SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 18
 Comédia
 Principais Características
 Coro
 Estrutura
 O herói
 História
 Catarse
 O teatro na Grécia Antiga
surgiu em função das
homenagens ao deus do vinho,
Dionísio.
 A origem da comédia é comum a da tragédia:
as Festas Dionisíacas.
 A comedia nasceu cerca de 50 anos após a
tragédia como uma espécie de crítica à
sociedade.
 As mulheres não atuavam nos palcos dos
teatros gregos.
 Obra teatral em versos;
 Caráter burlesco, leve e humorado;
 Envolve ações ordinárias, corrigidas por meio do
ridículo;
 Possui importantes aplicações filosóficas e morais;
 Personagens ilustres e gente comum das ruas;
 Versa sobre instrumentos opressores da
sociedade, sobre a burocracia, valorização do
dinheiro, etc;
 Inspira o riso.
 O coro da comédia compunha-se de 24
coreautas ;
 em muitos casos representavam animais;
 Suas danças e cantos eram vivazes e picantes.
As aves
As rãs
 Pelo modelo de Aristófanes, a primeira comédia
ateniense teve a seguinte estrutura:
1. um prólogo para atores, com a exposição dos
acontecimentos;
2. o párodo, intervenção inicial do coro;
3. o ágon, disputa, debate vivaz, entre os
personagens;
4. a parábase, coro característico, em que os 
seus elementos ou o corifeu se dirigiam aos 
espectadores, a propósito da ação da peça ou 
abordando assuntos com ela não relacionados 
imediatamente;
5. uma sequencia de breves episódios;
6. o êxodo, intervenção final do coro, por vezes 
na forma de banquetes, matrimônio, etc. 
 A comédia trazia o anti-herói, ele podia 
representar qualquer cidadão, do rico ao 
miserável.
 Herói Trágico (rei, pessoas ilustres, pessoas 
com poder) 
 Herói Cômico (palhaço, bobo, inocente, santo, 
idiota, fingidor, trapalhão).
  A comédia grega passou por três fases: 
 Comédia Antiga (486 a.C. - 404 a.C):
 Esta comédia é a mais antiga existente no Teatro Grego;
 Sua principal finalidade era a de criticar a política;
 Foi muito combatida pelos governantes;
 Sua característica baseava-se em uma mistura de fantasia, 
crítica, obscenidade, paródia e insulto social, pessoal e, 
principalmente, político;
 Seu principal representante foi Aristófanes.
 Comédia Mediana ou Intermediária (404 a.C - 336 a.C):
 enfraquecimento da sátira política pertencente à comédia 
antiga;
 Sua temática passou a girar um pouco em torno de paródias 
míticas, sátiras a sistemas filosóficos, instabilidade de 
fortunas, assuntos gastronômicos, entre outros.
 Comédia Nova (336 a.C. - 150 a.C.):
 Sua temática girava em torno de diversos
comportamentos como por exemplo problemas
sentimentais de jovens casais enamorados,
casamentos, intrigas, brigas de vizinhos e de tipos e
costumes que cercavam essas situações básicas.
 Os seus personagens oscilavam entre pessoas do povo
(A grande maioria. Eram escravos, militares,
cozinheiras, etc) e nobres.
 Características: vida privada, intimidades dos
cidadãos, amor, prazeres da vida, intrigas
sentimentais, entre outros.
 Nesse momento não se encontra a presença do coro.
 Seu maior representante foi Menandro.
 É possível entender a presença da catarse na
comedia, pois ela se mostra pelo alivio de
tensões previamente sentidas que,
esvaziando-se, dão lugar ao riso.
 Compreendemos que a comédia e a tragédia tem a
mesma origem, apesar de suas diferenças: as
homenagens ao deus Dionísio;
 Aristófanes foi um importante representante desse
gênero, com 11 obras;
 o coro era o intermédio dos atores com a plateia;
 ao contrário da tragédia trazia o anti-herói.
 É possível entender a presença da catarse na comédia,
pois ela se mostra pelo alivio de tensões previamente
sentidas que, esvaziando-se, dão lugar ao riso.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

TEATRO - Texto teatral gênero, enredo, diálogos, monólogos.ppt
TEATRO - Texto teatral gênero, enredo, diálogos, monólogos.pptTEATRO - Texto teatral gênero, enredo, diálogos, monólogos.ppt
TEATRO - Texto teatral gênero, enredo, diálogos, monólogos.ppt
Ana Vaz
 
GV - Breve História do Teatro
GV - Breve História do TeatroGV - Breve História do Teatro
GV - Breve História do Teatro
Susana Sobrenome
 
Resumão historia do teatro
Resumão historia do teatroResumão historia do teatro
Resumão historia do teatro
Taís Ferreira
 
Slide introdução à literatura
Slide introdução à literaturaSlide introdução à literatura
Slide introdução à literatura
fabrinnem
 
Comedia dell’arte
Comedia dell’arteComedia dell’arte
Comedia dell’arte
profar
 

Mais procurados (20)

Teatro
TeatroTeatro
Teatro
 
Introdução à literatura
Introdução à literaturaIntrodução à literatura
Introdução à literatura
 
Teatro Grego - Prof. Altair Aguilar
Teatro Grego - Prof. Altair AguilarTeatro Grego - Prof. Altair Aguilar
Teatro Grego - Prof. Altair Aguilar
 
Os vários tipos de teatro
Os vários tipos de teatroOs vários tipos de teatro
Os vários tipos de teatro
 
Teatro
TeatroTeatro
Teatro
 
Gêneros dramáticos
Gêneros dramáticosGêneros dramáticos
Gêneros dramáticos
 
História do Teatro
História do TeatroHistória do Teatro
História do Teatro
 
Texto teatral 2
Texto teatral 2Texto teatral 2
Texto teatral 2
 
TEATRO - Texto teatral gênero, enredo, diálogos, monólogos.ppt
TEATRO - Texto teatral gênero, enredo, diálogos, monólogos.pptTEATRO - Texto teatral gênero, enredo, diálogos, monólogos.ppt
TEATRO - Texto teatral gênero, enredo, diálogos, monólogos.ppt
 
GV - Breve História do Teatro
GV - Breve História do TeatroGV - Breve História do Teatro
GV - Breve História do Teatro
 
Linguagem teatral
Linguagem teatralLinguagem teatral
Linguagem teatral
 
Literatura 02-2ºb-textoteatral
Literatura 02-2ºb-textoteatralLiteratura 02-2ºb-textoteatral
Literatura 02-2ºb-textoteatral
 
O que é Literatura?
O que é Literatura?O que é Literatura?
O que é Literatura?
 
Teatro Medieval e Renacentista
Teatro Medieval e RenacentistaTeatro Medieval e Renacentista
Teatro Medieval e Renacentista
 
Gêneros literários
Gêneros literáriosGêneros literários
Gêneros literários
 
Resumão historia do teatro
Resumão historia do teatroResumão historia do teatro
Resumão historia do teatro
 
Gênero lírico
Gênero líricoGênero lírico
Gênero lírico
 
O texto teatral
O texto teatralO texto teatral
O texto teatral
 
Slide introdução à literatura
Slide introdução à literaturaSlide introdução à literatura
Slide introdução à literatura
 
Comedia dell’arte
Comedia dell’arteComedia dell’arte
Comedia dell’arte
 

Destaque (7)

La comedia
La comediaLa comedia
La comedia
 
Commedia Dell'Arte
Commedia Dell'ArteCommedia Dell'Arte
Commedia Dell'Arte
 
Commedia Dell'Arte
Commedia Dell'ArteCommedia Dell'Arte
Commedia Dell'Arte
 
Trabalho grupo comédia
Trabalho  grupo comédiaTrabalho  grupo comédia
Trabalho grupo comédia
 
Comedia
ComediaComedia
Comedia
 
Divina comédia
Divina comédiaDivina comédia
Divina comédia
 
Dante & a Divina Comédia
Dante & a Divina Comédia Dante & a Divina Comédia
Dante & a Divina Comédia
 

Semelhante a História da Comédia Grega

Apostila 01 2 ano 2012 grécia tragédia e comédia
Apostila 01 2 ano 2012 grécia tragédia e comédiaApostila 01 2 ano 2012 grécia tragédia e comédia
Apostila 01 2 ano 2012 grécia tragédia e comédia
Isabella Silva
 
Luluzinha
LuluzinhaLuluzinha
Luluzinha
Eriik96
 
História do teatro no mundo ocidental 2
História do teatro no mundo ocidental 2História do teatro no mundo ocidental 2
História do teatro no mundo ocidental 2
Silvana Chaves
 
A comédia latina e a educação dos filhos
A comédia latina e a educação dos filhosA comédia latina e a educação dos filhos
A comédia latina e a educação dos filhos
Francieli Corbellini
 
Breve História do Teatro
Breve História do TeatroBreve História do Teatro
Breve História do Teatro
e- Arquivo
 
Gênero dramático
Gênero dramáticoGênero dramático
Gênero dramático
Glauco Souza
 

Semelhante a História da Comédia Grega (20)

Apostila 01 2 ano 2012 grécia tragédia e comédia
Apostila 01 2 ano 2012 grécia tragédia e comédiaApostila 01 2 ano 2012 grécia tragédia e comédia
Apostila 01 2 ano 2012 grécia tragédia e comédia
 
Panorama Do Teatro Ocidental
Panorama Do Teatro OcidentalPanorama Do Teatro Ocidental
Panorama Do Teatro Ocidental
 
Teatro Grego
Teatro GregoTeatro Grego
Teatro Grego
 
Documento
DocumentoDocumento
Documento
 
Teatro grego
Teatro gregoTeatro grego
Teatro grego
 
Luluzinha
LuluzinhaLuluzinha
Luluzinha
 
Teatro grego slide 1
Teatro grego slide 1Teatro grego slide 1
Teatro grego slide 1
 
Teatro Grego
Teatro GregoTeatro Grego
Teatro Grego
 
Gênero dramático 8º ano
Gênero dramático 8º anoGênero dramático 8º ano
Gênero dramático 8º ano
 
Texto Dramático 8º ano - Produção Textual.
Texto Dramático 8º ano - Produção Textual.Texto Dramático 8º ano - Produção Textual.
Texto Dramático 8º ano - Produção Textual.
 
Slide Édipo Rei
Slide Édipo ReiSlide Édipo Rei
Slide Édipo Rei
 
1 tragédia
1 tragédia1 tragédia
1 tragédia
 
História do teatro no mundo ocidental 2
História do teatro no mundo ocidental 2História do teatro no mundo ocidental 2
História do teatro no mundo ocidental 2
 
A comédia latina e a educação dos filhos
A comédia latina e a educação dos filhosA comédia latina e a educação dos filhos
A comédia latina e a educação dos filhos
 
Breve História do Teatro
Breve História do TeatroBreve História do Teatro
Breve História do Teatro
 
Gênero Dramático 8º ano
Gênero Dramático 8º anoGênero Dramático 8º ano
Gênero Dramático 8º ano
 
A pele do lobo
A pele do loboA pele do lobo
A pele do lobo
 
Gênero dramático
Gênero dramáticoGênero dramático
Gênero dramático
 
A commedia dell'arte: máscaras, duplicidade e o riso diabólico do Arlequim, N...
A commedia dell'arte: máscaras, duplicidade e o riso diabólico do Arlequim, N...A commedia dell'arte: máscaras, duplicidade e o riso diabólico do Arlequim, N...
A commedia dell'arte: máscaras, duplicidade e o riso diabólico do Arlequim, N...
 
Gêneros Literários
Gêneros Literários Gêneros Literários
Gêneros Literários
 

Mais de maariane27

Ameaça terrorista
Ameaça terroristaAmeaça terrorista
Ameaça terrorista
maariane27
 
Sindrome de turner
Sindrome de turnerSindrome de turner
Sindrome de turner
maariane27
 

Mais de maariane27 (20)

Volver  Pedro Almodóvar
Volver  Pedro AlmodóvarVolver  Pedro Almodóvar
Volver  Pedro Almodóvar
 
Fibras têxteis
Fibras têxteis Fibras têxteis
Fibras têxteis
 
Folder Manuel Bandeira
Folder Manuel BandeiraFolder Manuel Bandeira
Folder Manuel Bandeira
 
Manuel Bandeira
Manuel BandeiraManuel Bandeira
Manuel Bandeira
 
Ap bandeira
Ap bandeiraAp bandeira
Ap bandeira
 
Novelas Caballeria
Novelas CaballeriaNovelas Caballeria
Novelas Caballeria
 
Formas de produção de energia
Formas de produção de energiaFormas de produção de energia
Formas de produção de energia
 
Ameaça terrorista
Ameaça terrorista Ameaça terrorista
Ameaça terrorista
 
Ameaça terrorista
Ameaça terroristaAmeaça terrorista
Ameaça terrorista
 
Nanotecnologia
NanotecnologiaNanotecnologia
Nanotecnologia
 
Viagens na minha terra
Viagens na minha terra Viagens na minha terra
Viagens na minha terra
 
Romanceiro da Inconfidência
Romanceiro da InconfidênciaRomanceiro da Inconfidência
Romanceiro da Inconfidência
 
Viagens na minha terra (Garrett)
Viagens na minha terra (Garrett)Viagens na minha terra (Garrett)
Viagens na minha terra (Garrett)
 
Artrópodes
Artrópodes Artrópodes
Artrópodes
 
Isótopos e suas aplicações
Isótopos e suas aplicaçõesIsótopos e suas aplicações
Isótopos e suas aplicações
 
Células tronco (2012)
Células tronco (2012)Células tronco (2012)
Células tronco (2012)
 
Barroco
Barroco Barroco
Barroco
 
Síndrome de turner X0
Síndrome de turner X0Síndrome de turner X0
Síndrome de turner X0
 
Expressionismo e o Contexto Social Alemão
Expressionismo e o Contexto Social AlemãoExpressionismo e o Contexto Social Alemão
Expressionismo e o Contexto Social Alemão
 
Sindrome de turner
Sindrome de turnerSindrome de turner
Sindrome de turner
 

Último

Último (20)

Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalBENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 

História da Comédia Grega