Estereotaxia - O que o técnico precisa saber

671 visualizações

Publicada em

Estereotaxia - O que o técnico precisa saber

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
671
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estereotaxia - O que o técnico precisa saber

  1. 1. E S T E R E O T A X IE S T E R E O T A X I AA O QUE O TÉCNICO PRECISA SABER?O QUE O TÉCNICO PRECISA SABER? Lucas Augusto Radicchi Físico Médico - Fundação Pio XII 25 de Setembro de 2010
  2. 2.  Estereotaxia localização 3D de um ponto no espaço por um→ único sistema de coordenadas que se relaciona com um frame externo e fixo  Stereo-: 3D  taxis- ou tactic-: técnica  Radiocirurgia (SRS ou RS) e Radioterapia Estereotáxica Fracionada (SRT) ESTEREOTAXIA
  3. 3.  Sistemas de posicionamento estereotáxico intra-cranial -> posicionar pacientes precisamente para tratamentos radioterápicos em lesões intra-craniais ESTEREOTAXIA  Funções: 1) Imobilizar 2) Fornecer método para relacionar sistema e coordenadas do scan diagnóstico e sistema de coordenadas estereotáxico 3) Fornecer meios de alinhar coordenadas estereotáxicas ao feixe de tratamento, com precisão e acurácia conhecidas 4) Aplicação repetida e acurada para SRT (fracionada)
  4. 4.  RS originalmente desenvolvido para tratamento de doenças benignas (AVM, meningioma, neurinoma acústico)  Depois começou-se a tratar doenças malignas (metástase cerebral e gliomas)  Mais recentemente, também está sendo utilizada para tratamento de desordens funcionais (neuralgia trigemial e desordens de movimento, p.ex., TOC) INDICAÇÕES CLÍNICAS
  5. 5. PROCESSO
  6. 6. EXATIDÃO E PRECISÃO  Elemento essencial em RS: alinhamento das coordenadas do frame estereotáxico com o isocentro do LINAC -> teste Winston-Lutz TG42 (1995): eixo de rotação do gantry, colimador e mesa deve coincidir dentro de uma esfera de raio de 1mm  Isocentro (mecânico e radioativo) deve estar em uma esfera de 1mm de raio
  7. 7. MODALIDADES DE TRATAMENTOS
  8. 8.  Para LINAC: a. Múltiplos arcos convergentes com colimadores circulares (isocentro únio ou múltiplos) b. Múltiplos arcos convergentes dinamicamente conformados com MLC (mMLC ou DMLC) c. Múltiplos feixes conformados estáticos (colimadores circulares ou MLC/mMLC) d. Múltiplos feixes conformados modulados (mMLC ou DMLC) MÚLTIPLAS TÉCNICAS DE TRATAMENTOS
  9. 9. MÚLTIPLAS TÉCNICAS DE TRATAMENTOS
  10. 10. CAMPOS NÃO COPLANARES
  11. 11. PERIGO DE COLISÃO
  12. 12. PERIGO DE COLISÃO
  13. 13. TESTE DO ISOCENTRO (DIÁRIO)  Teste de Winston & Lutz checa coincidência: a. Isocentro radioativo (gantry, colimador e mesa) b. Isocentro mecânico (gantry, colimador e mesa) c. Alinhamento dos laseres
  14. 14. NÃO TEM MARCAÇÃO NA MÁSCARA
  15. 15. FIXAÇÃO PACIENTE-HALO (MÁSCARA)
  16. 16. ALINHAMENTO LASERES-CAIXA
  17. 17. DOIS OU MAIS ISOCENTROS
  18. 18. PROCEDIMENTOS MAIS DEMORADOS  5-15 campos estáticos (NÃO COPLANARES!)  3-7 arcos (NÃO COPLANARES!)  1 ou mais lesões (isocentros)  Posicionamento pode ser mais demorado (precisão)  Doses mais elevadas (> 12 Gy em uma única fração) - Tratamento convencional: 1,8-2,0 Gy
  19. 19. LÂMINAS MAIS FINAS
  20. 20. IGRT - EXACTRAC
  21. 21. ObrigadoObrigado E mail: luradicchi@gmail.com ObrigadoObrigado

×