Metodo dos lumens

27.740 visualizações

Publicada em

Dicas do professor R. Suzuki, em Prediais II, na Fau Mackenzie.

Metodo dos lumens

  1. 1. Cálculo de Luminotécnica Método dos Lúmens metodologia européia
  2. 2. ExemploEscritório - Sala de advogados- Dimensões: 8,00 x 6,00 x 2,80 (forro de gesso)- Teto: forro de gesso pintado de branco- Parede: látex AMARELO CLARO- Piso: Paviflex CINZA MÉDIO- Idade média dos funcionários: 35 anos- Mesas revestidas em laminado branco
  3. 3. Perspectiva
  4. 4. Planta
  5. 5. Corte Longitudinal
  6. 6. Cálculo do Número de luminárias: N=(CxLxE)/(Fxhxd)C = ComprimentoL = LarguraE = Iluminância (lux)F = Fluxo luminoso total das lâmpadas utilizadas por lumináriah = Fator de utilizaçãod = Fator de depreciação
  7. 7. Determinação do nível de Iluminância- Escritório - Sala de advogados
  8. 8. Determinação do nível de Iluminância- Idade média dos funcionários: 35 anos- Mesas revestidas em laminado branco -1 0 -1 -2
  9. 9. Determinação do nível de Iluminância- Escritório - Sala de advogados
  10. 10. Determinação do fator de área (K)O fator de área depende das dimensões do recinto:Para iluminação direta: K = ( C x L ) / (( C + L ) x h)C = ComprimentoL = Largurah = altura útil (da luminária até o plano de trabalho) K = ( 8 x 6 ) / (( 8 + 6 ) x 2) K = 1.71
  11. 11. Escolha da lâmpada – temperatura da cor Estudos afirmam que para Iluminâncias mais elevadas são requeridas lâmpadas de temperatura de cor mais elevada também. Chegou- se a esta conclusão baseando- -se na própria natureza, que ao reduzir a luminosidade (crepúsculo), reduz também sua temperatura de cor. A ilusão de que a tonalidade de cor mais clara ilumina mais, leva ao equívoco de que, com as “lâmpadas frias”, precisa-se de menos luz.
  12. 12. Lâmpadas Fluorescentes
  13. 13. Escolha da luminária PHILIPS – TBS 050 para 2 x lâmpadas TLD 32 W
  14. 14. Cálculo do Fator de Utilização (h)O fator de utilização (h) se dá pelo cruzamento do Fator deárea (K) com os índices de refletância do recinto:- Teto: forro de gesso pintado de branco 70%- Parede: látex amarelo claro 50%- Piso: Paviflex cinza médio 20%
  15. 15. Fator de Utilização (h) TETO PAREDE PISO
  16. 16. Determinação do fator de Depreciação (d) Com o tempo, tetos e paredes ficarão sujos. As luminárias acumularão poeira. As lâmpadas com o tempo também terão um fluxo luminoso menor. Tudo vai depender da MANUTENÇÂO. Admitindo-se que o escritório terá uma manutenção periódica, podemos adotar os fatores de depreciação, de acordo com tabela:
  17. 17. Cálculo do Número de luminárias: N=(CxLxE)/(Fxhxd) C = Comprimento L = Largura E = Iluminância (lux) F = Fluxo luminoso total das lâmpadas utilizadas por luminária h = Fator de utilização d = Fator de depreciação N = ( 8 x 6 x 500 ) / ( (2.700 x 2) x 0,56 x 0,80 N = 9,92 luminárias N = 10 luminárias
  18. 18. Distribuição das luminárias Os pontos de iluminação devem ser preferencialmente,distribuídos de maneira uniforme no recinto, levando-se em conta o layout do mobiliário, o direcionamento da luz para a mesa de trabalho e o próprio tamanho da luminária.
  19. 19. 8,00 / 5 = 1,60 m6,00 / 2= 3,00 m

×