Pau a pique

2.985 visualizações

Publicada em

Resumo.

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.985
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pau a pique

  1. 1. UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIEFaculdade de Arquitetura e UrbanismoPlanejamento de Aulas de Materiais e Técnicas de Construção IVSemestre V 2007ARQUITETURA COM TERRA NOTAS DE AULAIntrodução• Em quase todas as regiões do nosso planeta com seus os climas diversos, doquente-seco ao temperado, a terra crua tem sido o material de construçãodominante, mais utilizado..• A terra é o material de construção mais importante e abundante na maioria dasregiões do mundo.• A terra como material de construção natural tem melhores qualidades edesempenho ambiental que a maioria dos materiais industriais.• As técnicas construtivas para sua manipulação tem origens antropológicas ese remetem a todos os continentes habitados.Histórico• Construções com barro datam de mais de 9.000 anos.• No Turquestão de 8.000 na 6.000• Assíria paredes de terra compactada 5.000 anos• Templo mortuário de Ramsés II 3.000 anos• Muralha da China 4.000 anos• Centro da Muralha do Sol em Teotihuacán, México, com 2 milhões ton. Deterra socada entre os anos 300 e 900.• Atualmente na China 20 milhões de pessoas em vivendas subterrâneas.Atualidade• Repensar as técnicas construtivas atuais e adequação às necessidades demoradia das populações.• No Brasil as técnicas que mais se difundiram foram: taipa de pilão, pau-a-piquee edificação com tijolos de adobe.O que devemos saber da terra como material de construção• Denomina-se barro à mistura de argila, areia fina, areia média e agregadosmaiores• Adobe são blocos de terra argilosa feitos à mão• BTC são blocos de terra compactada e não cozidos• Tijolos crus são estrudados e não cozidos, secados ao sol.Desvantagens do barro em relação aos produtos industrializados• O barro não é normalizado. Sua composição depende da jazida de extração.• O barro se contrai ao secar-se. Em técnicas de barro úmido como o pau-a-pique a retração é de até 10%.• O barro não é impermeável. Precisa ser tratado contra as intempéries.Prefeitura Municipal da Estância Turística de São Luis do ParaitingaCurso de Edificações e RestauroAutores Arquitetos Wilma Abdalla e Paulo Ortiz
  2. 2. UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIEFaculdade de Arquitetura e UrbanismoPlanejamento de Aulas de Materiais e Técnicas de Construção IVVantagens da construção com terra• Conforto ambiental.• O barro regula a umidade ambiental. A umidade relativa do ar no interior dahabitação varia entre 5 e 10%• O barro armazena calor mantendo a temperatura estável mesmo em locaiscom grandes amplitudes térmicas• O barro economia energia e diminui a contaminação ambiental. Energianecessária para a construção (transporte, preparo e trabalho) 1% daconvencional.• O barro é reutilizável ilimitadamente e não produz escombros• O barro é apropriado para a autoconstrução. Ferramentas baratas e mão deobra não especializada.• O barro preserva a madeira e outros materiais. O baixo teor de umidade (0,4 a6%) é impróprio para a vida de insetos e fungosDepoimento“Acho que (arquitetura com terra) é uma técnica, que como tem tradição desde aépoca da colonização, deve estar sempre em vista, em ação. Não deixar esmorecer,perecer. Manter viva a tradição”.Lúcio Costa, Rio de janeiro, 08/11/97Taipa de mão ou sopapoA taipa de mão, de sopapo ou pau-a-pique é uma técnica utilizada no Brasil desde ainstituição da colonização portuguesa.Técnica essa, que até hoje está em uso emtodas as regiões do Brasil.A casa de pau-a-pique é feita a partir de estrutura de madeira em trama vertical ehorizontal sobre a qual é aplicada manualmente uma massa de terra crua, queposteriormente pode ser acabada, revestida e pintada com tintas em geral.As boas técnicas construtivas de parede de pau-a-pique fazem com que a suaaparência final seja muito agradável, não deixando nada a desejar em relação aoutras boas técnicas construtivas.Etapas da Construção em pau a pique• Limpeza do terreno• Demarcação da obra• Execução dos alicerces• Colocação dos esteios• Execução de baldrames• Execução de frechais• Execução da trama e suas amarrações• Barreamento• Acabamento e PinturaPrefeitura Municipal da Estância Turística de São Luis do ParaitingaCurso de Edificações e RestauroAutores Arquitetos Wilma Abdalla e Paulo Ortiz
  3. 3. UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIEFaculdade de Arquitetura e UrbanismoPlanejamento de Aulas de Materiais e Técnicas de Construção IVA GaiolaA estrutura da casa de pau-a-pique é de madeira, podendo ser utilizado madeiraslocais e mesmo bambu. A estrutura é conhecida como gaiola, e é composta poresteios que sustentam o telhado e os frechais nos quais são apoiados os caibrosverticais, daí o nome pau-a-pique, que por sua vez sustentam através de fixações, oentramado horizontal.Esteios, frechais e caibrosO entramadoA trama é amarrada com fibra de sisal, podendo ser pregado. Pode ser feito de varasde bambu de meia secção ou de ripas e colocadas alternadamente nas duas faces daparede. As tramas de cada lado devem ficar desencontradas com distanciamento decerca de 10 cm na vertical. O distanciamento entre as peças será de 20 cm em cadaface.Para amarrarmos os caibros devemos umedecer o sisal previamente. Esta medidagarante que a amarração fique bem firme e não se desmanche com o barreamento,pois o sisal molhado contrai-se solidificando os engastes da trama.Prefeitura Municipal da Estância Turística de São Luis do ParaitingaCurso de Edificações e RestauroAutores Arquitetos Wilma Abdalla e Paulo Ortiz
  4. 4. UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIEFaculdade de Arquitetura e UrbanismoPlanejamento de Aulas de Materiais e Técnicas de Construção IVDimensões do entramado Entramado acabadoO Barreamento ou BarreadoA massa de terra deve ser argilosa, contendo aproximadamente a proporção de 70%de argila e 30% de areia.Para aumentar a agregação entre esses materiais, pode-seadicionar cal na proporção de 8% a 10 % do volume de terra e areia.A umidade da massa deve ser de forma que ao apertarmos uma pequena porção namão, não haja perda de água.A primeira camada deve recobrir completamente a estrutura do entramado, com pelomenos mais de 1 cm de espessura além da trama.Se a parede for protegida com plástico, durante a secagem, deverá apresentar menoscontração do que a parede que ficar totalmente exposta.Prefeitura Municipal da Estância Turística de São Luis do ParaitingaCurso de Edificações e RestauroAutores Arquitetos Wilma Abdalla e Paulo Ortiz

×