Empreendedorismo

3.062 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Turismo, Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

Empreendedorismo

  1. 1. Empreendedorismo e Liderança
  2. 2. EMPREENDEDORISMO E LIDERANÇA Turma 1ADN2 Alunos: Denise Costa Danoluzzo Gilson Leão de Freitas João Paulo Leão Chagas Marco Adriano Albuquerque Coelho Murilo Rufino Guedes Taissa Queiroz da Silva Yanah Janau Costa
  3. 3.  Introdução • Conceitos de Liderança e Empreendedorismo Empreendedorismo é qualquer tentativa de criação de um novo negócio ou novo empreendimento, como por exemplo, uma atividade autônoma, uma nova empresa, ou a expansão de um empreendimento existente, por um indivíduo, grupo de indivíduos ou por empresas já estabelecidas. Ser líder é diferente de ser administrador, gerente ou chefe. Liderar e lidar com pessoas, administrar é lidar com recursos, papéis, coisas, processos. Um chefe pode ser nomeado numa hierarquia independentemente de possuir ou não as qualidades necessárias. Você pode ser um gerente e não conseguir ser o líder da equipe e pode ser o líder da equipe sem ser o chefe. • Conexão entre ambos • Importância nos negócios
  4. 4.  Empreendedorismo e Liderança nas Organizações • Perfil do Empreendedor  assumir riscos  definir metas  ter iniciativa, visão, coragem e firmeza  aproveitar oportunidades  tomar decisões  saber liderar  manter o otimismo  ter senso de organização  conhecer o ramo
  5. 5.  Empreendedorismo e Liderança nas Organizações • Razões do Empreendedorismo Razão para iniciar o negócio Nº % Realização pessoal 98 62,4 Percepção de oportunidade 75 47,8 Falta de perspectiva na carreira anterior 13 8,3 Outras razões 33 21,0 Não responderam 3 1,9
  6. 6.  Empreendedorismo e Liderança nas Organizações • Empreendedorismo no Brasil No Brasil, 1 entre cada 8 adultos brasileiros está iniciando um negócio. Esse índice impressionante coloca o País na frente dos Estados Unidos, onde a relação é de 1 para 10, e de outros países desenvolvidos pesquisados. No Japão, país em que o espírito de iniciativa individual é menos intenso, a proporção é de 1 para 100. Os motivos que levam o brasileiro a ter mais iniciativa empreendedora estão associados aos baixos salários, à necessidade de buscar alternativas para aumentar a renda pessoal ou familiar e a um fato recente: a redução do papel do Estado como empregador.
  7. 7.  Empreendedorismo e Liderança nas Organizações • Empreendedorismo no Brasil A observação de senso comum mostra também que muitos profissionais recém-formados nem chegam a procurar emprego. Partem logo para um empreendimento próprio, em vez de aguardar meses ou anos por uma oportunidade no mercado de trabalho. Os pequenos empreendedores do País têm muitas dificuldades para reunir o capital inicial e de acesso ao crédito para capital de giro, em razão da exigência de garantias exageradas por parte das instituições financeiras. Eles também são prejudicados pelo excesso de burocracia e por uma carga tributária elevada, o que comprova a vocação heróica desses novos empreendedores.
  8. 8.  Empreendedorismo e Liderança nas Organizações • Função da Liderança É estimular as pessoas a serem grandes executoras, é dirigir, motivar e comunicar-se com os funcionários, individualmente e em grupos. Liderar envolve o contato diário e próximo com as pessoas, ajudando a guiá-las e inspirá-las em direção ao atingimento do objetivo da equipe e organizacionais. Liderar ocorre em equipes, departamentos, divisões e no topo da totalidade das organizações.
  9. 9.  Empreendedorismo e Liderança nas Organizações • Características de um bom líder  Pessoa de ação  Disposição para lutar por seus objetivos  Foca na consecução  Ele pensa à longa prazo, mas trabalha à curto prazo Se o problema acontece hoje, deve-se abordá-lo hoje mesmo e não dentro de uns dias. Na maioria das vezes é preferível adotar hoje uma decisão suficientemente boa, do que tomar a melhor decisão dentro de um mês. É mais útil estabelecer metas a curto prazo, pois permitem transmitir uma mensagem de dinamismo à organização.
  10. 10.  Estrutura de um Empreendimento bem sucedido Empresa analisada: ASPEB Benefícios Proprietário: Wilson Oliveira
  11. 11.  Diferenças entre homens e mulheres As mulheres brasileiras ocuparam, em 2007, o 7º lugar, no ranking mundial como mais empreendedoras, com uma taxa de 12,71% (aproximadamente 8 milhões). Em 2007, as brasileiras representavam 52% dos empreendedores adultos (18 a 64 anos) no Brasil, invertendo uma tendência histórica quando considerado o período 2001-2007. Enquanto 38% dos homens empreendem por necessidade, essa proporção aumenta para 63% para as mulheres.
  12. 12.  Estrutura de um Empreendimento bem sucedido Histórico de crescimento: Percepção do empresário de que havia uma carência na área de seguros de pessoas Investimento no negócio e abertura da empresa Investimento em mídia, acarretando popularidade Crescimento das instalações e do número de funcionários Atenção aos concorrentes Busca de novos diferenciais (mais serviços) Apoio à causas sociais Baixo índice de rotatividade
  13. 13. • Instituições de apoio ao desenvolvimento empresarial  SEBRAE  ENDEAVOR

×