SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 52
Baixar para ler offline
TURISMO DE AVENTURA EM BROTAS
Aventura Segura que deu certo!
POR QUE O TURISMO FOI IMPLANTADO EM
BROTAS EM 1993?
• Brotas vinha perdendo população.
• Uma opção para o desenvolvimento econômico – social e
ambiental.
• Para gerar empregos.
• Buscar qualidade de vida.
• Preservação do Meio Ambiente
TURISMO EM BROTAS
O início
• 1993 – Em união: Poder Público, Iniciativa Privada e
Terceiro Setor iniciam o processo de desenvolvimento
do turismo sustentável de Brotas com o lançamento
do 1º Projeto Ecoturístico.
CONCEITOS QUE
NORTEARAM A
IMPLANTAÇÃO DO
ECOTURISMO
Meio
Ambiente
Poder
Público
Iniciativa
Privada
Comunidade
LocalTURISMO SUSTENTÁVEL
TURISMO EM BROTAS
Projeto Eco turístico -1993
• Projeto Eco turístico de 1993/1994
TURISMO EM BROTAS
O início
1994
• É criado o Conselho Municipal de Turismo
• É fundada a Primeira Operadora de Turismo Receptivo
com parte dos membros da ONG Movimento Rio Vivo
• Governo Municipal e ONG iniciam um trabalho junto aos
proprietários rurais (cachoeiras e Atrativos naturais) ;
• O início do Ecoturismo;
TURISMO EM BROTAS
O início
• Carta do proprietário
da Cachoeira Ástor.
TURISMO EM BROTAS
O início
TURISMO EM BROTAS
Ecoturismo
• 72 cachoeiras dentro do município, uma nascente de água
cristalina e duas represas Broa e Patrimônio
TURISMO EM BROTAS
Ecoturismo
TURISMO EM BROTAS
Ecoturismo
• Estação Rodoviária de Brotas.
• Pronto de Socorro 24h.
• Criação da Guarda Municipal e Ambiental.
• Rampa de acesso e revitalização do Parque dos Saltos
• Implantação do Centro Cultural com arquivo histórico,
museu, biblioteca e salão de eventos.
• Construção Portal de Entrada da Cidade;
• Construção do Ponto de Informações Turísticas;
• 2007: Criação da Secretaria Municipal de Turismo
TURISMO EM BROTAS
1994-2007 Investimentos municipais
TURISMO EM BROTAS
Infraestrutura e Serviços
TURISMO EM BROTAS
Rio Jacaré Pepira
TURISMO EM BROTAS
Rio Jacaré Pepira
• 1984 – construção da estação de tratamento de esgoto
• 1988 – construção do viveiro de mudas do consorcio intermunicipal do Jacaré
Pepira.
• 1988 – plantio de 100.000 mudas de 125 espécies nas margens do Rio Jacaré
Pepira.
• 1992 – ONG Movimento Rio Vivo contra curtume.
• 1993 - É criada a Secretaria de Meio Ambiente
• 1996 – Criado o Aterro Municipal
• 2000 – Criado o Programa Brotas Recicla em Parceria com a APAE
• 2008 – Brotas se torna Município Verde e Azul
TURISMO EM BROTAS
Rio Jacaré Pepira
TURISMO EM BROTAS
Rio Jacaré Pepira
TURISMO EM BROTAS
Parque dos Saltos
TURISMO EM BROTAS
Parque dos Saltos
TURISMO EM BROTAS
Parque dos Saltos
TURISMO EM BROTAS
Parque dos Saltos
TURISMO EM BROTAS
Turismo de Aventura
• 1994 – Inicia-se a operação profissional do bóia cross, a
1º atividade de turismo de aventura de Brotas
TURISMO EM BROTAS
Turismo de Aventura
• 1996 - Criada uma capa para a bóia com
alças e assento e com uso de capacete;
TURISMO EM BROTAS
Turismo de Aventura
• 1996 - Inicia-se a operação de Rafting em Brotas
TURISMO EM BROTAS
Turismo de Aventura
• 1996 - Empresas de São Paulo começam a operar rapel
na Cachoeira – Canyoning - Canionismo
TURISMO EM BROTAS
Turismo de Aventura
• 1998 – É formada primeira equipe local para operar
canionismo em Brotas
TURISMO EM BROTAS
Turismo de Aventura
• 2000 – É montado o primeiro percurso de arvorismo em
Brotas, um dos primeiros do Brasil, com percurso infantil
TURISMO EM BROTAS
Da cidade do Cantor Daniel
TURISMO EM BROTAS
Para a Capital do Turismo de Aventura
TURISMO EM BROTAS
Capital do Turismo de Aventura
• 1998 A 2000 – “Boom” Empresas de Turismo de Aventura
16 operadoras de Rafting
03 operadoras de canionismo
04 Sítios turísticos formalizados com estruturação de
acesso às cachoeiras
ERA PRECISO CONTROLAR E EVITAR O AMADORISMO NA CONDUÇÃO
TURISMO EM BROTAS
Capital do Turismo de Aventura
• A maior oferta nacional de Turismo de Aventura:
• Canionismo
• Boia Cross
• Rafting
• Circuitos de Tirolesa
• Caminhada na Natureza
• Acqua Ride
• Off Road
• Rapel
• Escalada Indoor
• Quadriciclo
• Queda LIvre
2000 a 2003 – Normatização Municipal do Turismo
• O COMTUR criou os Projetos de Lei do Turismo
Sustentável;
• 2003 aprovação pela Câmara das 13 Leis;
• O primeiro município do Brasil a criar uma
regulamentação para o turismo de aventura;
TURISMO EM BROTAS
Capital do Turismo de Aventura
COMTUR: Construção das 13 Leis do Turismo Sustentável
TURISMO EM BROTAS
Capital do Turismo de Aventura
1 - Lei da Política Municipal do Turismo Sustentável
2 - Licenciamento Turístico Ambiental - LTA
3 - Fundo Municipal de Turismo – FUMTUR
4 - Sistema Municipal de Controle da Visitação - Voucher
5 - Regulamentação das Atividades do Rafting
6 - Regulamentação das Atividades do Canyoning
7 - Regulamentação das Atividades Aquáticas
8 - Regulamentação das Atividades Terrestres
9 - Regulamentação das Agências de Turismo
10 - Regulamentação dos Meios de Hospedagem
11 - Regulamentação dos Sítios Turísticos Receptivos
12 - Regulamentação dos Campings
13 - Regulamentação dos Serviços dos Monitores Ambientais
Resultado da união do Poder Público,
Iniciativa Privada e Terceiro Setor
2003-2010 – Destino Consolidado
• Profissionalismo e maturidade dos empresários de turismo
• Meios de hospedagem (maior qualidade e com diferenciação)
• Consolidação do destino Brotas “ Capital da Aventura”
• Divulgação na Imprensa como Capital do Turismo de Aventura: Veja,
Revista Terra, Outdoor Magazine, Folha de São Paulo e Televisiva
• 2004: Surgimento da ABETA: com adesão das operadoras locais.
• 2006-2010: Programa Aventura Segura: Mtur, Abeta e Sebrae Nacional
TURISMO EM BROTAS
Capital do Turismo de Aventura
Certificação em Turismo de Aventura
2010: Através do Programa Aventura Segura, 07 operadoras de Brotas
conquistaram a certificação ABNT NBR 15331 em Sistema de Gestão da
Segurança nas atividades de: Rafting, Canionismo, Tirolesa, Quadriciclo,
Arvorismo e Bóia Cross.
2016: A empresa Território Selvagem Canoar e Alaya conquistam a
certificação na ABNT ISO 21101
TURISMO EM BROTAS
Capital do Turismo de Aventura
Planejamento Turístico
• 2010: fortalecimento da Região Turística da Serra do
Itaqueri
• 2012: Fortalecimento do COMTUR, maioria de iniciativa
privada e com presidente da Sociedade Civil
• 2013: Através do Estudo de Competividade (diagnóstico) o
COMTUR, com apoio do Senac, inicia a construção do
Plano Diretor de Desenvolvimento do Turismo
TURISMO EM BROTAS
O desenvolvimento é contínuo
TURISMO EM BROTAS
O desenvolvimento é contínuo
Plano Diretor de Desenvolvimento do Turismo de Brotas
A conquista do Título de Estância Turística
• 2014: Governador Geraldo Alckmin sanciona a Lei que
transforma Brotas em Estância Turística;
• Quase R$ 3.100.000,00 por ano para investir em
infraestrutura turística, serviços e recuperação ambiental
• Projetos devem ser aprovados pelo COMTUR
TURISMO EM BROTAS
O Reconhecimento Estadual
2015 – Brotas recebe o 12º Encontro Brasileiro de Ecoturismo e
Turismo de Aventura – Abeta Summit
TURISMO EM BROTAS
Fortalecimento do Segmento
Sistema Municipal de Controle de Visitação
-> Implantado em 12/12/2015. Com objetivo de:
• I – Garantir o mínimo impacto nas atividades turísticas;
• II – Garantir a satisfação do turista/consumidor do turismo de Brotas
• III – Aumentar a oportunidade de emprego e renda para a população local;
• IV – Gerar recursos financeiros para controle da atividade turística;
• V – Gerar dados estatísticos do turismo no município;
• VI – Estimular a regularização das empresas prestadoras do serviço
turístico;
• VII – Organização da atividade turística no Município
TURISMO EM BROTAS
Sistema Municipal de Controle de Visitação
A implantação foi Off Line;
Próximos desafios:
Aquisição de Sistema Informatizado e Criar o Observatório do Turismo de
Brotas:
- Perfil do turista
• Quando vem;
• De onde vem;
• Quantos dias fica;
• Com quantos vem;
• Quanto gasta;
• O que consome.
TURISMO EM BROTAS
1,59%
70,57%
20,03%
2,38%
3,86%
1,58%
De onde vem
LITORAL INTERIOR CAPITAL SP GRANDE SÃO PAULO OUTROS ESTADOS ESTRANGEIROS
Fonte: Ponto de Informações Turísticas de Brotas
TURISMO EM BROTAS
1043
811 805
402
488
444
866
305
447
491
885
1200
2187
870
1040
1151
181
353
565
411
323
381
504
754
1714
580
207
560
352
227
449
255 237
556
264
510
0
500
1000
1500
2000
2500
Curva Sazonal
2013 2014 2015
Fonte: Ponto de Informações Turísticas de Brotas
TURISMO EM BROTAS
“O Estado de São Paulo” de 07/12/2003
cita a preservação através do turismo
TRANSVERSALIDADE
Resultado Ambiental
TRANSVERSALIDADE
Resultado Ambiental
1993 2016
Atividades de Aventura 0 27
Atrativos Públicos 02 (Parque e Represa) 04
Atrativos Particulares 0 20
Meios de Hospedagem 3 40
Restaurantes 2 37
Lojas de Artesanato 0 10
Agências e Operadoras 0 16
Associação Turística 0 03
Ponto de Informações Turísticas 0 01
TRANSVERSALIDADE
Fator Econômico e Social
POPULAÇÃO - 23.419 habitantes (Estimativa 2015 - IBGE)
SANEAMENTO BÁSICO - 100% da população atendida.
EDUCAÇÃO - IDEB 6,1 (2008)
QUALIDADE DE VIDA - IDH 0,817 (ótima – 2008)
RENDA PERCAPITA - R$ 20.992,00 ano (2012). (A cidade de Jaú, com
140.000 habitantes, industrial, teve Renda per capta de R$
12.262,00 (2012))
PIB – R$ 561.841.682 (2014) - Fonte – Secr. Fazenda SP
• Comércio e Turismo:24% do PIB – Fonte: Dipam – Brotas
EMPREGOS NO TURISMO – 2076 empregos diretos – Fonte: Abrotur
TRANSVERSALIDADE
Fator Econômico e Social
TRANSVERSALIDADE
Fator Econômico e Social
Esporte: O Melhor Rafting do Mundo!
03 equipes de Brotas são Campeãs Mundiais de Rafting:
• Hexa Campeã Mundial Categoria Open Masculino
• Tetra Campeã Mundial Categoria Sub-23 Juniores
• Campeã Mundial Categoria Open Feminino
TRANSVERSALIDADE
Fator Econômico e Social
TRANSVERSALIDADE
Fator Econômico e Social
Campeonato Brasileiro de
Rafting – 30 atletas de Brotas
Semana do Meio Ambiente
Dia do Turismo
Semana do Idoso
CREAS, Ação Jovem, entre outros
TRANSVERSALIDADE
Fator Econômico e Social
A INCLUSÃO DO Turismo na Comunidade

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Brotas aventura segura que deu certo-padrão

Apresentação pgt costa do cacau
Apresentação pgt costa do cacauApresentação pgt costa do cacau
Apresentação pgt costa do cacau
Karlla Costa
 
Turismo de aventura especial mtur
Turismo de aventura especial mturTurismo de aventura especial mtur
Turismo de aventura especial mtur
Scott Rains
 
Turismodeaventuraespecial mtur-110722150905-phpapp02
Turismodeaventuraespecial mtur-110722150905-phpapp02Turismodeaventuraespecial mtur-110722150905-phpapp02
Turismodeaventuraespecial mtur-110722150905-phpapp02
João P Barbosa
 

Semelhante a Brotas aventura segura que deu certo-padrão (20)

A História do Desenvolvimento do Turismo de Brotas
A História do Desenvolvimento do Turismo de BrotasA História do Desenvolvimento do Turismo de Brotas
A História do Desenvolvimento do Turismo de Brotas
 
Apresentação pgt costa do cacau
Apresentação pgt costa do cacauApresentação pgt costa do cacau
Apresentação pgt costa do cacau
 
I fórum de turismo do ifbaiano
I fórum de turismo do ifbaianoI fórum de turismo do ifbaiano
I fórum de turismo do ifbaiano
 
O Turismo em Bonito-MS
O Turismo em Bonito-MSO Turismo em Bonito-MS
O Turismo em Bonito-MS
 
Palestra comtur
Palestra comturPalestra comtur
Palestra comtur
 
Apresentação Setur Agenda Bahia
Apresentação Setur Agenda BahiaApresentação Setur Agenda Bahia
Apresentação Setur Agenda Bahia
 
Região Turística Serra do Itaqueri
Região Turística Serra do ItaqueriRegião Turística Serra do Itaqueri
Região Turística Serra do Itaqueri
 
Produção associada ao turismo praia do forte
Produção associada ao turismo   praia do forteProdução associada ao turismo   praia do forte
Produção associada ao turismo praia do forte
 
Programa de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Turismo
Programa de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do TurismoPrograma de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Turismo
Programa de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Turismo
 
Serra Verde Express - BWT Operadora
Serra Verde Express  - BWT OperadoraSerra Verde Express  - BWT Operadora
Serra Verde Express - BWT Operadora
 
Apresentação Rota Marcia Prado
Apresentação Rota Marcia PradoApresentação Rota Marcia Prado
Apresentação Rota Marcia Prado
 
Coopetur
CoopeturCoopetur
Coopetur
 
Alternativas para a sustentação financeira de RPPN: desafio compartilhado ent...
Alternativas para a sustentação financeira de RPPN: desafio compartilhado ent...Alternativas para a sustentação financeira de RPPN: desafio compartilhado ent...
Alternativas para a sustentação financeira de RPPN: desafio compartilhado ent...
 
2011 turismo legislativo
2011 turismo legislativo2011 turismo legislativo
2011 turismo legislativo
 
Apresentação floripa 2030 - 31/07/2012
Apresentação floripa 2030 - 31/07/2012Apresentação floripa 2030 - 31/07/2012
Apresentação floripa 2030 - 31/07/2012
 
Apresentação do secretário de Turismo da Bahia para o Fórum Estadual de Turis...
Apresentação do secretário de Turismo da Bahia para o Fórum Estadual de Turis...Apresentação do secretário de Turismo da Bahia para o Fórum Estadual de Turis...
Apresentação do secretário de Turismo da Bahia para o Fórum Estadual de Turis...
 
plano-municipal-de-turismo-de-veranopolis-jun16.pdf
plano-municipal-de-turismo-de-veranopolis-jun16.pdfplano-municipal-de-turismo-de-veranopolis-jun16.pdf
plano-municipal-de-turismo-de-veranopolis-jun16.pdf
 
Piratininga
PiratiningaPiratininga
Piratininga
 
Turismo de aventura especial mtur
Turismo de aventura especial mturTurismo de aventura especial mtur
Turismo de aventura especial mtur
 
Turismodeaventuraespecial mtur-110722150905-phpapp02
Turismodeaventuraespecial mtur-110722150905-phpapp02Turismodeaventuraespecial mtur-110722150905-phpapp02
Turismodeaventuraespecial mtur-110722150905-phpapp02
 

Brotas aventura segura que deu certo-padrão

  • 1.
  • 2. TURISMO DE AVENTURA EM BROTAS Aventura Segura que deu certo!
  • 3. POR QUE O TURISMO FOI IMPLANTADO EM BROTAS EM 1993? • Brotas vinha perdendo população. • Uma opção para o desenvolvimento econômico – social e ambiental. • Para gerar empregos. • Buscar qualidade de vida. • Preservação do Meio Ambiente
  • 4.
  • 5. TURISMO EM BROTAS O início • 1993 – Em união: Poder Público, Iniciativa Privada e Terceiro Setor iniciam o processo de desenvolvimento do turismo sustentável de Brotas com o lançamento do 1º Projeto Ecoturístico.
  • 6. CONCEITOS QUE NORTEARAM A IMPLANTAÇÃO DO ECOTURISMO Meio Ambiente Poder Público Iniciativa Privada Comunidade LocalTURISMO SUSTENTÁVEL TURISMO EM BROTAS Projeto Eco turístico -1993
  • 7. • Projeto Eco turístico de 1993/1994 TURISMO EM BROTAS O início
  • 8. 1994 • É criado o Conselho Municipal de Turismo • É fundada a Primeira Operadora de Turismo Receptivo com parte dos membros da ONG Movimento Rio Vivo • Governo Municipal e ONG iniciam um trabalho junto aos proprietários rurais (cachoeiras e Atrativos naturais) ; • O início do Ecoturismo; TURISMO EM BROTAS O início
  • 9. • Carta do proprietário da Cachoeira Ástor. TURISMO EM BROTAS O início
  • 10. TURISMO EM BROTAS Ecoturismo • 72 cachoeiras dentro do município, uma nascente de água cristalina e duas represas Broa e Patrimônio
  • 13. • Estação Rodoviária de Brotas. • Pronto de Socorro 24h. • Criação da Guarda Municipal e Ambiental. • Rampa de acesso e revitalização do Parque dos Saltos • Implantação do Centro Cultural com arquivo histórico, museu, biblioteca e salão de eventos. • Construção Portal de Entrada da Cidade; • Construção do Ponto de Informações Turísticas; • 2007: Criação da Secretaria Municipal de Turismo TURISMO EM BROTAS 1994-2007 Investimentos municipais TURISMO EM BROTAS Infraestrutura e Serviços
  • 14. TURISMO EM BROTAS Rio Jacaré Pepira
  • 15. TURISMO EM BROTAS Rio Jacaré Pepira • 1984 – construção da estação de tratamento de esgoto • 1988 – construção do viveiro de mudas do consorcio intermunicipal do Jacaré Pepira. • 1988 – plantio de 100.000 mudas de 125 espécies nas margens do Rio Jacaré Pepira. • 1992 – ONG Movimento Rio Vivo contra curtume. • 1993 - É criada a Secretaria de Meio Ambiente • 1996 – Criado o Aterro Municipal • 2000 – Criado o Programa Brotas Recicla em Parceria com a APAE • 2008 – Brotas se torna Município Verde e Azul
  • 16. TURISMO EM BROTAS Rio Jacaré Pepira
  • 17. TURISMO EM BROTAS Rio Jacaré Pepira
  • 22. TURISMO EM BROTAS Turismo de Aventura • 1994 – Inicia-se a operação profissional do bóia cross, a 1º atividade de turismo de aventura de Brotas
  • 23. TURISMO EM BROTAS Turismo de Aventura • 1996 - Criada uma capa para a bóia com alças e assento e com uso de capacete;
  • 24. TURISMO EM BROTAS Turismo de Aventura • 1996 - Inicia-se a operação de Rafting em Brotas
  • 25. TURISMO EM BROTAS Turismo de Aventura • 1996 - Empresas de São Paulo começam a operar rapel na Cachoeira – Canyoning - Canionismo
  • 26. TURISMO EM BROTAS Turismo de Aventura • 1998 – É formada primeira equipe local para operar canionismo em Brotas
  • 27. TURISMO EM BROTAS Turismo de Aventura • 2000 – É montado o primeiro percurso de arvorismo em Brotas, um dos primeiros do Brasil, com percurso infantil
  • 28. TURISMO EM BROTAS Da cidade do Cantor Daniel
  • 29. TURISMO EM BROTAS Para a Capital do Turismo de Aventura
  • 30. TURISMO EM BROTAS Capital do Turismo de Aventura • 1998 A 2000 – “Boom” Empresas de Turismo de Aventura 16 operadoras de Rafting 03 operadoras de canionismo 04 Sítios turísticos formalizados com estruturação de acesso às cachoeiras ERA PRECISO CONTROLAR E EVITAR O AMADORISMO NA CONDUÇÃO
  • 31. TURISMO EM BROTAS Capital do Turismo de Aventura • A maior oferta nacional de Turismo de Aventura: • Canionismo • Boia Cross • Rafting • Circuitos de Tirolesa • Caminhada na Natureza • Acqua Ride • Off Road • Rapel • Escalada Indoor • Quadriciclo • Queda LIvre
  • 32. 2000 a 2003 – Normatização Municipal do Turismo • O COMTUR criou os Projetos de Lei do Turismo Sustentável; • 2003 aprovação pela Câmara das 13 Leis; • O primeiro município do Brasil a criar uma regulamentação para o turismo de aventura; TURISMO EM BROTAS Capital do Turismo de Aventura
  • 33. COMTUR: Construção das 13 Leis do Turismo Sustentável TURISMO EM BROTAS Capital do Turismo de Aventura
  • 34. 1 - Lei da Política Municipal do Turismo Sustentável 2 - Licenciamento Turístico Ambiental - LTA 3 - Fundo Municipal de Turismo – FUMTUR 4 - Sistema Municipal de Controle da Visitação - Voucher 5 - Regulamentação das Atividades do Rafting 6 - Regulamentação das Atividades do Canyoning 7 - Regulamentação das Atividades Aquáticas 8 - Regulamentação das Atividades Terrestres 9 - Regulamentação das Agências de Turismo 10 - Regulamentação dos Meios de Hospedagem 11 - Regulamentação dos Sítios Turísticos Receptivos 12 - Regulamentação dos Campings 13 - Regulamentação dos Serviços dos Monitores Ambientais Resultado da união do Poder Público, Iniciativa Privada e Terceiro Setor
  • 35. 2003-2010 – Destino Consolidado • Profissionalismo e maturidade dos empresários de turismo • Meios de hospedagem (maior qualidade e com diferenciação) • Consolidação do destino Brotas “ Capital da Aventura” • Divulgação na Imprensa como Capital do Turismo de Aventura: Veja, Revista Terra, Outdoor Magazine, Folha de São Paulo e Televisiva • 2004: Surgimento da ABETA: com adesão das operadoras locais. • 2006-2010: Programa Aventura Segura: Mtur, Abeta e Sebrae Nacional TURISMO EM BROTAS Capital do Turismo de Aventura
  • 36. Certificação em Turismo de Aventura 2010: Através do Programa Aventura Segura, 07 operadoras de Brotas conquistaram a certificação ABNT NBR 15331 em Sistema de Gestão da Segurança nas atividades de: Rafting, Canionismo, Tirolesa, Quadriciclo, Arvorismo e Bóia Cross. 2016: A empresa Território Selvagem Canoar e Alaya conquistam a certificação na ABNT ISO 21101 TURISMO EM BROTAS Capital do Turismo de Aventura
  • 37. Planejamento Turístico • 2010: fortalecimento da Região Turística da Serra do Itaqueri • 2012: Fortalecimento do COMTUR, maioria de iniciativa privada e com presidente da Sociedade Civil • 2013: Através do Estudo de Competividade (diagnóstico) o COMTUR, com apoio do Senac, inicia a construção do Plano Diretor de Desenvolvimento do Turismo TURISMO EM BROTAS O desenvolvimento é contínuo
  • 38. TURISMO EM BROTAS O desenvolvimento é contínuo Plano Diretor de Desenvolvimento do Turismo de Brotas
  • 39. A conquista do Título de Estância Turística • 2014: Governador Geraldo Alckmin sanciona a Lei que transforma Brotas em Estância Turística; • Quase R$ 3.100.000,00 por ano para investir em infraestrutura turística, serviços e recuperação ambiental • Projetos devem ser aprovados pelo COMTUR TURISMO EM BROTAS O Reconhecimento Estadual
  • 40. 2015 – Brotas recebe o 12º Encontro Brasileiro de Ecoturismo e Turismo de Aventura – Abeta Summit TURISMO EM BROTAS Fortalecimento do Segmento
  • 41. Sistema Municipal de Controle de Visitação -> Implantado em 12/12/2015. Com objetivo de: • I – Garantir o mínimo impacto nas atividades turísticas; • II – Garantir a satisfação do turista/consumidor do turismo de Brotas • III – Aumentar a oportunidade de emprego e renda para a população local; • IV – Gerar recursos financeiros para controle da atividade turística; • V – Gerar dados estatísticos do turismo no município; • VI – Estimular a regularização das empresas prestadoras do serviço turístico; • VII – Organização da atividade turística no Município TURISMO EM BROTAS
  • 42. Sistema Municipal de Controle de Visitação A implantação foi Off Line; Próximos desafios: Aquisição de Sistema Informatizado e Criar o Observatório do Turismo de Brotas: - Perfil do turista • Quando vem; • De onde vem; • Quantos dias fica; • Com quantos vem; • Quanto gasta; • O que consome. TURISMO EM BROTAS
  • 43. 1,59% 70,57% 20,03% 2,38% 3,86% 1,58% De onde vem LITORAL INTERIOR CAPITAL SP GRANDE SÃO PAULO OUTROS ESTADOS ESTRANGEIROS Fonte: Ponto de Informações Turísticas de Brotas TURISMO EM BROTAS
  • 45. “O Estado de São Paulo” de 07/12/2003 cita a preservação através do turismo TRANSVERSALIDADE Resultado Ambiental
  • 47. 1993 2016 Atividades de Aventura 0 27 Atrativos Públicos 02 (Parque e Represa) 04 Atrativos Particulares 0 20 Meios de Hospedagem 3 40 Restaurantes 2 37 Lojas de Artesanato 0 10 Agências e Operadoras 0 16 Associação Turística 0 03 Ponto de Informações Turísticas 0 01 TRANSVERSALIDADE Fator Econômico e Social
  • 48. POPULAÇÃO - 23.419 habitantes (Estimativa 2015 - IBGE) SANEAMENTO BÁSICO - 100% da população atendida. EDUCAÇÃO - IDEB 6,1 (2008) QUALIDADE DE VIDA - IDH 0,817 (ótima – 2008) RENDA PERCAPITA - R$ 20.992,00 ano (2012). (A cidade de Jaú, com 140.000 habitantes, industrial, teve Renda per capta de R$ 12.262,00 (2012)) PIB – R$ 561.841.682 (2014) - Fonte – Secr. Fazenda SP • Comércio e Turismo:24% do PIB – Fonte: Dipam – Brotas EMPREGOS NO TURISMO – 2076 empregos diretos – Fonte: Abrotur TRANSVERSALIDADE Fator Econômico e Social
  • 49. TRANSVERSALIDADE Fator Econômico e Social Esporte: O Melhor Rafting do Mundo! 03 equipes de Brotas são Campeãs Mundiais de Rafting: • Hexa Campeã Mundial Categoria Open Masculino • Tetra Campeã Mundial Categoria Sub-23 Juniores • Campeã Mundial Categoria Open Feminino
  • 51. TRANSVERSALIDADE Fator Econômico e Social Campeonato Brasileiro de Rafting – 30 atletas de Brotas
  • 52. Semana do Meio Ambiente Dia do Turismo Semana do Idoso CREAS, Ação Jovem, entre outros TRANSVERSALIDADE Fator Econômico e Social A INCLUSÃO DO Turismo na Comunidade