era a educação antes, lugar, nem hora. Todos somos do grupo de na escola. Instalação de mais câmerascomo é hoje, e como será no futuro, o que nos risco, podemos ser vítimas! de vigilância. A maioria das brigas entre alunos são por incentivo dos colegas, poisaguarda? Certa vez tive uma conversa com acham que sempre se deve revidar. Mudarum professor da faculdade e perguntei: que a Lei de Proteção aos Menores. Deveria sercaminhos seguirá a educação? Chegará um dia mais rigorosa com eles próprios para nãoem que teremos muito a presença da educação dar aquela sensação de impunidade. Osa distância, onde estudará só quem realmente alunos da 3ª fase do 2º ciclo C fizeram asquiser?... ele me disse: a educação ainda seguintes observações: Ter mais professoresatravessará mais problemas aumentará sua acompanhando o recreio. Cuidar melhor adescrença, mas na seguida será revolucionada entrada de meninos no banheiro de meninase terá mais uma vez seu lugar de destaque com e vice-versa. Fechar as portas durante oum novo reconhecimento e assumirá seu lugar Para nós educadores, essa questão é muito recreio, pois os alunos entram nas salasde destaque tão merecido... preocupante. Porém, vamos nos deter na para mexer nas bolsas e causam conflitos. O violência escolar, porque está diretamente grupo observou que os escoteiros não têm Então, que país é esse em que quanto mais ligada ao nosso aluno e aos profissionais dado bons exemplos.facilidade se da aos seus cidadãos mais mal da educação. Nossa Escola Padre Ezequiel Após esse levantamento ficam algumasacostumados eles ficam, com bolsa família Ramin já tem trabalhado com projetos, reflexões: Será que toda a Comunidadeeles não querem trabalhar ou pelo menos palestras, pesquisas e outros para ajudar os está preocupada com a questão do bullyingnão querem jamais abrir mão desse benefício, alunos a refletirem sobre a violência escolar. e outras violências? Será que os própriosno tempo dos meus pais não existia escola Porém, neste mês de setembro a SEDUC alunos entendem como um valor serpara todos, as distâncias eram enormes, convocou todas as escolas a fazerem um pacífico, tolerante, amigo, solidário, semoutros pagavam professores para lecionar nas grande mutirão pela Paz. Esse movimento preconceitos? Será que os pais se preocupamfazendas dentro de suas casas, naquele tempo está sendo feito em três momentos: na com a violência reinante na nossa sociedadeo governo não oferecia transporte, livros Escola, no Município e na Capital. e também nas escolas? Será que eles queremdidáticos, nem merenda. E, no entanto as aulas Na semana de 12 a 17 de setembro nossa um mundo mais sereno para seus filhos? Escola realizou o chamado Pré-Fórum Parece óbvio que sim. Mas por que será queeram muito mais valorizadas e tinham um Escolar, onde cada sala foi levada a refletir e apenas cerca de vinte pais compareceramgrande aproveitamento do tipo esses alunos responder a cinco modelos de formulários, à reunião para tratar desse assunto, numahoje fazem seus comparativos de que quem nos quais se pretendia fazer um mapeamento Escola que tem 1.300 alunos?...tinha um terceiro ou quarto ano primário é da violência nas escolas e no seu entorno,bem melhor do que quem tem concluído hoje percebendo as principais consequências daa 3ª fase do 3º ciclo(antiga 8ª série). violência na escola; causas, fatores de risco; Porque vivemos num palco de contradições medidas adotadas ou em andamento (deem que muitas profissionais da educação repressão, de apoio e amparo às vítimas,demonstram viver especificamente em função propostas de prevenção, propostas dedo dinheiro e só depois defendem seus ideais. repressão, novas propostas dos alunos).Visto que o dinheiro é importante, mas ele Por incrível que possa parecer, os alunosé apenas uma das soluções e não a única. mostraram-se bem inteirados no assunto, talvez porque presenciam ou até participamTambém vivemos em uma inclusão excludente Será que não está faltando a presença da de atos violentos no cotidiano escolar. Todoonde para incluir “todos” não podemos família no dia a dia dos alunos? E a tarefa de o relatório feito pelos alunos poderá serdiferenciar ninguém em tratamentos ou consultado junto à Coordenação Pedagógica. transmitir os valores humanos, religiosos,oportunidades, assim deixamos nossos alunos Os alunos chegaram a algumas conclusões outros, será que não está sendo delegada auniformes... Pergunto como surgirão os gênios pertinentes: Durante a discussão foi terceiros (escola, igreja, governo, televisão,das próximas décadas para deixarem seus internet, etc.)? É com esses “tijolos” que se constrói uma civilização do amor, da paz, danomes registrados na eternidade? fraternidade. Eu concluo assim na ótica de quanto mais Certamente a paz não acontece sozinha.facilidades forem oferecidas ao ser humano É exercício diário e contínuo, é conquista,mais acomodado ele fica. Então, será que não é trabalho de todos. A família é a primeiraé hora de revermos nossos conceitos para que responsável! Ninguém pode substituir o seupossamos construir para um país melhor. papel. Professor Professora João Paulo de Oliveira Costa Maria Alice Antunes Serapião
  6. 6. 6 • Outubro de 2011 InformEzequiel TEXTO DO ALUNO T rabalhar a semana do folclore com os SEMANA DO TRÂNSITO alunos da 2ª F do primeiro ciclo “B” foi uma experiência maravilhosa, sem contar que foi um aprendizado e tanto. Incentivar os alunos em pesquisar sobre nossa cultura foi prazeroso, mais ainda foi o resultado obtido. Confira lendo as produções dos alunos. Professora Ivone F Eu gosto muito de ler, o que eu não sabia aixas bem bacanas criadas pelos alunosera que muitas coisas que eu adoro ler fazem sobre a importância de obedecer as Leisparte do folclore. As parlendas, trava-línguas, PAZ NA ESCOLA de Trânsito: Pquadrinhas, adivinhas e até brincadeiras são "TRÂNSITO CONSCIENTE NÃO MORRE ara alguns alunos isso parece o ventoculturas do nosso povo. O que eu mais adorei INOCENTE"foi pesquisar na internet sobre as lendas do que vai e volta. Na escola que eu Aluna: Rhanya MariaBrasil. Até perdi o medo, pois descobri que es- estudo a professora já falou sobre isso, 3ª Fase 1º Ciclo “B” - Professora: Janetesas coisas são histórias do povo, fazem parte alguns alunos da minha sala já sofreram ouda nossa cultura. praticaram violência. Eu penso que se todas "SEJA PACIENTE NO TRÂNSITO OU SERÁ Joana Karolyna – 8 anos as pessoas já tivessem sentido na pele, iriam PACIENTE DO HOSPITAL" saber como é ruim e iriam mudar. E os pais Aluna: Ellen Bianca A LENDA DA IARA precisam conversar sobre isso com os filhos, 3ª Fase 1º Ciclo “B” - Professora: Janete Também conhecida como a mãe das ou o próprio filho falar com os pais.águas, Iara é uma personagem do folclore O agressor precisa ser punido, pedir TEM GENTE MORRENDO, DILMAbrasileiro de acordo com a lenda, de origem desculpas. Temos que todos nos unir paraindígena. Iara é mudarmos essa realidade tão triste. Tem gente morrendouma sereia (cor- Aluno: Robert Luan – 4º ano De fome no Brasil Tem gente morrendopo de mulher da Professora: Andréia Porque não tem Educação Públicacintura para cima Tem gente morrendoe de peixe da De fome e de sedecintura para bai- PAZ NA MINHA ESCOLA Tem gente morrendo Axo) Morena de Dilmacabelos negros e minha escola é divertida e alegre, mas Tem gente morrendoolhos castanhos. tem uma coisa que eu não gosto, a Tem gente morrendoA lenda conta violência. Pra que isso? É mais legal Usando drogasque a linda sereia brincar e se divertir. Tem coisa mais legal do Tem gente morrendofica nos rios do que ficar brigando por aí! Porque não tem a presença de Deuspaís, onde cos- Tem gente morrendo Nunca briguei nem vou brigar, não é legal De escravidãotuma viver nas pedras das encostas, costumaatrair os homens com seu belo e irresistível bater e nem apanhar, quem bate é covarde! Tem gente morrendocanto. Vamos estudar e fazer amigos! A escola é Dilma muito legal, vamos aproveitar essa fase. Tem gente morrendo Kamila – 8 anos Aluno: Lucas Rissato da Silva - 4º ano Tem gente morrendoADIVINHAS: Profª Andréia Nos hospitais públicosA mãe é verde, Tem gente morrendoA filha é encarnada. Nas escolas sem segurança O MACACO SIMÃO E A VOVÓ Tem gente morrendoA mãe é mansa,A filha é danada. CLOTILDE De ódio e angústia Tem gente morrendo O(Pimenta do reino) Dilma macaco Simão é muito esperto, ele Cauã Vinicius – 8 anos Tem gente morrendo apronta com qualquer um. Um dia Simão encontrou vovó Clotilde vindo da Tem gente morrendo feira. Simão pegou umas bananas da cesta Nas prisões infectasProfessor é quem faz a gente dela. Vovó ficou muito assustada e disse: Tem gente morrendoaprender, então o valorize. _ Você me paga macaco safado. O macaco Porque não tem trabalho Não deixe essa profissão saiu correndo e foi comer todas as bananas Tem gente morrendo tão linda morrer. Na prostituição de uma só vez. Quando faltava duas bananas para o Simão comer ele desmaiou e sua Tem gente morrendoAluno: Ryan Chagas Dilma barriga ficou bem grande, ele sentiu muitaCruz – 4º ano Tem gente morrendoCartinha enviada pelo aluno dor. Se ele aprendeu a lição eu não sei, Sim, Dilmaà Profª Andréia mas que ele pagou pelo que fez com vovó Tem gente morrendo Clotilde, isso sim eu sei! Aluna: Eliane – 3ª Fase 1º Ciclo “B” Lucas Silva dos Santos 2ª F II C Professora: Janete Lara Madeiros Professor: José Rodrigues Filho
  7. 7. InformEzequiel Outubro de 2011 • 7 TEXTO DO ALUNO O AMOR E A DOR DIA DA ÁRVORE A ÁRVORE DA VIDA Sabendo que dia 21 de Setembro A árvore da vida, é através delas que a genteOh amor,você me deixou... comemoramos o dia da árvore organizamos tem o ar que respiramos. É ela a árvorePor que me magoou? uma aula expositiva no pátio da escola, nesta que nos da a madeira que faz nossas casa,Estou triste e sozinho, aula foi trabalhado a importância da árvore carteiras de escola. A cor verde da folhaSem seu carinho. no nosso cotidiano. Objetivo principal foi que os alunos e a que da a vida a árvore, sem as árvores compreendessem as muitas utilidades faltaria a sombra para nós e para os animaisE tenho muita dor para termos esta riqueza é preciso que que a árvore tem: produção de oxigênio,Por causa do amor. gás carbônico, flores, frutos, madeira, preservamos o meio ambiente.Mas esta dor, alimentos, óleos e outros produtos. ComÉ a dor gostosa do amor essa orientação, os alunos fizeram desenhos Grupo: Lucimar, Thais, Ingrid e Ana Maria Weverson da Silva Mello livres e construíram seu próprio texto. 2ª Fase 2º Ciclo “C”- Professora Vanuza 2ª fase do 3º ciclo D A ÁRVORE É ESPECIALO AMOR DE ESTUDANTE PARA TODOS NÓSNos tempos de escola , A árvore é especial não podemos mata-Tem o tempo de estudar la por que ela é rica em oxigênio, vida e éE tem o tempo de se apaixonar muito valiosa, pois a árvore é muito linda, seMas quando essas coisas se misturam destruirmos não temos nada a fazer. TodosNão tem como controlar... nós temos que cuidar, sem ela não podemos respirar, ela apodrece, ela purifica nosso ar,O AMOR NA ESCOLA todas as árvores são valiosas, cuidem bemO amor na escola é assim: da árvore que todos nós temos direito deComeça na sala , Os alunos fazem a sua homenagem à árvore no cada coisa para fazer porque devemos cuidarContinua no corredor, quintal da própria escola. e dar valor a elas.E na continuação,Vai parar na coordenação. A ÁRVORE Grupo: Larissa, Geysla e Layszandra Luiz Henrique Marques Árvore, fonte de vida 2ª Fase 2º Ciclo “A”- Professora Vanuza 2ªfase do 3º ciclo D Fonte de amor Fonte de sobrevivência A ÁRVOREN o processo de ensino-aprendizagem, Para aqueles que têm consciência A árvore produz fruto para alimentar -Um certo dia, estava passando na rua e espera-se que o aluno amplie o domínio Que jamais pode faltar avistei uma árvore e comecei a pensar, como ativo do discurso nas diversas situações Aqui ou em qualquer lugar que era bom a sombra, o oxigênio, fruto delacomunicativas, sobretudo nas instâncias Todos, dela, vão sempre precisar tudo isso era bom. Por isso é comemoradopúblicas de uso da linguagem, de modo a dia da árvore porque ela é muito especial,possibilitar sua inserção efetiva no mundo A árvore é fonte de abrigo Dela, somos todos amigos para o país e o mundo, por ela ser muitoda escrita, ampliando suas possibilidades departicipação social no exercício da cidadania É uma fonte alimentar importante. E eu penso só ma coisa não corte. No entanto as dificuldades de leitura Que todos devem preservar a árvore porque elas são tudo para nós.e escrita que se apresentam nos novos A árvore é fonte de ar Que todos necessitamos para respirar Grupo: Tcharles, Higor, Wesley, Thaisonmoldes da educação brasileira, tem sido uma Devemos todos respeitarpreocupação constante dos pais e da escola. 2ª Fase 2º Ciclo “A”- Professora Vanuza Para que nunca possa faltarPor isso acreditamos que é necessáriobuscar uma produção compartilhada de É tão lindo ver o sol beijar a flor AS ÁRVORES E A PRESERVAÇÃO DOdiferentes gêneros textuais, encaminhando Isso mostra que por ela o sol tem amor MEIO AMBIENTEuma reflexão maior sobre o uso de cada um E lhe dá muito valor Temos que preservar todas as árvores, osdeles considerando o contexto de uso, seus Pois seus frutos possuem sabor! rios, as matas. Jamais jogue lixo nas ruas,interlocutores e seu propósito comunicativo. A árvore necessita da terra Para sobreviver na atmosfera senão iremos prejudicar a nossa saúde eA partir desse trabalho nossos alunos se das outras pessoas. Jamais jogue lixo nos O homem, sem ela, se desesperaidentificam com o gênero textual que mais se E o planeta sem ela se degenera rios senão você irá prejudicar os peixes eaproxime das necessidades de expressão da os animais. E daí vamos ficar sem água parafase em que se encontram ou de sua própria São as árvores que nos dão sombra nosso consumo e sustento. Se prejudicar aspersonalidade. Prova disso são os exemplos Nos servem de casa quando não temos árvores vamos ficar sem frutos, sombras edos alunos Weverson e Luiz Henrique, É por isso que devemos a ela Todo o nosso respeito e amor! sem ar puro.que a partir do trabalho com poesias emsala de aula, continuam escrevendo sem És minha amiga particular Não queime as árvores, as matas senãoque ninguém lhes cobre por isso, mas Sempre quero junto dela ficar você irá prejudicar os seres vivos e o nossa Nunca sozinha vou te deixar subsistência.simplesmente porque gostam de escrever Pois, é minha irmã e sempre será!poesias. Autores: (Reginaldo Francisco de Oliveira e Professora Ivete Paravisi Gilson João) Aluno: Rony Ferreiro Reis Língua Portuguesa Prof: Lislian Benincasa 1ºF / 1º C “ D ” 2ª Fase 2º Ciclo “A”- Professora Vanuza
  8. 8. 8 • Outubro de 2011 InformEzequiel TEXTO DO ALUNO APRENDER FAZENDONo dia 9 de setembro os alunos da 3ª Fase 3ºCiclo “B” fizeram várias experiências, usandofrutas como caqui, maçãs, limão, laranjamexerica e batata. E metais como o zincoe cobre. Através dessas frutas, tivemos ummovimento ordenado de cargas negativasque se movimentavas do pólo negativo parao positivo, assim gerando energia elétrica, eligando calculadoras e lâmpadas.Nesse dia a classe se superou no quesitoinspiração; todos ajudaram trazendo frutas eos materiais necessários para a experiência,e com uma professora excelente como aAracele não teria como dar errado, foi muitolegal, muito divertido e aprendemos muito. Autores: Almir Daniely, Geovani, Amauri e Paulo Henrique Alunos da Escola... Atravessei o Oceano Numa linha de barbante Arriscando minha vida Por uma linda estudante. Aluno: Sandro Nascimento da Silva 3ª Fase 3º Ciclo “B”
  9. 9. InformEzequiel Outubro de 2011 • 9 CINEMINHA A IMPORTÂNCIA DA O objetivo maior do cineminha na Escola ORGANIZAÇÃO PARA VIDA Estadual Padre Ezequiel Ramin é ESCOLAR DO ALUNO É disponibilizar espaço e equipamentos tarefa de todos que atuam na unidade para que alunos e professores tenham escolar participarem de sua organização. um espaço agradável para assistir vídeos A divisão de responsabilidades e a con- e filmes como instrumentos de ensino e jugação de esforços são atitudes indispensá- aprendizagem. O agendamento é realizado veis para o êxito das ações desenvolvidas na SEMANA DA PÁTRIA pelos professores com antecedência de unidade escolar. AssimD sendo, o planejamen- ia 7 de setembro, que é data nacional, forma que todos possam fazer uso do to, a execução e a ava- devemos pensar se de fato somos um espaço. Os alunos demonstram gostar desta liação são ações que país independente. Temos a “Semana metodologia, pois aproveitam cada minuto devem ser realizadasda Pátria”, instituída com notável inspiração em conjunto por todos, em que ali estão. A sala é climatizada, de forma que seus re-no Governo Costa e Silva, porém diante de contendo além da TV e DVD, data show, flexos sejam percebi-tantas violências que sofre o povo brasileiro tapete e almofadas. dos por toda a comuni-qual deveria ser a preocupação da educação dade escolar.e de toda a sociedade durante este período? A Secretaria Escolar é o setor componenteA Secretaria Municipal de Educação da unidade escolar responsável pela docu- mentação sistemática da vida da escola emem parceria com todas as Instituições seu conjunto.Educacionais do município de Juina Seu papel é o de proceder, segundo determi-organizou o desfile alusivo ao dia 7 de nadas normas, ao registro:setembro e teve o prestígio da população • da vida escolar dos alunos;juinense. Na oportunidade a E. E. Pe Ezequiel • da vida funcional dos professores, dos téc- nicos e administrativos;Ramin levou para a • dos fatos escolares.avenida os alunos O Secretário ou Secretária Escolar tem porque participam do responsabilidade organizar, sistematizar, re-Projeto Escoteiro gistrar e documentar todos os fenômenos queEscolar, devidamente se processam no âmbito da unidade escolar, tornando viável seu funcionamento adminis-uniformizados e trativo, e garantindo sua legalidade e a vali-acompanhados dade de seus atos. Exaltar a importância quepelos professores, tem a documentação em qualquer atividadecoordenação humana organizada pode ser algo desneces-pedagógica e direção sário. Basta lembrar-se da importância queda escola. Este projeto visa principalmente RECEITA: BOLO DE FUBÁ têm para nós, hoje, os documentos que nos são outorgados, para perceber- se o quantodesenvolver o espírito de liderança, 1 xícara de açúcar de valor há nos registros e anotações feitoscooperação e responsabilidade dentro da 1 xícara de óleo pela Secretaria de uma unidade escolar.unidade escolar e estendendo para além dos 1 xícara de fubá Os documentos que expede assumem ummuros da escola. A Escola tem por prática caráter de testemunho, de prova, que acom- 1 xícara de farinha de trigorealizar o Momento Cívico toda semana, panhará o aluno e influenciará sua vida de 1 xícara de leite forma significativa. Há, ainda, outro aspectoacontecendo a cada dia durante toda a 1 ovo da documentação: o registro das atividadesSemana da Pátria, cultivando o espírito de didático-pedagógicas desenvolvidas pela uni- 1 colher de pó Royalpatriotismo e amor por nosso país. dade escolar com todas as suas implicações. Uma unidade escolar passa por constantes mutações, e as etapas dessas transformações devem ser retratadas em benefício de seu próprio crescimento e desenvolvimento, já que a reflexão ordenada sobre o passado é indispensável para o replanejamento que visa ao aperfeiçoamento. Nesse sentido, ressaltamos a importânciaA Escola participou também com um grupo Modo de Fazer: significativa da função do Secretário ou Secre- tária Escolar em todo o processo escolar. Parade alunos representando o Programa Bater todos os ingredientes no liquidificador, que o desenvolvimento dos trabalhos da Se-PROERD, desenvolvido na escola em parceria menos o pó Royal. Despejar em uma vasilha cretaria Escolar, devem se pautar nos seguin-com a Polícia Militar, sob a coordenação do e misturar o Royal levemente. Untar forma, tes princípios:Soldado Sales. despejar a massa e colocar para assar em • da estética da sensibilidade (trabalho bem“Tudo vale a pena quando a alma não é feito e respeito pelo outro); fogo médio. • da política da igualdade (valorizar o pró-pequena.” Fernando Pessoa Contribuição Apoio em Nutrição Escolar prio trabalho e o trabalho dos outros). Professora Marciane Sacht Eliana Barbosa da Silva Técnicos da Secretaria
  10. 10. 10 • Outubro de 2011 InformEzequiel FESTA JUNINAA s festas juninas são comemoradas e decoraram o espaço, organizaram as que havia ensaiado com os alunos do 1º e em todo o Brasil. E não é diferente na barracas e prepararam as comidas. Foi um 2º ciclo. Tivemos também a apresentação Escola Estadual Padre Ezequiel Ramin. dia cheio de atividades, mas valeu a pena. da quadrilha nordestina sob a orientação doFaz parte do calendário da escola realizar Pois foi perceptível a alegria de todos. professor Alex e algumas alunas da 3ª faseesta festa recheada das danças de quadrilha A/3º ciclo. A aluna Nayara da 3ª fase A/3ºe comidas típicas. ciclo, apresentou uma quadrilha remixada,Em nossa escola a festa junina estava diferente da tradicional. A professoraprevista para acontecer no dia 22 de junho, Chiquinha com um grupo de alunos, tambémmas em virtude da greve aconteceu no dia marcou presença na noite com uma dança de30 de julho. E foi um sucesso! Mês antes quadrilha country. E a EJA não ficou de fora ,os grupos de dança se organizaram para fez bonito na pista de dança; sob orientaçãoos ensaios. E na semana que antecedia a da professora Cléia também apresentaramfesta os profissionais da escola e os alunos uma dança de quadrilha.confeccionaram as bandeirinhas e outras Nossos agradecimentos a todos quedecorações. Tudo isso para deixar o espaço Os alunos foram convidados a contribuir contribuíram para que esta festa fosse umbonito e agradável aos olhos dos convidados. com alimentos típicos, como: amendoim, sucesso. Ano que vem faremos novamente milho canjica e pipoca, açúcar, óleo, fubá, e melhor. gengibre. Os profissionais foram convidados Equipe Gestora. a trazer um doce de amendoim caseiro ou industrial, pois as guloseimas foram distribuídas gratuitamente para todos os participantes da festa. Foi servido pipoca salgada e amendoim, bolo de fubá, chá de gengibre, canjica, paçoca, pé-de-moleque. E as danças! Ah! Foi um espetáculo. A professora Sandra abriu a festa com apresentação da quadrilha dos alunosNo dia 30 os profissionais e os alunos se da 1ª e 2ª fase do 1º ciclo. Em seguida oreuniram, logo pela manhã; limparam professor Elson apresentou ao público o ARTE BRASILEIRAA o trabalhar a história da arte brasileira Pressupõe-se que a luta desses artistas foi apresentado aos alunos da 3ª não foi nada fácil, enfrentaram represálias Fase 3º Ciclo do ensino fundamental da sociedade e de artistas contráriosalgumas obras de Tarsila do Amaral – artista ao movimento. No entanto, apesar dasdo movimento modernista. Após a discussão dificuldades revolucionaram o incrívelsobre o momento histórico e suas obras foi mundo das artes plásticas e da literatura,proposto a reprodução de algumas obras com suas telas e seus poemas totalmenteda artista. Os trabalhos foram monitorados sem métrica e rima. Com telas apresentandoe produzidos pelos alunos de maneira livre, a mistura do cubismo com os princípiosapenas utilizando os métodos já estudados modernistas, como é o caso de Tarsila dosobre a obra de Tarsila. Amaral. Professora Jussara Mariani Tarsila do Amaral representa a evolução e a revolução da arte brasileira. Pelo seu envolvimento com o movimento modernista absorveu toda a gama de peculiaridades existentes dentro da visão dos modernos. Em suas telas retrata os pontos do cotidiano brasileiro, as “coisas” típicas do Brasil, o regionalismo. Pontos esses que permeavam e conduziam o movimento da Semana de 22, e que adequavam o sentido do termo Antropofagia usado pelos modernistas. O referido termo era utilizado para designar toda e qualquer apropriação de idéias e culturas para que se transformasse em arte tipicamente brasileira.
  11. 11. InformEzequiel Outubro de 2011 • 11 SEMANA DO TRÂNSITO SAUDADES DE DUAS GUERREIRAS NA EDUCAÇÃOA D lunos da Escola Estadual Padre Ezequiel ia 29 de agosto, uma segunda-feira, uma recuperada. Porém, naquele último Ramin esteve juntamente com Polícia parecia mais um dia normal de aula. fim de semana de agosto, teve recaída: Militar na Semana do Trânsito, fazendo Mas, para a Escola Padre Ezequiel Ramin, e apareceu uma trombose estomacal. Como é para a Educação em Juina, não seria: uma uma situação grave de hemorragia interna,Blitz Educativa em Avenida Principal da educadora veterana, não resistiu.Cidade de Juína, aonde foi um sucesso a batalhadora, Não teve tempo de descansar da sua missãoparticipação dos alunos. havia encerrado educadora. Lá do céu, hoje ela descansa sua missão aqui juntamente com outros heróis da educação na Terra e voltara que já a precederam. Nossa eterna gratidão para os braços a Antônia por seu amor e dedicação aos do Pai. Antonia estudantes e colegas de profissão. Que ela Moura Muniz, ore por nós que ainda estamos nesta luta. nossa ex-diretora e “Os que ensinam os outros um dia como professora, muito estrelas no céu brilharão.” querida pelas Alguns dias depois... famílias e alunos que Novamente a Escola Estadual Padre Ezequiel a conheceram, já estava aposentada. Mas, o Ramin encontra-se em LUTO... seu amor pela educação não se aposentou. Despedimos-nos de mais uma colega de Ela voltou à sala de aula lá na Escola 21 de trabalho, Professora Marina Nogueira Abril. Antônia fez sua carreira profissional Leite de Assis. Durante muitos meses lutou toda aqui em Juína. Quando nossa Escola bravamente contra a doença, porém a ciência foi inaugurada, teve “o dedo” da Antônia não conseguiu também. Antônia era uma mulher disposta, restabelecer as destemida. Todos os dias se via aquela forças de nossa pequena mulher, humilde, andando pelo colega. Uma pessoa pátio, com sua voz rouca, cuidando dos sempre muito alunos, acariciando um, chamando a alegre e disposta, atenção de outro. Pelo tempo de trabalho responsável e nesta Escola, conhecia praticamente compromissada, todos os alunos. Talvez a dedicação tão determinada em extremada ao trabalho e à família tenha seus objetivos. contribuído para o agravamento da doença. Extrovertida e Cuidou demais dos outros e esqueceu- companheira para se de si mesma. Há tempos que ela vinha todas as horas. “Não tinha tempo ruim”, reclamando de mal estar no estômago. Não como ela mesma dizia. Bastante vaidosa, deu muita importância. Tentava resolver brincava com afeto com seus alunos. Deixa com automedicação, remédios caseiros. família, amigos, colegas de trabalho em Passados os sintomas, esquecia o problema. saudades eternas. Nosso reconhecimento Assim o tempo foi passando e a doença à Marina pela pessoa e profissional que foi se agravando. Quinze dias antes do seu durante todos esses anos. falecimento ela foi internada. Foi medicada. Com profunda tristeza Profissionais da Fez cirurgia. Teve dias de baixa, mas deu Escola Estadual Padre Ezequiel Ramin. ATIVIDADES ESCOLARES DIA DA PAZ DIA DA ÁRVOREAluna: Drieli M. Bueno | Aluna: Thalyandra D. Carneiro Aluna: Isabela Eduarda | Aluno: Alexander Alunos: Lucas Eduardo e David Pereira da Silva Alunos: Lucas e Elias Aluna: Sandrielly Boniatti Aluno: Erickson Alunos: Lucas e Elias
  12. 12. 12 • Outubro de 2011 InformEzequiel PROJETOS PROJETO MEIO AMBIENTE PROJETO MEIO AMBIENTE PROJETOO Projeto Educação Ambiental, Questão CONSTRUINDO CIDADANIA ESCOTEIRO ESCOLAR Cde Cidadania: A Problemática do Lixo na AEscola Padre Ezequiel Ramin já começou onstruir cidadania é uma das Escola Estadual de Ensino Fundamentala ser trabalhado. No dia 03/09/2011 funções sociais das Instituições de Padre Ezequiel Ramin, instalada no(sábado), os alunos da 2ª fase e 3ª fase do Aprendizagem. A Escola Estadual Padre Módulo 05, cidade de Juína, desenvolve projetos preventivos no combate a violência3º ciclo, juntamente com os professores Ezequiel Ramin tem investido esforços com escolar, além da preservação do espaçoAlex, Alice, Aracele e Elizangela, com o objetivo de formar cidadãos conscientes físico por meio do projeto ‘Escoteiroo acompanhamento do Diretor Elson, e responsáveis pelas suas ações. O mutirão, Escolar’. O trabalho resulta em boaslideraram um mutirão de pintura, onde realizado no último dia 24, envolveu alunos práticas educacionais, e está pautado naforam pintadas três salas de aula; e a e profissionais da educação de corpo e preservação do patrimônio escolar, naconfecção de pufs, tendo como matéria coração. O trabalho foi realmente coletivo e manifestação de regras e respeito. A açãoprima, garrafas PETs e jornais. Também também proporciona o desenvolvimento muito organizado. Foram realizadas diversas de atividades após o encerramento dasestiveram envolvidos nessa ação, o atividades: limpeza do pátio, jardinagem, aulas, evitando à exposição das crianças apessoal do Apoio fazendo a limpeza e a pintura das salas, pintura dos painéis da situações de vulnerabilidade. Por meiotroca das lâmpadas convencionais por peça teatral do FESTIN, cartaz para Feira de do projeto são realizadas atividades paralâmpadas mais econômicas. Contamos Ciências. O envolvimento de todos em prol alunos no contraturno, seguindo uma escalacom a participação das professoras de um ambiente educativo saudável propicia programada e de acordo com a autorizaçãoRosane e Érica na doação e no transporte dos pais ou responsáveis. Os alunos atuam satisfação e bem estar. Venham conhecer e monitorados pelos professores e são osde garrafas Pets e jornais. A animação e fazer parte desta escola. responsáveis por receber os visitantesa alegria eram visíveis em cada um, por Equipe Gestora e encaminhá-los ao destino solicitado.estarem contribuindo de alguma forma Cabe ainda aos educandos envolvidos nopara a conservação do ambiente. Visamos projeto ajudar a evitar o desperdício decom essas ações o desenvolvimento da energia, verificando no final das aulas secidadania e a colaboração dos alunos na as lâmpadas estão desligadas, ventiladoresconservação do Patrimônio Público. e equipamentos elétricos desconectados Professora das tomadas. Também colaboram com a manutenção e limpeza do ambiente. Os Elizangela Bispo de Paula Meira "Escoteiros Escolares" ajudam a fiscalizar o uso das torneiras (bebedouros e banheiros), e atuam como auxílio na biblioteca, bem como a preservação da Jardinagem. A educação no trânsito também é contemplada. Os participantes ajudam na fiscalização do acesso de bicicletas no pátio. Também após o intervalo, faz ronda no pátio, avisando aos alunos para procurar a sala de aula. Recolhe o lixo das salas e utensílios no espaço escolar. Estão envolvidos na ação nove professores, estudantes da 1ª e 2ª Fase do 2º Ciclo (restringindo ao número de 15 por dia), e da 3ª Fase do 2º Ciclo, assim como pais, vigilantes, coordenação pedagógica e direção da unidade. Professor José Rodrigues

×