Produto final informática

1.624 visualizações

Publicada em

Cada vez mais se faz necessário integrar as novas tecnologias ao Currículo como ferramenta pedagógica.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.624
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
28
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Produto final informática

  1. 1. EE. Antonio Perciliano GaudêncioOficina Curricular de Informática EducacionalProfessora Luciane Aparecida Assunção Tonete 2012
  2. 2. Introdução a Informática Utilizando o mouse, para desenvolver a coordenação motora fina. Maria Eduarda _ 1º anoFátima _ 1º ano
  3. 3. Atividades de Pesquisa e criação de auto retrato parceria Arte e Informática _ Ciclo I e III. Objetivo: Apreciar trabalhos de artistas que realizaram autoretrato;  Desenvolver o olhar perceptivo do aluno; Utilizar aplicativos para fins artístico.II. Conteúdo a ser desenvolvido: Liberdade de Expressão.III. Procedimentos didáticos: Pesquisar na internet autores de auto retrato como Frida Kahlo, Tarsila doAmaral, Vicent Van Gogh, Rembrandt Van Rjn, Pablo Picasso, Carlos Scliar e VikMuniz
  4. 4. Pesquisando Obras de Arte Pablo Picasso Juan Miró Tarsila do AmaralAlunos do 1º ano criandosuas obras de arte noaplicativo Paint. Releitura da Obra “Abapuro” de Tarsila do Amaral
  5. 5. Atividades Multidisciplinar Interação com o currículo:  Promover interdisciplinaridade com Arte, utilizado o olhar digital para apreciar as obras de arte, e o aplicativo paint para criar auto retratos. V. Materiais a serem utilizados:  Acessório Paint, internet, máquina fotográfica;
  6. 6. Projeto Datas Comemorativas: A importância da água para nossa vidaObjetivos:• Compreender a influência da água sobre o homem e a agricultura;• Conhecer cientificamente a água para distingui-la de outros líquidos utilizados nodia-a-dia;• Conhecer o processo de transformações físicas da água para entender seu usocientifico pelo homem.• Aplicar os conhecimentos adquiridos, economizando água, não poluindo os rios efontes.III. Habilidades:Aprender participando da vida social, na escola e nas ações voltadas para acomunidade
  7. 7. Produção com o tema Água Alunos do Ciclo I Aplicativo Paint
  8. 8. Produção com o tema ÁguaPoesia Coletiva sobre a água (tendo professor como escriba)Carlos, Emanuel, Fátima, Gabriel, Heliza, Larissa, Lorena,Maria Eduarda, Pedro, Yuri e DiegoIdade: 06 anos1º ano da EE.Antonio Perciliano Gaudêncio ETI.Água Limpa,Água vem dos riosÁgua que cai do céu e limpa o mundo...E faz crescer as plantas.Água que mata a sede!Água que dá a vida...Água que está nas lágrimas de alegria e dor....Água que dá prazer no nadarE no brincar...Por isso a água vamos preservar
  9. 9. Projeto Datas Comemorativas Páscoa A ressurreição de Cristo é maisPoesia produzida pelo uma prova de que o amor e a aluno Jorge da 7ª vida são eternos.  A Páscoa é amor, é série fraternidade, é União.  A Páscoa não é um dia paraPáscoa é dizer sim ao comermos chocolates e sim para comemorarmos a vida e amor e a vida; é ressurreição daquele que morreu para nos salvar!  investir na Para você na Páscoa. Que a fraternidade, é lutar alegria da ressurreição de Cristo esteja em seu coração por um mundo hoje e sempre. Que Jesus esteja no coração melhor, é vivenciar a de todos nesta páscoa!  solidariedade
  10. 10. Poesia Produzidas pelos alunos Páscoa A páscoa e o nascimento de Jesus  Que é o filho de Deus  Jesus renasceu nessa data Comemore a páscoa e seja Daniel _ 7ª série feliz Comemore a páscoa  Os ovos de páscoa Simbolizam vidas E o vinho também.
  11. 11. Poesia Produzidas pelos alunos A Páscoa de Jesus A taça do Preconceito Pão do pecado Ervas amargas. Afasta de mim esse cálice. Alguém entre vós me trairá. Porém minha mensagem se perpetuará. Minha mensagem é de amor. Que vocês amem uns aos outros Que perdoem seus pecados Que levem a boa nova A toda Terra. Thiago Bardela _ 5ª série
  12. 12. Produção de Símbolos da Páscoa no Paint _ Ciclo I
  13. 13. Jogos de Alfabetização
  14. 14. Projeto Datas Comemorativas _ Dia das Mães Montagem no Aplicativo Picasa Ciclo II
  15. 15. Semana do Meio AmbienteOs alunos utilizam a SAI como fonte de pesquisa sobre ecologia, preservação ambiental e ainda podem criar desenhos no aplicativo paint que ilustram seu aprendizado. Cidadania se constroi todo dia. E a tecnologia é fonte essencial para aprendizagem eficaz. Os jogos utilizados são para tornar o processo de aprendizagem prazeroso e associá-lo ao cotidiano contemporâneo.  a escola já deixou de ser apenas uma instituição que passa informações conteudistas e está aprendendo a ser local de pesquisa e descobertas!
  16. 16. Meio Ambiente e TecnologiaA Educação Ambiental não deve ser Objetivos: entendida como um tipo • Familiarizar-se com valores e especial. Trata-se de um parâmetros utilizados no processo longo e continuo de tratamento de águas residuárias; aprendizagem, de uma filosofia • Desenvolver pensamento de trabalho participativo em que crítico que permita pensar e todos, (família, escola e atuar local e globalmente; comunidade) devem estar • Trabalhar conceitos envolvidos. pedagógicos, métodos e técnicas Portanto, deve ser um processo apropriadas à Educação crítico, criativo e político com Ambiental; preocupação de transmitir Construir com os alunos uma conhecimento a partir da ideia global de meio ambiente, discussão e avaliação feitas pelo para tanto, o educando recebe aluno, da sua realidade individual uma formação básica que lhe e social, na comunidade em que permite utilizar as inovações vive. tecnológicas de forma a proteger e conservar o meio ambiente, utilizando seus recursos naturais de forma sustentável.
  17. 17. Progresso e Meio Ambiente
  18. 18. Meio Ambiente e Cidadania Utilizando sobreposição de mapas os alunos do ciclo II produziram verdadeira obras de Arte.
  19. 19. Gincana do Meio Ambiente
  20. 20. Festa Junina 2012I. Justificativa:Festa Junina pode ser uma excelenteoportunidade de engajar diversas disciplinasem um projeto interdisciplinar. Para a escolainteira! É tempo de soltar a criatividade, e pormãos a obra.II. Objetivos:• Resgatar valores culturais exercendo acidadania através ações concretas como asolidariedade e integração dos alunos;• Promover conhecimento sobre ascaracterísticas da Festa
  21. 21. Dia dos Pais
  22. 22. Gincana do Dia do Estudante _ 11 de agosto
  23. 23. Projeto Folclore
  24. 24. Aprendendo com a História em Quadrinhos
  25. 25. Projeto Folclore Alunos do Ciclo I utilizam o Paint para criar os personagens do Folclore brasileiro
  26. 26. Alunos do Ciclo I utilizam o Paint para criar os personagens do Folclore brasileiro
  27. 27. Alunos do Ciclo I utilizam o Paint para criar os personagens do Folclore brasileiro
  28. 28. Para Conhecer o trabalho de seu filho na integraacesse o blog: htt://eegaudencio-eti.blogspot.com
  29. 29. Para Conhecer o trabalho de seu filho na integraacesse o blog: htt://eegaudencio-eti.blogspot.com
  30. 30. A Lenda do Guaraná porRicardo Edson de Lima Silva 8ª série
  31. 31. A Lenda do Guaraná porRicardo Edson de Lima Silva 8ª série
  32. 32. A Lenda do Corpo Seco PorDieryti Moizes Moreira da Silva
  33. 33. Holocausto
  34. 34. Projeto Folclore em QuadrinhosLendas BrasileirasEE. Antonio Perciliano Gaudêncio – ETIInformática educacional
  35. 35. Matinta PereiraMaria Gabriela Suman8ª série “A”
  36. 36. Ana JansenMillena Silva8ª série “A”
  37. 37. Boi Tatá Boto Rosa Reescrita das lendas em HQ pelos alunos no ciclo II Para Conhecer o trabalho de seu filho na integra acesse o blog: htt://eegaudencio- eti.blogspot.com
  38. 38. Parlendas EE. Antonio Perciliano Gaudêncio – ETI Informática Educacional Professora Luciane Aparecida Assunção Tonete Ida Iolanda, agosto de 2012
  39. 39. Parlendas São conjuntos de palavras com arrumaçãorítmica em forma de verso, que podemrimar ou não Giovanna Urenha Lima 3º ano
  40. 40. Era uma bruxa À meia-noite Em um castelo mal-assombrado Com uma faca na mão Passando manteiga no pão---------------------------
  41. 41. Um, dois, feijão com arroz. Três, quatro, feijão no prato. Cinco, seis, chegou minha vez Sete, oito, comer biscoito Nove, dez, comer pastéis.
  42. 42. – Cala a boca! – Cala a boca já morreu Quem manda em você sou eu!
  43. 43. Fui à feira Encontrei uma coruja Pisei no rabo dela Ela me chamou de cara suja-------------------------- ---
  44. 44. Carla Gonçalves Gomes 2º Ano
  45. 45. Hoje é Domingo, pede cachimbo O cachimbo é de ouro, Bate no touro, O touro é valente, Bate na gente, A gente é fraco, Cai no buraco, O buraco é fundo, acabou-se o mundo.
  46. 46. O macaco foi à feira Não teve o que comprarComprou uma cadeiraPra comadre se sentar A comadre se sentouA cadeira esborrachou Coitada da comadreFoi parar no corredor.
  47. 47. Lá em cima do pianotem um copo deveneno Quem bebeumorreu O culpado não fui EU 
  48. 48. Gabriel Fernando de O. Santana 2.ano
  49. 49. Cadê o toucinho daqui?  O gato comeu. Cadê o gato? O gato fugiu pro mato. Cadê o mato? O fogo queimou. Cadê o fogo? A água apagou. Cadê a água? O boi bebeu. Cadê o boi? Está moendo trigo. Cadê o trigo? O padre comeu. Cadê o padre? Está rezando a missa. Cadê a missa A missa acabou.
  50. 50. Priscila Vitória Cibin 3º ANO
  51. 51. Uma pulga na balança Deu um pulo E foi a França
  52. 52. Marcelo Henrique Caetano 3º ano
  53. 53. Serra, serra, serrador! Serra o papo do vovô! Quantas tábuas já serrou? Uma delas diz um número e as duas, sem soltarem as mãos, dão um giro completo com os braços, num movimento gracioso. Repetem os giros até completar o número dito por uma das crianças.Serra, serra, serrador! Serra o papo do vovô! Quantas tábuas já serrou? Uma delas diz um número e as duas, sem soltarem as mãos, dão um giro completo com os braços, num movimento gracioso. Repetem os giros até completar o número dito por uma das crianças.
  54. 54. Água mole em pedra dura...Tanto bate até que fura!
  55. 55. Lá em cima do piano tem um copo de veneno Quem bebeu morreu O culpado não fui EU 
  56. 56. Chuva e Sol, Casamento de espanhol Sol e chuva Casamento de viúva
  57. 57. Vinicius Gomes 2º ano
  58. 58. Um elefante amola muita gente... Dois elefantes... amola, amola muita gente... Três elefantes... amola, amola, amola muita gente... Quatro elefantes amola, amola, amola, amola muito mais... (continua...)
  59. 59. Uni duni tê  Salamê min guê  Sorvete colorido  O escolhido foi  VOCÊ 
  60. 60. Mindinho Seu vizinho Pai de todos  Fura bolo  Mata piolho  
  61. 61. Os Alunos Criaram um livro deReceitas Regionais e as digitaram na SAI
  62. 62. Projeto Recursos Naturais Parceria: Geografia, Informática, Experiências Matemáticas e Saúde e Qualidade de Vida
  63. 63. Sustentabilidade em Quadrinhos por Dieryti
  64. 64. CiberBulling O cyberbullying é um tipo de bullying melhorado. É a prática realizada através da internet que busca humilhar e ridicularizar os alunos, pessoas desconhecidas e também professores perante a sociedade virtual. Apesar de ser praticado de forma virtual, o cyberbullying tem preocupado pais e professores, pois através da internet os insultos se multiplicam rapidamente e ainda contribuem para contaminar outras pessoas que conhecem a vítima.Ricardo _ 8ª série
  65. 65. Ciberbulling por Dieryti
  66. 66. Semana da Pátria
  67. 67. Atividades Desenvolvidas emParceria com a Sala de Leitura
  68. 68. Poesia para Crianças Fernando PessoaEE. Antonio Perciliano Gaudêncio Informática Educacional E Sala de Leitura
  69. 69. Fernando PessoaFernando António Nogueira Pessoa (Lisboa, 13 de Junho de 1888 — Lis boa, 30 de Novembro de 1935), mais conhecido como Fernando Pessoa, foi um poeta,filósofo e escritor português.
  70. 70. EE. Antonio Perciliano Gaudêncio Sala de Leitura Informática Educacional
  71. 71. 7ª série _ Reescrita de Poemas
  72. 72. Reescrita do poema fada dascrianças Milena Cristina pereira 7ºEscola : Antonio Perciliano GaudêncioProjeto de Informática em parceria com a sala deleitura
  73. 73. Fadas das crianças ser fada é ser feliz ter educação e ter compreensão ser linda é ser capaz de enfrentar obstáculo ... fada não é mentirosa muito menos medrosa ela não é invejosaE sim carinhosa .
  74. 74. Poema Pial Jorge Henrique Natalino Vicente Pia número QUATRO, para quem veste sapato. Pia número DEZESSEIS, para quem gosta de pão francês. Pia número CEM, para quem reza e fala amém!
  75. 75. LiberdadeLiberdade é uma coisa sem igualSensacionalQue desafia oBem e o Mal
  76. 76. LiberdadeÓ,liberdade sem igualSensacionalComo eu queria sentir essa sensaçãoCelestial,para me sentirLivre afinal...Thalita F. da Silva7série A
  77. 77. Outro Poema para Lili Bruna levava uma bacia para trazer melancia Levava um pãopara dar para o Simão
  78. 78. E uma onça correu atrás de mim A bacia caiu E o pão se esfarelou E tive um fim Que ninguém me desejou
  79. 79. O carro de pau Winicius Gonçalves Numa vila bem distante havia um menino que era estudante Ele tinha um sonho Era fazer um carro de pau Ou ser o dono do melhor mingau Seu sonho não foi água a baixo Só começou a fazer o estrato do carro.
  80. 80. Ele não desistiuPois ele queria ter o seu reinadoA gloria era passadoPois ele tinha já construído o seu carro.
  81. 81. Rescrita do poema Havia ummenino Vinícius Shiya
  82. 82. Havia um meninoo menino gostava de bate o sino
  83. 83. Que tinha um cachorrinho pequeninoEle gostava de brincar de brincadeira de menino
  84. 84. O menino cresceu, floresceuE virou um modelo florescente
  85. 85. Brincadeira de criança Daniel Nivaldo de f. da Silva 5º ano A A brincadeira de criança Algumas é muito devagar Quando você brinca Da uma vontade de cantar
  86. 86. Brincadeira de criança Muitas vezes cansa E quando você cresceFica guardada na lembrança
  87. 87. 6ª série _ Mar Português Henrique Izaque Coelho
  88. 88. Mar Português
  89. 89. Ó mar salgado, quanto do teu salSão lágrimas de Portugal!Por te cruzarmos, quantas mãeschoraram,Quantos filhos em vão rezaram!
  90. 90. Quantas noivas ficaram porcasarPara que fosses nosso, ó mar!Valeu a pena? Tudo vale a penaSe a alma não é pequena.
  91. 91. Quem quere passar além doBojadorTem que passar além da dor.Deus ao mar o perigo e oabismo deu,Mas nele é que espelhou o céu.
  92. 92. maR PoRTUGUes Mirian Rodrigues Da Silva Reescrita
  93. 93. Reescrita do Poema_Mar Português de Fernando pessoa Elivelton
  94. 94. Ser feliz é encontrar força noperdão, esperanças nas batalhas,segurança no palco do medo,amor nos desencontros. Éagradecer a Deus a cada minutopelo milagre da vivido...
  95. 95. "Jamais desista de ser feliz, pois a vida é um espetáculo imperdível, ainda que se apresentem dezenas de fatores a demonstrarem o
  96. 96. Ensino Fundamental _ Ciclo I5º anoReescrita de poemas a partir da leitura do e- book Poesia para crianças de Fernando Pessoa.
  97. 97. Brincadeira de criançaAndré Sebastião Magro Junior 5º ano
  98. 98. Brincadeira de CriançaBrincadeira de criança é legalQuando você cresceTem que dizer tchau.Quando você cresce tem que trabalharE tem que parar de brincarVocê tem que procurar empregoE não pode sair,tem que ficar até aposentar.
  99. 99. Brincadeira de CriançaBrincadeira de criança é legalQuando você cresceTem que dizer tchau.Quando você cresce tem que trabalharE tem que parar de brincarVocê tem que procurar empregoE não pode sair,tem que ficar até aposentar.
  100. 100. A fada das Crianças Bárbara _ 5º anoBrinca, brincaQue a vida é linda.Menina branca...Dorme, dorme...Vai ganhar uma moedaMenina branca.
  101. 101. Brincadeira de Criança Daniel _ 5º ano A brincadeira de criança Algumas são muito devagar Quando você brinca Da Vontade de cantar
  102. 102. Brincadeira de CriançaMuitas vezes cansa E quando você cresce Fica guardada na lembrança.
  103. 103. BIBI Lívia _ 4º anoA BIBI É UMA MENINA QUE QUER SER BAILARINAE TAMBÉM DANÇARINAE FICA DE PONTINHA DE PÉ PARA DANÇAR O SEU BALÉBIBI ADORA DANÇAR ,PULAR E BRINCARELA É MUITO LINDINHA E EDUCADINHAE LILI É ASSIM BONITA ATÉ O FIM.
  104. 104. Meu Amor João Pedro _ 4º O meu amor é você. ano Tenho muito amor do meu coraçãoquero você por que e eu te amo de todo o meu coração.Perto de você eu me inspiro todos os dias.Eu queria ver todos os dias o que você diz... todos os dias meu amor por você cresce... eu era seu amor E você é o amor do seu coração. mas ela foi embora e eu fique tão triste.
  105. 105. Brincadeira de CriançaCarla – 2º ano
  106. 106. Wínicius _ 3º ano Diego _ 3º ano Poesia Brincadeira de Crianças
  107. 107. Brincadeira de Criança
  108. 108. Ilustrações feitas no paint Pelos alunos do 1º, 2º e 3º ano sobre as poesias de Fernando Pessoa.Fada DasCrianças _Aluna Giovanna
  109. 109. 1º ano – Poesia Fada das Crianças
  110. 110. Poesia Brincadeira deCriança
  111. 111. Poesia Fada Das Crianças _Heliza e Larissa Poesia Brincadeira de Criança _ Maria Eduarda.
  112. 112. PRODUÇÃOPROFESSORA LUCIANE Imagens do Google.ASSUNÇÃO TONETE
  113. 113. EE. Antonio Perciliano Gaudêncio Informática Educacional15 de Novembro _ Proclamação da República Winicius G. Federativa do Guimarães 7ª série Brasil
  114. 114. Proclamação da Republica.A proclamação ocorreu na Praça da Aclamação (atual Praça da Republica), na cidade do Rio de Janeiro, então capital do Império do Brasil, quando um grupo de militares do exército brasileiro, liderados pelo marechal Deodoro da Fonseca , destituiu o imperador e assumiu o poder no país..
  115. 115. Dia da bandeiraO dia da bandeira é um dia em homenagem à bandeira do Brasil. A celebração acontece no dia 19 de Novembro, data em que a bandeira foi instituída.
  116. 116. O desenho da bandeira possui normas específicas nas dimensões e proporções do mesmo. A bandeira brasileira apresenta formato retangular, um losango amarelo em fundo verde, a esfera azul celeste do centro é atravessada pela faixa branca com as palavras “Ordem e Progresso´
  117. 117. A bandeira nacional foi desenhada por Décio Vilares. Essa fica hasteada na Praça dos Três Poderes em Brasília, simbolizando a pátria
  118. 118. As quatro cores representadas na bandeira simbolizam as famílias reais descendentes de D. Pedro I, idealizador da bandeira do Império
  119. 119. Dia da Consciência Negra EE. Antonio Perciliano Gaudêncio Oficina de Informática Educacional Professora Luciane Aparecida Assunção Tonete
  120. 120. Dia da Consciência Negra Aluna:Bruna
  121. 121. O Dia Nacional da Consciência Negra é celebrado em 20 de novembro no Brasil e é dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileiraA semana dentro da qual está esse dia recebe o nome de Semana da Consciência Negra
  122. 122. A data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695. O Dia da Consciência Negra procura ser uma data para se lembrar a resistência do negro à escravidão de forma geral, desde o primeiro transporte de africanos para o solo brasileiro (1594).
  123. 123. Algumas entidades como o Movimento Negro (o maior do gênero no país) organizam palestras e eventos educativos, visando principalmente crianças negras. Procura-se evitar o desenvolvimento do auto-preconceito, ou seja, da inferiorização perante a sociedade.
  124. 124. O dia é celebrado desde a década de 1960, embora só tenha ampliado seus eventos nos últimos anos.
  125. 125. Dia da Consciência NegraEE. Antonio Perciliano GaudêncioOficina de Informática Educacional Professora Luciane Aparecida Assunção Tonete
  126. 126. Consciência negra.Noemy Nayara Bueno Lima 7ª série “A”. Enquanto a cor da pele formais importante, que a amizade Haverá preconceito.
  127. 127. Acima de sermos negros, brancos, árabes, judeus, americanos, somos uma única espécie. Quem almeja ver dias felizes, precisa aprender a amar a sua espécie ,Se você amar profundamente a espécie humana, estará contribuindo para provocar a maior revolução social da história.
  128. 128. Todos de cor e raça unido para umaúnica vitoria .A liberdade de todos...
  129. 129. Desde pequeninos devemos saber distinguirA melhor opção que na qual deve ser “ AMIZADE.”
  130. 130. Atividade Desenvolvida em parceria com o Currículo _ Língua Portuguesa _ Professora SandraTrabalho de figuras de linguagem ANTÍTESEDupla:Bruna e MilenaEE Antonio Perciliano Gaudencio 7 série
  131. 131. O que é Antítese?• Antítese é uma figura de linguagem (figuras de estilo) que consiste na exposição de idéias opostas.
  132. 132. • Ocorre quando há uma aproximação de palavras ou expressões de sentidos opostos.
  133. 133. • A antítese é a figura mais utilizada no Barroco, estilo de época conhecido como arte do conflito, em que também há presença de paradoxos, por apresentar oposições nas idéias expressas. Podemos entender como uma "tese contrária", embora não se trate do mesmo "paradoxo" científico.
  134. 134. comparação Camila e Glaucia 7ª Série
  135. 135. • Comparação é uma figura de linguagem semelhante à metáfora usada para demonstrar qualidades ou ações de elementos. A relação entre esses elementos pode formar uma comparação simples ou uma comparação por símile mil e uma maneiras.
  136. 136. Comparação simples• É a aproximação de dois termos entre os quais existe alguma relação de semelhança, como na metáfora. A comparação, porém, é feita por meio de um conectivo (com,como,parecia e etc) e busca realçar determinada qualidade do meio termo (como, tal, qual, assim, quanto etc.) exemplo: "O mar canta como um canário"; "A cidade, adormecida, parecia um cemitério sem fim".
  137. 137. Comparação por símile• É utilizada para comparar dois elementos que não pertencem à mesma categoria, dependendo do contexto.• Algumas vezes chama-se-a, por simplicidade — e quando não há possibilidade de confusão ideológica — símile, tão- só. Entretanto, trata-se apenas de uso em forma reduzida por sinonímia, não se referindo propriamente a uma nova, distinta, figura de linguagem. Por outro lado, contudo, o termo "símile" pode ser utilizado com significado autónomo:• "para empregar um símile musical, não será [o verso alexandrino] tão melódico, como outros mais genuinamente nossos, mas é harmonioso como poucos." (Machado de Assis, Crítica, p. 111). (FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda)
  138. 138. Exemplos• Ver minhalma adejar pelo infinitoQual branca vela namplidão dos mares— Castro AlvesÉ que teu riso penetra nalmaComo a harmonia de uma orquestra santa— Castro AlvesA via- láctea se desenrolavaComo um jorro de lágrimas ardentes— Olavo BilacDe sua formosuradeixai-me que diga:é tão belo como um simnuma sala negativa.
  139. 139. • - João Cabral de Melo NetoBateram-lhe como nunca tinham visto.você é tão bonita quanto o Rio de Janeiroem maioe quase tão bonitaquanto a Revolução Cubana- Ferreira Gullar
  140. 140. Comparação vs. metáfora• A comparação assemelha-se à metáfora, que não é mais que uma comparação não assumida, para acentuar a identidade poética entre as duas entidades comparadas.• Lendo a expressão "Os teus olhos são como lagos gélidos" existe uma comparação explícita denotada pelo conectivo "como". Contudo, se dissermos, "Os teus olhos são lagos gélidos", passamos a ter uma metáfora que passa a estabelecer uma relação de identidade poética em vez da mais prosaica comparação que mantém os dois objetos em universos distintos
  141. 141. Um Natal de possibilidades Muitas pessoas buscam a felicidade em coisas materiais sendo que ela reside dentro de cada um de nós, o textonatalino Um Natal de possibilidades retrata a importância de superar as dificuldades e adversidades que aparecem em nossa vida e nos incentiva a buscar em nosso interior as forças necessárias para seguirmos adiante. A história do menino Jesus é um dos maiores exemplos de superação que se tem notícia, perseguido desde seu nascimento Ele cresceu e se revelou o filho de Deus que veio para trazer a boa nova para os homens de boa vontade. Esse pequeno texto de natal traz uma grande mensagem e que se vivenciada pode nos ajudar em todos os momentos de nossa vida.
  142. 142. Um natal de possibilidades "Toda a possibilidade de felicidade esta em nossas mãos, basta ter coragem e determinação paratransformar momentos difíceis em grandes desafios, buscando na solidariedade um passo para diasmelhores. Neste Natal, que o grande potencial da humanidade revele-se em cada um de nós para o vivenciarmos o verdadeiro espírito do Natal e que este nos guie durante o ano novo que está para começar. Feliz Natal e Próspero Ano Novo!" Aluna:Thalita

×