Código de etica corretores de seguro.

2.833 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.833
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Código de etica corretores de seguro.

  1. 1. Qual a importância da ética para oscorretores de seguros, clientes e omercado segurador brasileiro tendocomo base o código de ética doscorretores de seguros.”Legislação e Organização ProfissionalLuzienne Cristine Alves Nascimento Moraes
  2. 2. CONCEITOS- A Ética deve ser, em princípio, um desejo permanentee o exercício de aprendizado, do respeito ao próximo,que resultem em relações seguras e equilibradas.- Ética é a investigação geral sobre aquilo que é bom- Ética se refere a maneira que nós devemos viver;- “Firmeza, generosidade, temperança, franqueza,pudor,...”- “... mas o Fruto do Espírito é: amor, alegria, paz,longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade,domínio próprio”
  3. 3. OBJETIVOOBJETIVOFacilitar a realização das pessoas, fundamentada no bem enos princípios da boa conduta, os quais regem as relaçõeshonestas e transparentes de forma que as partes envolvidasalcancem plenamente os propósitos almejados.ABRANGÊNCIAABRANGÊNCIAAs relações estabelecidas em princípios éticos são claras ede caráter honesto. Mesmo que ultrapassem as fronteiras doacordado, elas não guardam surpresas ou decepções paranenhuma das partes, a qualquer tempo.
  4. 4.  ÉticaÉtica: é a teoria ou ciência docomportamento moral doshomens em sociedade.VasquezVasquez Moral:Moral: conjunto de normas ouregras adquiridas por hábito.Mário AlencastroMário Alencastro
  5. 5. Específica ao MeioEspecífica ao Meio::É condicionada às circunstâncias que a envolvem.Não é pura e não representa o bem em todos os ângulos- pode ser utilizada como instrumento de manipulação.Pelo interesse de uma parte ela oculta ou guarda umasurpresa desagradável para a outra parte.Ex.: O que não é proibido, é permitido.O que não foi tratado é permitido fazer.Ética Profissional, Código de Ética das Profissões.ÉTICA ESPECÍFICAÉTICA ESPECÍFICAAO MEIOAO MEIO
  6. 6.  RESPEITO MÚTUO:RESPEITO MÚTUO:“Não faças aos outros o que não desejaisque os outros vos façam”. Mateus 22:39 RECIPROCIDADE:RECIPROCIDADE:Somente as boas relações estabelecidas,permitem aos corretores se posicionarem como que, de lado-a-lado, de forma honesta gerando a concorrência leal. RELAÇÕES NO MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO:RELAÇÕES NO MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO:As relações de trabalho devem ter o compromisso permanentecom o aprendizado. Devem ser capazes de resultar no exercíciocontínuo de colaboração mútua entre os respectivos interessesdos corretores, das corretoras e dos consumidores; de forma anão frustrar ou não comprometer, de fato zelar.PRINCÍPIOS:PRINCÍPIOS:
  7. 7. ÉTICA:ÉTICA:“COMPORTAMENTO PARA A VIDA”“LEALDADE”
  8. 8. CÓDIGO DE ÉTICACÓDIGO DE ÉTICAPROFISSIONALPROFISSIONALCORRETOR DE SEGUROCORRETOR DE SEGURO(Artigo 119, do Decreto 60.459,(Artigo 119, do Decreto 60.459,de 13/03/1967, é instituído o presente “Código de Éticade 13/03/1967, é instituído o presente “Código de ÉticaProfissional”, aplicável, por adesão)Profissional”, aplicável, por adesão)http://www.fenacor.com.br/codigodeetica/index.htm
  9. 9. De acordo com a FENASEG:‘‘O Código tem como objetivo consolidaras condutas adotadas pelo setor para odesenvolvimento de suas atividades naharmonia com os princípios da livre iniciativa,da autonomia institucional.Da preservação da livre concorrência eboa-fé contratual que devem existir entre asempresas e nas relações negociaisestabelecidas com os consumidores”.
  10. 10. VALORES FUNDAMENTAIS:VALORES FUNDAMENTAIS: Busca do bem comum e da realização individual Solidariedade, honestidade e lealdade entre os corretores,seguradoras e clientes. Estimulador de novos comportamentos, fundamentado numconceito de ética direcionado para o desenvolvimento comum.‘‘O Corretor de Seguros, realmente profissional, coloca ointeresse do consumidor acima dos seus interesses. Em segundolugar, tem que zelar pelo interesse da Seguradora. É neste equilíbriode interesses que ele, corretor, se realiza profissionalmente.’’Roberto Silva Barbosa.
  11. 11. Toda  profissão se pauta por normas de comportamento,onde o  espírito de serviço se sobressai.O Prof. Hilário Franco afirma que: “ a ética é condição essencial para o exercício de qualquer profissão. A necessidade do respeito à legalidade é ainda mais impositiva do que a ética, pois  a subordinação  à lei é imperativa”.“ É o reconhecimento que a nossa profissão esta assentada nos pilares da LIBERDADE, IINDEPENDENCIA e o DEVER DA VERDADE, e que vai exercê-la baseado neles. ’’ Roberto BarbosaToda  profissão se pauta por normas de comportamento,onde o  espírito de serviço se sobressai.O Prof. Hilário Franco afirma que: “ a ética é condição essencial para o exercício de qualquer profissão. A necessidade do respeito à legalidade é ainda mais impositiva do que a ética, pois  a subordinação  à lei é imperativa”.“ É o reconhecimento que a nossa profissão esta assentada nos pilares da LIBERDADE, IINDEPENDENCIA e o DEVER DA VERDADE, e que vai exercê-la baseado neles. ’’ Roberto BarbosaÉTICA PROFISSIONALÉTICA PROFISSIONALDisposto no inciso XIX do artigo 3º que diz: “Cumprir asdisposições contidas na Constituição Federal, no Código deDefesa do Consumidor, no Código Civil, especialmente a parteque trata da corretagem, e outras leis, regulamentos e atosnormativos pertinentes.’’
  12. 12. ÉTICA NAS RELAÇÕES DOSCORRETORES DE SEGUROSArt.  4º.  O  Corretor  e  a  Corretora  devem  desenvolver suas  atividades  profissionais  norteados  pelos princípios da concorrência leal e honesta.
  13. 13. ÉTICA NAS RELAÇÕES CLIENTES E OMERCADO SEGURADOR BRASILEIRO   Esta influência esta no cumprimento dos dispostos nos artigos 4º e 5º do Código que disciplina o relacionamento do corretor com a classe e a sociedade. Chamo a atenção para o disposto no inciso IV do artigo 5º que diz:  ...“Considerar a profissão como alto titulo de honra, não praticar e nem concorrer para a prática de atos que comprometam sua credibilidade e cidadania”.  É este o comportamento profissional que a sociedade cobra dos profissionais da prestação de serviços.  O CORRETOR DE SEGUROS é, por excelência, um prestador de serviços qualificado.
  14. 14. ÉTICA NAS RELAÇÕES DE TRABALHOCONHECER A SEGURADORASER LEAL AO EXERCÍCIO PROFISSIONALSABER REIVINDICARSABER SE RELACIONAR- Com as seguradoras- Com os colegas- Com os subordinados- Prestadores de Serviços- FornecedoresCONHECER E DEFINIR RESPONSABILIDADES
  15. 15. ÉTICA NAS RELAÇÕES PESSOAISNA SEGURADORA- Saber se inter-relacionar- Saber se defenderNO RELACIONAMENTOPROFISSIONAL- Saber negociar, seminferiorizar o interlocutorNO RELACIONAMENTOPESSOAL- Saber manter postura
  16. 16. PAPEL DOS COMITÊS DE ÉTICA
  17. 17.  É bom lembrar que qualquer corretor pode serjulgado pelo Comitê de Ética do seu Sindicato,independente de ter aderido ou não ao Código deÉtica. A classe tem que zelar pela reputação deseus membros.COMITÊS DE ÉTICA
  18. 18. INTERDISCIPLINARIDADE
  19. 19. Fonte de Pesquisahttp://www.cqcs.com.br/noticiasDetalhe.asp?iidArea=33&iidNoticia=62635http://www.fenacor.com.br/codigodeetica/http://www.bioetica.ufrgs.br/eticprof.htmhttp://www.fenacon.org.br/

×