Frei Luís de Sousa - Características trágicas

25.943 visualizações

Publicada em

0 comentários
9 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
25.943
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
956
Comentários
0
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Frei Luís de Sousa - Características trágicas

  1. 1. ALMEIDA GARRETT
  2. 2. <ul><li>São três os grandes modos literários – o lírico , o narrativo e o dramático . </li></ul><ul><li>Do modo dramático fazem parte os seguintes géneros: tragédia, comédia e drama. </li></ul><ul><li>O texto dramático pode ser escrito em prosa ou em verso. A acção é apresentada pelas personagens e situa-se num espaço e num tempo. Para além das falas das personagens há ainda elementos paralinguísticos: as indicações cénicas ou didascálias. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Emprego do diálogo como modo de expressão privilegiado, podendo ocorrer o monólogo ou o solilóquio. </li></ul><ul><li>Estruturação da peça: divisão em actos (dterminada pela mudança de cenários) e cenas ( determinada pela entrada e saída de personagens). </li></ul><ul><li>Coexistência de códigos verbais e não verbais ( visual, sonoro, cinético) </li></ul>
  4. 4. <ul><li>·        Existência de personagens com o papel de confidentes (personagens que existem para que as outras personagens digam o que sentem) e coro (conjunto de pessoas que cantava um cântico pesado que ia interrompendo a acção para comentar o desenrolar da mesma e profetizar </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Tragédia- Texto dramático que aborda a relação do homem com o seu destino e as forças divinas. </li></ul><ul><li>a representação de uma fortuna ilustre, com desfecho fatal, em estilo elevado todo em verso. </li></ul><ul><li>Comédia – Texto dramático que, baseando-se nos diferentes tipos de cómico ( situação, linguagem, personagens), denuncia e critica aspetos da sociedade. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Com o Romantismo aparece um novo tipo de texto dramático: o drama romântico ou melodrama, caracterizado por conter elementos trágicos e cómicos e pelas cenas excessivas e violentas, denunciando, por vezes um certo mau gosto literário. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>  A tragédia tem como objectivo provocar a piedade (pelas vítimas) e terror (por alguém que há-de vir dos mortos) nos espectadores. </li></ul><ul><li>Personagens de alta estirpe (social ou moral). </li></ul><ul><li>  Regra das três unidades : tempo (24 horas), espaço (apenas um) e acção (intriga simples). </li></ul><ul><li>Estrutura tripartida da acção: exposição, conflito, desenlace. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Presságios : Fogo( destrói a família e destrói o retrato); Leituras ( Lusíadas e Menina e Moça) </li></ul><ul><li>Phatos : crescente de aflição e de angústia que conduz ao clímax da acção através de uma precipitação de acontecimentos através dos presságios. </li></ul><ul><li>Hybris: desafio lançado aos deuses ou às autoridades (atitude de D. Madalena ao casar com D. Manuel) </li></ul><ul><li>  </li></ul>Press á gios: Fogo( destr ó i a fam í lia e destr ó i o retrato); Leituras ( Lus í adas e Menina e Mo ç a) Press á gios: Fogo( destr ó i a fam í lia e destr ó i o retrato); Leituras ( Lus í adas e Menina e Mo ç a)
  9. 9. <ul><li>Destino : força superior que transcende a vontade das personagens e perante a qual as personagens se tornam indefesas </li></ul><ul><li>Clímax : auge do sofrimento </li></ul><ul><li>Peripécias : mutação repentina da situação </li></ul><ul><li>Anagnorisis: reconhecimento ou constatação dos motivos trágicos </li></ul><ul><li>Moira ou fatum: força do destino </li></ul><ul><li>Catástrofe   : desfecho trágico </li></ul>
  10. 10. <ul><li>A especificidade de Frei Luís de Sousa - </li></ul><ul><li>tragédia ou drama ? </li></ul>
  11. 11. <ul><li>«Contento-me para a minha obra com o título modesto de drama; só peço que a não julguem pelas leis que regem, ou devem reger, essa composição de forma e índole nova; porque a minha, se na forma desmerece da categoria, pela índole há-de ficar pertencendo sempre ao antigo género trágico.» </li></ul><ul><li>Almeida Garrett, Memória ao Conservatório Real de Lisboa (lida em 6 de Maio de 1843 ) </li></ul>
  12. 12. <ul><li>        Tragédia – sexta-feira (dia de azar); a noite (parte do dia propícia a sentimentos de terror e parte escura do dia); </li></ul><ul><li>os números: </li></ul><ul><li>  7  nº de anos de busca </li></ul><ul><li>   14  tempo de casamento (7 reforçado, 14=2x7) </li></ul><ul><li>21  tempo da acção    </li></ul><ul><li>13  nº de azar, idade de Maria </li></ul><ul><li>  3  nº de elementos da família sujeitos à destruição, 3 retratos na sala dos retratos. </li></ul>
  13. 13. <ul><li>   Pátria – atitudes de Manuel de Sousa que se podem resumir num protesto à tirania, defesa dos valores da pátria. </li></ul><ul><li>    Incêndio à símbolo patriótico </li></ul><ul><li>         A família pode ser vista como a unidade da pátria, a destruição da família é a destruição da pátria governada pelos estrangeiros. </li></ul><ul><li>       Oposição entre D. Manuel e D. João à entre Portugal velho e ultrapassado e o novo e actual que se pretende (Manuel) </li></ul>

×