A NAÇÃO DAS ÁGUAS IMENSAS<br />LUZ DA AURORA – Tefé - Maraã<br />AMAZÔNIA<br />ida<br />
A NAÇÃO DAS ÁGUAS IMENSAS<br />Este álbum mostra  parte de minha viagem de 7 dias à Amazônia, quando meu editor, Osório Ba...
Luz da Aurora, o ‘jato” (lancha) que me levaria de Tefé para Maraã.<br />
Na hora de abastecer, tudo bem: o posto está ali no flutuante, em pleno rio!<br />
O flutuante não em apenas posto de gasolina, mas uma “estiva” completa!<br />
Não se iluda com essas poltronas bonitinhas: não inclinam e são muito desconfortáveis.<br />
A pessoa se esforça para conseguir dormir num espaço tão exíguo.<br />
Tefé.<br />
De Tefé para Maraã reduz-se muito o número de comunidades ribeirinhas. <br />Então é só água, mato e céu. <br />Dica, leve...
Eu preservo a natureza, mas à vezes, aqui navegando no Rio Japurá <br />vendo tanta selva, penso que a Natureza é que tent...
A NAÇÃO DAS ÁGUAS IMENSAS<br />LUZ DA AURORA – Tefé - Maraã<br />AMAZÔNIA<br />ida<br />
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Barco Luz da Aurora

1.059 visualizações

Publicada em

Pode-se ir de avião de Manaus até Tefé. Entretanto, dali para Maraã, só de barco. Nunca entendi por que não há hidro-aviões no Amazonas. Pense bem: com 124 comunidades dentro do município de Maraã não seria razoável usar pequenos aviões que pousem n'água. Conheça aqui o desconforto das lanchas que chamam de "jato". São rápidas, comparadas com os barcos normais, porém não tem cozinha, wc, nem se pode pendurar redes. Ninguém gosta delas. Mas um percurso de 12 horas cai para 4! Carlos Elson L. da Cunha - elsonbrasil@hotmail.com

Publicada em: Educação, Negócios, Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Barco Luz da Aurora

  1. 1. A NAÇÃO DAS ÁGUAS IMENSAS<br />LUZ DA AURORA – Tefé - Maraã<br />AMAZÔNIA<br />ida<br />
  2. 2. A NAÇÃO DAS ÁGUAS IMENSAS<br />Este álbum mostra parte de minha viagem de 7 dias à Amazônia, quando meu editor, Osório Barbosa me convidou a conhecer sua terra, Maraã, às margens do Rio Japurá.<br />Após chegar em Manaus de avião, segui no barco Rei Davi até Tefé e de lá fui de jato para Maraã. Esta parte da viagem é que documentamos agora. <br />
  3. 3. Luz da Aurora, o ‘jato” (lancha) que me levaria de Tefé para Maraã.<br />
  4. 4.
  5. 5.
  6. 6.
  7. 7.
  8. 8. Na hora de abastecer, tudo bem: o posto está ali no flutuante, em pleno rio!<br />
  9. 9.
  10. 10. O flutuante não em apenas posto de gasolina, mas uma “estiva” completa!<br />
  11. 11.
  12. 12.
  13. 13.
  14. 14.
  15. 15.
  16. 16. Não se iluda com essas poltronas bonitinhas: não inclinam e são muito desconfortáveis.<br />
  17. 17. A pessoa se esforça para conseguir dormir num espaço tão exíguo.<br />
  18. 18. Tefé.<br />
  19. 19.
  20. 20.
  21. 21.
  22. 22. De Tefé para Maraã reduz-se muito o número de comunidades ribeirinhas. <br />Então é só água, mato e céu. <br />Dica, leve um livro bom. Ou dois...<br />
  23. 23. Eu preservo a natureza, mas à vezes, aqui navegando no Rio Japurá <br />vendo tanta selva, penso que a Natureza é que tenta acabar comigo!<br />
  24. 24. A NAÇÃO DAS ÁGUAS IMENSAS<br />LUZ DA AURORA – Tefé - Maraã<br />AMAZÔNIA<br />ida<br />

×