Cem anos da umbanda

597 visualizações

Publicada em

100 anos da Umbanda no Brasil

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
597
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cem anos da umbanda

  1. 1. CEM ANOS DE UMBANDACEM ANOS DE UMBANDA NO BRASILNO BRASIL Abertura Oficial do Centenário daAbertura Oficial do Centenário da UmbandaUmbanda 18 de maio de 200818 de maio de 2008 Cidade de Guaíba, Rio grande do SulCidade de Guaíba, Rio grande do Sul BrasilBrasil
  2. 2. Abertura Oficial do CentenárioAbertura Oficial do Centenário da Umbandada Umbanda
  3. 3. 18 de maio de 200818 de maio de 2008
  4. 4. Cidade de Guaíba, RioCidade de Guaíba, Rio grande do Sul Brasilgrande do Sul Brasil
  5. 5. UMBANDA seus valoresUMBANDA seus valores NO DIALETO Kibundo,seria a arte deNO DIALETO Kibundo,seria a arte de curar.curar.
  6. 6. INFLUÊNCIAS PARA OINFLUÊNCIAS PARA O SURGIMENTO DASURGIMENTO DA UMBANDAUMBANDA ESPIRITISMOESPIRITISMO Onde ouve o desmembramentoOnde ouve o desmembramento POSITIVO:POSITIVO: NEGATIVO: Consideravam os espiritasNEGATIVO: Consideravam os espiritas de negros e de índios espíritosde negros e de índios espíritos atrasadosatrasados
  7. 7. CRISTIANISMOCRISTIANISMO Adoção da figura de CristoAdoção da figura de Cristo Os cristão acreditavam na inferioridadeOs cristão acreditavam na inferioridade dos africanosdos africanos inaptidão a pureza dos índiosinaptidão a pureza dos índios
  8. 8. CATOLICISMOCATOLICISMO Adoção Ideal de amor e caridadeAdoção Ideal de amor e caridade Símbolos sagrados:Símbolos sagrados: Imagens dos Santos CatólicosImagens dos Santos Católicos
  9. 9. OS CATÓLICOSOS CATÓLICOS AFIRMAVAMAFIRMAVAM Os espíritos de negros e índios eramOs espíritos de negros e índios eram embrutecidos e involuídosembrutecidos e involuídos
  10. 10. INDIGENAINDIGENA IMAGENS DE INDIOSIMAGENS DE INDIOS
  11. 11. RELIGIÕES AFROSRELIGIÕES AFROS OS ORIXÁS: Não descem, masOS ORIXÁS: Não descem, mas supervisionam os trabalhos na formasupervisionam os trabalhos na forma de chefe de legiãode chefe de legião OS ATABAQUESOS ATABAQUES INSTRUMENTOS MUSICAISINSTRUMENTOS MUSICAIS
  12. 12. UMBANDA BRANCA, PURAUMBANDA BRANCA, PURA Extirpou de seus rituais tudo que fosseExtirpou de seus rituais tudo que fosse chocante que pudesse agredir achocante que pudesse agredir a sociedade dos brancossociedade dos brancos Não trabalha com Exus, Pombas giras.Não trabalha com Exus, Pombas giras. Não utiliza atabaque, fumo e bebidasNão utiliza atabaque, fumo e bebidas
  13. 13. TIPOS DE SANGUE NATIPOS DE SANGUE NA UMBANDA BRANCAUMBANDA BRANCA SANGUE BRANCO = Sal, PembaSANGUE BRANCO = Sal, Pemba SANGUE PRETO = Enxofre= PólvoraSANGUE PRETO = Enxofre= Pólvora SANGUE VERMELHO = FogoSANGUE VERMELHO = Fogo
  14. 14. VELASVELAS ServemServem parapara apagarapagar escuridão asescuridão as trevastrevas
  15. 15. PARA QUE SERVEMPARA QUE SERVEM ÀGUA :Serve para absorver asÀGUA :Serve para absorver as energias negativas e clarear o queenergias negativas e clarear o que estiver obscuro.estiver obscuro.
  16. 16. Embelezam e harmonizam oEmbelezam e harmonizam o ambienteambiente
  17. 17. PERFUMES: aromatizar oPERFUMES: aromatizar o ambienteambiente
  18. 18. UMBANDA POPULARUMBANDA POPULAR Praticada antes de Zélio,Praticada antes de Zélio, Rio de JaneiroRio de Janeiro Macumbas = MadeirasMacumbas = Madeiras
  19. 19. UMBANDA TRADICIONALUMBANDA TRADICIONAL Oriunda de ZélioOriunda de Zélio Rio de janeiroRio de janeiro Cidade de NiteróiCidade de Niterói
  20. 20. CABOCLOS:Espíritos deCABOCLOS:Espíritos de índios e roupas indígenasíndios e roupas indígenas
  21. 21. UMBANDA TRADICIONALUMBANDA TRADICIONAL CABOCLOS:Espíritos de índios eCABOCLOS:Espíritos de índios e roupas indígenasroupas indígenas ERVAS : Para curar os malesERVAS : Para curar os males
  22. 22. UMBANDA TRADICIONALUMBANDA TRADICIONAL PRETOS VELHOS: Espíritos dePRETOS VELHOS: Espíritos de escravos, feitor,e senhores deescravos, feitor,e senhores de engenhos, elementos que trazem altaengenhos, elementos que trazem alta magia, sabedoria trazem muitasmagia, sabedoria trazem muitas verdades.verdades.
  23. 23. UMBANDA TRADICIONALUMBANDA TRADICIONAL EXUS :Espíritos em inicio de evolução,EXUS :Espíritos em inicio de evolução, chega para fazer a limpeza astral ,chega para fazer a limpeza astral , orienta, ensina e brinca.orienta, ensina e brinca.
  24. 24. UMBANDA BRANCA OU DEUMBANDA BRANCA OU DE MESAMESA USA LIVROS ESPIRITOS COMOUSA LIVROS ESPIRITOS COMO FONTE DOUTRINÁRIAFONTE DOUTRINÁRIA Práticada antes de ZélioPráticada antes de Zélio
  25. 25. UMBANDA DE OMOLOKOUMBANDA DE OMOLOKO Trazida pelo Tata Tancredo da SilvaTrazida pelo Tata Tancredo da Silva Um misto entre o culto aos orixás e oUm misto entre o culto aos orixás e o direcionado aos guias.direcionado aos guias.
  26. 26. UMBANDA TRAÇADA ouUMBANDA TRAÇADA ou UMBANDOMBLÉUMBANDOMBLÉ Um dia fazem a Umbanda e no outro oUm dia fazem a Umbanda e no outro o CandombléCandomblé
  27. 27. UMBANDA EXOTÉRICAUMBANDA EXOTÉRICA Originada pelo Oliveira MagnoOriginada pelo Oliveira Magno Conjunto de leis divinasConjunto de leis divinas
  28. 28. UMBANDA INICIÁTICAUMBANDA INICIÁTICA Fundador Mestre RivasFundador Mestre Rivas Derivada da esotérica, influencia dosDerivada da esotérica, influencia dos orientais e indianosorientais e indianos
  29. 29. UMBANDA DE CABOCLOUMBANDA DE CABOCLO Principal foco os guias e caboclosPrincipal foco os guias e caboclos Derivada da esotérica, influencia dosDerivada da esotérica, influencia dos orientais e indianosorientais e indianos
  30. 30. UMBANDA DE PRETOSUMBANDA DE PRETOS VELHOSVELHOS O comando da Casa é dos PRETOSO comando da Casa é dos PRETOS VELHOSVELHOS
  31. 31. FUNDAMENTOFUNDAMENTO O FUNDAMENTO VAI DEPENDER DEO FUNDAMENTO VAI DEPENDER DE ONDE VEM O INICIADO.ONDE VEM O INICIADO.
  32. 32. CONCEITOS BÁSICOSCONCEITOS BÁSICOS MONOTEÍSTA = Um único DeusMONOTEÍSTA = Um único Deus OLORUM = Na limgua YorubaOLORUM = Na limgua Yoruba ZAMBI=ZAMBI=
  33. 33. CONCEITOS BÁSICOSCONCEITOS BÁSICOS FRATERNIDADEFRATERNIDADE CARIDADECARIDADE RESPEITO AO PRÓXIMORESPEITO AO PRÓXIMO
  34. 34. INCORPORAÇÃOINCORPORAÇÃO
  35. 35. MEDIUNIDADEMEDIUNIDADE Ato pelo qual uma pessoaAto pelo qual uma pessoa inconsciente, permite que os espíritosinconsciente, permite que os espíritos falem através de seu corpo físico efalem através de seu corpo físico e mentalmental
  36. 36. MEDIUMMEDIUM É TODO AQUELE QUE DESENVOLVEÉ TODO AQUELE QUE DESENVOLVE A PRÁTICA DE INCORPORAÇÃO.A PRÁTICA DE INCORPORAÇÃO. POPULARMENTE ,MÉDIUMPOPULARMENTE ,MÉDIUM ,APARELHOS, CAVALOS OU,APARELHOS, CAVALOS OU BURROS.BURROS.
  37. 37. OFICIALIZADA EM 1908OFICIALIZADA EM 1908 NA CIDADE RIO DE JANEIRONA CIDADE RIO DE JANEIRO NA FEDERAÇÃO ESPIRITANA FEDERAÇÃO ESPIRITA MANIFESTAÇÃO DO CABOCLOMANIFESTAÇÃO DO CABOCLO
  38. 38. 1º1º CONGRESSOSCONGRESSOS Para debater e codificar a modalidadePara debater e codificar a modalidade Esse congresso teve orientação deEsse congresso teve orientação de Zélio de Morais Participaram de forrmaZélio de Morais Participaram de forrma ativa grandes diregentes : Benjamimativa grandes diregentes : Benjamim Figueiredo, Jaime Madruga, AlfredoFigueiredo, Jaime Madruga, Alfredo Antonio Rego, Diamantino CoelhoAntonio Rego, Diamantino Coelho Fernandes, Martha Justina EntreFernandes, Martha Justina Entre outros.outros. 1942 publicado o relato do congresso.1942 publicado o relato do congresso.
  39. 39. 2º CONGRESSO2º CONGRESSO Ano de 1961, definiu a criação de umAno de 1961, definiu a criação de um órgão de umbanda, para cada estadoórgão de umbanda, para cada estado do país somente a Capital de Sãodo país somente a Capital de São Paulo consegui criar.Paulo consegui criar.
  40. 40. 3º congresso 19733º congresso 1973 Presidido por Cavalcante Bandeira.Presidido por Cavalcante Bandeira. Foi tratado da codificação na parteFoi tratado da codificação na parte cientifica e ritualística.cientifica e ritualística. Livro Codificação da lei da Umbanda.Livro Codificação da lei da Umbanda.
  41. 41. 4º4º CONGRESSO SÃO PAULO Seminário Umbandista no dia 8 deSeminário Umbandista no dia 8 de junhojunho
  42. 42. 100 ANOS DA UMBANDA100 ANOS DA UMBANDA NO BRASILNO BRASIL 2º Encontro Festivo2º Encontro Festivo 13 de julho de 200813 de julho de 2008 Guaíba, RSGuaíba, RS
  43. 43. OBJETIVOOBJETIVO CONSTRUIR O CALENDÁRIO OFICIALCONSTRUIR O CALENDÁRIO OFICIAL OUVIR RELATOS DOSOUVIR RELATOS DOS CONVIDADOSCONVIDADOS TROCAR DE INFORMAÇÕESTROCAR DE INFORMAÇÕES CONTRIBUIR COM SUGESTÕESCONTRIBUIR COM SUGESTÕES
  44. 44. 2º encontro2º encontro
  45. 45. Data a confirmar , será naData a confirmar , será na cidade de São Paulocidade de São Paulo

×