Anta1

614 visualizações

Publicada em

ELETRICIDADE PARA ANTAS é uma série de apostilas gratuitas, na web, para os que, assim como eu - a anta principal! - sentem dificuldades em reter os conceitos de elétrica. Se Deus me der vida, a séria prosseguirá, com nossa amiga anta, apredendo e nos ensinando cada vez mais, afinal, como ele mesma diz: ser anta não significa ser burro! Carlos Elson Cunha - elsonbrasil@hotmail.com - inverno meridional de 2011

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
614
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Anta1

  1. 1. Elétrica para Antas<br />Energia, matriz energética, ciclo e alternador<br />
  2. 2. Vamos entender o que é ENERGIA.<br />
  3. 3. Por quê?<br />
  4. 4. Porque esta apostila é sobre eletricidade!<br />
  5. 5. E a eletricidade é um tipo de energia?<br />
  6. 6. E a eletricidade é um tipo de energia?<br />Não, anta!<br />
  7. 7.
  8. 8. Acho que ele tá zoando com a minha cara...<br />
  9. 9. A eletricidade produz trabalho?<br />
  10. 10. Hmmmm... Não sei... <br />Acho que sim.<br />Sim!<br />
  11. 11. Exatamente!<br />
  12. 12. Usamos a eletricidade de muitos modos em nossa vida!<br />
  13. 13. Então energia é tudo aquilo que produz trabalho?<br />
  14. 14. Perfeito!<br />Repita agora a definição de energia, por favor.<br />
  15. 15. Energia é tudo aquilo que produz trabalho.<br />
  16. 16. Maravilha!<br />
  17. 17. Professor, o que é matriz energética?<br />
  18. 18. Professor, o que é matriz energética?<br />São os métodos de produzir energia. Consegue citar alguns?<br />
  19. 19. Sim!<br />Eólica, Petrolífera, Hidráulica, Ondas do mar, Química, <br />Solar, <br />Marés, <br />Geotérmica,<br />e<br />Nuclear.<br />
  20. 20. Sim!<br />Eólica, Petrolífera, Hidráulica, Ondas do mar, Química, <br />Solar, <br />Marés, <br />Geotérmica,<br />e<br />Nuclear.<br />Puxa! Você está muito sabida para uma anta!<br />
  21. 21. Professor, eu sou apenas uma anta. <br />Não uma mula!<br />
  22. 22. Professor, eu sou apenas uma anta. <br />Não uma mula!<br />Ah!<br />
  23. 23. Então vamos entender como estas matrizes geram eletricidade. <br />
  24. 24. Pense em um imã.<br />
  25. 25. Por quê?<br />
  26. 26. Por quê?<br />Apenas pense!<br />
  27. 27. Pensei.<br />
  28. 28. N<br />S<br />
  29. 29. Todo imã possui um campo magnético.<br />N<br />S<br />
  30. 30. Vamos colocar uma peça com pontas de metal sobre o imã.<br />N<br />A<br />S<br />
  31. 31. Vamos colocar uma peça com pontas de metal sobre o imã.<br />Por quê?<br />N<br />A<br />S<br />
  32. 32. Porque a eletricidade surge de uma interferência no campo magnético.<br />Por quê?<br />N<br />A<br />S<br />
  33. 33. Ah!<br />N<br />A<br />S<br />
  34. 34. Nesta posição o metal não interfere no campo magnético.<br />N<br />A<br />S<br />
  35. 35. Mas ao atravessar o campo magnético, o metal provoca uma alteração ali.<br />N<br />A<br />S<br />
  36. 36. Mas ao atravessar o campo magnético, o metal provoca uma alteração ali.<br />Por quê?<br />N<br />A<br />S<br />
  37. 37. Porque os elétrons na oitava camada do metal sofrem deslocamento, vibrando.<br />Por quê?<br />N<br />A<br />S<br />
  38. 38. Ah!<br />N<br />A<br />S<br />
  39. 39. Nesta posição, cessa a interferência no campo magnético e os elétrons se acomodam.<br />N<br />A<br />S<br />
  40. 40. Novamente na posição transversal: outra vez surge a interferência. Outra vez os elétrons são deslocados.<br />N<br />A<br />S<br />
  41. 41. Voltando à posição original: cessa outra vez a interferência.<br />N<br />A<br />S<br />
  42. 42. N<br />A<br />S<br />
  43. 43. N<br />A<br />S<br />
  44. 44. N<br />A<br />S<br />
  45. 45. N<br />A<br />S<br />
  46. 46. N<br />A<br />S<br />
  47. 47. N<br />A<br />S<br />
  48. 48. N<br />A<br />S<br />
  49. 49. N<br />A<br />S<br />
  50. 50. N<br />A<br />S<br />
  51. 51. Engraçado. Os picos de energia ficam se alternando!<br />N<br />A<br />S<br />
  52. 52. Por isso o nome de alternador para essa peça!<br />Engraçado. Os picos de energia ficam se alternando!<br />N<br />A<br />S<br />
  53. 53. E tudo acontece girando em um círculo...<br />N<br />A<br />S<br />
  54. 54. Por isso o nome de ciclo para essa volta!<br />E tudo acontece girando em um círculo...<br />N<br />A<br />S<br />
  55. 55. Professor...<br />N<br />A<br />S<br />
  56. 56. Diga.<br />Professor...<br />N<br />A<br />S<br />
  57. 57. Diga.<br />Quantas vezes gira o motor com estes ciclos?<br />N<br />A<br />S<br />
  58. 58. 60 vezes por segundo.<br />Quantas vezes gira o motor com estes ciclos?<br />N<br />A<br />S<br />
  59. 59. Esse é um padrão internacional?<br />N<br />A<br />S<br />
  60. 60. Não. <br />Em alguns países os aparelhos trabalham com 50 ciclos por segundo. <br />N<br />A<br />S<br />
  61. 61. Por isso é importante observar os ciclos ao comprar um eletrônico no exterior.<br />Ele pode não funcionar, ao chegar aqui.<br />N<br />A<br />S<br />
  62. 62. Puxa, aprendi muito hoje. <br />Muito obrigado professor!<br />N<br />A<br />S<br />
  63. 63. Ok, por hoje chega!<br />
  64. 64. Elétrica para Antas<br />Energia, matriz energética, ciclo e alternador<br />

×