Anatomia Geral

20.234 visualizações

Publicada em

1 comentário
28 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
20.234
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
38
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
761
Comentários
1
Gostaram
28
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Anatomia Geral

  1. 1. APARELHO LOCOMOTOR NOÇÕES GERAIS DE OSTEOLOGIA, ARTROLOGIA e MIOLOGIA
  2. 2. OSTEOLOGIA CONCEITO Ossos: São órgãos rígidos, esbranquiçados, constituídos por tecido conjuntivo mineralizado que reunidos entre si participam na formação do esqueleto. Esqueleto: É um conjunto de ossos e cartilagens unidos entre si em articulações para dar conformação ao corpo, proteção e sustentação de partes moles. FUNÇÃO • Sustentação • Locomoção • Conformação • Proteção de órgãos vitais • Armazenamento de íons • Produção de células sanguíneas na medula óssea
  3. 3. DIVISÃO DO ESQUELETO: Axial Crânio Hióide Coluna Vertebral Tórax (Costelas e Esterno) Apendicular Superior Inferior Cíngulo do membro superior: clavícula e escápula Cíngulo do membro inferior: ossos do quadril
  4. 4. ESTRUTURA ÓSSEA •Osso esponjoso (textura porosa) •Osso compacto (textura densa) Medula óssea amarela (células adiposas e algumas células sanguíneas primitivas) Medula óssea vermelha (células sanguíneas imaturas que se diferenciarão em células sanguíneas)
  5. 5. PERIÓSTEO: 1 – Conceito: É o tecido conjuntivo que envolve o osso externamente com exceção das superfícies articulares. 2 - Camadas: fibrosa: é a camada mais externa que forma um saco fibroso que envolve o osso. osteogênica: é a camada mais interna e que tem função osteogênica, permitindo o crescimento ósseo em espessura e tem a responsabilidade de formar o calo ósseo na recomposição das fraturas. ENDÓSTEO: É a camada de tecido conjuntivo que reveste o canal medular dos osso
  6. 6. CLASSIFICAÇÃO SEGUNDO A FORMA DOS OSSOS: Ossos longos: Características morfológicas: São ossos cujo comprimento predomina sobre a largura e espessura e apresentam um canal medular. Disposição topográfica: Geralmente estão nos membros Partes: *diáfise: corpo do osso *epífises proximal e distal: extremidades dos ossos *metáfises proximal e distal: região entre as epífises e a diáfise *canal medular: cavidade na diáfise do osso para alojar a medula óssea
  7. 7. Ossos planos: Características morfológicas São ossos cujo comprimento e a largura predominam sobre a espessura . Disposição topográfica: Calota craniana e ossos das raízes dos membros
  8. 8. Ossos curtos: Características morfológicas: São ossos cujo comprimento, largura e espessura se equivalem Disposição topográfica: Ossos do carpo Ossos do tarso
  9. 9. Ossos irregulares: Características morfológicas: São ossos que apresentam uma forma irregular Disposição topográfica: Ossos do crânio Ossos da coluna vertebral
  10. 10. Ossos pneumáticos: Características morfológicas: São ossos que apresentam uma cavidade contendo ar Disposição topográfica: Cabeça: frontal, maxila, etmóide e esfenóide
  11. 11. Ossos sesamóides: Características morfológicas: São ossos curtos que se desenvolvem no interior de tendões ou cartilagens e auxiliam no deslizamento desses tendões. Disposição topográfica: Patela Na articulação metacarpo-falangiana Na articulação metatarso-falangiana
  12. 12. ARTROLOGIA CONCEITO: Grego: Arthron = juntura + logus = estudo, é a parte da Anatomia que estuda as articulações ou junturas Junturas ou articulações? É o meio de união entre os ossos e/ou cartilagens na constituição do esqueleto
  13. 13. CLASSIFICAÇÃO QUANTO AO TECIDO INTERPOSTO: Fibrosa: são as junturas por continuidade, onde os ossos se unem por tecido conjuntivo fibroso: sutura / sindesmose / gonfose Cartilaginosa: são as junturas por continuidade onde os ossos se unem por tecido cartilaginoso: sincondrose / sínfise Sinovial: são as junturas por contiguidade onde os ossos estão justapostos, separados por uma cavidade articular e envolvidos por uma cápsula fibrosa
  14. 14. 2. Sínfises: A união entre o ossos se faz por uma cartilagem fibrosa (fibrocartilagem) (entre os corpos das vértebras / entre os ossos púbis) 1. Sincondroses: A união entre o ossos se faz por uma cartilagem hialina. 1.1 - intra-ósseas: ocorre dentro de um mesmo osso (metáfise dos ossos longos) 1.2 - interósseas: ocorre entre ossos diferentes (osso occipital e osso esfenóide)
  15. 15. SINOSTOSES
  16. 16. Componentes de uma articulação sinovial: •Superfícies ósseas •Cartilagem articular •Cavidade articular •Liquido sinovial •Membrana sinovial •Cápsula articular •Disco ou menisco articular •Lábio ou orla •Ligamentos intra-capsulares, capsulares, extra-capsulares
  17. 17. CLASSIFICAÇÃO DAS ARTICULAÇÕES SINOVIAIS QUANTO À MORFOLOGIA DAS SUPERFÍCIES ARTICULARES •PLANA •GÍNGLIMO OU DOBRADIÇA •SELAR •CONDILAR •ESFERÓIDE •TROCÓIDE OU PIVOTADA
  18. 18. Classificação das junturas sinoviais quanto ao número de ossos articulados: - simples: entre 2 ossos - compostas: entre + de 2 ossos
  19. 19. CLASSIFICAÇÃO QUANTO À MOBILIDADE: • Sinartrose: fibrosas • Anfiartrose: cartilaginosas • Diartrose: sinoviais
  20. 20. MOVIMENTOS DAS ARTICULAÇÕES SINOVIAIS
  21. 21. MIOLOGIA Grego: mys = músculos + logos = coleção, é a parte da Anatomia que estuda os grupos musculares. Músculos? São órgãos ou partes de órgãos constituídos por células (fibras musculares) que formam o tecido muscular, com capacidade de contração e relaxamento.
  22. 22. FUNÇÕES DO TECIDO MUSCULAR • Produção dos movimentos corporais • Estabilização das posturas corporais • Regulação do volume dos órgãos • Movimento de substâncias dentro do corpo • Produção de calor
  23. 23. • Os músculos correspondem 40-50% do peso do corpo • Tipos de tecido muscular estriado cardíaco estriado esquelético liso
  24. 24. Contração de músculo estriado esquelético movimento voluntário
  25. 25. COMPONENTES ANATÔMICOS DOS MÚSCULOS • Ventre • Tendão de fixação e intermediário • Aponeurose
  26. 26. Fáscia (membrana de tecido conjuntivo fibroso)
  27. 27. Membranas conjuntivas internas (endomísio, perimísio e epimísio)
  28. 28. Vascularização e Inervação
  29. 29. PONTO FIXO (ORIGEM) X PONTO MÓVEL (INSERÇÃO) FIXAÇÃO PROXIMAL X FIXAÇÃO DISTAL MECÂNICA MUSCULAR
  30. 30. Muscle Tendon Raw EMG Signal Electrode Electrode Tendon Skin EMGEMG –– Aquisição do sinal...Aquisição do sinal...Teste dos músculos: •Teste anatômico (funcional) •Palpação •Estimulação elétrica •Eletromiografia (EMG) •Exame clínico
  31. 31. Eletromiografia dos músculos temporal e masseter
  32. 32. CRÂNIO • OSSOS • ARTICULAÇÕES
  33. 33. NEUROCRÂNIO VISCEROCRÂNIO BAIXA ELASTICIDADE ALTA RESISTÊNCIA ORIFÍCIOS NATURAIS CÂMARAS DE AR
  34. 34. SEGMENTOS DA FACE SUPERIOR ESCALPO E ÓRBITAS MÉDIO FOSSAS NASAIS REGIÕES MAXILAR MALAR ZIGOMÁTICA INFERIOR MANDÍBULA E ATM
  35. 35. SEGMENTOS DA FACE
  36. 36. ASPECTOS ANATÔMICOS DO CRÂNIO DO RECÉM NATO AUSÊNCIA DE SEIOS PARANASAIS SUTURAS MEMBRANÁCEAS NA ABÓBADA PRESENÇA DE FONTÍCULOS : BREGMA (2 A 3 ANO) LAMBDA PTÉRIO ASTÉRIO
  37. 37. BREGMA PTÉRIO ASTÉRIO LAMBDA
  38. 38. NORMA FRONTAL
  39. 39. NORMA FRONTAL
  40. 40. NORMA LATERAL
  41. 41. NORMA LATERAL
  42. 42. NORMA SUPERIOR
  43. 43. NORMA INFERIOR (BASAL)
  44. 44. NORMA INFERIOR (BASAL)
  45. 45. CAVIDADE CRÂNICA: - FOSSA ANTERIOR - FOSSA MÉDIA - FOSSA POSTERIOR
  46. 46. FA FM FP
  47. 47. FOSSAS DO CRÂNIO
  48. 48. MANDÍBULA
  49. 49. OSSO HIÓIDE
  50. 50. ARTICULAÇÃO TEMPOROMANDIBULAR • SINOVIAL COMPOSTA • BICONDILIANA • DIARTROSE • TRIAXIAL • GÍNGLIMO DESLIZANTE POIS REALIZA MOVIMENTOS DE ROTAÇÃO E TRANSLAÇÃO
  51. 51. ANATOMIA DA ARTICULAÇÃO TEMPOROMANDIBULAR Superfícies ósseas articulares: *fossa mandibular e tubérculo articular do osso temporal *cabeça da mandíbula PRESENÇA DO DISCO ARTICULAR
  52. 52. O DISCO ARTICULAR *divide a articulação em dois compartimentos distintos *anteriormente se funde com a cápsula articular e o músculo pterigóideo lateral *posteriormente continua-se com lâminas fibrosas que limitam a zona retro-discal
  53. 53. ATM BOCA FECHADA BOCA ABERTA
  54. 54. Radiografias da ATM BOCA FECHADA BOCA ABERTA
  55. 55. LIGAMENTOS DA ATM LIGAMENTO TEMPOROMANDIBULAR LIGAMENTO ESTILOMANDIBULAR LIGAMENTO ESFENOMANDIBULAR
  56. 56. BIOMECÂNICA DA ATM Músculos agem sobre a mandíbula para obter: • Elevação (fechamento de boca) • Depressão (abertura de boca) • Protrusão • Retrusão • Movimentos laterais alternados • Estabilidade articular e postura da mandíbula
  57. 57. COLUNA VERTEBRAL • OSSOS • ARTICULAÇÕES GENERALIDADES: •CONSTITUIÇÃO •CURVATURAS
  58. 58. COLUNA VERTEBRAL Segmentação da coluna: 7 vértebras cervicais 12 vértebras torácicas 5 vértebras lombares 5 vértebras sacrais 3/4 vértebras coccígeas
  59. 59. PARTES DE UMA VÉRTEBRA TÍPICA: CORPO ARCO VERTEBRAL (pedículos e lâminas) PROCESSOS: ESPINHOSO, ARTICULARES E TRANSVERSOS FORAME VERTEBRAL INCISURA VERTEBRAL SUP. E INF.
  60. 60. V. ATLAS
  61. 61. V. ÁXIS
  62. 62. V. CERVICAL TÍPICA: 3-6
  63. 63. V. CERVICAL PROEMINENTE: 7
  64. 64. V. TORÁCICA
  65. 65. V. LOMBAR
  66. 66. SACRO VISTA ANTERIOR VISTA POSTERIOR
  67. 67. VISTA SUPERIOR VISTA LATERAL
  68. 68. CÓCCIX
  69. 69. ARTICULAÇÕES DA C. VERTEBRAL • SINDESMOSES: - LIGG. INTERESPINAIS - LIGG. AMARELOS - LIGG. INTERTRANSVERSÁRIOS - LIGG. SUPRA-ESPINAIS - LIG. NUCAL - LIG. LONGITUDINAL ANT./POST.
  70. 70. ARTICULAÇÕES DA C. VERTEBRAL • SÍNFISE INTERVERTEBRAL (ENTRE OS CORPOS) - DISCO INTERVERTEBRAL: ANEL FIBROSO NÚCLEO PULPOSO
  71. 71. ARTICULAÇÕES DA C. VERTEBRAL • AA. DOS PROCESSOS ARTICULARES SINOVIAIS PLANAS
  72. 72. ARTICULAÇÕES ESPECIAIS: • A. ATLANTOCCIPITAL • AA. ATLANTOAXIAIS • AA. COSTOVERTEBRAIS • A. LOMBOSSACRAL • A. SACROILÍACA • A. SACROCOCCÍGEA FORMARÃO O CÍNGULOFORMARÃO O CÍNGULO DO MEMBRO INFERIORDO MEMBRO INFERIOR
  73. 73. A.A. ATLANTOCCIPITALATLANTOCCIPITAL Membrana atlantoccipital anterior Ligamento longitudinal anterior ATLAS
  74. 74. A.A. ATLANTOCCIPITALATLANTOCCIPITAL Membrana atlantoccipital posterior ATLAS Lig. a. lateral
  75. 75. Movimentos realizados • Flexão • Extensão Cabeça • Inclinação lateral
  76. 76. AA. ATLANTOAXIAISAA. ATLANTOAXIAIS 1)1) LateraisLaterais 2)2) MedianaMediana 1 2 Ligg. Alares (limitam a rotação) Lig. Cruciforme do Atlas: lig. transverso do atlas fascículos longitudinais VISTA POSTERIOR Obs: Membrana Tectória Lig. Ápice do Dente
  77. 77. A. ATLANTOAXIALA. ATLANTOAXIAL VISTA SUPERIOR
  78. 78. Movimentos realizados Rotação Cabeça
  79. 79. TÓRAX • OSSOS • ARTICULAÇÕES
  80. 80. OSSOS: COSTELAS Cabeça Colo Tubérculo Corpo Sulco Faces articulares da cabeça e tubérculo Crista da cabeça da costela
  81. 81. Esterno: 1) manúbrio 2) corpo 3) processo xifóide Cartilagens Costais Vértebras Torácicas 1 2 3
  82. 82. ARTICULAÇÕES DO TÓRAX SÍNFISES: 1) Manubriesternal 2) Xifosternal
  83. 83. Aa. Esternocostais *movimentos de deslizamento
  84. 84. Aa. costocondrais Aa. intercondrais
  85. 85. ARTICULAÇÕES COSTOVERTEBRAIS: 1) A. da cabeça da costela 2) A. costotransversária 2 1 Obs: Movimentos discretos de deslizamento
  86. 86. Ligg. Costotransversários (superiores) Ligg. radiados da cabeça da costela Obs: Lig. intra-articular da cabeça da costela
  87. 87. Lig. do tubérculo da costela (lig. costotranversário lateral) Lig. do colo da costela (lig. costotranversário interósseo)
  88. 88. AA. COSTOVERTEBRAISAA. COSTOVERTEBRAIS Ligg. costotransversários Ligg radiados da cabeça da costela
  89. 89. MECÂNICA DO TÓRAX • Elevação das costelas aumenta o diâmetro transversal do tórax • Elevação do esterno aumenta o diâmetro ântero-posterior do tórax • Ação do diafragma aumenta o volume do tórax, por tracionar para baixo o centro tendíneo
  90. 90. PELVE OSSOS: • DO QUADRIL DIREITO E ESQUERDO • SACRO E CÓCCIX
  91. 91. PELVE ARTICULAÇÕES: • SACROILÍACA E SACROCOCCÍGEA • SÍNFISE PÚBICA
  92. 92. SINDESMOSES: • Lig. iliolombar (A. lombossacral) • Ligg. sacrococcígeos (A. sacrococcígea) • Membrana obturadora • Lig. inguinal • A. sacroilíaca: - Lig. sacroilíaco anterior / posterior / interósseo - Lig. sacrotuberal e sacroespinal • Sinfise púbica: - Lig. púbico superior e inferior - Disco interpúbico
  93. 93. Membrana obturadora Disco interpúbico Lig. púbico inferior Lig. sacroilíaco anterior Lig. longitudinal anterior
  94. 94. Lig. inguinal Lig. púbico superior Lig. Iliolombar Ligg. sacrococcígeos
  95. 95. LIG. SACROILÍACO INTERÓSSEO LIG. SACROILÍACO DORSAL LIG SACROESPINAL LIG SACROTUBERAL
  96. 96. MECÂNICA DA PELVE • Função principal de transmitir o peso do tronco e membro superior para o membro inferior • Durante a gravidez as junturas e ligamentos estão relaxados e, por conseguinte, a amplitude de movimentos fica aumentada
  97. 97. MEMBRO SUPERIOR OSSOS ARTICULAÇÕES
  98. 98. CÍNGULO DO MEMBRO SUPERIOR • CLAVÍCULA • ESCÁPULA
  99. 99. CLAVÍCULA extremidade esternal extremidade acromial impressão p/ o ligamento costoclavicular sulco p/ o m. subclávio tubérculo conóide linha trapezóide
  100. 100. ARTICULAÇÃO ESTERNOCLAVICULAR lig. costoclavicular disco articular cápsula articular Lig. interclavicular Obs: ligg. esternoclaviculares ant. e post.
  101. 101. ESCÁPULA VISTA DORSAL acrômio ângulo superior espinha margem medial margem lateral fossa infra- ângulo inferior espinal fossa supra-espinal
  102. 102. VISTA ANTERIOR Fossa subescapular Margem superior Incisura da escápula Ângulo lateral c/ a cavidade glenoidal Processo coracóide
  103. 103. VISTA LATERAL tubérculo tubérculo supraglenoidal infraglenoidal
  104. 104. ÂNGULOS REFERENTES AS MÉDIAS ENTRE ADULTOS plano da escápula plano mediano
  105. 105. ARTICULAÇÃO ACROMIOCLAVICULAR lig. acromioclavicular lig. coracoclavicular: *lig. conóide *lig. trapezóide # Bolsa sinovial #
  106. 106. ÚMERO Cabeça Colo Tubérculo menor Crista do tubérculo menor e maior Fossa coronóidea tróclea capitulo Fossa radial * *tuberosidade do m. deltóide Fossa do olécrano Tubérculo maior Sulco do nervo radial Sulco intertubercular
  107. 107. Epicôndilo medial e lateral Crista supra-epicondilar lateral e medial Face ântero-medial face ântero- do corpo lateral Face posterior
  108. 108. ARTICULAÇÃO GLENOUMERAL Lig. glenoumerais
  109. 109. Lig. coracoumeral Lig. transverso sup. da escápula
  110. 110. Bolsa subacromial
  111. 111. Bolsa subacromial Recesso axilar
  112. 112. Lábio glenoidal Cabeça longa do bíceps braquial (tendão) Cabeça longa do tríceps braquial Lig. coracoacromial
  113. 113. ULNA Incisura troclear Tuberosidade processo estilóide cabeça da ulna Olécrano Incisura radial Crista do m. supinador Processo coronóide Margem interóssea
  114. 114. RÁDIO Cabeça Colo Tuberosidade Face articular carpal tubérculo dorsal incisura ulnar Fóvea articular circunferência articular margem interóssea Processo estilóide
  115. 115. SUPERFÍCIES ARTICULARES DA ARTICULAÇÃO DO COTOVELO A. UMERORRADIAL A. UMEROULNAR A. RADIOULNAR PROXIMAL
  116. 116. Lig. Colateral ulnar Lig. Colateral radial Lig. anular Corda oblíqua Cápsula articular
  117. 117. Lig. Colateral ulnar Lig. anular Tendão do bíceps braquial
  118. 118. Membrana interóssea do antebraço
  119. 119. ARTICULAÇÃO RADIOULNAR DISTAL Disco articular Cápsula articular
  120. 120. ESQUELETO DA MÃO Carpo: 1) escafóide 2) semilunar 3) piramidal 4) pisiforme 5) trapézio 6) trapezóide 7) capitato 8) hamato 1 2 3 4 5 6 7 8 Ossos metacarpais (I-V) Falanges proximal, média e distal
  121. 121. VISTA DORSAL BASE CORPO CABEÇA
  122. 122. ARTICULAÇÃO RADIOCARPAL Lig. radiocarpal palmarLig. ulnocarpal palmar
  123. 123. ARTICULAÇÃO RADIOCARPAL Lig. radiocarpal dorsal Lig. colateral radial do carpo Lig. ulnocarpal dorsal Lig. colateral ulnar do carpo
  124. 124. ARTICULAÇÕES DO CARPO Lig. Radial do carpo Ligg. Intercarpais dorsais Ligg. Intercarpais palmares
  125. 125. ARTICULAÇÕES CARPOMETACARPAIS
  126. 126. ARTICULAÇÃO METACARPOFALÂNGICA ARTICULAÇÕES INTERFALÂNGICAS DA MÃO
  127. 127. LIG. METACARPAL TRANSVERSO PROFUNDO
  128. 128. Ligg. palmares Ligg. colaterais
  129. 129. MEMBRO INFERIOR OSSOS ARTICULAÇÕES
  130. 130. OSSO DO QUADRIL -ílio -ísquio -púbis Espinha ilíaca ântero-superior Espinha ilíaca ântero-inferior Fossa ilíaca Crista ilíaca Espinha ilíaca póstero-superior Espinha ilíaca póstero-inferior Face auricular Espinha isquiática Ramo do ísquio Tubérculo púbico Crista púbica face sinfisial Linha pectínea
  131. 131. Face semilunar Fossa do acetábulo Incisura do acetábulo Forame obturado linha glútea anterior linha glútea inferior Linha glútea posterior Túber isquiático Incisura isquiática maior e menor
  132. 132. FÊMUR Trocanter maior Linha intertrocantérica Fóvea da cabeça Crista intertrocantérica Tuberosidade glútea lábio lateral da linha áspera Linha pectínea lábio lateral da linha áspera Trocanter menor Face patelar Linha supracondilar medial lateral Fossa intercondilar Côndilo medial Côndilo lateral
  133. 133. Articulação do quadril
  134. 134. TÍBIA côndilo lateral côndilo medial eminência intercondilar tuberosidade da tíbia corpo Face articular Fibular Margem interóssea Linha do m. sóleo Maléolo medial incisura fibular face articular inferior
  135. 135. FÍBULA Cabeça E face articular Ápice Fossa do maléolo Face articular do Maleolo lateral Maleolo lateral
  136. 136. ARTICULAÇÕES ÓSSEAS TIBIOFIBULAR PROXIMAL E DISTAL
  137. 137. PATELA base ápice Face articular
  138. 138. ARTICULAÇÃO DO JOELHO
  139. 139. MEMBRANA INTERÓSSEA DA PERNA
  140. 140. ARTICULAÇÃO TIBIOFIBULAR DISTAL (SINDESMOSE)
  141. 141. ESQUELETO DO PÉ tálus calcâneo Cuneiforme medial cubóidenavicular Cuneiforme intermédio Cuneiforme lateral
  142. 142. OSSOS METATARSAIS FALANGES
  143. 143. ARTICULAÇÃO TALOCRURAL Ligamento colateral medial (deltóide) Parte tibionavicular Parte tibiotalar ant. e post. Parte tibiocalcânea
  144. 144. LIGAMENTO COLATERAL LATERAL Lig. Talofibular anterior Lig. Calcaneofibular
  145. 145. LIG. TALOFIBULAR POSTERIOR
  146. 146. ARTICULAÇÃO TALOCALCÂNEA
  147. 147. LIG. PLANTAR LONGO LIG. METATARSAL TRANSVERSO PROFUNDO ARTICULAÇÕES TARSOMETATARSAIS ARTICULAÇÕES METATARSOFALÂNGICAS ARTICULAÇÕES INTERFALÂNGICAS DO PÉ

×