Praça da RepúblicaSão Paulo, capital
Esse verde leitosoPor que ocorre?Indica o quê?
O chafariz na praçaToda cidade provinciana anseia por uma fonteem sua praça princiapal.A capital paulista não se rebaixari...
Valorização do cenárioFelizmente se retiraram as grades altas quecercavam toda a praça. Ela respira mais, é maisaberta, e ...
Ventilação do MetrÔProjetar uma saída de ar do metrô é desafiomais complexo do que aparenta.A que altura se colocará a gre...
Praça da RepúblicaSão Paulo, capital
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Praça da República
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Praça da República

263 visualizações

Publicada em

Um dia de chuva. Um giro na cidade, passando pela Praça da República, por que não?

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
263
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Praça da República

  1. 1. Praça da RepúblicaSão Paulo, capital
  2. 2. Esse verde leitosoPor que ocorre?Indica o quê?
  3. 3. O chafariz na praçaToda cidade provinciana anseia por uma fonteem sua praça princiapal.A capital paulista não se rebaixaria à essamoda caipira, mas o desenho da Praça daRepública lida com a água e, por que nãoalgum efeito usando o jorro?Nossa câmera buscou apresentar um falsochafariz: a água não sai da coluna, comoparece. Jorra livre, dentro do lago, sem fontesclássicas.Outra tentativa, um tanto vã, foi buscar umdesign, uma silhueta com caules de árvores sealinhando com a água que jorra.
  4. 4. Valorização do cenárioFelizmente se retiraram as grades altas quecercavam toda a praça. Ela respira mais, é maisaberta, e esse espaço entre a secretaria deeducação - o belo prédio que serviu ao ColégioCaetano de Campos – e a praça própriamentedita, tem uma generosidade encantadora. Opiso amarelo irradia luz, e compõem umgrande passeio vindo da rua do Arouche até aAvenida Ipiranga, que também é de umalargura fora do comum.Tudo isso cria um cenário feliz, descampado,onde o sol, a luz e o ar são os grandesprotagonistas. A próxima foto tenta captar essaconvivência entre a praça e o prédio numângulo bucólico, meio que sugerindo uma casade fazenda.
  5. 5. Ventilação do MetrÔProjetar uma saída de ar do metrô é desafiomais complexo do que aparenta.A que altura se colocará a grelha? Que larguraterá? Será uma peça isolada ou pode ter maisde uma função, talvez fazendo parte de umconjunto paisagístico?Aqui notamos uma proposta de polivalência:O respiro também é um grande banco e umjardim a proteger várias árvores.Foi uma solução feliz: não agrediuvisualmente, não alterou o gabarito do cenário,todavia é muito comprida. Se tivesse uma ouduas interrupções será que se ganharia maisqualidade na circulação das pessoas?
  6. 6. Praça da RepúblicaSão Paulo, capital

×