Alunas : Andressa Macena ,
Thaiane Caroline e Talita
Veríssimo .
Professora : Verônica .
2º Técnico de Enfermagem .
 Cabeças marcadas pelo tráfico : "código
penal" de algumas favelas cariocas castiga
mulheres raspando seus cabelos .
 Na...
 Há uma série de condutas que podem desencadear
esse tipo de castigo em uma favela comandada pelo
tráfico : traição (ou m...
 “ Os traficantes aplicam um
castigo exemplar porque isso
também serve para „educar‟ a
favela "
Que tipo de educação é es...
 Desde a década de 80 , um número incalculável de
mulheres no Rio de Janeiro passou pelo cruel ritual de
terem seus cabel...
 Apesar desses tipos de
violências contra as mulheres
serem bastante comuns em
nossa sociedade , são
totalmente impunes n...
Mulheres e o Tráfico
Mulheres e o Tráfico
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Mulheres e o Tráfico

746 visualizações

Publicada em

Publicada em: Mídias sociais
  • Seja o primeiro a comentar

Mulheres e o Tráfico

  1. 1. Alunas : Andressa Macena , Thaiane Caroline e Talita Veríssimo . Professora : Verônica . 2º Técnico de Enfermagem .
  2. 2.  Cabeças marcadas pelo tráfico : "código penal" de algumas favelas cariocas castiga mulheres raspando seus cabelos .  Nas favelas dominadas por facções criminosas , uma lei própria impera : mulher que trai o marido , briga , é homossexual ou faz qualquer outra coisa que desagrade o comando é condenada a ter o cabelo raspado ou até mesmo punições piores .  A sessão de tortura era a aplicação da pena prevista em uma espécie de “Código Penal” dos traficantes do Rio de Janeiro . Mulher que abandona o marido na cadeia é condenada a ser espancada e a ter os cabelos raspados .
  3. 3.  Há uma série de condutas que podem desencadear esse tipo de castigo em uma favela comandada pelo tráfico : traição (ou mesmo apenas suspeita de traição) , rompimento de namoro , briga entre moradoras na favela , mulheres que visitam parentes em comunidades dominadas por quadrilhas rivais , briga de mulheres por um homem , homossexualidade feminina e qualquer outra coisa que possa ser feita por uma mulher e considerada inadequada pelos donos do morro . Todas as facções criminosas do Rio , à exceção das milícias , são temidas pelo castigo de arrancar da mulher os cabelos e , com ele , a feminilidade e a vaidade .  Traficantes costumam castigar os moradores que se envolvem em confusão , e mandam raspar a cabeça das mulheres que brigam nos bailes funk .
  4. 4.  “ Os traficantes aplicam um castigo exemplar porque isso também serve para „educar‟ a favela " Que tipo de educação é essa ?
  5. 5.  Desde a década de 80 , um número incalculável de mulheres no Rio de Janeiro passou pelo cruel ritual de terem seus cabelos extirpados depois de serem julgadas pelo Tribunal do Tráfico . Ao longo de três décadas , o sofrimento delas tem sido silencioso para o restante da sociedade . Sua humilhação e sua dor são expostas apenas dentro da comunidade , onde apanham e têm a cabeça raspada no meio da rua , diante da platéia de moradores . Embora abundantes , os casos não costumam chegar às autoridades . A Polícia Civil do Rio de Janeiro , chefiada por uma mulher , a delegada Marta Rocha , não tem estatísticas sobre o assunto . E até ela pouco soube dizer . Marta afirmou já ter ouvido falar que as mulheres fluminenses são vítimas frequentes desse tipo de castigo , mas desconhece casos e detalhes do problema .
  6. 6.  Apesar desses tipos de violências contra as mulheres serem bastante comuns em nossa sociedade , são totalmente impunes na maioria dos casos .

×