Conjunto habitacional jardim edite

10.159 visualizações

Publicada em

:)

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Conjunto habitacional jardim edite

  1. 1. MMBB - Conjunto Habitacional Jardim Edite
  2. 2. MMBB - Conjunto Habitacional Jardim Edite Faculdade de Arquitetura Universidade Federal da Bahia História da Arquitetura Contemporânea Maria Elena Castore Amanda Boery, Lúrian Sodré e Thaiane Pimentel
  3. 3. Dados do Edifício • Arquitetura: MMBB e H+F • Cliente: Prefeitura Municipal de São Paulo • Local: São Paulo, SP • Inicio do projeto: 2008 • Conclusão da obra: 2010 • Área do terreno: 18.000m² • Área Construída: 25.714m² • Colaboradores: Eduardo Martini, Marina Sabino, Giovanni Meirelles, Cecilia Góes, Gleuson Pinheiro Silva, Adriano Bergemann, André Rodrigues Costa, Maria João Figueiredo, Martin Benavidez, Naná Rocha, Tiago Girao, Guilherme Pianca, Giselle Mendonça, Eduardo Pompeo, Rafael Monteiro e Lucas Vieira, Tammy Almeida, Joel Bages, Natália Tanaka, Diogo Pereira, Gabriel Rocchetti, Danilo Hideki, Thiago Benucci, Mariana Puglisi, Luca Mirandola, Thiago Moretti, Luisa Fecchio, Bruno Nicoliello, Renan Kadomoto e Carolina Domshcke.
  4. 4. Localização • Av. Eng. Luís Carlos Berrini com Av. J. Roberto Marinho - Itaim Bibi, São Paulo SP
  5. 5. Fonte: google maps
  6. 6. Histórico do Edificio • O projeto possui uma área total construída de 25.700m², com 252 unidades habitacionais de 50m². O restaurante-escola tem 850m², a unidade básica de saúde, 1300m², e a creche, 1400m². • Teve um investimento estimado em R$ 43 milhões provenientes da Operação Urbana Água Espraiada. • Os escritórios MMBB e H+F foram contratados pela SEHAB para desenvolver o projeto de um conjunto habitacional, para ocupar o lugar de uma antiga favela numa das regiões com o m² mais caro da cidade de São Paulo. • Jardim Edite, foi o vencedor da categoria "Habitação Social" no Prêmio O Melhor da Arquitetura 2013.
  7. 7. Citações  "Do alto, você pode ver o Real Parque, do outro lado do rio Pinheiros, a ponte estaiada, os prédios da Berrini, a várzea do rio. É bonita essa soma de situações” - Marta sobre a vista do último andar da torre.  “Lutamos muito para conseguir os prédios, Falo por mim e por boa parte da população que não iremos revender” – Gerôncio Henrique Neto,da associação de moradores do Jardim Edith. “Não temos como impedir que os moradores, depois de quitarem o financiamento, revendam suas casas. Eles têm o mesmo direito de qualquer outro proprietário” – Alonso Lopez, superintendente interino de habitação popular da Sehab.
  8. 8. Programa O projeto conta com um programa constituído por três equipamentos públicos – restaurante escola, unidade básica de saúde e creche. As torres possuem 17 pavimentos e os dois blocos laminares, de quatro andares.
  9. 9. Projeto - Modelo
  10. 10. “Esses corredores podem servir de lugar de encontro, os moradores podem abrir as portas e usar uma área coletiva” – Marta Morreira, sócia do MMBB
  11. 11. Programa - Cobertura O pavimento de cobertura dos equipamentos, junto com o térreo elevado do condomínio residencial, interliga todos os edifícios habitacionais em cada quadra.
  12. 12. Planta Térreo
  13. 13. Planta tipo – Ed. Edite 1, 3 e 4
  14. 14. Piso Condominal
  15. 15. Planta tipo – Ed. Edite 2 e 5
  16. 16. Corte Longitudinal
  17. 17. Corte Transversal
  18. 18. Obras Relacionadas
  19. 19. Habitação em Vallecas, Madrid 2002 O projeto faz parte de um grande empreendimento urbanístico promovido pelo Ministério do Fomento à Habitação espanhol, e é administrado pela Empresa Municipal de Viviendas de Madri, companhia pública municipal responsável pela construção de habitações populares. O “Ensanche Vallecas” (expansão do bairro de Vallecas, antigo pueblo incorporado ao município de Madri) prevê a construção de milhares de unidades habitacionais nessa área, em sintonia com a expansão das linhas de transporte público, notadamente o metrô.
  20. 20. Vários lotes foram contratados por concursos e alguns por contratação direta, envolvendo escritórios locais que, por livre escolha, podem convidar arquitetos estrangeiros para desenvolver projetos em parceria. Promove-se assim um lado interessante da questão habitacional, ao favorecer a troca cultural e intelectual dissociada dos interesses de mercado. Quem fez o convite, neste caso, foi o arquiteto espanhol Javier Bellosillo. O programa, baseado na longa experiência da EMV na promoção da habitação social e nas estritas normas de projeto decorrentes, previu na parcela a ser projetada a construção de 56 unidades habitacionais em três tipologias: 60m2 para dois dormitórios, 75 para três e 90m2 para quatro dormitório
  21. 21. Habitasampa • Projeto: Conjunto Habitacional Assembléia • Local: São Paulo – SP • Ano do projeto: 2004 • Área do terreno: 2.346 m² • Área construída: 12.750 m² • Equipe: Andrade Morettin Arquitetos • Colaboradores: Renata Azevedo, Thiago Natal Duarte e Marina Mermelstein • Programação visual: Renata Domingos • Maquete Eletrônica: Visualize Arquitetura Digital • Premiação: 6º Bienal Internacional de São Paulo – Projeto selecionado para exposição nacional de Habitação para locação docial – Habitasampa – 1º Prêmio.
  22. 22. Habitasampa Próximo de algumas avenidas, ruas e praças, o Habitasampa esta inserido em área classificada como área de interesse social, próximo a Igreja de São Gonçalo, tombada pelo COMPREST/ CONDEPHAAT. Essa proximidade física desses centros incentivou os projetos a serem criados pensando em uma permeabilidade urbana, Fazendo integração do espaço privado ao publico e criando áreas de transição entre essas duas instâncias espaciais.
  23. 23. Localização do terreno para a construção do HabitaSampa Fonte: google maps
  24. 24. A área onde foi construído fica localizado atrás de um espaço em “L”, sendo a sua construção na parte mais longa e larga, tendo também uma rampa que vence o desnível de 7,75 m que proporciona fluidez e uso coletivo da quadra. Segundo os autores, o projeto acompanha o gabarito das edificações vizinhas, que se encontram transversais ao vale áreas essas que se encontram em níveis diferentes.
  25. 25. Planta de localização e fluxos Fonte: Andrade e Moreti
  26. 26. A rampa é uma das propostas que faz uma relação espacial com a cidade. Ela suaviza um desnível de 7,75 m e torna agradável a vista da Av. 23 de maio e demarca bem pela sua largura a ligação entre a Av. 23 de maio, Rua Dr. Rodrigo Silva e o acesso a Pç. Dr. João Mendes, além de ter sido proposta para estar sobre o estacionamento também proposto. O projeto propõem espaços adjacentes verdes, com agradável ambiência e caracteriza-se um projeto integrado a cidade numa relação simbiótica, segundo os autores e não um projeto independente. São 14 pavimentos, sendo um subsolo, um pavimento térreo e 12 pavimentos abrigando as unidades habitacionais. Há cerca de 13 unidades por andar, de diferentes dimensões, 9 com 42,14 m² e 4 com 30,16m². Os autores propõem no pavimento tipo, diferentes layouts, para a ocupação de um mesmo tipo de unidade. Há também em cada andar tipo uma área de lazer de uso coletivo para os moradores com cerca de 90 m², descontando-se elevadores e escadas.
  27. 27. Residência no City Boaçava • Arquitetos: MMBB - Fernando de Mello Franco, Marta Moreira e Milton Braga • Ano: 2006 • Área construída: 344m² • Área do terreno: 482m² • Localização: City Boaçava São Paulo Brasil
  28. 28. A Residência no City Boaçava desenvolve-se a partir da flexibilização da planta e da potencialização das relações interior / exterior. Apoiada em apenas 4 colunas, a casa eleva-se do solo, liberando o terreno para diversos usos externos, de lazer e de serviços. As 4 colunas sustentam 2 empenas paralelas em concreto armado
  29. 29. São a superestrutura da casa que recebem os esforços das lajes transversas. Justapostas às empenas encontram-se todas instalações técnicas, infraestrutura da casa. Assim, reunimos as partes “fixas” na periferia do volume.
  30. 30. Um pátio central articula todos os espaços, integrando-os visualmente e funcionalmente através de múltiplas transparências, garantidas pelo vazio e pelas superfícies de vidro.
  31. 31. • Pavimento Térreo
  32. 32. • Pavimento tipo A • Pavimento tipo B
  33. 33. Casa e Estúdio na Vila Romana • Arquitetos: MMBB Arquitetos • Ano: 2006 • Área construída: 290m² • Área do terreno: 500m² • Localização: Vila Romana, São Paulo – Sp
  34. 34. Esse projeto foi construído num terreno de esquina extremamente inclinado, com 10 metros medidos entre os pontos mais alto e baixo de sua testada e que se confronta nas divisas com construções vizinhas sem recuos..
  35. 35. Para proporcionar simplicidade e conforto à vida doméstica, a casa teve todo seu reduzido programa resolvido num único nível. Independente do chão, este nível foi suspenso e envidraçado para desfrutar da atraente paisagem circundante.
  36. 36. O estúdio, ao contrário, foi acomodado em um volume cego semi-enterrado, próprio para o trabalho concentrado, com uma grande porta que permite, contudo, a integração espacial com o jardim fronteiro. No topo desta “pedra”, no nível da entrada, entre a casa e o estúdio e no meio do terreno, tratado como um único jardim, foi previsto um pilotis para vários usos. Acolhimento, abrigo de carro e varanda protegida do sol e da chuva. A estrutura é de concreto aparente moldado “in loco”. Os muros do perímetro do estúdio apóiam a laje da cobertura deste e contém, ao mesmo tempo, o terreno arrimado. O volume superior da casa, de 12 metros de lado, é apoiado sobre quatro pilares, com balanços pronunciados. É constituído por duas lajes “cogumelo” de concreto protendido e por vedações não estruturais de concreto leve aparente, que foram executadas independentemente.
  37. 37. Fontesensaiosfragmentados.com/2013/08/20/jardim-edite- mmbb-e-hf/ SÃO PAULO (cidade) [a]. Concurso Habita Sampa para projetos de habitação de interesse social na área central de São Paulo. 2004. COHAB/SEHAB, 2004 http://www.plataformaarquitectura.cl/2013/08/17/conju nto-habitacional-jardim-edite-mmbb-arquitetos-h-f- arquitetos/ Revista AU : http://au.pini.com.br/arquitetura- urbanismo/231/jardim-edite-mmbb-e-h-f-sao-paulo-sp- 2008-290422-1.aspx Arcoweb: http://arcoweb.com.br/noticias/arquitetura/mmbb- arquitetos-e-hf-arquitetos-habitacao-de-interesse-social- sao-paulo-jardimedite Archdaily : http://www.archdaily.com.br/br/01- 134091/conjunto-habitacional-do-jardim-edite-mmbb- arquitetos-mais-h-mais-f-arquitetos H+F arquitetos : http://www.hf.arq.br/projeto/conjunto- jardim-edith/ MMBB arquitetos : http://www.mmbb.com.br/projects/view/74 Vitruvius : http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/projetos/13.1 52/4860 Folha de São Paulo : http://www1.folha.uol.com.br/saopaulo/871033- conjunto-popular-comeca-a-ser-erguido-em-area- valorizada-de-sp.shtml

×