ASSOCIAÇÃO                                 Gabinete TécnicoFUTEBOL                                    O papel dos pais no ...
ASSOCIAÇÃO                               Gabinete Técnico      FUTEBOL                                  O papel dos pais n...
ASSOCIAÇÃO                           Gabinete Técnico      FUTEBOL                              O papel dos pais no acompa...
ASSOCIAÇÃO                       Gabinete Técnico     FUTEBOL                          O papel dos pais no acompanhamento ...
ASSOCIAÇÃO                   Gabinete TécnicoFUTEBOL                      O papel dos pais no acompanhamento daDA HORTA   ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O sucesso no futebol dos escalões de formação mais baixos

2.187 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.187
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
312
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
90
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O sucesso no futebol dos escalões de formação mais baixos

  1. 1. ASSOCIAÇÃO Gabinete TécnicoFUTEBOL O papel dos pais no acompanhamento daDA HORTA actividade desportiva dos filhos O PAPEL DOS PAIS NO ACOMPANHAMENTO DA ACTIVIDADE DESPORTIVA DOS FILHOS “O sucesso no futebol dos escalões de formação mais baixos depende largamente dos Pais. Trabalhar com os Pais é muito mais fácil do que trabalhar sem eles, ou pior, contra eles” ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA HORTA GABINETE TÈCNICO 2011/12
  2. 2. ASSOCIAÇÃO Gabinete Técnico FUTEBOL O papel dos pais no acompanhamento da DA HORTA actividade desportiva dos filhosEntendendo as práticas desportivas como uma componente fundamental naformação desportiva das crianças/adolescentes. O desempenho dos pais naformação desportiva dos filhos assume um papel crucial.O sistema de valores dos pais deve exercer alterações sobre os filhos,fornecendo identidades convincentes e, portanto, definindo um perfil docomportamento desportivo saudável. Para tal a criança/jovem deve encararcom naturalidade o treino/competição, percebendo que cada individuo édiferente biologicamente e psicologicamente, o que por si só determina ritmosde aprendizagem e maturação diferenciados.O futebol continua a liderar no número de atletas federados em Portugal. O“desporto rei” é a modalidade mais praticada, com um total de 144.106praticantes, segundo o livro de Estatísticas do Desporto 1996-2009, do Institutodo Desporto de Portugal.Em comparação com 1996, o número de jogadores federados de futebolaumentou muito, já que nessa altura havia 95.746 futebolistas. Agora sãoquase 150 mil e representam cerca de 30 por cento do total de atletas.Calcula-se que, para uma criança/jovem, atinja o alto rendimento no Futebol eFutsal, durante o seu processo de formação (5 aos 18 anos) será necessáriocerca de 10.000 horas de prática na modalidade. Este processo será bemsucedido para alguns (poucos), se um conjunto alargado de factores forfavorável.Infelizmente ainda, para alguns competir, ganhar, vencer a qualquer custo,reproduz exactamente, o que os pais querem dos filhos como “atletas”. Paraeles a vida desportiva das crianças, em tudo se associa às influências doganhar, vencer a qualquer custo, de tal forma que os elementos culturais,sociais e psicológicos envolvidos com formação educacional e desportiva dascrianças são adulteradas, criando uma pressão excessiva no praticante, o quemuita vez leva à desistência da modalidade por parte do atleta.Assim, na defesa dos interesses e das necessidades das crianças/jovens etambém da óbvia necessidade permanente de intervir com maior qualidade,importa sistematizar de uma forma simples e directa, aquilo que os Pais deveme não devem fazer para ajudar os seus Filhos a praticarem as modalidades queescolheram: Futebol ou Futsal.
  3. 3. ASSOCIAÇÃO Gabinete Técnico FUTEBOL O papel dos pais no acompanhamento da DA HORTA actividade desportiva dos filhos Na defesa dos interesses das crianças e na procura permanente de uma intervenção com maior qualidade. Qual o papel dos Pais Onde podem ajudar? O que devem evitar?  Evitar estar sempre a falar de futebol  Não ignorar as outras crianças na família Em casa  Organizar actividades familiares que não estejam sempre ligadas ao futebol  Ajudar os filhos a serem pontuais  Ajudar a organizar-se e preparar-se para o treino (equipamento, comida, água)  Encorajar, sem pressionar, o seu filho a ser empenhado, responsável e atento no treino  Assegurar-se que o treinador possui a qualificação necessária para treinar o seu filho  Disciplinar o seu filho quando as suas atitudes eDurante os treinos acções sejam menos correctas (mau comportamento, falta de esforço)  Assistir aos treinos de forma interessada, mas não interferindo no papel do treinador e no seu trabalho  Assegurar que o seu filho trate da sua higiene pessoal, e cumpra os horários de repouso e recuperação depois dos treinos  Conhecer outros Pais e partilhar experiências
  4. 4. ASSOCIAÇÃO Gabinete Técnico FUTEBOL O papel dos pais no acompanhamento da DA HORTA actividade desportiva dos filhos  Levar o seu filho aos jogos e assegurar que é pontual  Ajudar o seu filho na organização do seu equipamento, para o jogo, assegurando comAntes dos jogos ele, que não falta nada  Relembrar com o seu filho os objectivos para o jogo: empenho, disciplina, ser solidário com os colegas e fair-play  Ser um espectador educado  Não interferir no jogo, não inter-agindo com os seus agentes (árbitros, treinadores e adversários), dando um bom exemplo  Ajudar a organização quando solicitadoDurante os jogos  Ao estarem presentes, apoiarem o seu filho mas, de forma coerente e contida, controlando as suas emoções e comportamentos, de maneira a não afectar, o desempenho, desenvolvimento e evolução do seu filho  Ser generoso nos aplausos para ambas as equipas, reconhecendo quando o adversário joga bem, ajudando a incutir o Fair-Play e o respeito pelo adversário  Assegurar que o seu filho trate da sua higiene pessoal, descanse e recupere depois dos jogos  Evitar perguntas como: Ganhaste? Qual foi o resultado?  Evitar comentários como: Ganhamos!Depois dos jogos Perdemos! Perdeste!  Dar o espaço e tempo necessário para falar sobre o desempenho do seu filho (enfoque no empenho)  Disciplinar o seu filho quando as suas atitudes e acções sejam menos correctas (mau comportamento, falta de esforço)  Perceber se existem mazelas ou dores e assegurar-se de que não é nada sério
  5. 5. ASSOCIAÇÃO Gabinete TécnicoFUTEBOL O papel dos pais no acompanhamento daDA HORTA actividade desportiva dos filhos  Ser generoso nos aplausos para ambas as equipas, reconhecendo quando o adversário joga bem  Nas vitórias enfocar o desempenho do colectivo, da equipa e dos colegas

×