Oração para o Dia Mundial das Missões

223 visualizações

Publicada em

Dia Mundial das Missões

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
223
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
97
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Oração para o Dia Mundial das Missões

  1. 1. ORAÇÃO PELO DIA MUNDIAL DAS MISSÕES 18 de outubro de 2015 Ambientação: Figura do mapa mundi ou globo, imagens de jovens, tecido com as cores dos continentes, frase: Vida Consagrada na Igreja hoje: Evangelho, Profecia e Esperança. Com.: Nesse dia mundial das missões, queremos como comunidade FMA estar em sintonia com toda a Igreja que hoje reza e reflete sobre a dimensão missionária e a Vida Consagrada. O Papa Francisco proclamou 2015 como o Ano da Vida Consagrada, e tem como tema “A Vida Consagrada na Igreja hoje: Evangelho, Profecia e Esperança”. Viver como Consagrado é assumir a missão de construir uma comunidade profética, empenhando-se na construção de relações fortes e verdadeiras. Canto: Caminho de felicidade- CD No caminho da Vida Pe. Osmar Coppi L1. : Na riqueza dos carismas, a Vida Religiosa mostra ao mundo a alegria interior de pessoas que encontraram em Cristo a verdadeira esperança. Entre os mais de 2.000 missionários e missionárias brasileiros no exterior, cerca de 90% pertencem à Vida Religiosa Consagrada, em especial a feminina. L 2: Em sua carta circular aos Religiosos, o papa Francisco lembra que, desde o início da vida dos monges, o essencial está em fazer uma adesão total a Jesus Cristo ao ponto de afirmarem, como São Paulo: “Para mim, o viver é Cristo” (Fl 1, 21). Com.: Para Paulo, a vida cristã se faz no seguimento de Jesus, vivido comunitariamente no Espírito. É concretizar em sua vida os compromissos batismais, vivendo aqui e agora a graça misericordiosa de Deus. Cada pessoa oferece sua vida na construção do corpo, que é a comunidade, construindo relações com as outras pessoas, com Deus e com o mundo todo. Para viver essa proposta, Paulo ensina que devemos nos colocar com simplicidade a serviço dos outros. Todos: Dessa forma, a vivência da proposta evangélica de Jesus torna-se um sinal profético para uma sociedade como a nossa, marcada pelo individualismo e pelo consumismo. L.3: Vivendo comunitariamente os laços do amor, demonstraremos nossa alegria na esperança, sendo pacientes diante de qualquer dificuldade, sempre perseverantes na oração. “Disponha-se a preferir o bem das outras ao seu próprio, a escolher para si a parte mais cansativa e desempenhá-la com humildade e alegre simplicidade, vivendo o amor fraterno não só nas grandes ocasiões, mas ainda e sobretudo nas circunstâncias ordinárias da vida” (Constituições FMA art. 50). Por tanto, é ser uma comunidade que vive o Evangelho sendo um sinal profético, irradiando alegria e esperança para todos.
  2. 2. Canto: Importa viver Senhor, unidos no amor, na participação vivendo em comunhão. (2X) Leitura: Filipenses 2,1-5 Se por estarmos em Cristo nós temos alguma motivação, alguma exortação de amor, alguma comunhão no Espírito, alguma profunda afeição e compaixão, completem a minha alegria, tendo o mesmo modo de pensar, o mesmo amor, um só espírito e uma só atitude. Nada façam por ambição egoísta ou por vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a vocês mesmos. Cada um cuide, não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros. Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus. L4: A vida consagrada atravessa um vau, mas não pode permanecer assim de modo permanente. Somos convidados a realizar a passagem como Igreja em saída, como kairós que exige renúncias, que pede que se deixe aquilo que se conhece e se empreenda um percurso longo e nada fácil, pois a travessia para terras misteriosas exige de nós apenas fé. Com.: A vida consagrada, alimentada para a esperança da promessa, é chamada a prosseguir a caminhada sem deixar-se condicionar por aquilo que se deixa para trás: “Eu não julgo ter já alcançado a meta, mas, esquecendo o que fica para trás, avanço para o que está na frente” (Fl 3,13-14). A esperança não está edificada sobre as nossas forças e sobre os nossos números, mas sobre os dons do Espírito: a fé, a comunhão, a missão. Os consagrados são um povo tornado livre pela profissão dos conselhos do Evangelho, disposto a olhar na fé para além do presente, convidando a “alargar sempre o olhar para reconhecer um bem maior que trará benefícios a todos nós”. (EG 235) L5.: A vida consagrada saberá tornar-se interlocutora acolhedora daquela busca de Deus que desde sempre agita o coração do homem? Poderá dirigir-se, como Paulo, à praça de Atenas e falar do Deus desconhecido aos gentios? Saberá alimentar o ardor do pensamento para reavivar o valor da alteridade e da ética das diferenças na convivência pacífica? L6.: Para sermos comunidades novas é necessário provocar com decisão mudanças de mentalidade. Aceitarmos o convite a olhar a realidade com atitude de esperança, para cultivar o bem que geralmente cresce sem fazer barulho, como DB e MM nos ensinaram. Com.: O horizonte que motiva as opções e os passos concretos de renovação é a conversão pastoral. Tal horizonte nos coloca em sintonia com o apelo da Igreja e em continuidade com os caminhos de conversão do XXII CG. L1: Nós nos deixamos interpelar pelas palavras do Papa: Espero que todas as comunidades ajam de forma a colocar em ação os meios necessários para avançar no caminho de uma conversão pastoral e missionária, que não pode deixar as coisas como estão... em todas as regiões da terra, coloquemo-nos em estado permanente de missão. (EG 25-27)
  3. 3. L2: Essas palavras do Papa Francisco, dirigida a toda a Igreja, resoam para nós mulheres consagradas como um apelo insistente a renovar a paixão e o compromisso para com a missão educativa evangelizadora. Com.: A conveniente renovação da vida religiosa compreende não só um contínuo regresso às fontes de toda a vida cristã e à genuína inspiração de nossos fundadores mas também a nossa adaptação às novas condições dos tempos. L3: Conscientes de nossas limitações e abertas a ação do Espírito que nos transforma em novas criaturas, assumimos como Instituto das FMA três opções fundamentais em vista da conversão pastoral: Todos: Transformadas pelo encontro; Insieme com os jovens e missionárias de esperança e alegria. L4.: Tais opções nos ajudarão a viver um caminho de conversão contínuo, saindo de nosso comodismo e vivendo de modo autentico e credível, de modo a sermos profecia no mundo. Com.: Neste Ano da Vida Consagrada, rezemos ao Deus de bondade, pelos religiosos e religiosas em sua missão de testemunhar o Evangelho na profecia e na esperança, dizendo: Senhor, fortalecei os religiosos e religiosas em sua missão de servir.  Pelas Congregações, Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, para que fiéis ao carisma sejam no mundo sinal de profecia e esperança, rezemos.  Pelos irmãos e irmãs religiosas em missão além-fronteiras, em especial em situações de risco para que permaneçam fiéis ao mandato de Jesus.  Pelos consagrados e consagradas comprometidos com as grandes causas: indígenas, quilombolas, sem-terra, sem-teto, migrantes e todos aqueles que se encontram à margem da sociedade, para que sejam presença de Deus misericordioso, rezemos. Renovação dos Votos Canto: Consagração - 384 Cantando em sintonia última edição.

×